quinta-feira, 19 de setembro de 2019

WWE 205 Live - 17.09.2019 | Vídeos + Resultados


Devido ao grande sucesso do CruiserWeight Classic no WWE Network, a WWE decidiu apostar numa divisão de Cruiserweights, que agora todas as terças-feiras passaram a ter um programa de 1 hora dedicado exclusivamente a eles na WWE Network chamado 205 Live.

O programa de hoje tem como destaque um combate entre Oney Lorcan e Tony Nese.

Resultados


1) Lince Dorado vence Ariya Daivari por pinfall após aplicar um "Shooting Star Press".

2) "Gentleman" Jack Gallagher vence The Brian Kendrick (c/ Akira Tozawa) por desqualificação após Kendrick atacá-lo fora do ringue com um kendo stick, quando este discutia com Tozawa.

* Após o combate, Brian seguiu atacando Gallagher com o kendo stick, mesmo os pedidos de Tozawa para que ele parasse. Pouco depois, o japonês quebrou uma submissão que Kendrick havia prendido em Jack, jogando o stick fora do ringue e acalmando o parceiro, pedindo para ele se retirar do ringue. Brian acaba deixando o ringue enquanto Akira ajuda Gallagher, mas logo em seguida retorna e ataca o japonês com o kendo stick, indo embora sob o olhar incrédulo do ex-amigo.

3) Tony Nese vence Oney Lorcan por pinfall após aplicar um "Schoolboy". Ao final do combate, Drew Gulak apareceu e segurou a perna de Lorcan quando ele estava perto das cordas, distraindo-o e dando a brecha para Nese vencer.

* O programa se encerrou com Nese e Gulak comemorando na rampa, enquanto Lorcan os observava desapontado do ringue.

Vídeos

WWE NXT 18.09.2019 | Vídeos + Resultados


Durante 2 anos que a marca NXT se estabeleceu como um programa de desenvolvimento de talentos da WWE em formato de reality show (entre 2010 e 2012) até que, a partir de Junho de 2012, passou a ser um programa semanal de 1 hora (sempre gravado previamente) onde as futuras estrelas da WWE batalham por títulos e em rivalidades pessoais que marcaram o formato durante estes últimos 7 anos.

Já tendo alguns testes feitos em épocas de Natal na USA Network, o NXT apresenta-se agora oficialmente como um programa semanal ao vivo de 2 horas (onde a 1.ª hora será transmitida na USA Network e a 2.ª será transmitida na WWE Network) e terá como destaque principal a defesa do NXT North American Championship, no qual o campeão Velveteen Dream defende contra Roderick Strong.

Para além disso, está confirmado uma "Street Fight" entre Matt Riddle e Killian Dain e ainda um "Fatal-Four Way Match" entre Candice LeRae, Io Shirai, Mia Yim e Bianca Belair para determinar a próxima pretendente ao NXT Women's Championship!


STREAMS

(clicar num número para mudar de stream)

1 2 3 4 5 6 7 8 9


quarta-feira, 18 de setembro de 2019

PPV Review - WWE Clash Of Champions 2019

Seth Rollins e Kofi Kingston continuam campeões; Harper ajuda Rowan a vencer Roman Reigns



Data: 15 de setembro de 2019
Arena: Spectrum Center
Localidade: Charlotte, Carolina do Norte


WWE Smackdown Live 17.09.2019 | Vídeos + Resultados


Este episódio do Smackdown Live (transmitido todas as terças-feiras) tem como destaque um Six-Man Tag Team match entre a New Day e o time de Randy Orton e os campeões e duplas The Revival.

Para além disso, também estão confirmados os seguintes combates/segmentos:
  • Entrevista de Erick Rowan sobre sua reunião com Luke Harper no Clash of Champions
  • Coroação de Baron Corbin como King of the Ring
  • Shane McMahon se pronuncia sobre a demissão de Kevin Owens

Resultados


1) The New Day (WWE Champion Kofi Kingston, Big E & Xavier Woods) vencem Randy Orton & Smackdown Tag Team Champions The Revival (Scott Dawson & Dash Wilder) por pinfall após Kingston aplicar um "Trouble in Paradise" em Dawson.

* Após o combate, enquanto a New Day celebrava, Brock Lesnar e Paul Heyman vieram ao ringue. Kofi pede para seus amigos o deixarem sozinho, e Heyman informa, após a introdução usual, que eles estavam ali para oficializar um desafio de Lesnar, que queria enfrentar Kingston na estreia do Smackdown pela Fox, em outubro. Kofi diz que desde que conquistou o título tem sido um campeão competitivo, assim como havia prometido, e por isso aceitava o desafio. Brock vai até ele oferecer um aperto de mão, mas acaba por segurar o ganês e lhe aplica um "F-5".

2) Charlotte Flair vence Sasha Banks (c/ Smakcdown Women's Champion Bayley) por desqualificação após Bayley atacá-la quando havia prendido Sasha no "Figure-4".

* Após o combate, Bayley e Sasha continuaram a atacar Flair até que Carmella apareceu para salvá-la, expulsando Banks do ringue com "Superkicks" e distraindo a campeã até Charlotte se recuperar e derrubá-la com um "Big Boot".

3) Heavy Machinery (Tucker Knight & Otis Dozovic) vencem The B-Team (Bo Dallas & Curtis Axel) por pinfall após aplicarem um "Compactor" em Dallas.

Vídeos

terça-feira, 17 de setembro de 2019

WWE Monday Night Raw 16.09.2019 | Vídeos + Resultados


Este episódio do Monday Night Raw (transmitido todas as segundas-feiras) tem como destaque o combate final do torneio King of the Ring entre Chad Gable e Baron Corbin.

Para além disso, também estão confirmados os seguintes combates/segmentos:
  • Como Becky Lynch reagirá após ser multada por atacar o árbitro no Clash of Champions
  • Reação de Seth Rollins ao ataque de Bray Wyatt
  • Street Profits comandarão a festa para a revelação do sexo do bebê de Maria Kanellis

Resultados


1) The Original Club (WWE United States Champion "The Phenomenal" AJ Styles, Luke Gallows & Karl Anderson) vencem Cedric Alexander & Viking Raiders (Erik & Ivar) por pinfall após Styles aplicar um "Phenomenal Forearm" em Alexander.

* Após o combate, AJ continuou atacando Cedric até Erik entrar no ringue para iniciar uma brawl entre os Raiders e o OC. A briga prossegue até fora do ringue, e Erik derruba todos os envolvidos após aplicar um "Senton Atómico" neles. AJ aproveita para subir na última corda para finalizar Alexander, mas este se recupera e tenta revidar. Porém, Styles consegue reverter um "Frankensteiner" de Cedric em um "Avalanche Styles Clash".

2) Baron Corbin vence Chad Gable por pinfall PARA SE TORNAR O VENCEDOR DO KING OF THE RING TOURNAMENT após aplicar um "End of Days".

3) Ricochet vence Mike Kanellis por pinfall após aplicar um "Recoil".

* Após o combate, Mike permaneceu no ringue e Maria veio até a rampa para reclamar com ele. Ela cita que tentou humilhá-lo para fazer com que ele criasse o ímpeto para defender a honra de seu filho não-nascido, mas viu que como nada daquilo funcionou deveria revelar ao mundo quem era o verdadeiro pai de sua criança. Então, Rusev retorna e vai ao ringue encarar Mike, que parabeniza Maria e o búlgaro pelo filho e tenta fugir. Entretanto, Rusev consegue apanhá-lo e jogá-lo várias vezes contra a barreira de proteção, para depois levá-lo ao ringue.

4) Rusev vence Mike Kanellis por submissão após aplicar um "Accolade".

* R-Truth está fazendo um tour pela região de Knox County, Tenessee, acompanhado pelo prefeito Glenn "Kane" Jacobs. Os dois chegam no estádio de futebol americano da cidade, e após conversarem um pouco, Jacobs apresenta um policial a Truth, que pergunta se ele seria um "Robocop". O oficial nega, mas confirma que atua como árbitro, revelando a camisa listrada por baixo de seu uniforme. Truth tenta fugir, mas acaba batendo na trave do campo, e Glenn aproveita para fazer o pin e conquistar o 24/7 Championship, indo embora em seguida.

5) Rey Mysterio vence Cesaro por pinfall após aplicar um "Dead On Arrival".

6) The Boss and Hug Connection (Smackdown Women's Champion Bayley & Sasha Banks) vencem WWE Women's Tag Team Champions Alexa Bliss & Nikki Cross por submissão após Banks aplicar um "Bank Statement" em Cross. Ao meio da luta, Bayley jogou Alexa nos degraus de aço, e a campeã de duplas aparentemente lesionou o joelho, fazendo que ela se retirasse da luta para fazer a avaliação médica.

* Após o combate, Sasha pegou uma cadeira para atacar Nikki, mas a chegada de Becky Lynch, também com uma cadeira em mãos, a impediu. As duas começaram uma briga com os objetos, até Bayley vir ao ringue também na posse de uma cadeira, sendo interrompida porém, pela chegada de Charlotte Flair. A campeã foi até Flair, mas foi rapidamente derrubada com um "Big Boot", enquanto Sasha distraída acabou sendo finalizada por alguns golpes de Lynch.

* Depois de perseguir o prefeito Jacobs por algum tempo, R-Truth consegue reconquistar o 24/7 Title. Glenn fica irado e o enforca, mas Truth lembra a ele que como agora atua na prefeitura da cidade não teria tempo para defender o cinturão, devido ao sei trabalho. O prefeito concorda e o deixa em paz, com ambos seguindo para aproveitar o Raw.

7) Lacey Evans vence Dana Brooke por submissão após aplicar um "Sharpshooter".

8) WWE Universal Champion Seth Rollins vence Raw Tag Team Champion "The Glorious" Robert Roode (c/ Raw Tag Team Champion Dolph Ziggler) por desqualificação sem o título em jogo após Ziggler quebrar sua tentativa de pin.

* Após o combate, Dolph briga com Rollins, mas com a chega do Original Club o campeão acaba sendo rapidamente dominado e finalizado com um "Magic Killer" de Gallows e Anderson. Em seguida, ele recebe um "Superkick" de Styles, mas nesse momento Kane vem ao ringue, e derruba os campeões de duplas com "Slicing Chops" e o OC com uma série de "Chokeslams". No momento em que faria sua tradicional taunt, as luzes começam a se apagar, marcando a chegada do "Fiend" Bray Wyatt, que aplica uma "Mandible Claw" no mascarado, o expulsando do ringue. Wyatt então volta suas atenções a Rollins, que, caído no canto do ringue, nada pode fazer a não ser desviar o olhar da encarada que Bray lhe dá, à centímetros de seu rosto. O programa se encerra com uma versão distorcida da vinheta da Firefly Funhouse.

Vídeos

segunda-feira, 16 de setembro de 2019

WWE Clash of Champions 2019 | Vídeos + Resultados


A WWE apresenta mais um PPV em que todos os títulos do Monday Night Raw, Smackdown Live e 205 Live estarão em jogo chamado Clash of Champions e como grande destaque teremos Seth Rollins a ter uma dupla defesa, pois defenderá o WWE Universal Championship contra Braun Strowman e ainda junta-se ao seu oponente para defenderem os Raw Tag Team Championships contra Dolph Ziggler e Robert Roode.

Para além disso, teremos a defesa dos WWE Championship, em que o campeão Kofi Kingston defende contra o seu rival de longa data Randy Orton e ainda teremos a defesa do Raw Women's Championship, no qual a campeã Becky Lynch defende contra Sasha Banks. Tudo isto e muito mais...

Os combates confirmados para o PPV são os seguintes:

CARD

WWE Universal Championship Match
Seth Rollins © vs. Braun Strowman

WWE Championship Match
Kofi Kingston © vs. Randy Orton

Raw Women's Championship Match
Becky Lynch © vs. Sasha Banks

Smackdown Women's Championship Match
Bayley © vs. Charlotte Flair

No Disqualification Match
Roman Reigns vs. Erick Rowan

Raw Tag Team Championship Match
Seth Rollins & Braun Strowman © vs. Dolph Ziggler & Robert Roode

Smackdown Tag Team Championship Match
The New Day (Xavier Woods & Big E.) © vs. The Revival (Scott Dawson & Dash Wilder)

Intercontinental Championship Match
Shinsuke Nakamura © vs. The Miz

United States Championship Match
AJ Styles © vs. Cedric Alexander

WWE Women's Tag Team Championship Match
Nikki Cross & Alexa Bliss © vs. Fire & Desire (Mandy Rose & Sonya Deville)

WWE Cruiserweight Championship
Triple Threat Match
Drew Gulak © vs. Lince Dorado vs. Humberto Carrillo

PREVIEW


Para ler a preview da equipa, basta clicar na palavra a seguir: AQUI


RESULTADOS


Kickoff Show:

* O painel de analistas para este Kickoff será moderado por Jonathan Coachman e conta com a presença de Charly Caruso, ex-Tag Team Champion David Otunga e do WWE Hall Of Famer, Booker T...

* Ao falarem do combate pelo WWE Championship, Charly Caruso entrevista os New Day (WWE Champion Kofi Kingston e Smackdown Tag Team Champions Big E. & Xavier Woods), no qual estes falam sobre como os Revival tiveram de se deslocar ao território inimigo para conquistar ouro e que não vai ser fácil conseguirem tirar os títulos deles. Kofi menciona que está pronto para enfrentar Randy Orton um contra um e continuará WWE Champion por muito tempo.

* Passam a palavra para os comentadores do 205 Live (Vic Joseph, Aiden English e Dio Maddin) que estão prontos para o primeiro combate da noite!

1) Drew Gulak venceu Humberto Carrillo e Lince Dorado para reter o WWE Cruiserweight Championship após Drew enviar Humberto de ombro contra o poste do ringue (depois deste ter aplicado um "Aztec Press" em Lince) e aplicar um "pinfall" com ponte a Lince.

* Depois de vermos um vídeo a promover a rivalidade entre Bayley e Charlotte Flair, Sarah Schreiber está na área de entrevistas com Sasha Banks e a Smackdown Women's Champion Bayley, onde estas duas gozam com o facto de "estarem assustadas com a pressão" e Sasha menciona que vai conquistar o Raw Women's Championship e continuar a ser a "Boss" da divisão feminina do Raw. Já Bayley menciona que irá continuar campeã e que continuará a defender a divisão pelas razões certas.

* Passamos para o último combate do Kickoff, onde os comentadores serão o painel de comentadores do Monday Night Raw, Michael Cole, Corey Graves e Renee Young!

2) AJ Styles venceu Cedric Alexander para reter o United States Championship após aplicar um "Styles Clash". Após o combate, AJ continua a atacar Cedric e chama pelos amigos dele dos The OC (Luke Gallows e Karl Anderson), onde dão vários pontapés a Cedric e celebram a vitória de AJ com um gesto de "Too Sweet".

* Este Kickoff Show termina com o painel de analistas a darem a sua opinião sobre o combate pelo WWE Universal Championship, até que vemos os Raw Tag Team Champions Seth Rollins e Braun Strowman a caminhar nos bastidores da arena, no qual Jonathan termina o programa a dizer que o combate pelos títulos será o primeiro do PPV.

Pay-Per-View:

* Passa um vídeo de apresentação do PPV, onde Michael Cole dá as boas-vindas a todos os espetadores a quem está a assistir ao PPV e será ele juntamente com Corey Graves e Renee Young a comentarem os combates do lado do Monday Night Raw!

1) Dolph Ziggler e Robert Roode venceram Braun Strowman e WWE Universal Champion Seth Rollins para se tornarem nos NOVOS RAW TAG TEAM CHAMPIONS após Braun empurrar Roode contra Seth sem querer, permitindo a Ziggler expulsar Braun e a Roode aplicar um "Glorious DDT" a Seth.

* Nos bastidores, Charly Caruso entrevista Braun Strowman sobre o facto de terem os títulos e o foco dele para mais logo, no qual Braun menciona que não foi ele que perdeu os títulos e que irá garantir que a onda de derrotas irá continuar da mesma forma, pois irá conquistar o Universal Championship e Seth irá sofrer das mãos dele.

* Na área de entrevistas, Kayla Braxton fala com a Raw Women's Champion Becky Lynch onde esta fala sobre como Sasha Banks deveria ser a mulher a responder às perguntas que Kayla lhe está a fazer, pois Becky já provou o que os críticos lhe diziam e este é a melhor parte da carreira que nenhuma mulher conseguiu ter na WWE, mencionando todas as conquistas dela nos últimos 12 meses na WWE. Pergunta a Sasha se está pronta para a enfrentar, pois The Man está e irá mostrar o que vale.

* O painel de comentadores do Smackdown vai ser Tom Philips, Corey Graves e Byron Saxton e estes mencionam o combate pelo Smackdown Women's Championship, no qual passa um vídeo a promover a rivalidade entre Bayley e Charlotte Flair!

2) Bayley venceu Charlotte Flair para reter o Smackdown Women's Championship após enviar Charlotte contra o canto do ringue exposto.

3) The Revival (Scott Dawson e Dash Wilder) venceram The New Day (Xavier Woods e Big E.) para se tornarem nos NOVOS SMACKDOWN TAG TEAM CHAMPIONS via "submission" após um "Inverted Figure-Four Leglock" de Dawson em Xavier, enquanto Dash não permitia que Woods chegasse às cordas.

* Após o combate, na rampa de entrada, Scott Dawson pega num microfone e fala sobre o facto dos títulos nunca mais voltarem para aqueles devoradores de panquecas e que estão para reviver esta divisão. Wilder menciona sobre serem da velha guarda e Dawson fala sobre como Orton irá ser WWE Champion e que finalmente será um "Novo Dia" na WWE.

* Na área de entrevistas, Charly Caruso fala com as WWE Women's Tag Team Champions Alexa Bliss e Nikki Cross, onde são interrompidas por um microfone que está a ser colocado pelo 24/7 Champion R-Truth e no qual Alexa aproveita para dizer que se querem uma oportunidade pelo título, R-Truth está na área de entrevistas e nisto aparecem lutadores para o perseguir a ele e Carmella (que o acompanha).

4) Nikki Cross e Alexa Bliss venceram Fire & Desire (Mandy Rose e Sonya Deville) para reter os WWE Women's Tag Team Championships após um "Hanging Cross Neckbreaker" de Nikki em Mandy. Durante o combate pelos títulos, o 24/7 Champion R-Truth aparece com Carmella no ringue juntamente com vários lutadores e Alexa tentou capturar o título com um "Rollup" mas sem sucesso.

* Durante a entrada de Shinsuke Nakamura, Sami Zayn tem um microfone na mão explicando as coisas más que The Undertaker fez a ele, provocando uma lesão no pescoço e está aqui para representar o Intercontinental Champion!

5) Shinsuke Nakamura (c/ Sami Zayn) venceu The Miz para reter o Intercontinental Championship após um "Kinshasa".

* Passa um vídeo a promover a rivalidade entre Sasha Banks e Becky Lynch...

6) Sasha Banks venceu Becky Lynch via DQ, permitindo a Becky reter o Raw Women's Championship após Becky acertar sem querer com a cadeira no árbitro.

* Depois do combate (apesar da campainha nunca ter tocado), Becky esteve a perseguir Sasha por toda a arena, aplicando um "Dis-Arm-Her" usando os postes das escadas no público e ao voltarem para o ringue, Becky ataca Sasha com a cadeira várias vezes, terminando o ataque, aplicando um "Dis-Arm-Her" usando a cadeira até ser separada por oficiais e árbitros.

* Passa um vídeo a promover a rivalidade intensa entre Kofi Kingston e Randy Orton...

7) Kofi Kingston venceu Randy Orton para reter o WWE Championship após aplicar um "Trouble In Paradise".

* Nos bastidores vemos os Street Profits (Angelo Dawkins e Montez Ford) onde eles falam sobre o que acabou de acontecer e depois fazem previsões sobre as finais do torneio King of the Ring, em que estão a prever uma vitória de Chad Gable... nisto aparece King Booker que também faz a sua declaração real de quem irá ganhar o torneio este ano, até que Angelo pede para ser o seu servente e Booker T larga a sua personagem de King para lhes dizer que não acredita no que ouviu e termina com a sua frase favorita "Now can you dig that, suckaaaaaaaa..."

* Mostram um vídeo a promover toda a rivalidade entre Roman Reigns e Erick Rowan...

8) Erick Rowan venceu Roman Reigns num "No Disqualification Match" após aplicar um segundo "Iron Claw Chokeslam" depois de LUKE HARPER regressar e ajudar Rowan com uma combinação de "Corner Splash / Discus Clothesline".

* Nos bastidores, vemos o WWE Universal Champion Seth Rollins a preparar-se até que Charly Caruso interrompe para perguntar sobre o que aconteceu no combate pelos Raw Tag Team Championships, no qual Seth diz que não está preocupado com isso, mas sim com o futuro e que já derrubou uma besta e agora vai derrubar um monstro.

9) Seth Rollins venceu Braun Strowman para reter o WWE Universal Championship após aplicar um "Pedigree" seguido de um 4.º "Curbstomp".

* Depois do combate, Seth Rollins está na rampa de entrada a pousar com o título até que as luzes apagam e aparece "THE FIEND" BRAY WYATT que aplica um "Sister Abigail" na rampa, seguido de um "Mandible Claw" e o PPV termina com as luzes desligadas e a ouvir-se o riso maléfico de Wyatt.


VIDEOS

------------------------------
Kickoff Show
------------------------------




------------------------------
Clash of Champions 2019
------------------------------





domingo, 15 de setembro de 2019

WN Apostas 2019 (2.ª Temporada) | WWE Clash of Champions


Num evento em que praticamente todos os títulos da WWE estarão em jogo, a WWE apresenta mais uma edição anual do PPV remodelado para Clash of Champions. Sejam bem-vindos às apostas oficiais deste PPV no Wrestling Noticias e convidamos a todos para experimentar esta renovada temporada de apostas em que o sistema está completamente modificado.

WWE Clash of Champions 2019 | Preview


A WWE apresenta mais um PPV em que todos os títulos do Monday Night Raw, Smackdown Live e 205 Live estarão em jogo chamado Clash of Champions e como grande destaque teremos Seth Rollins a ter uma dupla defesa, pois defenderá o WWE Universal Championship contra Braun Strowman e ainda junta-se ao seu oponente para defenderem os Raw Tag Team Championships contra Dolph Ziggler e Robert Roode.

Para além disso, teremos a defesa dos WWE Championship, em que o campeão Kofi Kingston defende contra o seu rival de longa data Randy Orton e ainda teremos a defesa do Raw Women's Championship, no qual a campeã Becky Lynch defende contra Sasha Banks. Tudo isto e muito mais...

Os combates confirmados para o PPV são os seguintes:

CARD

WWE Universal Championship Match
Seth Rollins © vs. Braun Strowman

WWE Championship Match
Kofi Kingston © vs. Randy Orton

Raw Women's Championship Match
Becky Lynch © vs. Sasha Banks

Smackdown Women's Championship Match
Bayley © vs. Charlotte Flair

No Disqualification Match
Roman Reigns vs. Erick Rowan

Raw Tag Team Championship Match
Seth Rollins & Braun Strowman © vs. Dolph Ziggler & Robert Roode

Smackdown Tag Team Championship Match
The New Day (Xavier Woods & Big E.) © vs. The Revival (Scott Dawson & Dash Wilder)

Intercontinental Championship Match
Shinsuke Nakamura © vs. The Miz

United States Championship Match
AJ Styles © vs. Cedric Alexander

WWE Women's Tag Team Championship Match
Nikki Cross & Alexa Bliss © vs. Fire & Desire (Mandy Rose & Sonya Deville)

WWE Cruiserweight Championship
Triple Threat Match
Drew Gulak © vs. Lince Dorado vs. Humberto Carrillo

PREVIEW




WWE Cruiserweight Championship
Triple Threat Match
Drew Gulak © vs. Lince Dorado vs. Humberto Carrillo

Diego Meira – O momento da verdade para o jovem Humberto Carrillo chegou. Depois de uma chegada meteórica ao 205 depois de sua passagem no NXT, o mexicano alcançou seu primeiro combate pelo título dos Cruiserweights, após vencer o mini-torneio estabelecido por Drake Maverick. Porém, sua luta contra Drew Gulak acabou sofrendo uma mudança que não lhe pareceu muito agradável.

Desde algum tempo atrás, Lince Dorado tem tido alguns problemas com Humberto. Muito pela influência de Ariya Daivari, que tentava puxar o mascarado para seu lado, ele e Carrillo mantêm uma certa rixa, e após vencer uma luta contra este, Dorado conseguiu ser adicionado à luta do CoC.

E dada a forma como os dois se tratam, não é difícil de imaginar que ambos vão acabar tendo altercações bastante intensas na luta pelo título. Lince tem mostrado vários indícios de um possível turn, e uma derrota neste combate pode ser o ponto certo para que tal mudança aconteça.

Obviamente, o maior beneficiado nisto é Gulak. Seu reinado tem sido bastante sólido, calcado em sua nova gimmick e assumindo uma postura bastante agressiva e calculista, então tirar proveito da briga entre os dois é claramente algo que ele fará. E justamente por isso, que vou apostar na vitória dele, para além disso, ganharmos um novo e menos festivo Lince Dorado.

Vencedor: Drew Gulak (AINDA CAMPEÃO)



WWE Women's Tag Team Championship Match
Nikki Cross & Alexa Bliss © vs. Fire & Desire (Mandy Rose & Sonya Deville)

Chris JRM – Os cintos que melhor me fazem aceitar as interacções entre brands. Calha-vos um escriba que não é lá grande fã da "wild card rule" ou lá o que queiram chamar à desorganização que isso permite que se instale.

Para aqui tem que ser, porque há realmente uma divisão de equipas feminina mas é olhando para o todo, nem haveria com que fazer tanto cinto se tivessem um par para cada brand!

Calha-vos também um escriba fã incondicional das Iiconics. Mas que aceita que títulos têm que mudar de mãos e isto nas mãos de Alexa Bliss automaticamente acaba por ter mais tempo de antena e atenção. E o primeiro ouro para Nikki Cross! Desde que não me descartem as minhas Australianas predilectas, está tudo óptimo aqui.

Lá passaram à frente de outras equipas bastante habilitadas como as Kabuki Warriors ou aqui as meninas Mandy e Sonya, fortes candidatas. Sem angle lésbico como se rumorou - apesar que eu saltava a bordo de uma história que resultaria apenas de uma forma e era com uma Face Turn de Sonya e Mandy carregadinha de heat. Mas não é relevante para o caso, têm um par de cintos a disputar.

Não vão roubar aqui o show, nem sei se terão um combate que chegará aos dez minutos. Nem sei se vão estar no show principal. Mas competentes serão, com certeza. E até que dava já para as tais "Fire & Desire" vencer e ter o Corey a fritar com a imagem da Mandy já galardoada é bem mais hilariante que o que qualquer um queira admitir.

Mas se calhar até vão experimentar mais com a dupla de Alexa e Nikki, a tentar a aliança realmente dita e adiar a esperada traição de Alexa, a ver como resulta a pender mais para o lado Face e simpatia para com a parceira, do que o mero uso e abuso. Até lhe prolongam o reinado, se calhar...

Vencedoras: Nikki Cross & Alexa Bliss (AINDA CAMPEÃS)

Fábio Santos – Confesso honestamente que já estava a ver que a divisão de equipas feminina iria tornar-se nisto... nada contra as 4 lutadoras que estão neste combate, mas no início do ano aquando a criação deste título, acharia que a WWE iria dar algum destaque e que as IIconics não tivessem um reinado da treta, mas não!

Passando para o combate em si, nunca acharia que a Nikki e a Alexa se tornasse em algo que levasse a esta conquista, mas a realidade é que elas juntas têm uma química boa e não duvido que a WWE continue a apostar no reinado delas.

É óbvio que não vão separar a Mandy e a Sonya, até porque a WWE neste momento precisa que haja equipas credíveis e não equipas formadas há pouco mais de um mês para que ao menos haja uma divisão destas e portanto, acredito que a amizade de Nikki e Alexa as levará para que continuem com os títulos.

Vencedoras: Nikki Cross & Alexa Bliss (AINDA CAMPEÃS)



United States Championship Match
AJ Styles © vs. Cedric Alexander

Jorge Vieira – Um combate marcado à ultima da hora, com Cedric Alexander a conseguir um pin na última edição da RAW sobre AJ Styles num 5-on-5 tag-team match, e assim a garantir esta oportunidade.

Quanto ao combate em si, estou à espera de um Cedric à procura das suas manobras aéreas, com um ritmo muito acelerado, e com AJ Styles à procura de um ritmo mais metódico, com manobras mais “ground based”, para contrariar o seu adversário. No fim, a maior experiência dará frutos a AJ Styles, que sairá com o seu título intacto.

Vencedor: AJ Styles (AINDA CAMPEÃO)



Intercontinental Championship Match
Shinsuke Nakamura © vs. The Miz

Chris JRM – Calha-vos um escriba que não é lá grande fã da "wild card rule"! Isso já foi dito ou não? Não importa, temos aqui um campeonato que por muito apelativo e perfeitamente legítimo que seja, acaba por ir buscar malta à casa ao lado, a dar a entender que no Smackdown não havia candidatos para o título e que, se calhar, não havia o que fazer com Miz no Raw.

Outra coisa que dão a entender é que se calhar até se arrependem de ter transferido Miz para o Raw quando se calhar era no Smackdown que havia planos a longo prazo para ele. É para o colocar na cruzada pelos recordes do título Intercontinental? Então que ficasse onde o dito cinto estava.

Mas pronto, as coisas estão como estão, paciência, desfrutemos porque há-de sair daqui um combate jeitoso. Nakamura precisa de uma plataforma especial ou temporal ou qualquer coisa, para se exprimir em ringue e Miz, que já é um wrestler de se levar a sério há imenso tempo, parece ainda motivar-se constantemente pelo ter algo a provar. E lá vai ele, sempre a subir, ainda fresco de uma grande fase da sua carreira.

E o Sami Zayn como orador de Nakamura! Mesmo sendo do Raw, goddammit, é uma mais valia para o linguisticamente limitado Nakamura e para o espectador, com Sami Zayn a fazer resultar quase tudo - quase porque ainda existiu aquela tal feud com o Bobby Lashley, lembram-se? E ele ainda salvou muito segmento!

Espero ver aí umas artimanhas e umas parvoíces da parte dele e espero ver um bom combate a fazer juz ao título. Nakamura, agora acompanhado, merece mostrar coisas com um título daqueles em posso. É seguir em frente. E Miz... Arranja-se coisa boa de comer no Raw, também...

Vencedor: Shinsuke Nakamura (AINDA CAMPEÃO)

Diego Meira – Depois de um bom tempo esquecido pela WWE, Shinsuke Nakamura parece ter voltado a se encontrar como campeão depois de se associar com Sami Zayn.

Cobrindo o problema que seu sotaque forte lhe traz, e ainda tendo liberdade para agir como ele mesmo, Nakamura tem mostrado potencial para enfim ter um reinado digno, algo que não ocorre desde o NXT.

Já The Miz continua da forma como sempre estava. Claramente o grande pilar do midcard da WWE, o “A-Lister” ganhou o direito de competir pelo título após várias altercações com Zayn e Shinsuke.

Não vejo exatamente razões para que ele venha a destronar o japonês, mas sua habilidade notória vai permitir que a luta transcorra de forma satisfatória e agradável aos fãs.

Quanto ao resultado, sinceramente espero que Nakamura saia vencedor. A parceria com Sami tem sido excelente, ainda mais pelo quão chato o canadense consegue ser enquanto bajula infinitamente o campeão. Então, para não perdermos isso, eu apostarei na vitória de Shinsuke.

Vencedor: Shinsuke Nakamura (AINDA CAMPEÃO)



Smackdown Tag Team Championship Match
The New Day (Xavier Woods & Big E.) © vs. The Revival (Scott Dawson & Dash Wilder)

Jorge Vieira – Vai ser um dos melhores combates da noite, porque ambas as equipas são tecnicamente perfeitas e percebem o que têm de fazer a cada momento do combate para atrair as atenções do público.

Estou à espera de um combate não mais longo do que 12-13 minutos, com os Revival a dominar a maior parte do mesmo, impedindo Xavier Woods de fazer o tag.

No entanto, no final, estou à espera que Big E consiga entrar e faça a diferença para a sua equipa, que prevejo que sairá vencedora e continuará a reinar como campeã de equipas da marca azul.

Vencedores: The New Day (Xavier Woods & Big E.) (AINDA CAMPEÕES)



Raw Tag Team Championship Match
Seth Rollins & Braun Strowman © vs. Dolph Ziggler & Robert Roode

McPhillip – Na mesma noite em que Seth Rollins lutará com Braun Strowman pelo título universal, os Raw Tag Team Champions unirão forças contra o perigoso conjunto de Dolph Ziggler e Robert Roode.

Tendo em conta que esta equipa é “improvisada”, após um salvar o outro em ataques externos, e (pessoalmente) achar que já é hora de dar mais um título a lutadores que andam descontentes e que trabalham tanto, acho que já é hora de dar o mérito a todo o trabalho que Roode e Ziggler fazem nos bastidores, e vencerem o título.

Vencedores: Dolph Ziggler & Robert Roode (NOVOS CAMPEÕES)

Pedro Sousa – Bem, acho que teremos novos campeões de equipas aqui, porque muito provavelmente Strowman irá atacar Rollins de modo a aumentar as suas chances de vencer o Universal Title mais logo no PPV.

Esta equipa de Roode e Ziggler é interessante e Roode tem historial em fazer com que tag teams funcionem, exemplos: Beer Money, Roode e Aries e mais recente Roode e Gable

Vencedores: Dolph Ziggler & Robert Roode (NOVOS CAMPEÕES)



No Disqualification Match
Roman Reigns vs. Erick Rowan

McPhillip – Numa (mais uma) tentativa de forçar o público a apoiar incondicionalmente Roman Reigns, este foi atacado sem misericórdia nas últimas semanas, com espécies de tentativas de homicídio.

Rowan tem sido acusado de perpetrar esses ataques, e revoltou-se contra Daniel Bryan, tornando-se volátil. Reigns quer tirar esta história a limpo e irão enfrentar-se num No Disqualification Match.

Estou para ver se haverá interferências demoníacas neste combate (Fiend), portanto a minha escolha será para Rowan, para continuar esta feud…

Vencedor: Erick Rowan

Pedro Sousa – Creio que Roman Reigns irá vencer Rowan num combate que é nada mais nada menos que o único hardcore match do ppv, deverá ser interessante o que Bryan irá fazer nesta situação.

Esta novela que se tem arrastado ao longo destas semanas terá agora a sua conclusão e finalmente poderemos avançar...

Vencedor: Roman Reigns



Smackdown Women's Championship Match
Bayley © vs. Charlotte Flair

Fábio Santos – Era inevitável que Bayley teria de defender o título contra Charlotte Flair, pois apesar de todas as críticas que hajam por aí sobre Charlotte ser filha de quem é, ela foi a mulher que arrancou o melhor combate feminino do SummerSlam e ela sabe o que faz no ringue.

Agora é óbvio que Bayley como campeã precisa de algo mais do que segurar o título e abraçar pessoas e com este regresso da Sasha, chocou-me ver a WWE arriscar um "heel turn" na mulher que gosta de distribuir abraços.

A Charlotte era teoricamente a "heel" neste combate, mas com esta surpresa já não sei quem realmente é a má desta história e aqui é que a WWE fez a melhor coisa que podia à Bayley, pois desde o NXT que nunca se portou como má na realidade.

O que é certo é que Bayley mantém-se leal à sua grande amiga Sasha Banks e nesta história em teoria não faz a Bayley de "heel" pois ela pode continuar a distribuir abraços mas mostra a todos que mantém a sua lealdade a alguém como Sasha, que acaba de se tornar na má desta situação.

O combate vai ser de boa qualidade, isso ninguém o nega e olhando para tudo o que tem acontecido, creio que o mais lógico será a WWE fazer Bayley reter o título, mas como muitas vezes não jogam com a lógica, vou apostar na Charlotte Flair a tornar-se na campeã pela 10.ª vez!

Vencedora: Charlotte Flair (NOVA CAMPEÃ)

Kleber – Bayley fez um dos heel turns mais surpreendentes dos últimos tempos, e sua amizade com Sasha Banks parece mais forte do que nunca.

A doce garota que distribuía abraços parece não existir mais, agora temos apenas a garota má, uma total mudança de atitude. A nova personalidade de Bayley pode ser uma renovação da mesma perante o WWE Universe, ainda que ache que lhe falta mudar o visual, para combinar melhor com a nova atitude.

Quis o destino que essa mudança acontecesse quando ela está para enfrentar Charlotte Flair. Charlotte não tem a simpatia do WWE Universe, já que as suas últimas oportunidades por título não foram merecidas.

Isso entra em conflito com o fato de ela ser filha do WWE Hall of Famer Ric Flair, o que, para alguns, é um fato determinante em seus pushes ou conquistas de título. Apesar de tudo isso, Charlotte é uma adversária difícil (já que ela herdou os genes do wrestling de seu pai), mas Bayley foi de subestimada a favorita para reter o titulo.

Vencedora: Bayley (AINDA CAMPEÃ)



Raw Women's Championship Match
Becky Lynch © vs. Sasha Banks

Fábio Santos – Achei muito estranho a WWE estar com poucas lutadoras "heel" credíveis no Raw, até que surpresa... surpresa... Sasha Banks regressa no Raw pós-SummerSlam e ataca Natalya e finalmente temos aqui um combate que ainda não tinha acontecido num PPV da WWE.

Becky Lynch começou a crescer nos olhos de muita gente quando ela enfrentou Sasha Banks no NXT pelo NXT Women's Championship num combate em que teve uma história muito bem contada e que mostrou a qualidade de Becky no ringue (também porque Sasha ajudou bastante).

E neste PPV espero exatamente a mesma qualidade de combate entre estas duas lutadoras e no qual estou a prever que o reinado de Becky irá chegar ao fim e pensando num futuro a longo prazo, quão bom seria finalmente a Sasha e a Bayley como campeãs nos respetivos programas e no Survivor Series teríamos o desejado combate entre as duas grandes amigas.

Olhando mesmo para tudo o que tem acontecido, a WWE não pode perder a oportunidade de Sasha ser "heel" e finalmente dar-lhe um reinado decente como campeã, começando neste PPV, que será a minha aposta para vencedora!

Vencedora: Sasha Banks (NOVA CAMPEÃ)

Kleber – O retorno de Sasha Banks, quando já se acreditava ser iminente sua saída da WWE, acabou por se tornar uma surpresa agradável, dado sua nova e cruel faceta.

O ataque brutal á Becky Lynch foi uma demonstração de sua vontade em retomar o posto de campeã da divisão feminina da brand vermelha. Sua sede por glória a fez passar por cima até mesmo de amigas para ter a atenção de Becky e desafiá-la pelo título.

Sasha retornou como uma adversária a altura de Becky, mas ela não ganhou a alcunha de “The Man” à toa. Becky está tendo fazendo por merecer o título de campeã, não parece acomodada por estar no topo, e não foge de desafios.

Este será um combate duro e não tão previsível, o que pode fazer com que essa rivalidade dure algum tempo.

Vencedora: Becky Lynch (AINDA CAMPEÃ)



WWE Championship Match
Kofi Kingston © vs. Randy Orton

Alex Lucas – Ora aqui está um exemplo de quando a WWE quer, sabe contar uma boa história. Sabíamos que todos os Títulos que já conquistou, Kofi Kingston teria mais tarde ou mais cedo que ser Campeão da WWE (nem que fosse por uma semana), mas também sabemos que, com quase 40 anos de idade, Randy Orton terá pelo menos mais uma run como Campeão da WWE.

Isto de forma a cimentar o seu legado e a confirmar o “Apex Predator” como um dos melhores de sempre, antes de provavelmente entrar numa fase da carreira onde a prioridade número 1 será, muito possivelmente, colocar na ribalta os talentos que são apontados como o “futuro” da companhia.

A WWE esperou uma década para contar essa história: Desde aquele célebre “botch” que aparentemente ocorreu quando Kingston sofreu um RKO de Randy Orton na primeira feud entre eles em 2009, até agora, quando Randy Orton já não é tão main-eventer como era nesse ano e Kofi Kingston tem em sua posse o único Título que lhe escapou.

E don’t get me wrong, o reinado de Kofi Kingston tem sido um autêntico conto de fadas e personifica aquilo que é a verdadeira ascensão na “hierarquia” da WWE, mas parece-me que esta poderá ser a oportunidade perfeita para a WWE confirmar Randy Orton como um ícone da companhia antes que este entre numa fase mais descendente da carreira, uma vez que já conquistou praticamente tudo o que era possível.

Prevejo um combate muito técnico, por vezes metódico, com Kofi Kingston muitas vezes a contrariar isso com uma ofensiva aérea, mas no fim Randy Orton sairá campeão.

Vencedor: Randy Orton (NOVO CAMPEÃO)

Diego Meira – As voltas que o mundo dá. Anos atrás, jamais imaginaríamos ver Kofi Kingston enfrentando Randy Orton pelo WWE Championship, mas aqui estamos e o ganês é o campeão que defenderá seu reinado com um Orton que há muito não víamos.

Desde que realizou o desafio inicial a Kofi que Orton tem retornado aos poucos ao jeito psicótico que o consagrou nos idos de 2009. Realizando ataques constantes, relembrando notórios momentos em que humilhou Kingston e até sendo franco em dizer que usou de sua influência para barrar uma ascensão do agora campeão, Randy tem feito de tudo que pode para destruir o espírito de Kofi. E vemos como ele está conseguindo ter êxito no trabalho.

Kingston demonstrou-se cada vez menos estável a cada novo ataque perpetrado pelo “Viper”, assistindo o mesmo dizimar seus colegas da New Day, e até mesmo ameaçar sua família.

Percebemos o quanto o campeão busca por vingança e como ele deixa, aos poucos, que a raiva tome conta de si, o que normalmente faz com que erros graves sejam cometidos.

Creio que será assim que o combate deverá seguir, com Orton provocando Kofi de todo jeito possível e aguardando pelo momento certo para se aproveitar de um erro deste.

E então, pela décima quarta vez, teremos Randy Orton como campeão mundial da WWE. Não é exatamente o que muitas pessoas querem, mas é o que vejo acontecendo.

Assim, estarei apostando na vitória de Randy Orton, e numa mudança de atitude de Kofi, que com certeza não vai deixar o novo campeão ter uma vida calma.

Vencedor: Randy Orton (NOVO CAMPEÃO)



WWE Universal Championship Match
Seth Rollins © vs. Braun Strowman

Alex Lucas – Este é um dos combates mais aguardados do Clash of Champions, e com toda a razão de o ser. Seth Rollins passou por muito para conquistar o Universal Championship e, por outro lado, Braun Strowman já há muito que anda a cobiçar o referido título, ele que ainda procura construir a sua “sala de troféus” na WWE.

Este combate tem a condicionante de colocar frente a frente os Campeões de Tag Team do RAW, o que deixará antever, na minha opinião, a perda desses Títulos, o que adicionaria mais tensão a este combate e permitiria que a sua “história” fosse melhor contada.

Será um combate que tem tudo para ser interessante também no aspeto dos estilos – Seth é um wrestler mais vistoso, mais ágil e sobretudo mais resistente, Braun é alguém que personifica a brutalidade da força humana.

Prevejo um combate que coloque Seth Rollins como um herói que desafia todas as probabilidades, isto é, um combate que ao início será dominado quase totalmente pelo Braun mas que depois acabará com uma performance épica do Campeão que, assim, manterá o seu Título.

Mas sobretudo acho que fica aberta a porta para um heel turn do Braun Strowman, sobretudo devido à tensão que poderá levar à perda dos Títulos de Tag Team do RAW e também devido à forma como este combate se poderá desenrolar.

Vencedor: Seth Rollins (AINDA CAMPEÃO)

João Sousa – Aqui está uma grande “embrulhada”. Neste momento não há como negar que o Seth é a cara da WWE e depois do build da conquista do Universal Title a culminar com uma vitória “quase impossível” sobre Brock Lesnar o seu reinado não pode ser tão pequeno.

Por outro lado o Braun já perdeu demasiadas vezes na tentativa de conquistar este título e mais uma derrota poderia ser a machadada final na credibilidade de um “monstro” imparável e totalmente dominante.

Sendo assim, penso que o mais provável será uma interferência da stable OC, continuando a onda de confrontos das últimas semanas, resultando numa vitória para o Braun via desqualificação, dando assim o triunfo ao Braun e o Seth retinha o título.

Quanto ao combate em si, não espero grande espetacularidade uma vez que os move-set dos dois lutadores não são particularmente compatíveis, compensando com um ou dois spots mais “vistosos” para captar o interesse do público ao longo do combate.

Vencedor: Braun Strowman via DQ (SETH ROLLINS - AINDA CAMPEÃO)





PS: Não esquecer que, daqui por umas horas começará a transmissão ao vivo do WWE Clash of Champions, que contará com o habitual "chat" para podermos conversar e as "streams". Bom PPV para todos!

Pro Wrestling in Pictures (353) | Kings of the Ring

Este é o regresso do Pro Wrestling In Pictures, que é um lugar onde são demonstradas as melhores imagens do Pro Wrestling, sejam estas emocionais ou cómicas. Todas tem um lugar aqui. Esta semana tem como tema o King of the Ring que terá a sua final esta noite! Recordemos vários Kings of the Ring e as suas peripécias. Qual o vosso favorito? Já sabemos que é o KING BOOKAH! Caso queiram enviar as vossas imagens ou até mesmo gifs, podem-nas enviar para o nosso e-mail wrestlingnoticias@gmail.com
























Por quem estás?





IMPACT Wrestling 13.09.2019 | Vídeos + Resultados


Este episódio do IMPACT Wrestling, exibido simultaneamente pelo canal Pursuit e pelo Twitch, tem como destaque uma Street Fight entre JAke Crist e Sami Calliha, da oVe, contra o time de Tommy Dreamer e Tessa Blanchard.

Para além disso, também estão confirmados os seguintes combates/segmentos:
  • Conseguirá Eddie Edwards se vingar de Ace Austin?
  • Dr Wagner Jr vs Texano Jr
  • Estreia in-ring de Tenille Dashwood contra Kiera Hogan

Resultados


1) Tenille Dashwood vence Kiera Hogan por pinfall após aplicar um "Spotlight".

2) "Unbreakable" Michael Elgin vence AAA World Mínis Champion Dinastía por pinfall após aplicar um "Emerald Flowsion".

* Após o combate, Elgin disse que aquela parecia ser apenas mais uma vitória para ele, mas que na verdade era uma mensagem que ele mandava para todo o mundo. Michael menciona o tempo em que competiu na New Japan Pro Wrestling, tendo enfrentado nomes como Kazuchika Okada e Tanahashi Hiroshi, mas diz que apenas um homem na promotora japonesa nunca dividiu o ringue com ele, para encarar a luta de sua vida. Este homem iria voltar ao Impact no Bound for Glory, e Elgin então lança o desafio, atestando que no pay-per-view, ele combateria Marufuji Naomichi.

3) Dr Wagner Jr vence El Tezano Jr por pinfall após aplicar um "Wagner Driver".

4) Ace Austin vence Eddie Edwards por desqualificação após Edwards atacá-lo fora do ringue com uma cadeira.

*Após o combate, Eddie jogou a cadeira mais uma vez em Austin, e depois levou-o para o ringue novamente, onde lhe acertou com um "Boston Knee Party" e voltou a atacá-lo com socos. O árbitro tentou impedi-lo, mas foi ameaçado por Eddie, que só foi interrompido pela chegada de seguranças, que permitiram alguns momentos depois, que Ace conseguisse sair do ringue.

5) Big Mami & Niño Hamburguesa vencem Desi Hit Squad (Rohit Raju & Raj Singh c/ Cody Deaner e Cousin Jake) por pinfall após Niño aplicar um "Hamburguesa Press" em Singh.

* Após o combate, os Deaners foram até Rohit e Raj para tentar ajudá-los, porém foram pegos de surpresa PELO RETORNO DE MAHABALI SHERA, que os atacou de imediato, derrubando Cody com um "Chokeslam" e Jake com um "Sky-High Powerbomb". Pouco depois, Gama Singh vem ao ringue, satisfeito, e dá as boas-vindas a Shera como novo integrante do Desi Hit Squad, junto a Rohit e Raj.

6) Ohio Versus Everything (Sami Callihan & Impact X-Division Champio Jake Crist) vencem Tommy Dreamer & AAA Reína de Reínas Champion Tessa Blanchard em uma Tag Team Street Fight por pinfall após Callihan aplicar um "Cactus Special" em Dreamer. Ao final do combate, Dave Crist e Madman Fulton apareceram e distraíram Tommy, dando a brecha para Callihan dominá-lo e finalizá-lo.

* Após o combate, a oVe continuou atacando Dreamer até Tessa retornar com um kendo stick e salvar o amigo. Ela derruba Sami, e os Crist com golpes do objeto, mas não consegue fazer muito contra Fulton, que só é removido do ringue após receber um "low blow" e um ataque na cabeça. Em seguida, Callihan acerta Blanchard no rosto com uma cadeira e se prepara para finalizá-la, quando Rhino e Rob Van Dam aparecerem para salvá-la. O "War Machine" expulsa Sami do ringue com um "Gore", enquanto Van Dam derruba Jake Crist com um chute, e o finaliza com o "Five Star Frog Splash", sendo o programa encerrado com os faces no ringue enquanto Callihan grita furioso com eles da rampa.

Vídeos

quinta-feira, 12 de setembro de 2019

NXT UK 11.09.2019 | Vídeos + Resultados



Graças ao crescimento acentuado de talento no Reino Unido e ao sucesso dos UK Championship Tournaments, cuja 1º edição foi transmitida no Youtube e a 2º na WWE Network, a WWE decidiu expandir a sua marca de desenvolvimento para a região, criando assim a brand: NXT UK. O programa com 1 hora de duração passa semanalmente às quartas-feiras no WWE Network.

Esta semana temos como destaque o combate entre a equipa de Flash Morgan Webster e Mark Andrews frente aos Grizzled Young Veterans (James Drake e Zack Gibson).


Resultados


* IMPERIUM dirigem-se ao ringue, Barthel diz que toda a gente irá respeitar o trabalho dos IMPERIUM. Wolfe diz que estão aqui para proteger a honra do tapete e do desporto e se alguém se opuser a isso, irá pagar. Walter diz que no NXT Takeover Cardiff, ele venceu Tyler Bate e os British Strong Style e que não há atleta que consiga defrontar este grupo de atletas superiores.

1) Marcel Barthel e Fabian Aichner venceram Harry Green e Danny Jones após aplicarem o "The Flying European" * após o combate os IMPERIUM atacam ambos lutadores.

* Sid Scala anuncia que defrontará Kassius Ohno na próxima semana num "British Rounds Match".

2) Jordan Devlin venceu Ashton Smith após aplicar o "The Devil Inside".

* Radzi diz que Toni Storm não foi vista o dia todo, Nina Samuels interrompe e diz que apenas ela deveria ser entrevistada.

* São explicadas as regras do British Rounds Match. São seis rondas de 3 minutos, 30 segundos de descanso após cada ronda, o vencedor deve ter duas vitórias por pin, duas vitórias por submissão, um knockout e estar a vencer por número de rondas no final da última ronda.

3) Tegan Nox venceu Shax após aplicar o "The Shining Wizard". * Kay Lee Ray interrompe as celebrações de Tegan e diz que no Takeover Cardiff ela venceu Toni Storm, mas toda a gente falava no regresso de Tegan Nox. Ray avisa Nox que se ela se volta a meter na sua "Spotlight", ela irá fazer-lhe o mesmo que fez a Storm. Nox pega no microfone e desafia Kay Lee Ray afirmando que se ela quer lutar, que lutem agora. Ray vai para os bastidores.

* Noam Dar dá um conferência de imprensa onde diz que é o melhor, Trent Seven interrompe-o dizendo que é um tipo demasiado arrogante.

4) Mark Andrews e Flash Morgan Webster venceram os Grizzled Young Veterans (James Drake e Zack Gibson) após Andrews ter aplicado o "Fall To Pieces" em Drake.


Vídeos

NXT 11.09.2019 | Vídeos + Resultados


Esta semana temos como destaque: Qual será o futuro de Gargano? e Rhea Ripley vs Shayna Baszler.


Resultados


* Rhea chega a Full Sail.

1) Damien Priest venceu Boa após aplicar o "The Reckoning"

* Vídeo promocional do combate entre Dream e Strong pelo North American Championship.

* Johnny Gargano dirige-se ao ringue para anunciar o seu futuro. Johnny diz que toda a gente desde a sua mãe ao tipo da fila da frente, anda a perguntar acerca do seu futuro no NXT, adiciona que o NXT é o que é devido à malta nos bastidores que dão tudo por tudo para que este seja o melhor programa de wrestling na indústria. Após Johnny dar alguns teases da sua potencial saída, Shane Thorne interrompe-o perante uma onda de vaias (Boos) ensurdecedora. Shane vai respondendo a fãs que o estão a vaiar e quando chega a ringue avisa Gargano que o NXT será melhor sem ele pois haverá tempo para pessoas que merecem o tempo. Gargano desfere um Superkick e anuncia que não vai a lado nenhum.

* Vídeo Promocional dos Forgotten Sons

2) Pete Dunne venceu Angel Garza após aplicar a submissão "Finger Snap".

* Os Street Profits estão em Central Park para admirar a paisagem e para descobrir como ir para MSG para o Raw, perante isso, Dawkins diz que não é a mesma coisa sem ter o "Smoke", ou seja, os NXT TagTeam Championships, ao que Ford afirma, que poderiam diferir uma mensagem na estreia do NXT na TV e recuperar os títulos do NXT.

3) Cameron Grimes venceu Raul Mendoza após aplicar o "Jumping Double Stomp".

* Candice LeRae entra no escritório de Regal para perguntar a razão de Io ter tantas oportunidades e que não promete que Io chegue à Triple Threat, Regal não discorda e adiciona Candice ao combate e avisa LeRae que se Rhea vencer o combate dela hoje, o combate poderia se tornar num 5-way, ao que LeRae responde que poderia por toda a gente naquele combate se isso significaria defrontar Io.

* Vídeo Promocional de Dakota Kai que regressa em breve.

4) Shayna Baszler venceu Rhea Ripley por DQ após Rhea ter acertado com um cadeira em Shayna.

* Os Undisputed Era falam em como a sua profecia está perto de ser cumprida com Roddy como North American Championship, e que isso acontecerá na próxima semana. Roddy pergunta se viram o que ele fez, dizendo que queimou o sofá de Dream para ter a sua atenção e conseguir este combate. Adam Cole diz que quando isso acontecer, os Undisputed Era estarão banhados em ouro. Terminam com a sua catchphrase, "That's not a promisse, that's Undisputed".


Vídeos

WWE 205 Live - 10.09.2019 | Vídeos + Resultados


Devido ao grande sucesso do CruiserWeight Classic no WWE Network, a WWE decidiu apostar numa divisão de Cruiserweights, que agora todas as terças-feiras passaram a ter um programa de 1 hora dedicado exclusivamente a eles na WWE Network chamado 205 Live.

O programa de hoje tem como destaque um combate entre a equipe de Drew Gulak e Tony Nese contra Lince Dorado e Humberto Carrillo.

Resultados


1) "Gentleman" Jack Gallagher & Kushida vencem Akira Tozawa & The Brian Kendrick por submissão após Kushida aplicar um "Hoverboard Lock" em Kendrick.

2) Humberto Carillo & Lince Dorado vs WWE Cruiserweight Champion Drew Gulak & Tony Nese não chega a acontecer após Gulak e Nese atacarem Carrillo e Dorado ainda na rampa.

* Ambas as duplas seguem brigando ferozmente, e Ariya Daivari aparece para se juntar ao ataque contra Lince. Ele e Nese levam o mascarado de volta para a rampa, seguindo a briga, enquanto Gulak enfrenta Humberto no ringue. Pouco depois, os demais também se juntam no ringue, e Gran Metalik aparece para ajudar os amigos, derrubando Daivari e Tony com um "Missile Dropkick" e acertando Drew com um "Reverse Springboard Elbow", fazendo-o sair do ringue. Humberto então diz que aquilo não vai acabar daquele jeito, desafiando o trio de Gulak a enfrentá-los naquele momento.

3) Humberto Carrillo & Lucha House Party (Gran Metalik & Lince Dorado) vencem WWE Cruiserweight Champion Drew Gulak, Tony Nee & Ariya Daivari por pinfall após Dorado aplicar um "Shooting Star Press" em Gulak.

* O programa se encerrou com a comemoração dos faces no ringue, enquanto Gulak os observava, furioso, da rampa.

Vídeos

quarta-feira, 11 de setembro de 2019

Undisputed Article #21 - A Trip Down Memory Lane

Olá, sejam bem-vindos à vigésima primeira edição do “Undisputed Article”, um espaço onde exponho os meus pensamentos sobre o desporto de entretenimento que mais me apaixona: Wrestling!

Nesta edição vou levar-vos a uma viagem ao passado, vou falar das primeiras memórias que tenho sobre Wrestling. Nomeadamente, sobre as edições da Raw que via quando era miúdo, quando dava às sextas feiras à noite, na SIC Radical.

Corria o ano de 2005. Como era eu um miúdo, eu vivia demasiado intensamente as personagens, pensava mesmo que o John Cena era um herói e que o Eric Bischoff estava mesmo a colocar enormes obstáculos para que Cena perdesse o título, entre os quais Chris Jericho, Kurt Angle e até mesmo Tyson Tomko (ahahah, quem se lembra do Tyson Tomko?).


Eu pensava mesmo que o Carlito era um cobarde e que tinha atacado o Ric Flair, um velhote que já mal conseguia lutar, pelas costas no balneário e o tinha deixado ali, estendido e ensanguentado, e lhe tinha cuspido uma maçã mesmo na cara.

Eu pensava mesmo que o Shaun Michaels era uma pessoa horrível porque tinha atacado com um Superkick nas ventas da maior figura do Wrestling Mundial, a figura mais aclamada dos últimos 20 anos do Wrestling, Hulk Hogan.


Eu acreditava mesmo que ninguém era tão forte como o Chris Masters, porque ele tinha uns músculos enormes e nunca ninguém se tinha conseguido livrar do seu “Master Lock”, que mais não era do que um “Full Nelson” com uma pega diferente.

Mas não houve nada que me marcasse tanto como a rivalidade que marcou a minha iniciação à WWE e que marcou a maior parte do pessoal que via WWE naquele tempo. A rivalidade mais realista, mais emotiva, mais incrível que alguma vez acompanhei. A rivalidade entre dois lutadores que simplesmente competiam porque um roubou a miúda do outro. Falo obviamente da grande rivalidade entre Edge e Matt Hardy.


A rivalidade que me pôs a odiar o Edge como nunca tinha odiado ninguém na minha vida. A rivalidade que me pôs a apoiar o Matt Hardy como nunca tinha apoiado nada, nem o meu Benfica chegava a ter aquele nível de apoio.

E nada me partiu mais o coração do que ver o episódio especial da Raw, que se intitulava “Homecoming”, em que Edge e Matt Hardy competiam num “Ladder Match” com a mala “Money In The Bank” do Edge suspensa acima do ringue, em que quem ganhasse, ganhava a mala e quem perdesse, perdia o emprego na Raw.


O final daquele combate deixou o eu com 11 anos com as lágrimas nos olhos. Quando o Matt Hardy ficou preso nas cordas, com a Lita em posição de “Crucifix” a evitar que ele se soltasse, e ele teve de assistir ao Edge a subir lentamente o escadote e a retirar a mala que lhe garantia uma oportunidade futura pelo título da WWE e a ver também o seu emprego de sonho a esvair-se pelo ralo abaixo.


Vi há pouco tempo um episódio da série “WWE Rivalries”, disponível em exclusivo e "on demand" na WWE Network, que debruça precisamente sobre esta rivalidade e vi lá pormenores que há 14 anos atrás me escapavam completamente, como por exemplo o facto do Matt Hardy ter escolhido trocar de marca, da SmackDown para a Raw, para estar mais perto da namorada e para no fim ela trai-lo com um dos seus melhores amigos.

Vi também excertos do episódio de “Byte This”, uma série que passava na WWE.com com sessões de perguntas e respostas dos lutadores com os fãs, e em que Matt Hardy, que viria a ser despedido por causa disto, a ser um dos “fãs” que ligou para lá e confrontou a agora ex-namorada com a causa do fim da sua relação.


Tudo isto fez-me voltar atrás no tempo. Fez-me voltar ao tempo em que ansiava pelas sextas feiras às 23 horas para ver a Raw. Fez-me voltar ao tempo em que acreditava em super heróis e enormes vilões no Wrestling. Em que tudo era mais simples e tudo se resolvia no último combate daquela noite, em que era sempre o John Cena ou o Hulk Hogan a destruir alguém.


Dou assim por concluída esta edição do Undisputed Article, em que deixei o presente de lado e voltei atrás, para me lembrar o porquê de, depois de tantos anos e de tantas horas a ver WWE, ainda hoje me lembro desses primeiros tempos com grande nostalgia.

E vocês, caros leitores, quais são as primeiras memórias que vocês têm de ver WWE? Deixem as vossas histórias na caixa de comentários em baixo, no Facebook ou no Twitter. Sigam o Wrestling Notícias no Twitter em @WNoticias ou somente a mim, em @JorgeeVieiraa.

Daqui a duas semanas volto com mais material interessante sobre Wrestling, e daqui até lá pode ser que aconteça muita coisa, porque daqui até lá há o Clash of Champions, em que todos os títulos da WWE vão ser defendidos. Até à próxima edição, “BAY-BAY!”