domingo, 2 de outubro de 2016

TNA Bound For Glory 2016 | Preview

Gostou deste artigo? Então clique nos botões ao lado para o curtir! Se assim o desejar, deixe-nos um comentário no fim que nós e os visitantes agradecemos!


A TNA apresenta mais uma edição do seu anual PPV chamado Bound For Glory (um dos poucos PPVs sobreviventes da TNA nestes últimos anos), onde como combate de destaque, contamos com a defesa do TNA World Heavyweight Championship, no qual num "No Holds Barred Match" veremos o campeão Lashley a defender contra uma das grandes estrelas da TNA, Ethan Carter III.

Para além disso, também conta com a defesa dos TNA World Tag Team Championships, no qual numa "Great War" veremos os campeões Decay (Abyss e Crazzy Steve) a defender contra os Broken Hardys (Matt e Brother Nero) e ainda o combate final do torneio para coroar o 1º IMPACT Grand Champion entre Aron Rex e Eddie Edwards. Tudo isto e muito mais...

O card para este evento é o seguinte:

________________________________________________________________________

Card

TNA World Heavyweight Championship
No Holds Barred Match
Lashley © vs. Ethan Carter III

TNA World Tag Team Championships
The Great War
Decay (Abyss & Crazzy Steve c/ Rosemary) © vs. Broken Hardys (Broken Matt Hardy & Brother Nero c/ Reby)

IMPACT Grand Championship Final Match
Eddie Edwards vs. Aron Rex

Singles Match
Mike Bennett vs. Moose

TNA Knockouts Championship Match
Maria © vs. Gail Kim

Bound For Gold Match
Tyrus vs. Robbie E vs. Jessie Godderz vs. Baron Dax vs. Grado vs. Mahabali Shera vs. Rockstar Spud vs. Braxton Sutter vs. Eli Drake vs. Basile Baraka

________________________________________________________________________

Para deixarem as vossas apostas com a possibilidade de ganharem um prémio no final da temporada, é deixar um comentário no seguinte link: http://wrestlingnoticias.blogspot.pt/2016/09/wn-apostas-2016-season-2-tna-bound-for.html

________________________________________________________________________

PREVIEW




Bound For Gold Match
Tyrus vs. Robbie E vs. Jessie Godderz vs. Baron Dax vs. Grado vs. Mahabali Shera vs. Rockstar Spud vs. Braxton Sutter vs. Eli Drake vs. Basile Baraka

Diego Meira - O gauntlet match que se tornou tradição anual do BFG tem novamente competidores de menor expressão disputando uma title shot a um cinturão de sua escolha.Ano passado tivemos Tyrus vencendo, mas creio que dificilmente isto se repetirá hoje.

Vendo a atual lista de concorrentes, creio que a vitória se adequaria melhor a Eli Drake, pois é o wrestler com mais star power a disputar este combate, bem como aquele que se beneficiaria mais com uma luta por título (que espero que seja o TNA World Title). Então, caso não haja nenhum imprevisto (leia-se estréia de Cody Rhodes), a vitória deverá ser de Drake.

FaBiNhO - Bound For Glory chegou e a segunda edição do Bound For Gold Match irá acontecer, onde 10 lutadores (talvez com umas surpresas de reserva) batalham por uma futura oportunidade pelo TNA World Heavyweight Championship que pode ser cobrada a qualquer altura do ano.

O ano passado foi o momento de Tyrus e ele acabou por desafiar Drew Galloway ainda este ano pelo TNA World Heavyweight Championship mas acabou sem sucesso e é a razão pelo qual vejo que o Tyrus não irá vencer de novo este combate este ano. Da lista exposta neste momento eu consideraria duas opções à primeira vista... Rockstar Spud ou Eli Drake!

Caso o EC3 ganhe o título neste PPV, a TNA tem a oportunidade de reaver a rivalidade entre Spud e EC3 (que é bem conhecida nesta companhia e fazê-la dos pontos mais importantes de 2017). Mas como estou a avaliar numa perspetiva do ano que tem acontecido e de quem merece mais, sem dúvida que é o Eli Drake, pois está a ser uma revelação nesta companhia e a TNA deve apostar nele em 2017 tal como fizeram com o EC3, visto ser um jovem em ascensão que já ganhou o apoio do público e é um grande "talker", portanto vendo a lista, Eli irá prevalecer espero eu.



TNA Knockouts Championship Match
Maria © vs. Gail Kim

Diego Meira - E finalmente, depois de meses fugindo e arquitetando esquemas infalíveis, não haverá mais escapatória para Maria Kanellis-Bennett. Na noite em que entra para o Hall of Fame, Gail Kim poderá enfim combater com a algoz da divisão de Knockouts, que por consequência de suas tramoias, é a KO Champion.

Obviamente, não espero que seja um combate impecável. Maria não luta há muito tempo, e pode haver alguma ferrugem na “First Lady”, mas creio que não seja nada que Kim não consiga remediar (ao menos um pouco). Além disso, acredito que as várias interferências que ocorreram irão ajudar a mascarar um pouco as limitações da campeã.

O cenário do combate aponta para apenas um resultado, que é Gail conquistar mais um reinado como campeã, encerrando a noite com o cinturão e um lugar no HoF. Acredito também que esta será a melhor oportunidade para que Allie saia do lado de Maria, e creio que ela será de grande ajuda na vitória da desafiante.

FaBiNhO - Depois de quase 10 meses de rivalidade e construção, finalmente Gail Kim terá a possibilidade de enfrentar Maria e finalmente iremos ver a Maria no ringue num combate equilibrado e estas duas irão combater pelo TNA Knockouts Championship... só tenho pena disto não ser um "Last Knockout Standing Match", que foi o combate que marcou muito a Taryn Terrell.

Sou sincero... a Maria não é má no ringue (daquilo que via na WWE) e a personagem dela mudou bastante desde os tempos da WWE, mas a verdade é que atualmente ninguém sabe o que é que Maria pode trazer de novo no ringue e se pode ou não surpreender os fãs, porque olho para o caso da Taryn Terrell e muita gente não dava por nada dela e quando se estreou no Slammiversary, foi aquele momento que mudou a percepção dos fãs!

Mas a Taryn não era má lutadora e notava-se que tinha algumas limitações, mas foi aquele combate que mudou a carreira dela e quando regressou da gravidez, teve a recompensa... no caso da Maria, eu continuo a dizer que só quando a virmos no ringue é que podemos criticar se portou-se bem ou não e a verdade é que naquela divisão de Knockouts, a Maria é a estrela da divisão por ser uma excelente "talker" e que é fácil de odiar.

Basta olharem para a Allie (ex-Cherry Bomb) que é construída como uma mera assistente da Maria e até sabe lutar, mas o factor entretenimento ajudou-a a ser das personagens mais adoradas no IMPACT Zone, especialmente quando Allie obedeceu às ordens de Maria e esta última conquistou o título da maneira mais fácil...

A Gail Kim pode ser um John Cena daquela divisão, ganhando a todas as novas que aparecem na TNA, mas ela vai entrar no Hall Of Fame da TNA hoje e não seria mau se conquistasse o TNA Knockouts Championship neste evento e sendo homenageada ao mesmo tempo. Mas o meu instinto diz-me que a TNA quererá arriscar em dar a vitória à Maria para esta ter todo o "hate" do público e que brevemente a Allie volte a conquistar o título (talvez até com uma pequena ajuda em treinos com a Gail, apesar de Allie ser a grande wrestler que é).

Maria vai defender o título pela primeira vez e gostaria sinceramente que a TNA continuasse a apostar na Maria para depois haver a conclusão de Allie conquistar o título com já alguma experiência de ringue (não que não tenha, mas em termos de personagem, ela não é uma wrestler supostamente) no futuro.



Singles Match
Mike Bennett vs. Moose

Diego Meira - Há mais ou menos dois meses, Mike Bennett trouxe para auxiliá-lo em sua guerrinha com EC3 um certo companheiro que conhecia de sua época da Ring of Honor, embora nesta empresa não fossem tão chegados como ele pensava. Este alguém era Moose, que rapidamente começou a operar em conjunto com o Miracle para trazer-lhe alguns importantes resultados.

Entretanto, como já era de se esperar, a “amizade” entre eles rapidamente ruiu depois de alguns erros que Bennett atribuiu ao ex-jogador da NFL, e logo eles estavam em pé-de-guerra um com o outro. Após alguns desencontros, eis que os dois tem sua chance de verificar quem é o melhor entre eles, com um combate que tenta passar a ideia de ser bastante pessoal.

Mesmo sabendo que Moose possui ótimas qualidades como lutador, não penso que seja uma boa ideia dar a vitória para ele hoje. O ‘Miracle” é tido como um dos marcos do futuro da TNA (considerando que haja futuro para a TNA), e sairia muito mais beneficiado com um resultado favorável aqui do que seu antigo parceiro.

Vendo por esse lado, acredito que a vitória deverá ser de Bennett, e que o mesmo seguirá sua caminhada “milagrosa” rumo ao TNA World Title.

FaBiNhO - Moose entrou na TNA graças a Mike Bennett (em termos de história claro) em Julho e chegamos a Outubro e a parceria entre ambos já está quebrada e como um combate importante neste PPV, e porque não haveria de ser?

Bennett é um talento muito sólido e dedicado e merece alguma importância neste PPV e olhando para o que Moose consegue fazer no ringue, este combate poderá não roubar o PPV, mas a verdade é que tem tido algum destaque... quem queria que ganhasse seria o Mike Bennett através de alguma tática manhosa para ambos não ficarem perdidos no "roster".

O que poderia ser a seguir para estes não faço a mínima ideia, mas acho que a vitória deveria ir para o Bennett, visto que no último PPV em que participou já foi numa desforra de um combate importante e como não magoou muito a carreira dele, fez sentido... aqui neste caso, apesar do Moose estar há pouco tempo, a TNA precisa de continuar a trabalhar na importância deles e eu meteria o Bennett a ganhar de forma manhosa.



IMPACT Grand Championship Final Match
Eddie Edwards vs. Aron Rex

Diego Meira - Um conceito inovador criado há um pouco menos de um mês (creio eu), onde os lutadores se confrontariam em combates que seguem as mesmas regras de uma luta de MMA comum, disputando um novo cinturão: o Impact Grand Championship. Particularmente, eu gostei deste conceito do cinturão e do torneio a ele atrelado, da mesma forma que aprovo os candidatos ao título que se enfrentaram na final.

Aron Rex chegou na TNA há pouco tempo e desde cedo já mostrou que veio para ser um campeão, entrando no torneio, e arrumando uma rivalidade muito interessante com o recém heel Drew Galloway. O clímax de sua feud se daria na final do torneio, e o decorrer do mesmo levava a crer que ambos seriam os finalistas, fato que comprovou-se após as semifinais.

Mas eis que o destino apronta mais uma, e Galloway se lesiona, ficando impedido de competir no BFG. A solução encontrada, foi substituir o “Chosen One” por outro competidor, que por sinal havia perdido para Aron nas semifinais. Trata-se do ex-Tag Team Champion “Die Hard” Eddie Edwards.

A escolha de Eddie apesar de tudo foi bem-feita. Ele demonstrou boa química com Rex em seu combate anterior, e não acho que será difícil repetir a qualidade daquela luta hoje. Porém, ainda resta o fator Galloway, que mesmo não competindo, pode acabar aparecendo para atrapalhar o andamento da final.

Mesmo assim, não acho que Aron perderá este combate, pois Drew e ele deverão prosseguir em disputas por este cinturão. Então, aposto em vitória de Aron Rex, com ou sem interferência de Drew.

FaBiNhO - Se Drew Galloway não tivesse lesionado, para mim era a escolha óbvia de ser o primeiro IMPACT Grand Champion, mas como temos este caso em mãos, eis que a minha escolha vai recair no Aron Rex.

Não que o Eddie Edwards tenha tido um mau ano, mas sinto que o trabalho que ele tem feito na ausência do seu parceiro dos Wolves (Davey Richards) tem sido muito bom e como impressionou os oficiais da TNA e visto que ele foi até ao limite no IMPACT contra Drew, era a substituição mais lógica a fazer...

Este título representa a evolução do wrestling como eles afirmam e muito bem e sou sincero quando digo que gosto do conceito, porque pode ser diferente e não valer nada o conceito, mas este acho que até tem resultado bem, apesar de algumas críticas!

Num conceito em que os combates têm 3 rondas de 3 minutos, vence quem fizer o "pinfall" ou "submission" durante uma das rondas e caso não haja vencedor e se chegue ao limite, será decisão dos 3 júris sentados ao pé do ringue. Para os PPVs eu faria 5 rondas de 3 minutos (para equivaler a um combate de 15 minutos mais ou menos), mas como não deverá ser assim, continuo a insistir na hipótese do Aron capturar o título e com a possibilidade de Drew aparecer na mesma lesionado e vir criar o pandemónio todo, dando a continuação da rivalidade entre Aron e Drew.



TNA World Tag Team Championships
The Great War
Decay (Abyss & Crazzy Steve c/ Rosemary) © vs. Broken Hardys (Broken Matt Hardy & Brother Nero c/ Reby)

Diego Meira - Para mim o combate mais importante da noite. Praticamente tudo que gerou interesse na TNA nestes últimos tempos envolveu as equipes que combaterão aqui neste que promete ser um combate que entrará na história do wrestling por sua capacidade de bizarrice.

Ambas as equipes tem sido a salvação dos lutadores envolvidos. Abyss e Crazzy Steve se reinventaram com a Decay, e Matt Hardy e (agora) Brother Nero também criaram facetas nunca antes executadas com tamanha maestria. Utilizando puramente de elementos de storyline, e dos segmentos com a produção mais interessante que alguma vez pensei que a TNA pudesse fazer, o confronto final entre todos estes lunáticos, enfim acontecerá.

Não tenho a menor ideia de que tipo de luta será esta Great War. Na verdade, até gostaria que fosse um segmento como o Delete or Decay, pois creio que daria maior liberdade para a insanidade que permeia a cabeça dos Hardys e dos mascarados malucos. De qualquer forma, a vitória nesta batalha deverá caber aos irmãos Hardy, mas não creio que eles conseguirão deletar a Decay por completo, e logo, logo, teremos estes três psicopatas tentando roubar King Maxwell de seu trono novamente.

FaBiNhO - Não há como negar mas o destaque de 2016 na TNA e no mundo do wrestling tem sido o reaparecimento de Matt Hardy com uma personagem muito mais obscura e com um sotaque bem diferente do habitual. Inicialmente visto como uma simples forma de gozo por parte dos fãs, agora é um dos lutadores com mais interesse no mundo do wrestling...

Depois do segmento do Final Deletion entre Matt e Jeff Hardy, Jeff passou a ser conhecido como Brother Nero apenas e Matt passou a ser a estrela dos dois irmãos Hardy, tendo feito um drone, um velho como o Señor Benjamin (pai da Reby Sky para quem não sabia), partes importantes desta personagem dele.

Mas não foi só Matt que teve um grande 2016... os Decay têm sido um grupo extremamente interessante, em que finalmente vemos o Crazzy Steve a deixar de ser um palhaço para ser alguém extremamente assustador e o Abyss a ser um veterano que voltou a ganhar o gosto por isto. Juntando a isso, entra a jovem e igualmente assustadora Rosemary e uma música vinda do próprio Marilyn Manson e temos um grupo assustador.

A história aqui é que desde que Matt derrotou Jeff no Final Deletion, agora o Jeff passaria a ser o servente de Matt e teria de sofrer as consequências de há um ano atrás quando teve um acidente e Matt teve de renunciar os TNA World Tag Team Championships, ou seja, Jeff (ou neste caso, Nero) teria de batalhar sozinho para lá chegar...

No entanto, tiveram um "Ladder Match" em que Matt retirou o contrato e assim começou uma rivalidade com os Decay... desde tentativas de raptos a vários elementos dos Hardys até ao caos gerado neste passado IMPACT, eis que chegamos ao Bound For Glory e temos uma grande guerra à nossa espera.

Um Final Deletion, parte III? Ou será um combate com todas as armas a serem usadas na arena? Não sei, mas o que é certo é que a "Great War" vai chegar e muito provavelmente os Hardys saíram novos campeões e continuarão com estas personagens durante mais tempo!



TNA World Heavyweight Championship
No Holds Barred Match
Lashley © vs. Ethan Carter III

Diego Meira - Contra as expectativas negativas de muitos, Bobby Lashley tem se provado um campeão muito digno desde que conquistou o TNA World Title. E após destruir todos os outros singles champions e tomar seus cinturões apenas para jogá-los fora, o campeão terá que arcar contra seu maior desafio: um EC3 completamente focado em derrotá-lo.

Ethan até o momento é a melhor escolha para encerrar o reinado do “Destroyer”, ainda mais considerando que ele é o babyface de topo e estamos naquela que pode ser a maior noite da história da TNA. Vê-lo sair deste evento com o cinturão em sua posse será apenas a confirmação da grandeza deste jovem, a primeira grande estrela criada pela TNA em muito tempo.

Dependendo dos outros combates, podemos ter interferências de lutadores como Mike Bennett, Moose e até mesmo Drew Galloway, acrescentando interesse ao andamento deste No Holds Barred (estipulação escolhida por Lashley após vitória em um Lethal Lockdown, no último Impact). Ainda assim, creio que a vitória sorrirá a Carter, que encerrará o show com seu terceiro reinado como campeão mundial.

FaBiNhO - Chegando ao "main-event" pelo TNA World Heavyweight Championship, temos o campeão mais "over" da TNA neste momento e que se tem provado um grande campeão, Lashley num lado e no outro, temos a grande estrela mais adorada pelos fãs na TNA, Ethan Carter III e vão batalhar num "No Holds Barred Match"...

O combate basicamente é algo sem desclassificações e um dos excelentes pontos positivos da TNA para quem tem acompanhado o produto em 2016, sabe bem que os combates que têm sido confirmados tanto para o Slammiversary como para este PPV, têm tido uma bela de uma construção de histórias durante meses, levando à parte importante, que é vender o PPV.

A rivalidade entre estes dois começou muito lentamente este ano, pois EC3 e Lashley têm vindo a confrontar-se aos poucos e poucos e quando Lashley derrotou Angle em Março no último combate, só houve um lutador que Lashley não se queria meter e esse era Ethan Carter III (até mesmo o Drew Galloway foi atacado por Lashley).

Portanto, vendo os cenários já apresentados e vendo que a rivalidade já dura há algum tempo e visto que o ano passado, EC3 era o "heel" mais odiado da TNA e o final do Bound For Glory 2015 não foi o esperado para EC3, a ideia de que este ano ele fará de tudo para voltar ao topo é cada vez mais certa...

Neste IMPACT passado, vimos Lashley a derrotar EC3 no meio do ringue via "submission" num "Lethal Lockdown Match" e com isso acredito que Lashley irá perder o título neste evento e creio que só depois haverá o tal dito anúncio sobre as novidades da TNA para o resto deste ano. Mas se a TNA continuar (e espero que sim), que EC3 seja coroado campeão num brutal combate.



PS: Não esquecer que, daqui por umas horas começará a transmissão ao vivo do TNA Bound For Glory, que contará com o habitual "chat" para podermos conversar e as "streams". Bom PPV para todos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enviar um comentário

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

2 comentário(s):

Manuel Victor Victor disse...

Vai ser um ótimo ppv

- disse...

sim, promete