domingo, 15 de abril de 2018

What an IMPACT! #9 - Impact Wrestling vs Lucha Underground

Gostou deste artigo? Então clique nos botões ao lado para o curtir! Se assim o desejar, deixe-nos um comentário no fim que nós e os visitantes agradecemos!


Olá a todos e sejam bem vindos a mais uma edição do 'What an IMPACT!'. Estamos na reta final para o Redemption com muita coisa para falar. Nestes últimos dias tivemos regressos, surpresas, combates surpreendentes e um evento nunca antes visto: Impact Wrestling vs Lucha Underground.


Este evento conjunto do Impact Wrestling com a Lucha Underground vai ao encontro da nova estratégia da empresa de usar as suas parcerias para criar mais conteúdo e se aproximar ainda mais dos fãs e parece ser algo que está a dar resultado. Hoje vou analisar este evento, combate a combate, sendo que esta foi a primeira vez que realmente vi o que os lutadores da Lucha são capazes de fazer, pois não acompanho de maneira nenhuma esta promotora.

CHAVO GUERRERO VS MATANZA VS JACK EVANS VS CALEB KONLEY VS MOOSE VS MATT SYDAL

Combate de abertura com uma boa exibição de todos os participantes. Apesar de estar ciente da existência de Jack Evans e Matanza, nunca tinha visto nada que pudesse fazer com que formasse uma opinião acerca deles, mas este combate certamente que me abriu os olhos para algumas coisas que ando a perder. Fiquei impressionado com Jack Evans, tem um 'à vontade' no ringue que conjuga bem com o seu próprio talento e aquilo que fez neste combate deu para se mostrar a quem não o conhecia. Matanza é também um lutador impressionante que juntamente com Evans me fez ter vontade de ver tudo aquilo que já fizeram nos programas da Lucha Underground. O combate foi curto, podia ter durado mais 10 minutos sem qualquer problema, mas pareceu-me ser equilibrado, cada um teve oportunidade de mostrar o seu talento e no geral foi uma boa aposta para começar o evento da melhor maneira.

TAYA VALKYRIE VS ALLIE

Combate razoável com um final, já que colocar o título feminino nas mãos da Taya neste momento não me parece ser a melhor ideia, visto que Allie é campeã há pouco tempo e que investiram muito no desenvolvimento da sua personagem. Para se ter um combate feminino no evento tinha-se de encontrar alguém para combater Allie e a escolha de Taya foi boa, pois ela agora faz parte de ambas as empresas e é alguém com quem os fãs já estão familiarizados. Podia ter sido um combate de qualidade superior, mas ainda assim não desgostei do mesmo.

TEDDY HART & SCOTT STEINER VS OVE

Este foi um dos combates mais esperados da noite, não porque se esperava que fosse um clássico instantâneo, mas sim pelo facto da presença de Steiner no mesmo. Este homem ainda hoje é relevante (quando se fala nele), por isso é normal que as pessoas fiquem curiosas em saber o que raio ele vai fazer ou até dizer. Nunca é sensato dar um microfone a Steiner, nunca se sabe o que vai sair da boca dele, mas é isso que torna este indivíduo tão único. Foi pena não termos uma magnífica promo do mestre, mas a sua simples presença foi o suficiente. Não estava à espera de um grande combate, por isso não estou desiludido com a qualidade do mesmo, pois foi aquilo que sempre pensei que fosse e com a vitória óbvia de Scott Steiner e Teddy Hart.

DEZMOND XAVIER & ANDREW eVERETT & DJZ VS DRAGO & KING CUERNO & AEROSTAR

Com os ânimos já ligeiramente mais calmos passamos para um dos melhores combates da noite. Uma exibição de excelência dos participantes a fazer lembrar os antigos tempos da X Division. Gostei da combinação Drago/Cuerno/Aerostar e acho que seriam boas adições ao Impact. Quero salientar o regresso de DJZ a um ringue do Impact, fê-lo da melhor maneira sem dúvida. Andrew Everett e Dezmond Xavier são outros lutadores que mereciam mais destaque na programação do Impact, pois são capazes de nos dar combates de grande qualidade. Gostei imenso deste combate, toda a dinâmica colocada aqui foi simplesmente no ponto.

TREVOR LEE VS MARTY THE MOTH

Inicialmente deveria ser Trevor contra Famous B, mas quem não gosta de ver dois malucos à porrada? É pena ter sido um combate extremamente curto para aquilo que poderia fazer. Gostei de ver estes dois a enfrentarem-se, mas fiquei desiludido com a duração do combate, porque daquilo que vi fiquei com vontade de ver mais. Fico curioso em saber o que é que estes dois lutadores seriam capazes de fazer num combate de 15 minutos em PPV. Mais uma vez foi um combate com o objetivo de introduzir o talento que ambas as empresas possuem em forma de lutadores.

LAX VS KILLSHOT &THE MACK

Mais um grande combate neste evento e mais um combate que coloca verdadeiramente as duas empresas em batalha. Uma defesa de título com um fim previsível, pois não faria sentido tirar os títulos dos LAX neste momento, mas se esta parceria for para continuar não me oponho em colocar novamente os 'Lucha guys' na rota dos títulos e eventualmente ganhá-los. Mais uma vez, grande combate, boa psicologia, boa química entre as equipas e boa reação do público.

ELI DRAKE VS BRIAN CAGE

Se já não for óbvio nesta altura, eu vou revelar algo: Eli Drake é um dos meus favoritos no Impact. Um homem com um talento incrível, sabe fazer uma promo e com a construção certa consegue ter um bom combate com qualquer pessoa. Brian Cage é uma besta no ringue, é ridículo aquilo que ele consegue fazer. Com aquilo que o Impact está a fazer com ele nunca ponderei uma vitória do Eli e fico contente em estar certo. Nada a dizer de mal do combate, mas também não merece muitos elogios.

EDDIE EDWARDS VS JEREMIAH CRANE

Talvez o combate mais antecipado do evento por ser o de natureza mais violenta. Todas as expectativas que tinha para este combate foram superadas, foi um combate violento, que contou uma história do início ao fim e que não desiludiu de maneira nenhuma. Esta é talvez a melhor história a ser contada neste momento no Impact e este combate serviu bem para continuar esta rivalidade, visto que nenhum dos dois de facto desistiu, um pormenor que é extremamente importante, pois poderia passar a ideia de que quem desistisse poderia sair do evento enfraquecido. O fim do combate foi uma escapatória, uma forma de não ter nenhum lutador a dizer claramente que desistia. Bom combate, cheio de emoção do princípio ao fim.

AUSTIN ARIES VS FENIX VS PENTAGON JR.

Chegamos ao combate principal deste evento e que surpresa que foi descobrir que Alberto El Patron não compareceu. Inicialmente este seria um combate de equipas com Austin Aries e Fenix a enfrentar Pentagon e Alberto, mas com a falta de El Patron decidiu-se fazer um Triple Threat. Sinceramente acho que o melhor que poderia ter acontecido de facto aconteceu, pois não acredito que o combate de equipas fosse tão bom como este. Vi finalmente aquilo que Pentagon vale e a sua dinâmica com Fenix e gostei imenso. Este combate foi bom ao ponto de se decidir repeti-lo no Redemption, já que após faltar ao evento Alberto foi despedido, ficando o PPV sem combate principal.
Com toda esta confusão ganhámos um novo combate a valer o título mundial que muito provavelmente será melhor do que uma eventual luta entre Aries e Alberto.

Um evento único, nunca antes visto, que prometia ser bom e que de facto foi. Passei a conhecer novos lutadores dos quais fiquei fã e vi combates que me deixaram com água na boca.
Esta parceria não deve acabar por já, algo que me agrada, pois uma troca de talentos pode dar para criar histórias interessantes e combates espetaculares. Melhor que isto tudo seria realizar um PPV exclusivo entre Impact Wrestling e Lucha Undergound, eu pagava para ver.

Na próxima semana temos o regresso do Impact aos PPV's com o Redemption que tem um cartaz deveras interessante e de certeza que não irá desiludir e podem contar com toda a análise da minha parte na edição 10 do 'What an IMPACT!'

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enviar um comentário

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

2 comentário(s):

- disse...

também adorei!

Manuel Victor Victor disse...

Gostei bastante do quadro, o IW vs Lu foi muito bom e espero que se repita no futuro,