quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Batalha dos 1000 - Wrestling Portugal | Análise do Leitor

Gostou deste artigo? Então clique nos botões ao lado para o curtir! Se assim o desejar, deixe-nos um comentário no fim que nós e os visitantes agradecemos!


No Domingo, dia 30 de Outubro de 2016, o Wrestling Portugal (WP) realizou o evento "Batalha dos 1000", no Centro Shotokai de Queluz. Esta foi mais uma iniciativa extremamente louvável do wrestling nacional, cada vez em maior expansão, com a presença da maioria dos grandes nomes do WP, diante de uma casa cheia com  um público muito activo e entusiasmado.

O evento principal, uma Battle Royal, tinha como prémio apetecível quantia de mil euros e decorreu na segunda parte do show. Na primeira parte, tiveram lugar cinco combates de qualificação, posicionando os vencedores na segunda metade da ordem de entrada do combate final.


O show começou com o Campeão Nacional do WP, Bruno "Bammer" Brito, a vir ao ringue e, depois de receber uma grande ovação, lançar duras críticas ao vencedor do torneio da academia do WP, Luís Salvador, por este ter decidido não participar nos combates de qualificação. Salvador não gostou dos comentários do campeão e subiu ao ringue, sendo necessária a intervenção dos árbitros e lutadores no backstage para acalmar os ânimos.

Korvo vs. Duarte Silva

Ao entrar no recinto, Duarte Silva soltou diversas provocações ao público presente, até ser interrompido por Korvo, que o atacou durante alguns minutos, ainda fora do ringue, demonstrando toda a sua empatia com a crowd. Já dentro do ringue, o combate foi breve, e dominado por Korvo, até ser atacado por um misterioso mascarado, com uma cadeira. O árbitro não deu conta deste revés e Duarte Silva conseguiu a vitória.

Bernando Barreiros vs. Luís Mira



Combate excelente, com muito bons spots. Bernardo Barreiros causou, desde início reacções muito adversas na crowd, mas acabou por dominar uma grande parte do combate. Apesar de alguns momentos de menor ritmo, o combate teve momentos memoráveis, como o Bulldog de Luís Mira da corda superior, ou o forte Spear seguido de uma Vader Bomb de Bernardo Barreiros, que acabariam por o conduzi-lo à vitória.

Marcos Vitória vs. Kelly



Após a entrada de uma Kelly muito focada, que mereceu a ovação do público, assistimos a um combate muito rápido, dominado pela atleta feminina do WP, que venceu após disferir dois pontapés fortíssimos no adversário Marcos Vitória.

Bruno "Bammer" Brito vs. RAFA


Combate excelente. muito rápido e técnico que mereceu diversos cânticos e muitos aplausos da plateia. Numa primeira metade do combate, houve um equilíbrio entre os atletas, que partilharam quase equitativamente o domínio do combate. Mas após a lesão de RAFA, Bammer assumiu o domínio do combate, focando-se no trabalho na perna esquerda do jovem. RAFA ainda conseguiu escapar a três submissões e várias tentativas de pin do campeão, até ser derrotado após sofrer uma Bammer Bomb

Ramon Vegas vs. Big Chill




Ramon Vegas atacou Big Chill antes do combate começar, ainda fora do ringue. O luso-cubano acabaria por atingir Chill com uma corrente, deixando-o incapaz de competir. O que Vegas não esperava era que Luís Salvador tomasse a decisão de competir no lugar de Chill, por um lugar na última metade na ordem de entrada da Batalha dos 1000, a concretizar aquilo que pareceu ser um face turn da parte do vencedor do Torneio da Academia.

Após um combate muito intenso, com vários near falls para ambos, Salvador acabaria por vencer ao aplicar o Log Off

Batalha dos 1000


Korvo foi o primeiro a entrar no combate, partilhando o ringue com o segundo participante Marcos Vitória. O antigo General Manager dominou totalmente o combate até à entrada de Zé de Manteigas que, após uma tremenda ovação do público, acabaria por ser eliminado por Marcos Vitória. 

Em quarto lugar entrou RAFA, ainda fisicamente afectado do embate com o campeão nacional, seguido pela entrada de Ramon Vegas

O combate manteve um bom ritmo até à entrada de Zé de Manteigas, na sua versão "3:16", que após exibir as suas manteigas e falhar um Stunner em Ramon Vegas, voltou a ser eliminado por Marcos Vitória. Em sétimo lugar entrou Luís Mira, seguido do campeão nacional do WP, Bruno "Bammer" Brito, que acabaria por o eliminar. A nona entrada foi atribuída a Kelly e a décima a Zé de Manteigas, a fazer lembrar Roman Reigns.

Bernardo Barreiros entrou no décimo primeiro lugar, conseguido eliminar RAFA. Zé acabaria por ser eliminado pela terceira vez por Marcos Vitória, com a ajuda de Barreiros. O combate assumiu, a partir daqui, uma maior intensidade, verificando-se a entrada de Luís Salvador em penúltimo lugar e de Duarte Silva na última posição.

Seguiram-se várias eliminações e spots muito interessantes, sendo Bernardo Barreiros, Bruno "Bammer" Brito e Luís Salvador os últimos atletas no ringue. Salvador acabaria por conseguir eliminar primeiro Barreiros e a seguir o campeão nacional, alcançando o desejado prémio de 1000 euros.


O evento não terminou sem antes Bruno "Bammer" Brito voltar ao ringue, para desafiar Luís Salvador a lutar pelo seu título. O combate deverá acontecer já no próximo dia 27 de Novembro e é, sem dúvida, um momento muito aguardado.

Nunca é demais louvar este tipo de iniciativa do wrestling nacional, cruciais para promover a qualidade dos atletas nacionais e dos combates que estes são capazes de desenvolver. De salientar a qualidade técnica de alguns dos combates, com especial destaque para Bruno "Bammer" Brito vs. RAFA, e para o envolvimento e adesão do público ao evento. Dados suficientes para nos deixarem ansiosos pelo dia 27 de Novembro.

Que venha o próximo!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enviar um comentário

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

2 comentário(s):

Anónimo disse...

porque é que o WP nunca mais teve webshows?

Soulsick disse...

Bom artigo.
O wrestling em Portugal está vivo!
Venham mais!