domingo, 26 de março de 2017

Wrestlemania 33 | (1ª Parte) 33 combates que não devem ser esquecidos

Gostou deste artigo? Então clique nos botões ao lado para o curtir! Se assim o desejar, deixe-nos um comentário no fim que nós e os visitantes agradecemos!


Wrestlemania é um evento anual histórico da World Wrestling Entertainment que atrai a atenção de quase todos os fãs (sejam casuais ou não) de wrestling e como é óbvio em qualquer evento histórico, há sempre combates que não devem ser esquecidos.

Seja pelos bons ou maus momentos, a realidade é que esses combates marcaram a equipa do Wrestling Notícias e visto que estamos a entrar na 33ª edição deste evento, a equipa toda escolheu 33 combates (sejam bons ou maus) que os marcaram enquanto fãs de wrestling.

ATENÇÃO Isto não é um top 33 de combates, mas sim uma lista de combates que ficaram na memória de cada um dos elementos da equipa deste site, portanto é normal que possamos deixar escapar um ou outro combate.

Wrestlemania III

WWF Championship Match
André The Giant © vs. Hulk Hogan



"The irresistible force meeting the immovable object". Foi assim que Gorilla Monsoon descreveu o combate entre Hulk Hogan e Andre The Giant, um paradoxo que muito bem representou aquele mítico encontro. As duas maiores estrelas da altura (e diga-se, de todos os tempos) enfrentaram-se num combate que atraiu mais de 90 mil pessoas ao recinto. Um combate que ficará na história para sempre.

Acredito que Wrestlemania deve ser sinónimo de Hogan vs Andre. Um combate que conta uma história típica de babyface vs heel e que tem o momento mais icónico de sempre na história do wrestling, o slam ouvido em todo o mundo. Este é 'O' combate, sempre foi e sempre será.

Por Pedro S.

Wrestlemania V

WWF Championship Match
Randy Savage © vs. Hulk Hogan



A explosão dos Mega Powers, até então aliados, se deu por ciúmes de Savage, por causa de Miss Elizabeth. Savage acusou Hogan de tentar roubá-la dele, e isso acabou dando o pontapé inicial para o que seria mais um grande combate em WrestleManias.

Eles eram melhores amigos, mas agora estavam batalhando como ferozes rivais. Savage lutava por sua honra e pelo WWF World Heavyweight Championship, ele apostou tudo contra Hogan nessa luta. Hogan tinha sua consciência limpa, nada tinha feito para desrespeitar Miss Elizabeth, mas Savage não queria saber disso. Eram os dois atletas de topo da WWE dando o seu máximo no combate.

Por mais que tenha sido por um desentendimento, isso levou Savage a um heel turn que foi consolidado com uma vitória no torneio King of the Ring e o surgimento do “Macho King” Randy Savage, mas isso é outra história.

Por Kleber

Wrestlemania X

WWF Intercontinental Championship 

Ladder Match
Shawn Michaels (c/ Diesel) vs. Razor Ramon



Combates "Ladder" agora há muitos. Em tempos, não falhava um combatezinho Money in the Bank para colocar malta a trepar escadas em Wrestlemanias. E em Wrestlemanias recentes até quase regularizavam um hábito de colocar vários talentos a competir pelo título Interncontinental à volta de escadas.

Mas isso são tempos recentes em que já muita coisa se banalizou. Muito se deve a três certas tag teams e a loucuras que faziam nesse ambiente. Mais ainda se deve, incluindo estes, a dois Hall of Famers que brincaram aos campeonatos Intercontinentais num escadote antes.

No complicado ano de 1994, em tempos de bagunça na WWF, ainda havia coisa boa a retirar. Esta Wrestlemania até se safou bem, bem melhor que a anterior e um dos derradeiros "show stealers" foi este embate entre Shawn Michaels e Razor Ramon para coroar o indisputado Campeão Intercontinental, dada a confusão de dois cintos simultâneos. Um clássico. Definiu os combates "Ladder".

Manual de instruções para futuras recriações. Dos grandes combates de sempre, suficiente para quererem recriar no mesmo ambiente, no SummerSlam, originando mais um clássicozinho. Conceitos de risco e "spot fest" começaram a ser definidos de maneira diferente por aqui. Um combate e não perder e uma das primeiras justificações derradeiras da alcunha "Mr. Wrestlemania" para Shawn Michaels.

Por Chris JRM

Wrestlemania XIV

WWF Championship Match
Special Enforcer: Mike Tyson
Shawn Michaels © vs. Steve Austin



O ano em que Steve Austin se cimentou como campeão e foi um dos impulsionadores da Attitude Era, sendo que a história que levou a este combate ajudou de certa forma, pois vejamos!

Entrando no “Royal Rumble Match”, Steve Austin era o favorito do Mike Tyson para ganhar isto e ser uma parte do “main-event” na Wrestlemania… depois é revelado que Tyson afinal estava aliado aos D-Generation X (de Shawn Michaels), mas nos momentos finais do combate na Wrestlemania, afinal Austin estava aliado a Tyson.

O combate merece ser revisto pelos fãs não só por causa da sua história por trás, mas também porque eram duas estrelas no seu melhor a batalhar pelo prémio principal e ainda por cima com alguém controverso como Mike Tyson a servir de “enforcer” caso o árbitro fique inconsciente.

Por FaBiNhO

Wrestlemania X-Seven

WWF Tag Team Championships
Triple Threat Tables, Ladders and Chairs Match
The Hardy Boyz vs. The Dudley Boyz © vs. Edge & Christian



Ninguém se deve esquecer dos dois combates de ameaça tripla que estas 3 equipas lendárias tiveram em duas Wrestlemanias seguidas, mas sem dúvida que o melhor foi o segundo “TLC Match” na história desta empresa que envolveu o clássico momento do “Spear” de Edge do topo da escada em Jeff Hardy.

Apesar do combate ter sido mais curto que o primeiro clássico deles na Wrestlemania, foi algo sem dúvida memorável, não só pelas 3 equipas envolvidas, mas toda a bagagem de história que já tinham entre eles e o envolvimento de Lita (por parte dos Hardys), Rhyno (por parte de Edge e Christian) e de Spike Dudley (por parte dos Dudleys) foi muito adequado.

A quantidade de armas utilizadas neste combate mais o sacrifício dado por cada um destes participantes deu origem a uma excelente receita que merece ser revista por todos os fãs!

Por FaBiNhO

Wrestlemania X-8

Singles Match
The Rock vs. Hulk Hogan



Um verdadeiro combate dos sonhos. Dois grandes representantes da WWE em épocas distintas iriam se enfrentar no maior palco de todos. Hogan definiu o wrestling na década de 1980, se consolidou e partiu para a WCW em 1994. The Rock fez parte da safra de novos talentos que vieram para substituir Hogan e outros talentos perdidos para a WCW. Era o tão sonhado confronto WWE vs. WCW se tornando realidade (mesmo que tardiamente).

Curiosamente, a WM X8 aconteceu no Canadá, e The Rock, que era babyface, chegou a ser vaiado como heel, acontecendo o inverso com Hogan, que era heel junto com seus companheiros de nWo Kevin Nash e Scott Hall (que havia enfrentado “Stone Cold” Steve Austin nessa mesma noite).

Por Kleber

Wrestlemania 21

Singles Match
Randy Orton vs. The Undertaker



Tenho uma grande ligação emocional com este combate. Foi a primeira Wrestlemania que vi, como fã, e foi a primeira vez que estive ansioso num combate de Undertaker, emoção essa que ia sentir em todas as Wrestlemanias, até à Wrestlemania 30 (obrigado Lesnar…).

E é um excelente combate de se ver para um fã em fase inicial. Randy Orton estava já na máxima força da sua personagem de “Legend Killer”, apenas faltando uma lenda para “matar”, Undertaker. A construção do combate exemplifica bem a típica rivalidade entre jovem estrela arrogante e em ascensão, que se acha melhor que as estrelas do passado, a ser metida no lugar por uma lenda. E mal se sabia na altura que era este combate que ia lançar Randy Orton permanentemente para o main event.

O combate em si foi engraçado e de visualização obrigatória a qualquer fã de wrestling e de Undertaker. É um dos melhores combates da noite e, para quem gostou do contra ataque de Curb Stomp para RKO na Wrestlemania 29, tem mesmo de ver o contra ataque de Chokeslam para RKO neste combate.

Resumidamente, para quem quiser ver os melhores combates da Wrestlemania, este é obrigatório. É um exemplo perfeito de um combate bem construído e bem feito.

Por Cell

Wrestlemania 22

Hardcore Match
Edge (c/ Lita) vs. Mick Foley



Ano de 2006. Ano do pique da explosão de popularidade Portuguesa. A miudagem já estava familiarizada com wrestling mais hardcore mas se calhar ainda não tinha encontrado o seu derradeiro "Hardcore match". Aproximava-se um regresso de uma nova e renovada ECW, tinham que capitalizar numa oportunidade de expor esse lado mais violento antes de trazer as glórias de uma companhia que se colocou no mapa a partir disso.

Edge, um WWE Superstar a chegar ao topo do card para ficar. Os primeiros passos do "Rated R Superstar", um Edge que viria a construir a carreira que o colocaria no Hall of Fame por esta altura. Mick Foley, a lenda que já passara por todas. Falta aqui algum ingrediente? Parece-me que não.

Com isto, marcou-se um combate Hardcore entre Edge e Mick Foley que redefiniu Edge, mostrou que Foley ainda sabia e foi um brilharete para quem gostava quando elevavam a fasquia da violência.

O seu clímax é inesquecível e os dois lendários lutadores cimentaram a sua presença constante em qualquer montagem futura: um magnífico Spear do apron para uma mesa em chamas. História feita com estes dois e, com a vinda da ECW, até chegariam a formar uma parceria para enfrentar Terry Funk e Tommy Dreamer, naquele que poderá ser o único que eu iguale com este na minha lista pessoal de combates Hardcore favoritos.

Um dos "show stealers" do card, se quiserem ver como é wrestling hardcore do bom, não vão ver amadores em traseiras de quintais a atirar-se para lâmpadas florescentes. Vejam antes este clássico. Muitas vezes, que apetece!

Por Chris JRM

Wrestlemania XXIV

Career Threatening Match
Ric Flair vs. Shawn Michaels



Foi o combate que marcou o (que deveria ter sido) o final de uma das carreiras mais lendárias da história do Pro Wrestling. Ric Flair foi e será sempre sinónimo de grandiosidade, e que melhor forma de colocar o ponto final à sua carreira do que numa rivalidade com o "Mr. Wrestlemania" himself, e o melhor in-ring performer de sempre, Shawn Michaels?

Toda a rivalidade que levou à Wrestlemania foi baseada no facto de que Shawn Michaels, que idolatrou desde sempre Ric Flair, não acreditava que ele ainda tinha combustível suficiente no tanque para continuar a sua carreira.

Ric Flair sentiu-se insultado por isso, e começou assim uma série de promos épicas (a famosa história do Old Yeller que Shawn Michaels mencionou, dizendo que tal como no famoso filme em que a família teve que tomar a decisão difícil de pôr o seu velho cão "out of his misery") em que Shawn tomou para seu cargo pessoal, colocar também Ric Flair fora da sua miséria, e obrigá-lo a terminar a sua carreira num combate na Wrestlemania, em que se Ric Flair não vencesse Shawn Michaels, ele teria que se retirar.

O combatem em si foi um clássico, mas muito mais pela carga emocional que consigo trazia, do que até propriamente pelo que vimos em ringue. O momento mais memorável, e que ficara para sempre na história da Wrestlemania, foi quando Shawn Michaels antes de finalizar o combate com o Superkick, disse a Ric: "I'm sorry, i love you". Bam. 1,2,3. Estava terminada a carreira do mais titulado campeão mundial de sempre. O que se seguiu na carreira de Ric Flair fora da WWE, acaba por ser pouco relevante, porque na verdade aquele foi mesmo o seu último grande momento, e último grande highlight da sua carreira.

Por |Styles|

Wrestlemania XXVIII


Hell In A Cell Match (End of an Era)
Árbitro Especial: Shawn Michaels
Triple H vs. The Undertaker



Um dos melhores combates na Wrestlemania de sempre! Tem emoção, tem história, tem de tudo. Não deixou nenhum fã indiferente na altura e, atualmente, ainda é relembrado como uma referência do que a Wrestlemania simboliza.

Foram precisas quatro Wrestlemanias para Undertaker, Shawn Michaels e Triple H construírem este combate épico. A história entre cada participante deste combate era emocionante e realmente dava um outro nível ao combate.

A questão neste combate era a habitual nos combates de Undertaker na Wrestlemania: como ele iria ultrapassar tamanhos obstáculos e ganhar? Afinal, o árbitro era Shawn Michaels, o melhor amigo de Triple H. Conseguiria ele ser imparcial? Foi com este tipo de dúvidas e emoções que a WWE andou a jogar durante meses antes da Wrestlemania.

O combate não foi um hino ao wrestling técnico, foi brutal, foi violento, foi um Hell In A Cell, algo simbólico a Triple H, Undertaker e Shawn Michaels. Undertaker levou mais de trinta cadeiradas nesse combate e o momento em que Undertaker leva um Sweet Chin Music de Shawn Michaels e um Pedigree de Triple H, ainda é relembrado pelos fãs como um momento icónico em que, se calhar, a Streak devia ter acabado.

Mas não acabou, Undertaker ganhou. E, no final do combate, vencedores não interessavam, apenas respeito. Um combate memorável e obrigatório de se ver pela seguinte imagem.

Não um hino ao wrestling técnico, mas um hino à Wrestlemania. Até a estrutura Hell In A Cell teve direito a música de entrada!

Por Cell

Wrestlemania 32

WWE Women’s Championship
Triple Threat Match
Charlotte (c/ Ric Flair) vs. Sasha Banks vs. Becky Lynch



Para mim pessoalmente vai ser sempre o combate que definiu a mudança da divisão feminina da WWE para onde está atualmente com mais destaque e foi um dos combates que roubou o espetáculo o ano passado.

Toda a gente conhecia o historial destas 3 mulheres no NXT e o quanto elas revolucionaram a divisão feminina do NXT, mas ao estrearem-se no Raw num segmento em que Stephanie quis ser a impulsionadora deste “movimento” da revolução das mulheres no desporto, soube a pouco na altura.

Charlotte entrou como a estrela desta revolução e não tinha características para ser alguém “face”, tanto que a rivalidade contra Paige e a Nikki Bella soube a pouco, mas aos poucos e poucos, a WWE ia começando a dar mais destaque e este combate na Wrestlemania foi o que mudou tudo.

Não só aquele título da borboleta teria desaparecido, como também cada uma destas teria direito à sua própria entrada personalizada, coisa que já não era visto há muitos anos na WWE e o combate acabou por ser aquilo que o público tava à espera e foi um dos pontos em que Charlotte se cimentou como a grande “heel” que é atualmente e este combate mesmo que seja recente, é digno de ser revisto por todas as razões mencionadas!

Por FaBiNhO

_________________________________

E assim concluímos a primeira parte deste artigo com 11 combates que certamente estarão também na memória dos leitores do Wrestling Notícias.

Que combates vocês nunca mais esquecerão deste evento? Deixa um comentário e quem sabe se não será um dos combates a aparecer nas outras duas partes!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enviar um comentário

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

4 comentário(s):

John disse...

Will we see Hulk hogan at Wrestlemania 33?

André Ribeiro disse...

Boa iniciativa, de certa forma a maior parte dos combates aqui falados fazem parte de uma lista de combates que marcam a história da WrestleMania, Charlotte vs. Becky vs. Sasha pode não parecer - mas acaba por o ser. Não por ser um excelente combate, mas por ser um ponto de viragem na forma como a divisão feminina é apresentada ao público. Orton vs. Taker acho que fica um pouco desenquadrado, até porque é um combate que sinto que têm perdido alguma importância e significado com o tempo - acabo por ser muito fácil de perdoar, porque em 33 combates é perfeitamente aceitável que haja combates assim

Taker vs. HHH no Hell in a Cell é um combate marcante com muita excelente - mas não é ( nem procurou) ser nenhum hino ao wrestling técnico. E não há nada de errado com isso, porque conseguiu ser uma obra de arte, recheada de emoção, violência. Uma viagem epica contada por três perfomers lendários que estarão para sempre ligados.

Benoit vs. HHH vs. HBK WM XX / Rock vs. SCSA WM 17/ Bryan vs. Orton vs. Batista ou Bryan vs. HHH WM XXX/ Bret vs. Owen WM X / Bret vs. Michaels XM II / Steamboat vs. Randy Savage / Brock vs. Taker WM XXX / Jericho vs. HBK WM XIX / Taker vs. HBK e Bret vs. SCSA devem ser alguns dos próximos combates

Anónimo disse...

Nossa, quanta "cuckagem" para essa luta feminina na última Wrestlemania.

Joel disse...

Gostei da iniciativa...

Wrestlemania X-8

Singles Match
The Rock vs. Hulk Hogan
OBS:Embora não o considere muito versátil em ringue para mim o hogan é daqueles que com um micro na mão faz melhor entretenimento que muitos a lutar, enche o espaço onde esta, tenho pena ainda hoje que a wwe o tenha afastado .

Wrestlemania XXIV

Career Threatening Match
Ric Flair vs. Shawn Michaels
OBS:Primeiro, para mim o Flair é o melhor de sempre, segundo posso confessar aqui que foi a única vez que me emocionei com wrestling (chorar mesmo lol) a segunda vez que quase aconteceu foi quando o meu wrestler favorito teve que colocar um ponto final na carreira prematuramente , Edge.

Wrestlemania 22

Hardcore Match
Edge (c/ Lita) vs. Mick Foley
OBS:Um dos meus combates preferidos de sempre , se as coisas tivessem sido melhor feitas a wwe tinha aqui dois homens que podiam ter levado a ECW as costas, é que não me importava nada de ter visto estes dois mais umas tantas vezes a defrontarem se .