terça-feira, 28 de março de 2017

Women of Wrestlemania - Parte I

Gostou deste artigo? Então clique nos botões ao lado para o curtir! Se assim o desejar, deixe-nos um comentário no fim que nós e os visitantes agradecemos!

Saudações a todos os leitores do Wrestling Notícias!

Com o Wrestling Feminino a assumir cada vez mais um lugar de destaque, e em semana de Wrestlemania, decidimos passar em revista a história da presença das mulheres neste evento.
Eis que chega a parte em que vocês pensam que vão ler uma análise muito extensa das 32 edições anteriores... pois estão enganados, para minha infelicidade e muito devido à posição nem sempre favorável que as mulheres foram ocupando no mundo do Pro Wrestling, a sua presença apenas aconteceu em apenas 22 edições.

Mas e que presença foi esta? Quais são os principais momentos? Quais são as principais figuras?  É isso que vamos descobrir ...

WrestleMania I: Leilani Kai (c) vs. Wendi Richter (Women's Championship)

Apesar de nem sempre ter sido dado um lugar no ringue às atletas femininas, na primeira Wrestlemania de sempre, este combate foi promovido como um co-main event. Aliás, nesta altura Richter era uma figura central no mundo do wrestling, como podem ver pela seguinte capa da Pro Wrestling Illustrated de 1984, que deixava a questão "Será Wendi Richter mais popular que Hulk Hogan?".


Neste combate, ambas as lutadoras tinham alguém no seu canto, enquanto a campeã se fez acompanhar da icónica Fabulous Moolah, a popular candidata ao título surgiu com a ainda mais popular estrela pop Cindy Lauper.


Moolah não demoraria muito a interferir, mas com a ajuda de Lauper, Richter conseguiria a vitória, após reverter um pin de Kai, dando início ao seu segundo e último reinado como campeã feminina. 

The Fabulous Moolah (c) vs. Velvet McIntyre (Women's Championship)



Na segunda Wrestlemania, Fabulous Moolah defendeu o título que havia ganho em Novembro a Richter, contra a antiga campeã de Tag Team feminina Velvet McIntyre.

Sendo que a WWF insistia em prolongar a presença de Moolah, já com 63 anos, no card, o combate não durou mais do que um minuto, com a hall of famer a manter o título, sobrepondo-se a McIntyre com um pin usando as cordas.

Durante as três edições seguintes, não mais se ouviria falar de combates femininos na Wrestlemania.

Wrestlemania VI: Dusty Rhodes e Sapphire vs. Randy Savage e Sensational Sherri


Na sexta edição da Wrestlemania, continuámos a não poder falar de combates exclusivamente femininos, mas a verdade é que existiu um combate de tag team misto, inserido numa feud em que as mulheres não eram figuras centrais.

Ainda assim, foi a antiga companheira do na altura, "Macho King" Randy Savage, Miss Elizabeth, que fez a interferência chave no combate, possibilitando a vitória a Sapphire e ao American Dream.

WrestleMania X: Alundra Blayze vs. Leilani Kai   (Women's Championship)


Leilani Kai é, possivelmente, uma das figuras mais underrated da história do wrestling feminino. Passados 10 anos de ter ajudado a elevar Wendi Richter, ajudando-a a tornar-se a figura central da divisão feminina, eis que volta a ser derrotada na Mania pelo novo foco da divisão, Alundra Blayze. Num combate rápido, Blayze revalidaria o seu título após um German Suplex.


Mas a décima WrestleMania foi a primeira edição com dois combates a terem competidoras femininas. Na mesma noite, Luna Vachon (que havia feito o seu debut na Mania IX, mas não para combater) fez equipa com Bam Bam Bigelow, para vencerem os palhaços Dink and Doink.

WrestleMania XIV: Sable e Marc Mero vs. Goldust e Luna Vachon


Mais uma presença femina reduzida a combates misto mas, neste caso, as mulheres foram, claramente as estrelas, com o público muito envolvido nos confrontos entre Sable e Vachon.

Vale a pena ver a reacção da crowd  à powerbomb de Sable e ao momento a seguir, onde Vachon a sufoca nas cordas, naquele que seria um dos combates mais ricos do card dessa noite. A equipa de Sable acabaria por ganhar após esta aplicar o TKO, um move bastante similar ao F-5 e que a lutadora já usava dois anos antes do debut de Brock Lesnar.

WrestleMania XV: Sable (c)  vs. Tori (Women's Championship)


Na quinta edição da WrestleMania, Sable enfrentou a sua fã obsessiva, Tori. Será que já ouvimos uma storyline como esta?
Tori, no seu segundo combate na companhia, demonstrou muita supremacia sobre Sable, e parecia estar no caminho certo para ser a nova campeã. Não fosse a interferência da estreante Nicole Bass, que a devastou com um gorila press, seguido de Sable Bomb.

WrestleMania 2000: Terri Runnels vs. The Kat (Cat Fight) 


Uma WrestleMania no mínimo peculiar para a presença feminina, se por um lado Terri Runnels vencia The Kat, numa cat fight, absolutamente nonsense, com as lendas Fabulous Moolah e Mae Young a fazerem de personagens de comédia e Val Venis a arbitrar (sim, é tudo estranho). Pelo outro, Chyna faria equipa com Rikishi, Scotty 2 Hotty e Grandmaster Sexay, para vencerem os The Radicalz (Chris Benoit, Dean Malenko, Eddie Guerrero e Perry Saturn), após a própria fazer o pin a Guerrero, 

WrestleMania X-Seven: Chyna vs. Ivory(c) (Women's Championship)


Após todas as humilhações sofridas, Chyna conseguiu finalmente vingar-se de Ivory e os seus parceiros Right to Censor. Assim que ambas ficaram one on one, pareceu uma vitória demasiado fácil para a Ninth Wonder of the World, que após lutar com atletas como Chris Jericho ou Eddie Guerrero, precisaria de uma adversária mais à altura.
Na mesma edição, Lita e Trish Stratus teriam aparições icónicas, a primeira ajudando os Hardy Boyz a tornarem-se campeões de tag team, e a segunda ao atacar Vince McMahon com um golpe baixo, abrindo o caminho para as suas próximas presenças marcantes na Mania.
___________________________________________________________________

Na próxima edição teremos os restantes combates e, ainda, uma análise dos números totais das mulheres no maior evento do ano.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enviar um comentário

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

1 comentário(s):

Anónimo disse...

WrestleMania XIV: Sable e Marc Mero vs. Goldust e Luna Vachon

Boa exibição. Todas as lutas deste show foram interessantes. É um evento com grande significado para a história da companhia, mas não vejo tanta citação entre os fãs como uma das melhores Wrestlemanias.

Sim, eu concordo com você. Realmente vale a pena ver a reação da crowd , mas para todo o evento em si. O público reagia exatamente como deveria reagir ao espetáculo. Bastante diferente do comportamento Troll de uma boa parte do público de hoje.

Esse TKO da Sable em Luna Vachon foi muito bem executado. Eu posso assistir inúmeras vezes. Foi até capa da WWF Raw Magazine.

O que mais me impressiona é que Sable praticamente não poderia se mover no ringue, mas fez muito mais dinheiro e fãs para a indústria na época do que qualquer outra mulher no atual Main Roster da WWE. Ela foi uma boa Worker.

O debut de Brock Lesnar no Main Roster aconteceu em 2002 no RAW Pós-Wrestlemania 18. Ou seja, não foi dois e sim quatro anos depois.

Também tenho que destacar a Luna por vender bem uma luta com alguém que estava fazendo a sua primeira luta na carreira como Sable. Há uma história na internet que a única pessoa que cumprimentou o bom trabalho de Luna após a luta nos bastidores foi Owen Hart. Não me surpreende.

Por fim, algumas mulheres duronas como Chyna, Alundra Blayze e Luna Vacohn na postagem. Essas mulheres eram legítimas e realmente poderiam chutar bundas. Elas são muito mais credíveis e realistas do que boa parte do atual roster masculino. Não, eu não estou brincando.