sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Rivalidades (In)Esquecíveis #15 | Samoa Joe vs Finn Bálor (NXT - 2015 a 2016)

Gostou deste artigo? Então clique nos botões ao lado para o curtir! Se assim o desejar, deixe-nos um comentário no fim que nós e os visitantes agradecemos!


(Samoa Joe vs Finn Bálor)

Sejam bem vindos a mais uma edição de Rivalidades (In)Esquecíveis!

Para esta semana, quis trazer algo recente. Uma rivalidade intensa e que tenha ficado na memória, quer pelos bons combates, quer pelo bom entretenimento que nos trouxe. Mas esta, sobretudo porque creio que elevou o NXT a um outro nível.


Falo claro de Finn Bálor vs Samoa Joe.

O NXT é visto por muitos como uma “brand” de desenvolvimento e por outros como um show já com a sua credibilidade ganha e estabelecida no meio de nomes como o Monday Night Raw e o Smackdown Live. O facto é que cada vez mais o NXT é uma marca menos ligada ao desenvolvimento e mais ligada ao mostrar aos fãs, não só da WWE, que conseguem fazer um outro tipo de produto e sobretudo mostrar wrestling.

Alem do mais, consegue ao longo dos anos da sua existência, trazer grandes nomes das independentes e não só, da NJPW, da ROH e TNA. Por isso esta rivalidade. Dois nomes grandes de um mundo “mais pequeno” a batalhar no “desenvolvimento” da WWE. Só podia ser grande.

Introdução:

Após alguns rumores, no dia 28 de Julho de 2014 a WWE oficializa a contratação de Finn Bálor e a informação de que este segue para o território de desenvolvimento, o NXT. O seu combate de estreia aconteceu nas gravações do dia 23 de Outubro onde se juntou a Hideo Itami para defrontar e derrotar Justin Gabriel e Tyson Kidd.

(Finn Bálor)

O fim de 2014 e inicio de 2015 foi muito produtivo para Bálor. Participou num torneio para consagrar o Candidato Principal pelo NXT Championship. Na final, realizada a 11 de Fevereiro de 2015 no NXT Takeover: Rival, Bálor defrontou Neville e ganhou o combate, tornando-se o Candidato Principal. Bálor foi assim defrontar o campeão, Kevin Owens pelo NXT Championship num episódio do NXT dia 25 de Março, mas Bálor perde.

Bálor volta de novo a participar no combate pelo título após derrotar Tyler Breeze. Foi então que a 4 de Julho, Bálor iria voltar a defrontar Kevin Owens pelo título, desta feita num evento em Tokyo, Japão, chamado de The Best in the East. Finn Bálor vence e torna-se no novo NXT Champion. Mais tarde, a 22 de Agosto no NXT Takeover: Brooklyn, Bálor derrota Owens num Ladder Match para continuar com o título.

(Finn Bálor vs Kevin Owens)

Samoa Joe faz a sua estreia no NXT no evento NXT Takeover: Unstoppable a 20 de Maio de 2015. Nesse evento, Joe interferiu no main event, quando Kevin Owens atacava um já debilitado Sami Zayn com uma cadeira. Nesta altura, Joe ainda trabalhava na WWE em “part-time”, pois continuava a trabalhar para outras promotoras. Mas no dia 1 de Junho as coisas mudavam. A WWE anuncia a contratação a full-time de Samoa Joe, e isto muito se deveu à venda impressionante de merchandise de Joe.

(Samoa Joe)

A sua primeira luta no ringue do NXT aconteceu a 10 de Junho contra Scott Dawson. Depois disto Joe teve uma luta com Owens que acabou em No Contest, e que levou a um brawl. Depois Joe enfrentou e derrotou Baron Corbin por submissão técnica.

O inicio – em Tag Team:

(Dusty Rhodes Tag Team Classic)

A seguir surge o Dusty Rhodes Tag Team Classic. Um torneiro de tag teams para homenagear o grande Dusty Rhodes e que a partir de 2015 passaria a ser um torneio anual, bem, pelo menos até ao ano passado. Finn Bálor e Samoa Joe entraram neste torneio como tag team. Recordar que Bálor se mantinha como NXT Champion.

Este torneio passou por várias eliminatórias onde Bálor e Joe defrontaram e ganharam aos Lucha Dragons (Kalisto e Sin Cara) na primeira ronda, Enzo Amore e Collin Cassady nos quartos de final e os The Mechanics (Dash Wilder e Scott Dawson) nas meias-finais. A final do torneio ocorreu no especial NXT Takeover: Respect, no dia 7 de Outubro. A dupla de Bálor e Joe defrontaram nessa final a equipa de Baron Corbin e Rhyno, acabando por ganhar o torneio.

(Samoa Joe e Finn Bálor com os filhos de Dusty Rhodes. Cody e Dustin)

Nesse mesmo dia e num exclusivo do site wwe.com, Joe desafiou Bálor pelo título do NXT, mas o GM (General Manager) William Regal disse que Joe teria que participar em uma battle royal para definir o candidato principal ao NXT Championship, na posse de Bálor.

(Samoa Joe pede oportunidade pelo NXT Championship)

A battle royal acontece a 14 de Outubro e Samos Joe chega aos últimos três, mas é eliminado por Tyler Breeze após este ter sido eliminado por Joe. Apollo Crews então por fim eliminou Baron Corbin para se tornar o candidato principal.

Assinatura do contrato e o primeiro confronto:

Crews não perderia muito tempo com a oportunidade ganhar e desafia Bálor apenas três semanas depois da battle royal. A 4 de Novembro, Bálor e Crews têm um combate clássico até que a certa altura aparece Corbin que interrompe e ataca ambos os lutadores. A seguir aparece Joe, que aparentemente iria fazer o save, mas em vez disso, Joe faz o turn e ataca Bálor, deixando a sua clara intenção de que queria o ouro do NXT Championship.

Semanas mais tarde, os dois assinam o contrato para o confronto pelo NXT Championship, marcado para o NXT Takeover: London. Joe não disse nenhuma palavra durante a assinatura do contrato e acabou por se ir embora, mas voltando depois para voltar a atacar Bálor.

(Assinatura do contrato para o NXT Takeover: London)

Finalmente os dois iriam colidir em Londres, para o NXT Championship.

(Finn Bálor (c) vs Samoa Joe NXT Takeover: London)

Chegávamos ao NXT Takeover: London a 16 de Dezembro. Um combate absolutamente clássico entre Samoa Joe e Finn Bálor. Apesar de toda a crença, Joe não conseguiu vencer o combate. No fim, Bálor aplicou o Coup de Grâce para vencer o combate e reter o NXT Championship.

(Samoa Joe vs Finn Bálor (c) NXT Championship - NXT Takeover: London)

A segunda oportunidade para Samoa Joe:

Joe não estava satisfeito que queria mais uma oportunidade pelo NXT Championship, mas essa oportunidade não lhe ia ser dada de mão beijada. Até porque nesta altura havia mais dois lutadores que queriam esse lugar. Baron Corbin e o regressado Sami Zayn.

Então Joe desafia Corbin e o regressado Zayn para um triple threat match para determinar o candidato principal ao título de Bálor. Esse combate aconteceu no episódio do NXT de dia 27 de Janeiro de 2016. No entanto o combate acabou em “no contest” porque Corbin foi submetido a submissão tanto por Joe e Zayn, acabando por desistir, não tendo sido encontrado vencedor.

(Sami Zayn vs Samoa Joe #1 Contender Match)

No NXT de dia 17 de Fevereiro, Joe e Zayn tiverem um combate para determinar de novo o candidato principal, mas este acabou em um empate. Então o GM do NXT, William Regal decidiu que para finalmente se resolver este assunto do candidato principal e arranjar um adversário para Bálor. Joe e Zayn encontraram-se mais uma vez dia 9 de Março no NXT, mas desta vez em um “two out of three falls”.

A primeira vitória foi de Joe que aplicou o monster buster. Zayn igualava aplicando o koji klutch para Joe desistir. No fim, Joe consegue-se desviar do helluva kick de Zayn e aplica o rear naked choke até Sami desmaiar. Assim Samoa Joe consegue mais uma vez ir à disputa do NXT Championship.

(Samoa Joe vs Sami Zayn 2 out of 3 falls)

Este combate, esperado por muitos, iria acontecer no NXT Takeover: Dallas, dia 1 de Abril. Este é o fim-de-semana da Wrestlemania.

(Finn Bálor (c) vs Samoa Joe NXT Takeover: Dallas)

Mas antes disso, dias antes no NXT, Joe queria enviar uma mensagem a Bálor. Joe aplicou o rear naked choke em Bull Dempsey, sufocando-o até aparecer Bálor para fazer o save. Isto levou a um Brawl entre os dois à volta do ringue e também na mesa de comentadores. Joe atirou Bálor para cima de Corey Graves e depois Finn saltou da mesa aplicando um forearm em Joe.

NXT Takeover: Dallas! Como Bálor já tinha dito anteriormente no Takeover London, iria ser necessário superar-se desta vez para se superar e ganhar a Samoa Joe.

(Finn Bálor mergulha sobre Samoa Joe)

O combate acabou por ser algo estranho, pois foi interrompido muito cedo e varias vezes pelo árbitro, isto porque Joe estava a sangrar muito da face e o sangue não parava de escorrer. Entretanto quando o combate era parado, em vários momentos o público cantava “F*ck PG” em plenos pulmões, fazendo alusão ao facto de a WWE não permitir sangue nos combates (pelo menos daquela maneira). No fim, Joe o naked rear choke, mas Bálor consegue-se safar e no contra-ataque faz o pin sobre Joe. Um, dois… três! Finn Bálor ainda é o NXT Champion.

(Samoa Joe vs Finn Bálor (c) NXT Championship - NXT Takeover: Dallas)

Finalmente o título… num sítio improvável:

A busca de Samoa Joe pelo NXT Championship ainda não tinha acabado. No entanto, quando se pensaria que Joe se iria afastar do main event no NXT, há outro combate pelo título de Finn Bálor. Mas desta vez não foi em nenhum Takeover, ou em um dos episódios semanais do NXT. Esse combate aconteceu num live event a 21 de Abril e para surpresa de todos, Samoa Joe aplica o muscle buster e ganha o combate, torna-se assim o novo NXT Champion (surpresa porque muito raramente os títulos mudam em eventos não televisionados).

(Samoa Joe conquista o NXT Championship a Finn Bálor em Live Event)

Nesta altura, Bálor era o lutador com maior reinado do NXT Championship, ultrapassando o anterior recorde de 289 dias, registo de Neville.

A desforra… Steel Cage Match:

(Samoa Joe vs Finn Bálor - NXT Takeover: The End)

No entanto, as coisas ainda não estavam resolvidas entre ambos. Em um outro live event, os dois envolvem-se num brawl e só acabou quando todo o balneário apareceu para os separar.

(Brawl entre Finn Bálor e Samoa Joe)

Assim, William Regal tinha que arranjar uma forma de resolver esta rivalidade de uma vez por todas. E arranjou. Regal anuncia que Samoa Joe e Finn Bálor irão se defrontar pela uma última vez, e pela primeira vez no NXT, iríamos ver um Steel Cage Match, anunciado para o NXT Takeover: The End.

Antes do evento, Samoa Joe e Finn Bálor têm um frente a frente moderado por Corey Graves. Nesse frente a frente, Bálor disse para Joe apreciar o título enquanto ele dura…

(Entrevista de Corey Graves ao NXT Champion Samoa Joe e a Finn Bálor)

Sete meses de rivalidade iriam finalmente chegar ao fim. Chegava o dia do NXT Takeover: The End, a 8 de Junho.

(Samoa Joe e Finn Bálor dentro da jaula)

Os dois batalharam até à última gota dentro da jaula num combate muito bom. Vários spots muito bons e onde tanto Joe como Bálor safaram-se aos golpes finais do seu adversário. No fim, Joe aplicou um super muscle buster praticamente do cimo da jaula, para assim conquistar a vitória e colocar um ponto final nesta rivalidade.

(Finn Bálor vs Samoa Joe (c) Steel Cage Match pelo NXT Championship - NXT Takeover: The End)

Notas finais:

- Foi uma rivalidade longa, que durou sete meses, mas apesar disso, sempre se manteve no topo. Ouve sempre algo a contar, algo a mostrar e que mantinha as pessoas tanto em casa como nas arenas, presas à história contada por ambos;

- Facto curioso acerca de Finn Bálor. No NXT Takeover: The End, foi a primeira derrota de Bálor em eventos Takeover e também a sua primeira derrota ao utilizar a sua personagem “Demon”;

("Demon" Finn Bálor)

- O reinado de Bálor como NXT Champion foi praticamente todo a defender o título de Samoa Joe. Isto leva a outro facto curioso. Bálor detêm até hoje o maior reinado como NXT Champion. O recorde anterior era de Neville com 287 dias. Bálor esteve com o título à sua cintura por 292 dias;

- Após perder o título Bálor pouco mais fez no NXT. O seu último combate na brand foi a dia 30 de Julho fazendo equipa com Shinsuke Nakamura para derrotar a equipa de Bobby Roode e Samoa Joe. Pouco depois, Bálor mudou-se para o Raw no WWE Draft tendo sido a terceira escolha;

- Samoa Joe depois de Bálor, entrou em rivalidade com Shinsuke Nakamura. Joe acabou por perder o título para Nakamura tendo tido um reinado de 121 dias. Mais tarde numa desforra, Joe consegue vencer Nakamura e assim tornar-se o primeiro de sempre a conquistar o NXT Championship por duas vezes.

Acompanharam esta rivalidade entre Finn Bálor e Samoa Joe?

Costumam acompanhar o NXT?

Por esta semana é tudo e espero que tenham gostado.

Até à próxima semana e deixando o mais importante para o fim com a questão…

Para vós, esta é uma rivalidade Esquecível ou Inesquecível?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enviar um comentário

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

5 comentário(s):

Anónimo disse...

Esquecível.

Ninguém assiste NXT.

- disse...

nxt é capaz de ter o booking mais previsível de todos:

- champ vai ser promovido a wwe?
- champ perde o cinto para o próximo que vai ser promovido
- repeat


basicamente, se tiveres 12 anos não te apercebes (demasiado) disto, mas se és um adulto cansa em 5 mins.

meh.

porque não fazem um artigo destes para a Lucha em que não há este tipo de booking tão fraco?

André Ribeiro disse...

Teve um inicio giro, mas acabou por arrastar-se demasiado tempo e combate entre eles nunca foram assim tão bons. Houve feuds bem mais giras dentro da curta história do NXT

vitor oliveira disse...

Grande edição, melhor ainda rivalidade

Mister Baile disse...

adorei o comentário irónico do vitor.

joe vs o outro? Zzzzzz.