domingo, 3 de julho de 2016

Forgotten Superstars #62 | Diga isto na minha cara!

Gostou deste artigo? Então clique nos botões ao lado para o curtir! Se assim o desejar, deixe-nos um comentário no fim que nós e os visitantes agradecemos!


Saudações a todos os leitores do Wrestling Notícias! Estamos aqui para mais um Forgotten Superstars, Mais um antigo campeão da FCW é o tema deste artigo. Além de ter participado da NXT da segunda temporada, e ter exercido outros papéis além de estar dentro do ringue.

O fato é que, da metade para o fim da passagem pela WWE, este homem nunca esteve exatamente fixo. Mas porque isto aconteceu? Bom, a história pode mostrar alguns fatores, além de "certos rumores" de backstage envolverem este rapaz.

De qualquer forma, vamos aos fatos!

Quem é? - Kevin Robert Kiley Jr. Nascido em Fairfax Station, Virginia. Ele é mais conhecido pelos fãs da WWE como Alex Riley, e a empresa foi a sua primeira experiência no wrestling profissional (incluindo os territórios de desenvolvimento como parte integrante da WWE), atuando como lutador e comentarista.

O que ele fez na WWE? - O lutador assinou um contrato de desenvolvimento com a WWE em 2007, fazendo o seu debut com o nome real, por meio de uma derrota contra Shawn Osbourne. Depois de um período de outras lutas, ele veio a mudar seu ring name para Carson Oakley em setembro de 2008, fazendo uma equipe com Scotty Goldman (Colt Cabana), para tentar capturar o título de equipes da FCW de TJ Wilson (Tyson Kidd) e DH Smith., sem sucesso. 

Em dezembro, ele mudou o nome mais uma vez, de forma definitiva para Alex Riley, com uma gimmick de atleta universitário, um clássico estereótipo americano, tendo Beverly Mullins a algum tempo ao seu lado, como sua manager.

Em 2009, depois de se aliar a Abraham Washington, conseguiu sua primeira chance pelo título da FCW contra Tyler Reks, mas sem sucesso. Ele se livrou de sua manager em agosto de 2009, chamando-a de "peso morto". 

Ele só foi ganhar o título maior do território de desenvolvimento em março de 2010, ao bater Justin Gabriel e Wade Barrett em uma Triple Threat Match. Ele manteve o título por quatro meses, até perdê-lo para Mason Ryan. Em setembro, houve a rematch, na qual Riley perdeu mais uma vez, por submissão. Essa seria sua última participação na FCW.


Durante os anos de 2009 e 2010, ele começou a aparecer em dark matches do Raw e do SmackDown, e a empresa mostrava seu interesse no lutador, o que o levaria à segunda temporada da NXT. E foi em junho de 2010, enquanto ele estava cumprindo seus últimos compromissos com a FCW, que ele apareceu na brand amarela da companhia, tendo como seu mentor, The Miz.

Seu debut se deu por uma vitória contra Kaval, perdendo em uma rematch duas semanas depois. Riley também se uniu com Michael McGuillicutty (Curtis Axel) e Husky Harris (Bray Wyatt), para derrotar Lucky Cannon, Kaval e Percy Watson em um Raw, de agosto de 2010, mas sofrendo a derrota na noite seguinte, dentro da rematch feita na NXT. Riley terminou a competição em terceiro lugar.

A partir de setembro, ele passou a apoiar o seu mentor, The Miz e acompanhá-lo no Raw, sendo envolvido em confrontos entre The Miz e Daniel Bryan. Ele também interferiu a favor de Miz, no Bragging Rights (mas sem sucesso) e no TLC, pelas defesas do WWE Championship de seu mentor (nestas, ele conseguiu ajudar The Miz, mesmo com alguns problemas).

Em fevereiro de 2011, John Cena e Alex Riley se enfrentaram em uma Steel Cage Match, onde, se Riley perdesse, não apareceria mais ao lado de Miz. E isso aconteceu, para que Riley voltasse rapidamente à FCW. Não demorou um mês para que ele fosse recontratado por Miz, acompanhando-o até a WrestleMania XXVII, interferindo no main event entre The Miz e John Cena.

No draft de 2011, entretanto, Riley foi movido para o SmackDown, o que teoricamente, o separaria de Miz. Apesar disso, ele continuou a aparecer do lado de seu mentor nos eventos do Raw. Depois de não conseguir ajudar Miz no Over The Limit, a fazê-lo ganhar de volta o título que tinha perdido para John Cena no Extreme Rules, Miz começou a culpar Riley por tudo o que aconteceu, e demitindo-o. Entretanto, Alex revidou, iniciando um brawl e realizando um face turn.


Em seguida, Riley foi recontratado pelo GM Anônimo do Raw, já que quando foi realizado o draft, ele estava, dentro da storyline, com um contrato com Miz, e não com a WWE. Dessa desunião, culminou o confronto entre ambos, tendo uma de suas maiores vitórias contra The Miz, no Capitol Punishment de 2011.


Depois de uma longa rivalidade, a feud terminou em agosto, quando Riley perdeu a primeira rodada para Miz, em um torneio pelo WWE Championship, na noite posterior ao Money In The Bank de 2011. Em seguida, ele iniciou uma feud com o United States Champion, Dolph Ziggler.

No meio dessa feud, ele trocou algumas vitórias e derrotas com Jack Swagger, e perseguiu o título de Ziggler, sem sucesso. Em outubro, ele teve uma lesão no quadril, que o fez ficar ausente por algumas semanas, e o fez ficar relegado ao Superstars. E em 2012, ele sofreu uma streak de derrotas. Ele conseguiu uma rara vitória em maio, em uma luta de duplas no NXT, quando se uniu a Tyson Kidd, para bater JTG e Johnny Curtis (Fandango).

Sua streak de derrotas em lutas simples, foi contra um Ziggler distraído por Chris Jericho, por meio de roll-up. Em setembro de 2012, ele passou por uma cirurgia, e só voltou em ação em janeiro de 2013, pela NXT. Depois disso, ele fez aparências cada vez mais rareadas dentro do ringue, até que foi colocado como comentarista em eventos menores, como Superstar e Main Event, chegando a aparecer por vezes, como um analista, no Raw e no SmackDown.

Em 2014, ele fez algumas aparições em ringue não-televisionadas, porém, ele voltou de maneira oficial a eles em 2015, depois de uma campanha no Twitter, o #FreeRiley. Em março, ele fez seu retorno com uma vitória contra CJ Parker.


Mas posteriormente à sua participação na Andre the Giant Memorial Battle Royal, na Wrestlemania 31, em gravações da NXT em abril, ele foi atacado por Kevin Owens. E foi anunciado, que ele passaria por cirurgia.

Ele ainda voltaria em janeiro de 2016, para vencer Bull Dempsey e se tornar heel novamente. Ele ainda teria três derrotas contra Tye Dillinger, Apollo Crews e Shinsuke Nakamura, antes de ser liberado do contrato em maio, juntamente com outros wrestlers.

Ele poderia ter feito mais na WWE? - O grande problema do Riley, é que, na maioria das vezes, ele foi desenvolvido como um wrestler genérico, e dependente de outros wrestlers, de certa forma. Também há um dito problema de backstage, que o antigo wrestler da WWE, Tyler Reks, lançou no Reddit, levantando acontecimentos que fazem crer em um heat entre John Cena e Alex Riley, no backstage.

Talvez Riley tenha acabado por atrair um certo azar na empresa. Mas ele tinha seus bons atributos, que afinal, nunca foram desenvolvidos plenamente pela WWE. Vamos então a eles:


  • Mic-skill competente: Ele fazia boas promos, tinha uma boa oratória, e o seu remanejamento para a atuação como comentarista, por um tempo, comprovou isso.
  • Atuação como enforcer ou manager: Ele podia mostrar seu trabalho, sua interpretação, através de The Miz, e fazer um nome por si de forma competente. Começou a demonstrar o seu trabalho, para os fãs da WWE Universe, através disso.
  • Formado na WWE: Esse é um ponto delicado. Já que nem muitos concordam. Porém, para alguém que tinha uma formação de Sports Entertainment exclusiva na WWE, ele se mostrou um wrestler competente, e com movimentos interessantes. Talvez, entretanto, tenha lhe faltado maiores chances.
Nunca sabemos ao certo que tipo de wrestler Alex Riley poderia ser no futuro. Talvez, ele devesse ter tido mais tempo, para demonstrar isso. Esperamos que, em outra organização, ele possa nos dar essa resposta.

Dessa forma, encerramos mais um Forgotten Superstars, meus caros! Não se esqueçam de deixar as suas impressões, como sempre.

Um grande abraço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enviar um comentário

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

1 comentário(s):

Diego Meira disse...

Uma bela pisada na bola por parte da WWE. Apesar da construção genérica, Riley tinha tudo pra ser um grande campeão de midcard, já q tinha o look e as skills necessárias. Bom, esperemos que em outra companhia ele consiga mostrar o q pode fazer.