sábado, 28 de janeiro de 2017

NXT Takeover: San Antonio | Preview

Gostou deste artigo? Então clique nos botões ao lado para o curtir! Se assim o desejar, deixe-nos um comentário no fim que nós e os visitantes agradecemos!


O produto de desenvolvimento da WWE chamado NXT apresenta mais um especial evento, realizado no mesmo fim-de-semana que o Royal Rumble chamado NXT Takeover: San Antonio, onde como combate de destaque é a defesa do NXT Championship, no qual o campeão por 2 vezes, Shinsuke Nakamura defende pela 1ª vez contra Bobby Roode.

Para além disso, também conta com a defesa dos NXT Tag Team Championships, onde os novos campeões #DIY (Johnny Gargano e Tommaso Ciampa) defendem contra os Authors Of Pain (Akam e Rezar c/ Paul Ellering) e ainda a defesa do NXT Women's Championship, no qual num "Fatal 4-Way Match", Asuka defende contra Billie Kay, Peyton Royce e Nikki Cross. Tudo isto e muito mais...

O card para este evento é o seguinte:

CARD

NXT Championship Match
Shinsuke Nakamura © vs. Bobby Roode

NXT Tag Team Championship Match
#DIY (Johnny Gargano & Tommaso Ciampa) © vs. Authors Of Pain (Akam & Rezar c/ Paul Ellering)

NXT Women's Championship
Fatal 4-Way Match
Asuka © vs. Billie Kay vs. Peyton Royce vs. Nikki Cross

Singles Match
Tye Dillinger vs. Eric Young

Singles Match
Roderick Strong vs. Andrade "Cien" Almas

APOSTAS

Para apostar, basta clicar na palavra a seguir: AQUI

PREVIEW




Singles Match
Roderick Strong vs. Andrade "Cien" Almas

Diego Meira – O combate que provavelmente abrirá o evento põe frente a frente dois lutadores que tentam se firmar no NXT. Andrade Almas teve um 2016 apagado, cuja maior marca foi o heel turn sobre Cedric Alexander, ao serem eliminados do Dusty Rhodes Tag Team Classic. Esse turn, acabou por dar mais personalidade à gimmick de “Cién” Almas, um traço falho em seu período como face.

Enfrentando-o temos o Triple Crown Champion da Ring of Honor, Roderick Strong, que ingressou no NXT durante o Dusty Rhodes TTC, e agora busca estabelecer sua posição na brand amarela. Dele que partiu o desafio a Andrade, pouco tempo depois que ambos falharam em se tornar number one contender ao NXT Title, trocando, desde então, várias “farpas” nas transmissões do NXT.

Nesta luta, estarei apostando em “Cién” Almas pelo mesmo estar precisando de vitórias expressivas, que o tornem um lutador forte e estabelecido, visto que agora ele começa a ter alguma ligação com os fãs.

Cell – Desde já, peço desculpa a quem é fã do Roderick Strong ou quem já o conhece. O meu único conhecimento deste lutador é apenas do que vi na NXT e, para além de ter sido pouco, não me impressionou. Parece-me ser o típico lutador de indys, muito bom no ringue e nada de especial no micro.

Toda esta análise para explicar que prefiro e faz-me mais sentido que o Andrade “Cien” Almas vença este combate. Desde que fez o heel turn, que parece que o Andrade rejuvenesceu, como lutador e personagem. Este é um momento crítico onde, se o Andrade não ganhar, temo que o público da NXT possa voltar a desistir dele.

Penso que uma derrota não afetará muito o percurso de Roderick Strong na NXT. Ele estreou-se há pouco tempo e parece-me que ainda precisa ser um pouco moldado antes de estar pronto a voos maiores.

Pela storyline, pouco ou nada há a dizer, não vimos uma construção de combate por aí além e, por isso, cinjo-me à minha análise anterior.

Vencedor: Andrade “Cien” Almas



Singles Match
Tye Dillinger vs. Eric Young

Diego Meira – Um curioso embate este aqui. Tye Dillinger havia acabado de perder a chance de se tornar contender ao NXT Title e pensava no que fazer futuramente, até que Eric Young e seus asseclas da SAniTY aparecem-lhe com uma oportunidade: juntar-se ao grupo, ocupando a vaga que pertencia a Sawyer Fulton.

Apesar da insistência de EY, Dillinger recusa a oferta, o que leva a um ataque por parte dos insanos heels, e, posteriormente, a entrada de Big Damo na stable.

Este ataque fez com que o “Perfect Ten” se motivasse novamente, e descobrisse qual seria seu próximo objetivo: derrotar Eric Young. E pouquíssimo tempo depois, o combate entre os dois é marcado.

Com toda a certeza, os comandados de EY estarão a seu lado para assegurar sua vitória, porém eu ainda acredito que apesar dos difíceis obstáculos em sua frente, Tye conseguirá obter a vitória, sendo nele que estarei apostando.

Cell – Tal como a maior parte dos fãs, eu também queria ver o Tye Dillinger ganhar um grande combate individual, mas nesta altura do campeonato, não vejo isso a acontecer, pelo menos na NXT.

Embora tenha um recorde muito negativo em grandes combates, Tye Dillinger já mostrou que sabe desenrascar-se e bem dentro do ringue, para além de ter uma base de fãs cada vez mais grande a apoiá-lo.

Eu sei que isto não é o lugar para analisar a Royal Rumble, mas um dos cenários que eu adoraria ver a acontecer no combate Royal Rumble é a estreia de Tye Dillinger no main roster, em número dez. Isto quer dizer que eu vejo este combate como o último de Dillinger na NXT.

Do outro lado temos Eric Young, membro e líder dos Sanity. Individualmente, ainda não vimos muito de Eric Young neste momento, derrotou No Way Jose e perdeu por desqualificação contra, nada mais nada menos que, Tye Dillinger.

Talvez seja por essa vitória que a storyline deste combate se desenrolou, Young ganhou algum respeito por Dillinger e convidou-o para se juntar aos Sanity, mas Dllinger, desrespeitosamente aos olhos de Young, recusou.

O verdadeiro misticismo de Young vem dos Sanity, mas se é para extrair todo o potencial de Young, o push dele tem de ser individual, mas continuando nos Sanity. E para isso, ele precisa de mais vitórias individuais.

Tal como já disse, este deve ser o último combate de Tye Dillinger na NXT. Repito, deve e espero que seja mesmo, porque os fãs no main roster já o chamam há meses e há que aproveitar essa oportunidade. Complementando, Eric Young precisa mais desta vitória que Tye Dillinger.

Vencedor: Eric Young



NXT Women's Championship
Fatal 4-Way Match
Asuka © vs. Billie Kay vs. Peyton Royce vs. Nikki Cross

Diego Meira – A estória deste combate começa quando Peyton Royce e Billie Kay provam que não possuem apego à vida e atacam Asuka, no momento que a campeã chega na Full Sail para as gravações do NXT.

Não é preciso dizer que a campeã não ficou nada contente com isso, e mais tarde naquele dia, ela invadiu o ringue e atacou as australianas que, entretanto, conseguiram superá-la.

Nesse momento, Nikki Cross, dos SAniTY, aparece e aparentemente ajuda Asuka a rechaçar a dupla heel. Porém, após as duas fugirem, Cross ataca Asuka mostrando que também quer o título feminino. Isso leva a que a “Empress of Tomorrow” exigir de William Regal um combate contra todas as três no Takeover, que é marcado na semana seguinte.

Elas ainda fariam um “face-off” nesta semana, que como esperado reminou com Cross e Asuka tentando se matar enquanto Kay e Royce observavam assustadas.

Apesar de termos três ótimas candidatas ao título aqui, não acredito que este seja o momento propício para que Billie ou Peyton se tornem campeãs, faltando ainda algum desenvolvimento nas duas, enquanto Nikki Cross ainda é um rosto muito recente para assumir a posição principal da divisão. Sendo assim, apostarei que a campeã reterá seu título hoje.

Cell – Com o draft no ano passado, a divisão feminina na NXT ficou, de repente, sem lutadoras importantes, sem ser a Asuka e a Bayley. A verdade é que a Bayley saiu logo da NXT passado um mês do draft e a Asuka ficou quase sozinha na divisão.

Sim, também é verdade que foi nesta altura que a Ember Moon fez a sua estreia, mas, sejamos sinceros, não podiam lançá-la assim à Asuka, não enquanto a Asuka estava a ser construída como imparável.

Durante os meses seguintes esta divisão perdeu muita credibilidade, nenhuma mulher conseguia dar um bom desafio a Asuka. A Asuka até teve de enfrentar uma futura Hall of Famer, Mickie James por lhe faltarem contenders com credibilidade. Esta cena da credibilidade é interessante, porque não é algo que se adquira do dia para noite, é algo que se vai adquirindo com o tempo, que se vai cimentando.

E para mim, é aqui que, mais uma vez, os bookers da NXT brilharam. Claro que podíamos ter tido logo Ember Moon vs. Asuka ou Nikki Cross vs. Asuka. Mas para quê? Serem mais uma vítima da fúria da Asuka? Infelizmente, tivemos uns meses em que a divisão esteve um pouco perdida, mas quando se “pilha” uma divisão, por vezes, é preciso começar do zero.

Com este novo início da divisão, temos, o que espero que venha a ser, um grande Fatal Four Way. Eu acho que a Asuka vai manter. Desde a Nia Jax que ninguém humilhou e destruiu a Asuka como a Nikki Cross, a Billie Kay e a Peyton Royce conseguiram. E isso vai motivar ainda mais a Asuka.

Não se sabe o que Nikki Cross pode fazer neste combate ou se os Sanity irão envolver-se de algum modo. A Billie e a Peyton evoluíram imenso e as duas juntas são uma ameaça séria ao reinado de Asuka. Contudo, se tivesse que apostar qual das duas tem mais hipóteses de ganhar, dizia a Billie Kay.

Típico de Fatal Four Way, é bastante imprevisível quem sairá com o título, mas o meu sexto sentido diz-me que a Asuka manterá o título. Se, por acaso, ela perder, vai ser sem sofrer a pinfall ou submissão. Mas aposto mesmo na vitória da Asuka.

Vencedora: Asuka



NXT Tag Team Championship Match
#DIY (Johnny Gargano & Tommaso Ciampa) © vs. Authors Of Pain (Akam & Rezar c/ Paul Ellering)

Diego Meira – Um combate com um resultado que para mim é um tanto imprevisível. De um lado, os Authors of Pain, que juntos a Paul Ellering conseguiram uma respeitável streak de vitórias e o troféu do Dusty Rhodes Tag Team Classic, obtido após um grande combate contra a TM61. Do outro, a #DIY que após um tortuoso caminho, conseguem se tornar Tag Team Champions, ao vencer um dos melhores combates do ano, contra os Revival.

O que tornar difícil escolher um vencedor aqui, é justamente a trajetória que ambas as equipes traçaram até aqui. Johnny Gargano e Tommaso Ciampa são campeões há relativamente pouco tempo, este seria seu primeiro grande desafio após sair da rivalidade contra os Revival. Já Akam e Rezar seguem sendo construídos como máquinas imparáveis, e pode ser ainda um pouco cedo para dar-lhes sua primeira derrota.

Neste momento, sinto-me mais inclinado a apostar nos campeões, pois estão com os cinturões há um tempo razoavelmente curto, e são completamente credíveis para dar a primeira derrota aos AoP. Sendo assim, acredito que Ciampa e Gargano serão os vencedores.

Cell – Desculpem, mas eu tenho de começar a previsão deste combate com isto: os Authors of Pain assustam-me. Pronto, já disse. São lutadores enormes, parecem gémeos, embora sejam de lados opostos do planeta, e são novíssimos. Novíssimos!

Têm entre 22 e 23 anos, o que quer dizer que, se jogarem bem as suas cartas e aproveitarem as oportunidades dadas, podem-se tornar numa grande equipa. Resumidamente, eles não são só intimidantes pelo tamanho, mas também pelo potencial que têm.

Desde que os Authors of Pain se estrearam que eu nunca acreditem neles. Quando entraram no torneio de equipas do Dusty Rhodes, eu não acredite que eles chegassem longe.

Só quando os vi na final é que pensei: “Espera lá, estes lutadores podem ser o futuro da divisão de equipas”. E neste Takeover têm bastante boas hipóteses de, não serem o futuro, mas serem já o presente da divisão de equipas.

O problema aqui é que os DIY ainda têm um reinado demasiado curto e os fãs ficavam com um sabor amargo na boca se, depois de tanto esforço e dedicação a ganharem os títulos, perdessem já.

Qualquer uma das equipas pode ganhar. O facto dos Authors of Pain ainda não terem perdido um combate pode ser determinante para o resultado deste combate. Se for para tirar já os títulos aos DIY, será porque eles não irão permanecer muito mais tempo na NXT.

Eu não acredito que este cenário aconteça, penso que os DIY ainda podem fazer coisas engraçadas a campeões. Quantos aos Authors of Pain, uma derrota não os vai descredibilizar. Tal como disse, eles são novos ainda e, suponho eu, terão muitas mais oportunidades, para além desta.

Vencedores: DIY (Johnny Gargano and Tommaso Ciampa)



NXT Championship Match
Shinsuke Nakamura © vs. Bobby Roode

Diego Meira – O combate que tem tudo para ser o melhor da noite. Nakamura vem de uma guerra com Samoa Joe, de onde saiu vitorioso e com dois reinados como campeão do NXT. Seu primeiro desafiante seria definido através de uma Fatal 4-Way, que contou com Tye Dillinger, Andrade Almas, Bobby Roode e Roderick Strong, onde o “Glorioso” ex-campeão da TNA sagrou-se vencedor.

Roode também acrescentou bastante pessoalidade a seu confronto com o “King of Strong Style” durante a assinatura de contrato para o combate, quando praticamente disse que Shinsuke, apesar de ser um grande lutador, não chegava a seus pés. O campeão por sua vez seguiu apenas com seu comportamento costumeiro, dizendo que Bobby com toda a sua classe parecia um cachorro Shiba, e que iria arrancar a cabeça dele com um Kinshasa no pay-per-view.

O que pode ser dito é que qualquer um deles poderia ser campeão de forma completamente aceitável. Roode possui um estilo heel já bastante conhecido dos seus tempos de TNA, e praticamente estaria pronto para ir direto ao main roster, enquanto Shinsuke e seu carisma anormal são suficientes para dar credibilidade a qualquer cinturão. Como sou um grande fã de Nakamura, e pelo mesmo ainda ter muito o que mostrar como NXT Champion, será nele que estarei apostando para hoje.

Cell – Um combate de sonho, um combate que os fãs anseiam há já algum tempo, um combate onde vai haver muuuuita cantoria, um combate digno de ser o Main Event. Provavelmente as duas estrelas mais populares na NXT, vão-se enfrentar pelo título da NXT e, tal como noutros combates deste Takeover, temos um combate muito imprevisível.

O Bobby Roode vem encaminhado para esta oportunidade há largos meses e é possível que ganhe o título da NXT, se for para o Nakamura subir para o main roster. Caso contrário, vejo o Nakamura a vencer e manter o título.

Esta não será a única oportunidade que Roode terá de ganhar o título e acredito que no futuro ele será campeão. Mas neste momento, acho que o Nakamura merece um reinado um pouco maior e penso que ainda vai demorar um pouco até a NXT ter um novo campeão.

Claro que podem fazer algo tipo Sami Zayn, que ganhou o título e passado um mês perdeu-o logo para o Kevin Owens. Mas penso que esse não vai ser o caso, pelo simples facto de que eu não estou a ver o Nakamura a ser promovido ao main roster tão cedo.

Vencedor: Shinsuke Nakamura



PS: Não esquecer que, daqui por umas horas começará a transmissão ao vivo do NXT Takeover: San Antonio, que contará com o habitual "chat" para podermos conversar e as "streams". Bom PPV para todos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enviar um comentário

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

0 comentário(s):