terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Weekly Wrestlers #16 | Análise e Nova Votação

Gostou deste artigo? Então clique nos botões ao lado para o curtir! Se assim o desejar, deixe-nos um comentário no fim que nós e os visitantes agradecemos!

Mais uma semana a contar os vossos votos e mais uma semana com um ranking totalmente novo sobre os Superstars masculinos e femininos que mais marcaram esta semana, de acordo com vocês.

Como funciona este espaço? É simples!
> Vocês (leitores do Wrestling Notícias) mandam na votação, pois cada comentário que deixem conta como um voto, seja um lutador, lutadora ou até uma equipa que mais se destacam no decorrer desta semana
> Têm até DOMINGO À NOITE para deixar os vossos votos nos comentários > Caso haja empates durante o decorrer da contagem de votos, nós teremos uma última palavra para decidir quem fica em determinado lugar
> Têm ATÉ 5 ESCOLHAS (INCLUSIVE) para deixar no comentário nesta publicação
> Os lutadores/lutadoras/equipas escolhidos por vocês, têm de ser quem vocês acham que marcou mais esta semana no wrestling (seja na WWE, TNA, ROH, Independentes, Lucha Libre, Nacional ou Puroresu)

O vosso voto conta e, como prova, vejam lá se este nosso/vosso ranking é descabido:

________________
E damos as boas-vindas a esta tão recém-formada entidade aqui a este ranking. Mas merece este seu lugar, porque (re)formou-se e entrou a matar, arrumando com a dura competição que lhe era posta à frente no torneio para colocar os inaugurais World Six-Man Tag Team Champions.

No final, encontraram uma equipa cheia de garra, sangue jovem e, claro, atletismo. Kushida e os super-promissores Lio Rush e Jay White foi quem sobrou, no caminho de Matt Taven conquistar os três cintos com os seus novos Kingdom, juntamente com os mais novatos TK O'Ryan e Vinny Marseglia.

Não podia ser um combate comum e a única coisa que podia vir para aqui tentar superar a loucura dos combates Tag Team da Ring of Honor, é se for feito em trios. E lá andou. Todos merecem uma ovação de pé mas quem ficará, para sempre, na história como os primeiros ROH World Six-Man Tag Team Champions são os renovados Kingdom!

Há 2 meses:

2º Lugar

Um indivíduo que já tem a sua ocupação, é um United States Championship e tem esse título para se preocupar. Ou então não, não lhe chega e não quer dar descanso aos seus incontáveis detractores. Se ele é um "Big Dog", tem que ir brincar com os outros crescidos senão até parece mal. Novamente aliado a Seth Rollins, viu-se encrencado nos mesmos sarilhos que ele e encontrou problemas com Kevin Owens. Nem de propósito, o Universal Champion, olha que lindo!

Até se lhe podia dar o campeonato de bandeja, mas Reigns não é desses e é dos que gosta de trabalhar e mandar o punho contra queixos. Tinha que conquistar o seu campeonato. Tinha que derrotar Owens no Raw. E, lá está, uns punhos bem aplicados nos queixos e o seu já infame Spear e está marcado para o Roadblock: a oportunidade do United States Champion carregar dois cintos, juntando o Universal Championship à conta pessoal!
________________
Como se não fosse suficientemente assustador ter Bray Wyatt e Randy Orton como aliados, como será quando têm um objectivo concreto. Que o digam os American Alpha que já depois de superarem um nada fácil "Tag Team Turmoil" pela candidatura aos Tag Team Championships do Smackdown, levaram com esta malta das trevas a colocar-se no caminho como último obstáculo.

Disputou-se, então, a candidatura aos Tag Team Championships no main event do passado Smackdown e nem todo o atletismo e talento dos American Alpha valeu contra uns bichos ruins como estes. Vencedores, Bray e Randy, com Harper por perto, partem para o TLC com os Tag Team Championships debaixo de olho. Rhyno e Heath Slater que tenham cuidado porque estes não são propriamente os Spirit Squad...

Há 2 meses:

8º Lugar

Tarefa difícil a destes atletas sobrenaturais para o Final Battle. O que podia ser só mesmo uma defesa dos ROH World Tag Team Championships, tinha tanta coisa implicada. Não tinham adversários mansos e tinham que impedir os Briscoe Brothers de conquistar o seu nono reinado. E com duas equipas desta dimensão e popularidade, havia aqui a obrigação de provar qual era a derradeira melhor! Com essas condições, realmente não dava para ser um combate fácil e rápido.

Foi dos que até a plateia se cansa só de os ver a enlouquecer. Como seria de esperar, o pobre Corino deve ter ficado a precisar de um xarope mais tarde. Mas chega ao fim e Nick e Matt impõem-se. Nem o mau corte de cabelo de Jay Briscoe os intimidou: uma trovoada de Super Kicks seguidos, após uma sucessão que não conseguia deitar abaixo os irmãos redneck, foi o necessário para os ajudar a manter os cintos e a requisitar uma bomba de ar para o Steve Corino.

Tremendo trabalho mas nem tiveram tempo de descansar. Havia uma surpresa para eles: Broken Matt Hardy, perante uma plateia eufórica que nunca diria que viria a estar assim com esse mesmo indivíduo há um punhado de anos atrás, promete que os "spot monkeys" futuramente serão... DELETED!

Há 5 semanas:

8º Lugar

A sua chegada à Ring of Honor já era antecipada há meses, ainda existiam resíduos da pintura do Stardust pelo chão de muitas arenas. Chegou o momento e não era nenhuma estreia em segmento ou com algum talento de "enhancement". É logo com Jay Lethal, para ver se entra logo com um clássico.

Chegou como aquilo que é: um bom rapaz, espectacular atleta, wrestler honroso e honrado com um gigante legado de família. Christopher Daniels e Kazarian até tiveram que ir lá dizer-lho pessoalmente.

Deu o combate e saiu como um vilão de primeira categoria. Golpes baixos, cuspidelas, dedos obscenos e ainda uma provocação física ao Steve Corino que só estava lá sossegado. Saiu como um inimigo público #1 e Kevin Kelly vendeu aquela Turn como traumática. É aquela estranheza. Sabíamos que adorávamos o Cody mas se calhar falhou a alguns que o adorámos precisamente assim por muito tempo!

Há 3 semanas:

2º Lugar

Nada de pânicos, o NXT Championship ainda não é o Women's Championship do Raw. Percebo a estrutura disto, Nakamura era Campeão e ia ao Japão. Mas lá tinha muito mais impacto se vencesse o título do que se apenas o retivesse. E assim, entretanto, tinha-se duas grandes surpresas e uma rivalidade muito competitiva. É certo que passou pouco tempo, mas aí também reside a surpresa. Shinsuke Nakamura já é Campeão de novo!

Talvez agora se avizinhe um reinado mais longo e com mais peripécias às voltas daquele estrelato todo que lá anda. O Joe? Pode muito bem ter o seu rematch e último capítulo desta saga no próximo Takeover para se despedir e no dia seguinte andar às sovas com outros vinte-e-nove indivíduos. Porque não? O NXT e o seu título ficam muito bem entregues aqui ao Sr. Strong Style!

Há 3 meses:

8º Lugar

(Como parte dos Decay)
Não é estranha aqui ao ranking, mas é primeira vez que aqui aparece sozinhinha. Não é que eu ache que tenha medo porque parece tudo menos alguém que tenha medo de coisa alguma, mais depressa alguém teria medo de a encontrar a ela.

Mas há boa razão para a sua presença sozinha aqui. Uma "emancipação" significativa do seu grupo de tolos. Não uma completa emancipação porque ainda faz parte deles, mas enquanto eles vagueiam pelo plantel à procura de ocupação - X Division tem vindo a servir de emancipação - já Rosemary anda a facturar e à grande.

No main event do Impact Wrestling, disputava com Jade uma oportunidade pelo Knockouts Championship vago. Parece que nem a jaula que a prendia ou o endosso de Gail Kim à sua adversária a desconcertaram. Mais parece que a favoreceram. Alimentou-se disso e da sua velha mistela que gosta de cuspir à cara das pessoas. É assim. Enquanto Abyss e Crazzy Steve procuram posto ao Sol... Já Rosemary é Knockouts Champion.
________________
The Brian Kendrick até pode achar que tinha muita responsabilidade nos ombros, a carregar toda a divisão Cruiserweight e lá toda a sua conversa, mas aqui este menino que gosta de dançar mas também de dar uns açoites também não devia estar para facilitar. E tinha alguma responsabilidade sobre si: brilhar na estreia do "205 Live", onde enfrentaria Kendrick pelo Cruiserweight Championship.

Chance de uma vida para si e para especializar o programa. Com muita luta e num combate de imensa qualidade, Rich Swann consegue-o e torna-se o Campeão e representante da divisão que tem vindo sempre a aquecer. É assim que se estreia um novo programa! Can you handle this?
________________
Já ia ser uma tremenda noite para O'Reilly de qualquer forma. Só faltava saber se ia ter um desfecho agradável para ele ou o sabor azedo de uma derrota. Que alguma coisa lhe ia saber bem já era garantido, assim que tiraram as desqualificações ao seu combate, o main event do Final Battle pelo ROH World Championship, já se sabia que ia ter a oportunidade de dar mais porradinha que aquilo que se considere normal. E levar, também.

Daí nem ter sido surpresa o festival de violência que foi este main event tão pessoal, apesar de ter um cinto tão valioso em jogo. Já pintado do encarnado do sangue das faces de ambos, já não havia muita mais maneira de mostrar que estavam dispostos a todo o tipo de sofrimento para vencer e causar mais sofrimento no outro. O'Reilly já nem queria saber, deitou-se em pionés para torturar Adam Cole sobre os mesmos utensílios de escritório perigoso e preso num Cross Armbreaker.

Sem outra escolha, Cole desiste e permite a O'Reilly ter o seu grande momento e um dos momentos do ano na companhia: o primeiro reinado de Kyle O'Reilly como World Champion!

Há 1 Mês:

4º Lugar

Até os podem acusar de tornar aquele título saltitão. Que é verdade, aquilo é uma batata quente. Mas não podem negar que à volta desse cinto já se criaram grandes momentos. Ainda há um Hell in a Cell em memória - já ele mesmo com uma mudança de Campeã - e já nos dão o rematch, num Falls Count Anywhere como main event. E adivinhem lá, se a Charlotte ainda tem a folha limpinha em PPV, a Sasha Banks parece imbatível no Raw.

Após muita batalha, muita luta e da mais física, muita loucura por toda aquela arena fora, Sasha parece alimentar-se daquilo que a ajudou a ascender: os fãs. Foi no meio do público que ela obrigou Charlotte a desistir e a encurtar o seu reinado, para nova mudança de mãos. Parabéns à nova TriCampeã, Sasha Banks!... Por agora. Que tenha um reinado muito longo e frutuoso... Por, pelo menos, um mês! Mas agora a sério, como dizer que não seja merecido?

Mais um Top 10 concluído, mais uma semana resumida e nós aqui prontos para outra! Já sabem como funciona, comecem já a comentar após o Raw, com aquela ou aquelas estrelas que mais marcou e prossigam ao longo da restante semana. É para continuar a contar, toca a votar!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enviar um comentário

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

11 comentário(s):

Anónimo disse...

Ótima lista, não limitada somente à WWE ou NXT.

Angelic Zero disse...

Wyatts, Ellsworth, Charlotte

Filipe Semanas disse...

AJ Styles; The Miz; Alexa Bliss; Baron Corbin; Rich Swann

nWoMember disse...

Thw Wyatt Family, Alexa Bliss, Rich Swann, The Miz, Nakamura.

André Ribeiro disse...

Shinsuke Nakamura

Chris JRM disse...

AJ Styles, Wyatt Family, Alexa Bliss, Charlotte, The Miz

André Ribeiro disse...

Los Ingobernables del Japón, Great Bash Heel

Diego Meira disse...

Moose, Matanza, Cody Rhodes, The Miz e Rich Swann.

Italo Silva disse...

Cody Rhodes, wyatt family, AJ styles

vitor oliveira disse...

Wyatt Family, Alexa Bliss, The Miz, Cody Rhodes, Moose

FaBiNhO disse...

Charlotte
James Ellsworth
AJ Styles
Wyatt Family
Broken Hardys