sábado, 6 de maio de 2017

A Realidade do Wrestling #5 | What Goes Around Comes Around

Gostou deste artigo? Então clique nos botões ao lado para o curtir! Se assim o desejar, deixe-nos um comentário no fim que nós e os visitantes agradecemos!


Bem-vindos a mais uma edição da Realidade do Wrestling. Esta semana, e à semelhança da Wrestlemania, farei a análise do primeiro evento após a Ultimate Thrill Ride, o Payback, que decorreu no passado domingo.

Destacarei três momentos que marcaram o evento pela positiva e outros três pela negativa.

De modo geral, foi um evento mediano, com pontos fortes e fracos. O primeiro ponto que destaco, antes de falar em casos específicos, é o facto desta edição ter cumprido com o propósito de um evento como este, o que já de si diz muito.
Num evento marcado por sentimentos como vingança e redenção, assistimos ao culminar de rivalidades e ao início de outras tantas, que terão desenvolvimento nas próximas semanas.

Vamos começar então pelos três momentos que, a meu ver, marcaram o Payback pela positiva.


Braun Strowman destrói Roman Reigns

O principal destaque do Payback vai para a vitória de Braun Strowman sobre Roman Reigns. Num main event que se esperava de grande intensidade e ação, Strowman derrotou Roman Reigns, deixando-o em pior estado do que estava no início do combate.

Todos aqueles que assistiram ao evento viram a rápida ascensão de Strowman, que provou o porquê de ser considerado “The Monster Among Men” da WWE. Eu fiquei surpreendido, mas ao mesmo tempo orgulhoso do percurso que Strowman tem feito desde a sua estreia.

Espero que a aposta não acabe tão cedo, e estou curioso por ver o que espera à personagem e ao seu desenvolvimento como a próxima cara do Monday Night Raw. Não tiro o mérito a Roman Reigns, mas este é, sem dúvida alguma, o momento de Braun Strowman na WWE.


Alexa Bliss faz história

No feminino, o destaque vai para a conquista do Raw Women´s Championship por parte de Alexa Bliss, que se tornou a primeira mulher a conquistar o título feminino de Raw e Smackdown Live.

O combate foi bem trabalhado entre Bayley e Alexa, ainda que não tenha sido nada de muito especial. O final foi surpreendente e, confesso que estava a torcer por Bayley, por estar a lutar na terra natal, mas ao mesmo tempo com algumas expetativas por Alexa, por ser a minha lutadora favorita na atualidade.

A “Wicked Witch” da WWE acabou por vencer, no que foi sem dúvida um momento de grande destaque do Payback. Pela vitória e por ter feito história!


Heel turn de Cesaro e Sheamus

A divisão de Tag Team trouxe uma grande surpresa com o heel turn de Cesaro e Sheamus, que atacaram os Hardy Boyz após o combate pelos títulos.

À semelhança dos anteriores, este momento foi surpreendente e inesperado, por ser completamente imprevisível. Nunca pensei que uma equipa com grande popularidade fosse virar heel nesta altura.

Verdade seja dita, este heel turn coloca Sheamus e Cesaro noutro nível, e contribui com um fator de interesse para assistir à rivalidade pelos títulos de Tag Team do Raw.


House of Horrors Match

O primeiro momento que destaco pela negativa é o momento pelo qual todos estão a falar neste preciso momento.

O House of Horrors Match, entre Bray Wyatt e Randy Orton, não foi nada de especial. Prometeu muito, pelas promos e vídeo packages, mas entregou pouco. É do conhecimento geral que a WWE estava com receio deste combate, por ser a primeira vez que iria acontecer.

Não digo que foi mal trabalhado, porque não foi. Simplesmente, deixou um pouco a desejar, tendo em conta que era o combate que iria finalizar a rivalidade e a história que se pretendia contar.
A primeira parte do combate, que foi gravada previamente, conseguiu ser mais longa do que em ringue. Basicamente, em ringue, só aconteceu a interferência de Jinder Mahal e dos Singh Brothers e a vitória de Wyatt. Pouco mais, o que causa alguma desilusão por parte dos fãs e de todos aqueles que assistem ao evento.

A parte boa deste combate foi mesmo a vitória de Bray Wyatt. Teve ajuda de Mahal e dos Singh Brothers, o que coloca outro ponto negativo acerca do booking de Bray Wyatt e da maneira como vence combates. Mas isso é para falarmos mais tarde. Para já, foquemo-nos no combate, que foi uma autêntica desilusão para os fãs e para a rivalidade em si.


Resultado do combate entre Neville e Austin Aries

O próximo ponto vai para o facto de Austin Aries ter vencido por desqualificação. Pessoalmente, não sou muito a favor deste tipo de resultados, por isso é que destaco como ponto negativo.

Pela história, entende-se a decisão. A rivalidade vai continuar e, com a inclusão de TJP, não irá terminar tão cedo. Mas sinceramente, o combate estava a ser tão bom, melhor que a Wrestlemania, e do nada, termina em desqualificação.

Podem não considerar um momento negativo, pela história entre os dois participantes, mas a minha posição é precisamente esta: quando um combate tem qualidade ou está a ser de grande qualidade, a solução é que haja um fim conclusivo, com a vitória de alguém.
Se o objetivo era o Neville manter o título, por que não deram a vitória ao Neville? Preferia assim, do que criar esperanças em Aries, quando não era essa a intenção.

Mais atenção a estes pontos WWE!


Gallows e Anderson continuam a ser enterrados

Por último, fazer uma menção ao combate de Kickoff. Não pelo combate, mas pelos intervenientes. Mais especificamente Luke Gallows e Karl Anderson.

Não tenho nada contra o combate e a rivalidade com Enzo e Big Cass, mas expliquem-me o porquê de há um mês, Gallows e Anderson serem campeões para um mês depois estarem a lutar no Kickoff… E perderam, o que elucida ainda mais a minha posição.

Gallows e Anderson são só, na minha opinião, a melhor tag team a lutar atualmente na WWE. Para quê desperdiçar tanto talento, e não continuar a aposta?
Fiquei um bocado desiludido, uma vez que esperava que fossem ter uma longa caminhada com os títulos ou a ser candidatos.

Desta forma, termino a Realidade do Wrestling de hoje. O que acharam do Payback? Que momentos destacam pela positiva? E pela negativa?

Espero que tenham gostado, e até à próxima semana!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enviar um comentário

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

1 comentário(s):

PyroMANiac disse...

Gostei da tua análise! Concordo em grande parte dos pontos positivos e negativos. E acrescento, no teu último ponto que, de facto, os Club estão a ser enterrados, talvez por terem antecendentes no Japão? E ainda haver quem os queira de volta aos BC... Who knows, besides, uncle vince!