terça-feira, 7 de março de 2017

[REVIEW] Centro de Treinos de Wrestling (CTW) - Estrada do Sucesso

Gostou deste artigo? Então clique nos botões ao lado para o curtir! Se assim o desejar, deixe-nos um comentário no fim que nós e os visitantes agradecemos!


Boas caros leitores! Sejam bem-vindos a mais uma review do Wrestling Noticias.

Desta vez, deslocamo-nos à Associação Recreativa da Ajuda, no passado dia 18 de Fevereiro, para acompanhar o evento do CTW (Centro de Treinos de Wrestling), Estrada do Sucesso.

Para este evento tivemos um cartaz de luxo. As estrelas nacionais do CTW que estiveram presentes foram Leo Rossi, “Superkid” Nelson Pereira, Lobo Ibérico, a estrela espanhola Hardflyer (atleta do CTW) e claro, o mentor de todo este projecto, Red Eagle.

A juntar às estrelas do CTW tivemos também algumas estrelas internacionais, na sua maioria vindas de França. Assim apresentaram-se Allen Hawk, Danny Evans, Hari Singh, Tarik Séttaoui, Aigle Blanc, Hellmer, o Campeão da APC (Association Les Professionnels du Catch) A-Buck e claro, a grande atracção da noite, um dos finalistas do recente torneio da WWE no Reino Unido e mais recente adição do NXT, o Bruiserweight Pete Dunne.

1º Combate
Combate um contra um
Allen Hawk vs Danny Evans


Um bom combate para começar a noite e ir aquecendo os espectadores presentes, que beneficiou do excelente ambiente e da casa cheia da Ajuda. Dois lutadores que se respeitam mutuamente e isso foi evidenciado durante o combate. Um back-and-forth interessante no inicio, sem nenhum levar a melhor sobre o seu adversário. O combate demorou cerca de 10 minutos, teve bons spots e levou o público presente aos primeiros cânticos. Ambos os atletas tinham um move set similar, mas conseguiram criar um combate interessante, que culminou com a vitória de Allen Hawk.

Vencedor: Allen Hawk


2º Combate
Combate de equipas
Hellmer Lo’Guennec e Lobo Ibérico vs Tarik Séttaoui e “Superkid” Nelson Pereira


Hellmer e Lobo Ibérico entraram primeiro na arena, sendo que o segundo arrancou uma reacção adversa muito intensa do público. Combate inicialmente lento, com ambas as equipa a não terem muita pressa para despachar os adversários. Superkid inicia o combate e já com a sua “imagem de marca”, pega na bomba de ar para encher os pulmões para este combate, deixando Hellmer confuso. A certo ponto, Lobo e Hellmer encurralaram Tarik impossibilitando-o de fazer o tag. Após muito massacre, Tarik consegue fazer o tag com Kid e com isto vem o ímpeto para no fim ganharem o combate. De destacar o pop constante do público para Superkid, uma das personagens mais impactantes na Ajuda.

Vencedores: Tarik Séttaoui e “Superkid” Nelson Pereira


3º Combate
Combate um contra um
Hari Singh vs Aigle Blanc


O terceiro combate do evento opôs Hari Singh, um exibicionista e meio narcisista por natureza, que entrou logo a provocar o público, e Aigle Blanc, um Luchador vindo de França. Foi um bom combate com Aigle a mostrar muito do seu high-flying. Este foi o melhor combate da primeira parte com ambos os lutadores a um bom nível. Começou com ambos os lutadores a puxarem as reacções do público, sendo que Aigle foi sempre o mais acarinhado. Bons spots de ambos, com Singh a sair como vencedor.

Vencedor: Hari Singh

Intervalo

4º Combate
Combate um contra um pelo título da APC
A-Buck vs Hardflyer


Primeiro combate da segunda parte, a começar com a defesa do Título da APC. A-Buck entra primeiro no ringue com o seu cinto de campeão e com uma presença incrível no alto dos seus quase 2 metros de altura. Faz uma promo onde o que se poderá retirar é que o seu adversário iria sofrer com a “bota de Deus”.

Entra Hardflyer, um claro favorito do público, com este sempre do seu lado no apoio. Hardflyer teve um inicio difícil de combate pois era complicado “desfazer-se” da envergadura física do seu adversário. Mais a frente consegue ganhar alguma vantagem e entre alguns dos spots destaca-se um dive quando A-Buck estava na parte de fora do ringue e o seu já característico 450 splash. Mas acabou por não ser suficiente pois A-Buck acaba por vencer e assim reter o seu título.


Vencedor: A-Buck


5º Combate
7-Men Rumble Match
Aigle Blanc, Hellmer Lo'Guennec, Lobo Iberico, Talia, "Superkid" Nelson Pereira, Tarik Settaoui e Danny Evans

Combate menos enquadrado na linha do booking do restante show. Alguns spots interessantes sobretudo do vencedor. Uma nota de relevância para a estreia da nova atleta feminina do CTW, Talia, que começa o seu percurso a eliminar Superkid.

Vencedor: Aigle Blanc


6º Combate (Principal) - Ameaça Tripla
Leo Rossi vs Red Eagle vs Pete Dunne


Excelente combate entre Leo Rossi, Red Eagle e Pete Dunne, concretizando um excelente Main Event. Inicialmente, Rossi e Dunne tentaram unir-se para derrubar Red Eagle. Durante todo o combate, o atletla britânico mostrou todo o seu arsenal, bem com a sua já típica agressividade, que lhe dá o nome de “Bruiserweight”, ao morder e estalar os dedos a Red Eagle.

No fim, Red Eagle consegue dominar o “Bruiserweight” e vence o combate.


Vencedor: Red Eagle


Opinião Soulsick:

No geral foi mais um bom evento de wrestling produzido pelo CTW, aliás como tem vindo a ser hábito. Praticamente todos os combates foram bons, tirando talvez o Rumble. Apesar de ser um típico combate com bons spots, o problema foi a sua duração.

Na minha opinião, se tivesse sido o combate inicial e em vez de um combate Rumble tivesse sido uma Battle Royal para determinar, por exemplo o candidato a enfrentar A-Buck pelo Título da APC e este ser o penúltimo combate, teria tido mais lógica. Outro ponto menos bom foi o som no recinto.

A maioria das vezes pouco se conseguia perceber o que dizia David Curle, como por exemplo ao anunciar os lutadores. É um problema que no futuro sei que irão resolver.

De resto, foi um bom show como já disse acima com cinco belos combates. Foi um prazer voltar a rever os lutadores do CTW e todas as estrelas internacionais que trouxeram ao nosso país para este evento, mas especialmente poder ver Pete Dunne em pessoa a combater, uma imagem que não me irá sair da memória.

Opinião Carla:

A fila à entrada teve um duplo sabor, se é verdade que ninguém gosta de esperar numa fila, é muito importante que um evento de wrestling no nosso país atraia público a esse ponto, conseguindo uma casa completamente cheia, com pessoas de pé.

Este início de noite, acabou por se concretizar num show bastante interessante, com diversos combates bem estruturados, à exceção talvez da Rumble. Os atletas em maior destaque acabaram por ser, além de Pete Dunne e Red Eagle, A-Buck, Hardflyer e Leo Rossi, com excelentes prestações.

O main event ficará com certeza na memória de todos. Resta congratular o CTW pelo excelente trabalho ao trazer grandes estrelas internacionais ao nosso pais e esperar por próximos espétaculos e também pela evolução dos talentos da própria academia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enviar um comentário

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

0 comentário(s):