domingo, 14 de maio de 2017

A Realidade do Wrestling #6 | Don´t Hinder the Jinder

Gostou deste artigo? Então clique nos botões ao lado para o curtir! Se assim o desejar, deixe-nos um comentário no fim que nós e os visitantes agradecemos!



Bem-vindos à sexta edição de A Realidade do Wrestling. Numa semana que pode ser histórica para Portugal, o tópico que trago para discutir é a ascensão de Jinder Mahal ao main event do Smackdown Live, pelo facto de ter vencido uma Six Pack Challenge por uma oportunidade ao WWE Championship.

Esta situação suscita outro ponto muito importante, que é o destaque que a WWE está a dar a lutadores estrangeiros, ao invés de apostar nos talentos americanos.

Vamos então começar mais uma edição, que espero que seja rica em discussão.


Jinder Mahal venceu uma Six Pack Challenge para se sagrar Number #1 Contender pelo WWE Championship

Para iniciarmos a discussão de hoje, temos de voltar ao episódio de 18 de abril no Smackdown Live, onde foi anunciado uma Six Pack Challenge, em que o vencedor defrontaria Randy Orton pelo WWE Championship no Backlash, o próximo evento do Smackdown.

Os participantes eram Dolph Ziggler, Sami Zayn, Mojo Rawley, Jinder Mahal, Erick Rowan e Luke Harper. Confesso que foi um combate diferente, uma vez que reunia talentos de midcard que, de repente, tinham a possibilidade de subir mais alto com esta oportunidade.

O combate foi muito bom e surpreendeu pela positiva. A vitória sorriu a Mahal, no que foi uma escolha ainda mais surpreendente e inesperada.

Eu estava a torcer por Ziggler, Zayn ou Harper, uma vez que, para mim, eram os lutadores mais indicados para merecer esta oportunidade. A vitória de Mahal deixou-me boquiaberto e a tentar perceber o porquê de tal destaque.


Jinder Mahal e os Singh Brothers (Samir e Sunil Singh)

Mais tarde e, após ler algumas notícias e rumores, percebi que a WWE estava a querer apostar no mercado indiano e, por essa razão, deu a vitória a Mahal. Uma vitória que rapidamente catapultou Mahal para o main event do Smackdown Live, ao ser dada a oportunidade de lutar pelo WWE Championship.

A inclusão dos Singh Brothers, que anteriormente se chamavam The Bollywood Boyz, foi mais uma forma de promover o talento indiano junto do WWE Universe.


No Backlash, Mahal desafia o WWE Champion Randy Orton 

Antes de passar para a minha opinião, termino esta parte mais expositiva ao falar sobre o combate entre Randy Orton e Jinder Mahal, pelo WWE Championship no Backlash.

Em jeito de antevisão, estou curioso pela forma como o combate se vai desenrolar. A escolha de Mahal para candidato principal surpreendeu-me e surpreenderá ainda mais se vencer o WWE Championship na próxima semana.

Quanto ao destaque, não é um combate de grande perfil. Está mais perto de ser um combate mediano, mas que cumpre com o objetivo principal: promover o mercado indiano e os seus talentos. Nesse sentido, é um grande combate. Mas a nível de entusiasmo, há pouco, o que é uma pena.

Em todo o caso, este é um combate que cumpre com o objetivo principal do Smackdown Live, que se intitula como “The Land of Opportunity”. Mahal simplesmente aproveitou a oportunidade que lhe foi concedida e, com todo o mérito, é candidato principal.


Jinder Mahal pode se sagrar novo WWE Champion, se vencer Randy Orton no Backlash

Quanto a este assunto, de que resulta a promoção de outros atletas que não os americanos da WWE, a minha opinião é muito simples: a partir do momento em que fazem parte da WWE, todos os atletas são merecedores de oportunidades. Sejam elas por que títulos for. Sou totalmente a favor de oportunidades iguais para todos os atletas.

A ascensão repentina de Jinder Mahal ao main event consiste numa ação de marketing da WWE junto do mercado indiano, com o objetivo de melhores os resultados da empresa no país.

À maneira de Matt Hardy como Broken Matt: DELIGHTFUL!!! É uma excelente opção, uma vez que a WWE tem atletas provenientes de vários pontos do país e, como tal, é preciso dar destaque a todo o tipo de mercados, que não o americano. Não só, mas também! Tentar atender a todo o tipo de público.

A WWE é uma marca e, hoje em dia, é isso que mais se destaca. A WWE é também entretenimento, mas como marca, tem de se fazer valer pelas suas qualidades e por alcançar o maior número de pessoas possível. Seja através de conteúdos específicos, ou dar destaque a atletas de outros países.

Desta maneira termino o artigo desta semana. O que acham do tema? Da ascensão de Jinder Mahal ao main event e do destaque dado a outros mercados, nomeadamente o indiano?

Fico à espera do vosso feedback nos comentários. Até à próxima semana!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enviar um comentário

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

4 comentário(s):

Diego Meira disse...

Vejo com bons olhos esta tentativa da WWE em apostar no mercado de outros países, mas não concordo muito q o expoente para seja Jinder Mahal. Suas deficiências podem ser verificadas claramente, e ele não possui o carisma necessário para ser campeão mundial (tanto q até já foi demitido pela WWE uma vez).

Não irei desejar mal a ele, mas duvido muito q essa empreitada dê um resultado muito bom.

- disse...

mais uma razão para evitar esta empresa: não só pela sua infantilidade ms também pelas suas péssimas de decisões de booking.

bom artigo gozando sarcasticamente com este booking de gozar até cair para o lado!

Mister Baile! disse...

misteeeeeeeeeeeeeeeeeer...BAILE!

e, aí pequenada? o vosso maior pesadelo voltou!


bom, jinder mahal (o jobber) está no main event da wwe (kids) a dias da gloriosa TNA ir para India?

humm, porque será do Guaraná?

até os fans + velhos de wwe (kids) gozam com isto...bom...aqueles que estão com quase 18 anos! e os mais novos ? batem palmas que nem focas amestradas!

lolão para este pessoal!

Anónimo disse...

A WWE investiu no mercado indiano há mais dez anos atrás com Great Khali. De um gigante temido amassador de cabeças para um gigante bobalhão beijador de gordas. Que queda horrível de personagem!

Se o 3MB Jobber não prestou para nada na primeira passagem, em seu retorno, do nada, ganha push para o WWE Championship.

Isto consegue ser muito pior que Hardcore Holly disputar o WWE Title contra Brock Lesnar no Royal Rumble 2004. Ao menos, Holly teve justificativa ou um pouco mais de sentido, pois estava procurando revanche de Lesnar, que quebrou seu pescoço no Smackdown! em 2002.