domingo, 21 de maio de 2017

A Realidade do Wrestling #7 – NXT Take Over

Gostou deste artigo? Então clique nos botões ao lado para o curtir! Se assim o desejar, deixe-nos um comentário no fim que nós e os visitantes agradecemos!


Bem-vindos a mais uma edição de A Realidade do Wrestling. Esta semana, falo sobre o NXT Takeover: Chicago, que decorreu na última noite.

Destacarei três momentos, num evento que, mais uma vez, se destacou pela grande qualidade e intensidade nos combates e resultados.

Espero que a edição desta semana seja proveitosa para todos, e que haja discussão e debate entre a comunidade.


Porquê Ciampa, porquê?

O grande momento do NXT Takeover: Chicago foi, sem dúvida, o heel turn de Tommaso Ciampa em Johnny Gargano.

Após a derrota para os Authors of Pain, no que foi um main-event surpreendente e de grande qualidade, o melhor e mais imprevisível momento da edição deste ano estava reservado para o fim.

Na ressaca da derrota, Ciampa virou-se contra o parceiro dos #DIY e atacou-o violentamente.

Como disse, foi um momento bastante imprevisível. Não estava a contar que acontecesse, e esperava que os #DIY continuassem na rota dos títulos ou, quem sabe, subir ao main roster.

O que aconteceu na noite passada levanta apenas uma questão: Porquê? Espero que a resposta a esta pergunta seja dada nas próximas edições do NXT.


“Bruiserweight” é campeão

Pela primeira vez o United Kingdom Championship esteve em jogo num evento do NXT. Frente a frente, o campeão Tyler Bate e o “Bruiserweight” Pete Dunne.

Para além do resultado que, como já perceberam, destaquei como um dos momentos do evento, há que ter em conta o fantástico combate de wrestling que ambos proporcionaram. Foi absolutamente lindo e um dos melhores combates que já vi desde que vejo wrestling.

A vitória sorriu a Pete Dunne que, pela primeira vez, é campeão do Reino Unido. Estou curioso pelos próximos desenvolvimentos e pelo rumo que o título irá ter daqui para a frente.


A onda invicta continua de pé

O último destaque vai para o reinado histórico de Asuka que, após o NXT Takeover: Chicago, continua de pé.

A campeã teve pela frente um duplo obstáculo, uma vez que defrontou Ruby Riot e Nikki Cross numa Triple Threat em mais um combate que não desiludiu.

O resultado final ditou a vitória de Asuka, que continua a fazer história como campeã feminina do NXT.

A pergunta que se impõe é: Quem se chegará à frente para derrotar Asuka de uma vez por todas? Será que alguém a conseguirá derrotar?

Deixo a questão em aberto, no final de mais uma edição de A Realidade do Wrestling. O que acharam do evento? Que momentos destacam? Fico à espera dos vossos comentários!

Por hoje, é tudo! Regresso para a semana, com a análise do Backlash. Até lá, bom evento a todos! Até para a semana!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enviar um comentário

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

1 comentário(s):

Diego Meira disse...

Pra mim o único erro do Takeover de ontem foi Roderick Strong vencer Eric Young. A SAnitY até agora só acumula derrotas em combates importantes, e desse jeito, acabo não vendo muito futuro pra stable.