sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Rivalidades (In)Esquecíveis #5 Batista Vs Triple H (2005)

Gostou deste artigo? Então clique nos botões ao lado para o curtir! Se assim o desejar, deixe-nos um comentário no fim que nós e os visitantes agradecemos!


Sejam bem vindos para a edição #5 de Rivalidades (In)Esquecíveis!

Esta semana vou recuar até ao ano 2005 e falar de uma rivalidade que catapultou uma das estrelas em ascensão na altura até ao topo.

Falo de Batista vs Triple H em 2005!

Introdução:

Os Evolution, uma das facções mais dominadoras da WWE foi formada no inicio de 2003 por Triple H, Ric Flair, Randy Orton e Batista. Juntos, dominaram e conquistaram praticamente tudo o que havia para conquistar relativamente a títulos individuais e de equipas. Perfeitamente dominantes e coesos.


Em 2004 começa o inicio do fim, quando Randy Orton após ganhar o seu primeiro World Championship (o mais jovem de sempre a conquistar um título principal na WWE) é traído pelos seus companheiros dos Evolution em pleno festejo em cima do ringue.

Com esta traição, Orton começa o seu percurso sozinho, enquanto os restantes três elementos continuam a sua destruição. Isto até ao Royal Rumble de 2005…

O inicio:

Janeiro de 2005, estamos no Royal Rumble, um dos maiores eventos do ano na WWE. Trinta homens lutam pelo prémio de conquistar a oportunidade de lutar por um dos títulos principais da companhia. O WWE Championship e o World Championship.

No fim do Royal Rumble Match tivemos John Cena e Batista, tendo sido este ultimo a sair vencedor, após uma polémica dupla eliminação em que ambos os lutadores tocam em simultâneo com os pés no chão. Vince McMahon sai furioso do backstage em direcção ao ringue e ordena que o combate recomece. Ai Batista sai vencedor.

A Road To Wrestlemania estava a começar!

Sendo assim, o vencedor do Royal Rumble Match, neste caso Batista, pode escolher qual dos títulos ele quer tentar conquistar na Wrestlemania. Pode optar por defrontar JBL que era o WWE Champion no Smackdown, ou então continuar no Raw e enfrentar o seu amigo e mentor, Triple H.

No Raw a seguir ao Royal Rumble, no rescaldo, Triple H fala em como a criação de Batista é sua, tudo o que ele é agora, é devido a HHH e que acha apelativo alguém querer lutar pelo seu World Championship.

No entanto e no meio disto, sai um vídeo de JBL a provocar e insultar Batista, numa clara tentativa para este seguir outro rumo e ir para o Smackdown.

No Raw de 7 de Fevereiro, gravado no Japão, Triple H continua a dizer a Batista que a melhor ideia era este rumar mesmo ao Smackdown e que assim, os Evolution dominariam a WWE com Triple H World Champion no Raw e Batista WWE Champion no Smackdown.

A seguir a um combate com Edge, Batista ergue o braço de Triple H, mostrando que ele é o campeão, mas ao mesmo tempo olha fixamente para o cinturão de campeão. Batista ainda não se tinha decidido e isto poderia querer dizer qualquer coisa.

No Raw de 14 de Fevereiro, já a fechar a emissão, Triple H salva Batista de ser atropelado pela limusina de JBL no parque de estacionamento. Apesar de ser salvo por HHH, Batista diz que vai ao Smackdown confrontar JBL, mas sozinho.

Primeiro confronto:

Na semana seguinte, o momento decisivo. Seria nesta noite a assinatura do contrato de Batista para o combate na Wrestlemania. Mas antes disso, no backstage, Triple H conta a Ric Flair que tem um plano para levar Batista para o Smackdown para enfrentar JBL. O que eles não sabem é que enquanto estão a falar, a câmara faz zoom e vê-se Batista a ouvir a conversa toda atrás da porta. A assinatura do contrato estava por momentos…

Na assinatura do contrato, Triple H faz um longo discurso sobre a ida de Batista para o Smackdown.

Ai Batista diz finalmente ao mundo qual a sua decisão. Ele diz que sabe muito bem para onde vai e atira o contrato para lutar com HHH para o chão! Batista vira-se contra Triple H!!

Batista mostra os polegares para baixo a HHH e ataca tanto ele como Ric Flair. Batista acaba por colocar Triple H sobre uma mesa com um Power Bomb e assina o contrato para lutar contra HHH na Wrestlemania 21.

Batista revelou o seu estado mental envolvendo HHH e que ia à procura do ouro! Independentemente do que Batista fizesse, era tudo a respeito de Triple H.

Durante a promo, HHH e Ric Flair fazem a sua entrada para o ringue e Batista destrói Ric Flair, enquanto o World Champion se afasta e isso aconteceu algumas vezes.

No Raw de 7 de Março, Batista defrontou Ric Flair e o derrotou, mas conseguiu evitar um ataque de Triple H depois disso.

O plano de HHH era simples. Tentar enfraquecer ao máximo Batista, á medida que a Wrestlemania se ia aproximando. Assim sendo, no Raw do dia 21 de Março, Batista é colocado num Lumberjack Match contra Kane. Mas apesar disso, Batista conseguiu confronta-los e derrotou Kane enquanto Triple H não acreditava no que tinha acontecido. Já agora, os Lumberjacks eram todos Heels.

O auge - Wrestlemania 21:

Chegamos finalmente ao momento esperado, Wrestlemania! Finalmente o confronto destes dois ex companheiros dos Evolution. “The Animal” vs “The Game”!

No geral foi um bom combate que durou cerca de 20 minutos. Nenhum dos dois lutadores teve vantagem imediata, tendo sido repartida durante praticamente todo o combate.


Ric Flair estava no canto de Triple H e que com a ajuda deste conseguiu ai, ganhar alguma vantagem. Depois de um enorme Spinebuster HHH consegue três contagens de dois e não consegue vencer.

No fim do combate viu-se HHH a tentar o Pedigree, mas não consegue levantar Batista, que reverte para um sideslam. Batista faz o gesto dos polegares para baixo, para um grande pop do público presente, aplica o Batista Bomb, contagem de três. Batista, novo World Champion!!


A continuação:

No Raw a seguir à Wrestlemania, Triple H começou o episódio com uma promo a dizer que Batista tinha sido bom durante uma noite, mas que o World Championship iria voltar para a sua cintura. Nesse mesmo episódio, Batista lutou contra Randy Orton e ganhou. Triple H aplaudiu a vitória de Batista junto a saída para os bastidores.

Triple H acreditava que tinha descoberto um medo em Batista. Segundo HHH, Batista tinha medo do Pedigree. Mais tarde aconteceu um handicap match com Hurricane e Rosey contra HHH. Triple H aplicou o Pedigree em Rosey e ganhou o combate. De seguida ele e Batista envolveram-se num brawl. No próximo Raw, está marcado um combate entre Triple H e Jim Ross.

No Raw de 18 de Abril HHH falar com Ric Flair e diz-lhe que pagou ao condutor da limusina para dar vários atalhos de modo a fazer Batista chega atrasado ao show e não conseguir impedir ele de salvar JR.

No entanto, Batista consegue chegar a tempo de salvar Jim Ross de uma tareia. Batista esmaga a cabeça de HHH contra uma cadeira de aço o que faz com que Jim Ross faça o pin e vença Triple H em pleno Madison Square Garden.

A rivalidade vai agora até Londres, onde no episódio de 25 de Abril Batista tem uma luta com Christian e consegue vencer apesar de o árbitro ser The Coach e com Ric Flair no canto de HHH. Triple H também interferiu, mas não conseguiu impedir a vitória.


HHH e Batista de seguida tiveram um brawl que só acabou depois de um Pedigree sobre Batista para fechar o show. Backlash era já na próxima semana.

WWE Backlash – Primeira defesa do título:

Primeira defesa do título de Batista contra Triple H acontece no Backlash, dia 1 de Maio. Combate com boa duração, 16 minutos e muita acção. No inicio vê-se Ric Flair a distrair Batista, o que permitiu a Triple H ganhar alguma vantagem logo de inicio. Viu-se também ambos a tentar os seus finishers no inicio, mas sem sucesso. Batista tinha o combate praticamente ganho, após um Spinebuster potente, mas o árbitro estava KO. Veio um segundo árbitro, mas a contagem só chegou ao dois.

Batista finalmente aplica o Batista Bomb em Triple H para ganhar o combate. De seguida, um HHH frustrado aplica o Pedigree no árbitro que estava KO, Mike Chioda enquanto Batista celebrava a sua vitória na rampa de entrada.

À entrada para o Backlash Triple H parecia muito determinado em reconquistar o World Championship, mas mais uma vez perdeu para Batista. Parecia definitivamente que Batista tinha HHH muito bem estudado e conseguia se superar cada vez que enfrentava o seu antigo companheiro dos Evolution.


A ultima tentativa e o inicio do fim:

A seguir a sua derrota no Backlash, Triple H exigiu um combate de desforra, mas o General Manager Eric Bishoff, colocou HHH num torneio chamado Gold Rush Tournament para determinar o candidato principal ao World Heavyweight Championship. Os lutadores no torneio foram Kane, Christian, Shawn Michaels, Shelton Benjamin, Edge, Chris Jericho, Chris Benoit e Triple H. Na primeira ronda HHH lutou contra Chris Benoit e perdeu o combate, ficando assim de fora pela corrida ao “ouro”.

De qualquer maneira, “The Game” Triple H continuou a exigir uma nova desforra pelo título a Batista, ao que este recusa, levando assim Triple H a decidir que iria abandonar o Raw.

Durante a ausência de HHH, Ric Flair foi atacado por Christian e Tomko até Batista fazer o save a favor do “Nature Boy”.

Na semana seguinte, Batista luta contra o vencedor da Gold Rush Tournament, Edge e com ajuda de Flair, Batista consegue reter o título. De seguida Triple H regressa e Flair atinge Batista com um “golpe baixo”. HHH então atinge Batista com a marreta. Triple H pega no microfone e desafia “The Animal” para um Hell In A Cell Match no PPV Vengeance. Batista aceitou e o combate estava marcado para dia 26 de Junho.

No entanto, no Raw de 20 de Junho HHH finalmente ganha algum ímpeto sobre Batista, quando este se juntou a Kurt Angle para defrontar Batista e Shawn Michaels. Triple H atinge Batista com o Pedigree e consegue assim a vitória, sendo esta a primeira sobre o seu antigo protegido.

Vengeance – Hell In A Cell (o fim):


O Main Event foi Batista vs Triple H num Hell In A Cell Match. Um combate brutal, com muitos e bons spots. Entre os quais se destaca HHH a sufocar Batista com uma corrente para de seguida o atingir com uma cadeira de aço enrolada em arame farpado. Batista ganhou ímpeto quanto este agarrou a marreta de Triple H para o atingir com ela. Batista ainda fez um Spinebuster em cima dos degraus de aço que foi seguido por um Batista Bomb para reter o título.


De registar que após o fim do combate, Triple H recebeu uma ovação de pé por parte do público.


Esta rivalidade acabava aqui, também devido ao WWE Draft em que se viu Batista a seguir caminho para o Smackdown com o seu World Heavyweight Championship.


Notas finais:

- Numa altura em que hoje em dia se diz que Hunter (HHH) é alguém que não gosta de colocar ninguém “over”, este é um bom exemplo. Várias vezes Triple H o fez e esta talvez foi das melhores. Depois desta rivalidade cada um seguiu o seu caminho e estava encontrado mais um lutador para ser Main Eventer;

- De notar sempre a boa química entre os dois lutadores. Após algum tempo juntos nos Evolution, Batista e Triple H eram adversários e as suas lutas foram boas;

- Os Evolution tinham sido criados para isso mesmo. Juntar a duas estrelas já firmadas, outras duas com potencial de crescimento para dar um push. Randy Orton e Batista foram os escolhidos e no futuro após Evolution os dois foram bem sucedidos;

- Facto curioso: Na Wrestlemania deste ano, alem do primeiro Championship de Batista, também foi coroado um outro. John Cena ganhou pela primeira vez o WWE Championship nesta mesma Wrestlemania;

- No Royal Rumble deste ano, talvez um dos maiores botches de sempre da WWE. Pelo menos um dos mais falados. Até hoje não se sabe bem ao certo se o foi ou não, mas é certo que deu muito que falar. O final viu Batista e Cena a caírem os dois ao mesmo tempo com os pés no chão. O fim não teria sido previsto assim, e Vince McMahon ficou furioso, desceu até ao ringue a refilar até se lesionou, precisando sair da arena apoiado.


Por esta semana é tudo. Espero que gostem e enquanto esperamos pela edição #6, pergunto-vos….

Esta foi uma rivalidade Esquecível ou Inesquecível?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enviar um comentário

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

0 comentário(s):