domingo, 12 de junho de 2016

TNA Slammiversary 2016 | Antevisão

Gostou deste artigo? Então clique nos botões ao lado para o curtir! Se assim o desejar, deixe-nos um comentário no fim que nós e os visitantes agradecemos!


A TNA apresenta o seu primeiro grande PPV de 2016, onde comemoram o seu 14º aniversário de existência chamado Slammiversary, no qual como combate de destaque teremos Drew Galloway a defender o TNA World Heavyweight Championship contra Lashley num "Knockout or Tapout Match".

Para além disso, teremos a rivalidade entre Jeff Hardy e Matt Hardy a culminar num "Full Metal Mayhem Match" e ainda uma das desforras mais aguardadas na TNA, no qual Mike Bennett enfrenta Ethan Carter III.

O card para este evento é o seguinte:

________________________________________________________________________

Card

TNA World Heavyweight Championship
Knockout or Tapout Match
Drew Galloway © vs. Lashley

Full Metal Mayhem Match
Jeff Hardy vs. Matt Hardy

Singles Match
Mike Bennett vs. Ethan Carter III

Singles Match
Gail Kim vs. Maria

TNA World Tag Team Championship Match
Decay (Abyss & Crazzy Steve c/ Rosemary) vs. The BroMans (Robbie E & Jessie Godderz c/ Raquel)

TNA King of The Mountain Championship Match
Eli Drake © vs. Bram

TNA Knockouts Championship Match
Jade © vs. Sienna

TNA X-Division Championship
Four-Way Match
Trevor Lee © vs. Andrew Everett vs. Eddie Edwards vs. DJ Z

Tag Team Match
Mahabali Shera & Grado vs. The Tribunal (Baron Dax & Basile Baraka c/ Al Snow)

________________________________________________________________________

Para deixarem as vossas apostas com a possibilidade de ganharem um prémio no final da temporada, é deixar um comentário no seguinte link: http://wrestlingnoticias.blogspot.pt/2016/06/wn-apostas-2016-season-1-tna.html

________________________________________________________________________

ANTEVISÕES



Tag Team Match
Mahabali Shera & Grado vs. The Tribunal (Baron Dax & Basile Baraka c/ Al Snow)

FaBiNhO - Quero deixar aqui claro que, este PPV justifica-se ver por todos os combates que foram marcados e até mesmo este que parece para muitos um simples combate de equipas que foi construído à pressa, mas na realidade até teve uma bela construção.

Já no passado manifestei o meu desagrado com o Grado e com o Shera, mas não há como negar que Grado na Inglaterra e onde quer que passe, entretém todo o público ao vivo e no mundo do wrestling, não só se pede isso, mas também o entretenimento e juntam bem as peças, porque tanto o Shera como o Grado merecem por enquanto ser uma equipa simples de comédia...

A rivalidade já dura há uns belos meses, a partir do momento em que Al Snow (ainda como agente) ataca ambos Grado e Shera nos bastidores de um IMPACT lá por meados de Fevereiro/Março e isso causaria a que Al Snow tivesse de fazer um pedido de desculpas público.

No entanto acaba por ser uma história em que Al Snow é um veterano da antiga escola em que o wrestling era mais sério e não tinha comédias como Grado e Shera, chegando até ao ponto em que Snow derrotou Grado num "Street Fight" graças à ajuda dos ex-WWE, Marcus Louis (Baron Dax) e Slyvester LeFort (Basile Baraka)!

Como é óbvio que os Tribunal precisam de começar a ganhar destaque e esta equipa francesa, juntamente com o apito irritante de Al Snow poderá dar uma equipa "heel" irritante e que os fãs detestem, mas mesmo assim consigo ver uma vitória de Grado e Shera para já.

Diego Meira - Se me perguntarem, eu acho esta uma das rivalidades mais irrelevantes do ano. Gosto do Grado, gosto dos Tribunal desde a época de NXT e adorei ver o Al Snow voltando à ativa e executando um bom trabalho como lenda. Mas não posso deixar de pensar que o motivo para isto se seguir é um tanto quanto pífio.

Não que o foco da storyline seja exatamente ruim. Um lutador mais experiente (e mais purista) que não aceita “novatos” mais engraçadinhos e aparentemente com pouco compromisso pelo wrestling, é algo que funciona. Mas não acho que seja muito original, nem que a condução disso tenha trazido muito interesse ao combate. Sem falar que ter que ver Mahabali Shera lutar me deixa menos entusiasmado ainda.

Mas creio que eu possa deixar um pouco desse pessimismo de lado. Apesar de não gostar do Shera, confio nos ouros elementos do combate, e sei que ao menos ele será divertido. Por se tratar de sua estréia em pay-per-views, apostarei em vitória da Tribunal, claramente contando com alguma “pequena ajuda” do Snow.



TNA X-Division Championship
Four-Way Match
Trevor Lee © vs. Andrew Everett vs. Eddie Edwards vs. DJ Z

FaBiNhO - Convém mencionar neste combate em particular que a TNA tem dado algum destaque à X-Division e a verdade é que, apesar das caras que já passaram por esta divisão, a TNA tem aqui uma bela oportunidade para mostrar o que estes quatro juntos consigam fazer no ringue...

Trevor Lee e Andrew Everett fazem parte de um grupo com Gregory Shane Helms chamado Helms Dynasty e tudo isto começou quando Helms propôs a Eddie Edwards em juntar-se a ele e Trevor para começarem uma nova revolução e começarem a conquistar todos os títulos.

O que Helms via era uma oportunidade de ser parceiro de Eddie para que pudessem usar a cláusula de desforra pelos TNA World Tag Team Championships conquistados na altura pelos Beer Money, mas Eddie viu que era tudo provavelmente uma fraude e recusou de forma educada, porém Helms não iria gostar!

Aqui entra Andrew Everett que ajuda Trevor a reter o título contra Eddie e DJ Z numa edição do IMPACT e foi neste momento que a rivalidade entre estes quatro continuou intensivamente, culminando até num "Four-Way Ultimate X Match" pelo título há umas semanas atrás, no qual mais uma vez Trevor escaparia com o título nas mãos, usando as jogadas sujas de Helms...

Quando Eddie retirou o título do topo da estrutura, Helms distraiu o árbitro, permitindo a Trevor saltar e apanhar o título para que assim o árbitro pudesse ver que ele tirou o título do topo da estrutura... no entanto, neste passado IMPACT, Trevor defenderia o título de novo contra Eddie e acabaria por escapar!

Graças à ajuda de Andrew Everett e Shane Helms, Trevor conseguiria reter o título e vendo o que tem acontecido nestes últimos meses, acredito que há dois cenários possíveis... ou Eddie conquista o título, onde no Bound For Glory veríamos Eddie a defender contra Helms, ou então Trevor Lee continuará campeão devido a mais jogadas sujas de Helms e aposto mais neste último cenário.

Diego Meira - Se tem algo que realmente me desagrada nos últimos meses na TNA, é que a X-Division praticamente desapareceu da empresa. Raramente ocorre algum combate entre os membros da divisão, e basicamente nenhuma storyline é desenvolvida para eles, o que considero um tanto desrespeitoso com os excelentes talentos que povoam essa parte do roster.

Andrew Everett e o campeão, Trevor Lee, me aparecem como os favoritos, tanto por contarem com a ajuda de Shane Helms, como por serem aqueles que andam tendo maior destaque na divisão neste momento. Eddie Edwards continua sua temporária caminhada solo, enquanto Davey Richards se recupera de lesão, e pode até ter chance de conquistar seu primeiro singles title. Já DJ Z, aparece como o veterano da divisão, e pode usar de sua experiência para conquistar o terceiro reinado como X-Division Champion.

Sinceramente, minha grande dúvida é sobre o que acontecerá no futuro para estes rapazes. Espero muito que a TNA comece a pensar em novas estórias para eles e que lembre que a X-Division é sim algo que todos os fãs querem ver. Quanto ao combate, minha aposta é para o atual campeão Trevor Lee, que creio que terá ajuda de Everett e Helms para manter seu reinado.



TNA Knockouts Championship Match
Jade © vs. Sienna

FaBiNhO - A divisão das Knockouts tem de ter como é óbvio algum destaque, porque foi uma das divisões que marcou a diferença quando a WWE estava a dar cada vez menos atenção às mulheres e agora no Slammiversary temos finalmente sangue novo que era um dos defeitos que esta divisão tinha há já algum tempo.

Não têm tantas como no tempo de 2009, mas têm as suficientes e apesar deste combate pelo título ter menos destaque que o outro combate feminino, continua a existir uma história entre estas duas, porque foi há mais de um mês que Jade conquistou o TNA Knockouts Championship das mãos de Gail Kim graças à ajuda de Maria...

Assim que Maria se tornou líder das Knockouts e Jade (como nova campeã) iria batalhar contra o sistema, dizendo que não iria entregar o título a ninguém e nisto, Maria apresentou a todos os fãs Sienna (ex-Allysin Kay) que deixou a campeã no chão para grande satisfação de Maria.

Que isto fique na mente de quem não tem visto TNA, este cenário ocorreu há um mês atrás e Sienna iria nas semanas a seguir continuar atrás da campeã Jade, atacando tanto a ela como a Gail durante a desforra pelo título e acabando a carreira de Velvet Sky, dominando o combate!

Lá por a TNA ter colocado a Sienna num combate para determinar a pretendente ao título no Slammiversary neste passado IMPACT não quer dizer que é algo construído à última hora e vendo aquilo que tem acontecido entre estas duas, acredito que Jade irá encontrar uma forma de derrotar Sienna num combate que acredito que seja de boa qualidade, prolongando a rivalidade talvez para o Bound For Glory.

Diego Meira - Penso que o título das Knockouts tem tido um pouco menos de relevância ultimamente. Não pela Jade ser uma campeã ruim, mas sim porque pouca atenção tem sido dada ao seu reinado, de forma até semelhante ao que a WWE faz com os USA Champions que não sejam John Cena. Um certo erro, que creio que possa ser remediado com este combate.

Se de um lado temos uma campeã competente, do outro temos uma desafiante intimidadora. Sienna estreou a pouco tempo na TNA, mas já deixou um rastro de destruição bem grande em seu ainda curto caminho e, contando com a ajuda corporativa de Maria Kanellis, ela consegue o posto de contender após vencer Madison Rayne.

Considerando que Sienna está sendo construída como uma “nova Awesome Kong”, tenho certeza de que ela dará muito trabalho para a campeã e talvez até possa conquistar o cinturão. Mas quero acreditar que a TNA será inteligente e dará a Jade a oportunidade para mostrar que é uma boa escolha para o título, e, portanto, será nela que irei apostar como vencedora.



TNA King of The Mountain Championship Match
Eli Drake © vs. Bram

FaBiNhO - Inicialmente quando Eli Drake se estreou na TNA pensei que simplesmente seria mais um lutador genérico que faz o básico e pronto... mas desde que se virou contra Drew Galloway e Micah nos The Rising há quase um ano atrás e desde o primeiro IMPACT Wrestling ao vivo no novo canal, que Eli Drake tem sido uma aposta merecida da TNA.

Este homem mostra que, em cerca de uns simples 2 minutos, consegue dar uma "promo" muito boa e demonstra estar muito à vontade dentro do ringue e foi por isso que mereceu uma mala do Feast or Fired para ter uma oportunidade pelo TNA King of The Mountain Championship...

Já para não falar que no início do ano, até conseguiu ter uma boa rivalidade com Grado (alguém que é tipo um simples lutador de comédia) e a culminar num bom "Ladder Match" por essa mala do Feast or Fired, onde Eli Drake prevaleceu e neste último mês, viu-se mesmo que Eli estava a fazer de tudo para conquistar o título cobrando a mala quando a oportunidade fosse certa!

E a verdade é que assim o foi há duas semanas atrás, quando Lashley atacou Bram (o campeão na altura) com dois "Spears", permitindo a Eli Drake cobrar a mala e conquistar o seu primeiro título na TNA e agora a desforra irá ocorrer no Slammiversary.

Sinceramente espero que dêem o tempo suficiente para que mostrem que estes dois conseguem dar um grande combate e o mais provável é Eli Drake continuar campeão e que a TNA continuar a dar um "push" a este homem, pondo em algumas grandes rivalidades pelo título, que é isso que este título precisa!

Diego Meira - Eu já disse antes e repito, o KOTM Championship é o cinturão mais irrelevante dessa companhia, e a única coisa que me mantém lembrando de sua existência, são os campeões que ele possuiu. Um belo caso de “o campeão fazer o título”.

Bram teve o gosto de manter o cinturão por um tempo bastante curto, até que o seu atual detentor Eli Drake usou a mala do Feast or Fired (que lhe rendeu uma boa dor de cabeça com Grado) para conquistar seu primeiro ouro na companhia. Eu já considerava Bram uma boa escolha, pois seu estilo mais psicótico me agradava, e Drake, talvez o melhor talker da companhia, é uma opção ainda melhor para dar alguma relevância a esse título.

Portanto, sabendo ainda que Eli começou seu reinado há não mais que três semanas, e por confiar que ele será a pessoa que pode fazer deste título algo grande, é nele que estarei apostando com vencedor.



TNA World Tag Team Championship Match
Decay (Abyss & Crazzy Steve c/ Rosemary) vs. The BroMans (Robbie E & Jessie Godderz c/ Raquel)

FaBiNhO - Não haja dúvidas que outro dos grandes destaques que a TNA tem feito desde que se estrearam na Pop TV foi a construção deste grupo maquiavélico conhecido como os Decay, onde basicamente juntaram um original da TNA que já andava perdido há algum tempo, Abyss com um jovem palhaço que estava há muito tempo perdido nos Menagerie, Crazzy Steve.

E para juntar as peças todas, entra a ex-Courtney Rush chamada Rosemary que completa este trio maníaco chamado Decay e que tem se calhar uma das grandes entradas no wrestling atualmente, os "Nobodies" de Marilyn Manson e passado uns meses, este grupo mereceu os TNA World Tag Team Championships ao derrotarem Beer Money no primeiro de sempre "Valley of Shadows Match"!

Neste último mês, também viu-se outra equipa a regressar que foram os BroMans (Robbie E e Jessie Godderz) que, para satisfação dos nossos leitores brasileiros, têm a Raquel como "manager" deste grupo que regressou há uns meses atrás e a história é que Raquel vai-os ajudar a reconquistar os títulos de novo.

Depois de se tornarem nos pretendentes aos títulos há duas semanas atrás, Decay começou a voltar a aparecer e na minha sincera opinião, a TNA precisa de continuar a deixar os títulos nos campeões, até vir uma equipa bem formada que os consiga destruir...

Mais uma vez, é de louvar a TNA por ter demonstrado que Crazzy Steve consegue ser algo mais do que um simples palhaço e que Abyss conseguiu rejuvenescer enquanto veterano e está no sítio certo atualmente enquanto original e veterano da TNA, visto ele já estar um pouco limitado no ringue. A minha aposta vai para os Decay e espero que mesmo assim a TNA continue a destacar os BroMans, visto que a Raquel deve continuar a ser "manager" deles.

Diego Meira - A Decay realmente é uma das minhas coisas favoritas na TNA neste momento. Adoro gimmicks sombrias, e o estilo afetado e psicótico destes três maníacos me deixa muito empolgado quando os vejo em ação. Nem preciso citar de como essa tag team salvou a carreira de Abyss e Crazzy Steve, que estavam a um passo de irem embora, e ainda nos apresentou aquele demônio feminino que atende pelo nome de Rosemary.

Mas já não posso dizer o mesmo dos Bromans. De longe são a tag team que menos gosto na companhia, e não canso de me dizer que o lugar de Jesse Godderz é longe de um ringue de wrestling (sim, eu sou um hater dele. Me processem se quiserem). Mesmo a adição da Raquel como manager não ajudou muito para que eu me afeiçoasse a eles.

Também não vou mentir ao dizer que não quero de jeito nenhum que os Bromans vençam. A Decay é uma tag muito mais interessante para manter os títulos do que eles, e com o tratamento certo com certeza se provarão como a melhor tag team que a TNA tem a oferecer. Então, minha aposta vai para os psicopatas mascarados.



Singles Match
Gail Kim vs. Maria

FaBiNhO - E chegamos a um dos 4 combates melhores construídos deste "card" e envolve talento feminino, onde a atual líder das Knockouts, Maria irá colidir contra a veterana e ex-Knockouts Champion por múltiplas vezes, Gail Kim numa batalha de "Classy Lady vs. Wrestler".

Apesar de, há poucos dias, termos visto Maria a colocar um anúncio no Instagram dela oficial que não poderá competir neste Slammiversary devido a uma mão partida e do website oficial da TNA ter anunciado que Maria mostrou os seus raios-X, a verdade é que isto parece-me um pouco suspeito, pois a imagem do combate continua no site e não há uma decisão final dos oficiais do IMPACT!

Afinal estamos a falar de Maria que também fez um cenário parecido há uns anos atrás na ROH num combate contra ODB, anunciado a todo o mundo que estava grávida e afinal era uma simples mentira e tentou apanhar ODB desprevenida e é isso que suspeito que poderá acontecer neste evento mas de outra forma...

Esta rivalidade já tem pelo menos 6 meses de construção, começando no dia em que Maria confrontou Gail Kim nos bastidores dizendo que esta divisão precisa de sangue novo e que precisa de alguém que aprove as suas ideologias, mas Gail Kim simplesmente queria era que Maria entrasse no ringue e provasse o seu valor.

Durante estes 6 meses que o contacto físico entre Maria e Gail nunca aconteceu e apesar de já ter havido um combate de equipas misto, onde Gail perdeu para Maria limpinho, é óbvio que Gail Kim queria mais do que nunca estar no mesmo ringue num combate individual contra Maria, especialmente quando esta meteu as suas mãos (já quando estava como líder das Knockouts) em ela depois de ter derrotado por pouco Sienna.

6 Meses de rivalidade não dá para descrever em 5 ou 6 linhas, mas pensem nesta rivalidade como se fosse uma lutadora orgulhosa da sua divisão (Gail Kim) a batalhar contra as ideologias de uma mente mais fresca, jovem e cheia de classe (Maria) e só pode haver os seguintes cenários...

Se realmente a Maria apresentar algo para justificar que não poderá participar no combate, Allie (ex-Cherry Bomb) irá ser a substituta e Gail Kim irá derrotá-la... outro cenário é a Maria estar a fingir a lesão, atacar Gail antes do combate e prevalecer, mostrando a esperteza da "First Lady" sobre a veterana... o outro cenário é Maria fingir a lesão, atacar Gail antes do combate, mas num combate com uma bela duração ambas mostrarem o que valem e Gail Kim sair vencedora e é neste último cenário que acredito que irá acontecer!

Diego Meira - Enfim o maior desejo de Gail Kim se realizará e ela poderá combater a mulher que tanto trabalho lhe deu nos últimos meses. Curiosamente, a rivalidade ente Kim e Maria tem tido muito mais relevância que a própria disputa pelo cinturão das Knockouts, que tem sido indiretamente (e algumas vezes até diretamente) influenciada por essa feud.

Confesso que faz muito tempo desde que vi Maria Kanellis em ação num ringue. Desde sua estréia na TNA, junto ao marido Mike Bennett, que ela arruma de toda forma um jeito para não lutar, dizendo que como é uma dama não pertence à ação dos ringues. E depois de conseguir escapar tantas vezes, eis que finalmente é marcado um combate de onde dela não pode fugir, ou mandar sua assistente de voz fina Allie combater em seu lugar.

Já o acontecimento deste combate acaba por ser uma incógnita, pois faltando pouquíssimo tempo para sua realização, eis que Maria quebra a mão e se diz impedida medicamente de competir no evento. Ainda não sei bem se é algo real ou apenas parte da storyline, mas se for algum tipo de armadilha criada por ela, foi algo muito bem feito. Caso elas lutem, minha aposta vai para a própria “First Lady”.



Singles Match
Mike Bennett vs. Ethan Carter III

FaBiNhO - Uma desforra por muitos fãs da TNA aguarda neste evento e a verdade é que envolve alguém que, em pouco mais de 2 anos, conseguiu transformar-se na cara da companhia (Ethan Carter III) e alguém que, em pouco mais de 6 meses, está na TNA para conquistar um reinado de milagres (Mike Bennett).

Um dos milagres já conquistados por Bennett foi ter acabado com a onda de nunca ter sofrido um "pinfall" ou "submission" de 30 meses de EC3 com um simples contra-ataque de um "Sleeper" para a contagem de três há um mês e meio atrás no especial IMPACT chamado Sacrifice...

Obviamente que EC3 quereria uma desforra contra Bennett, mas este iria colocar EC3 a batalhar contra vários demónios dele do passado durante semanas para provar que merece uma desforra contra ele e na verdade, EC3 cumpriu com tudo, menos no combate contra Matt Hardy, onde tinha de vencer via "pinfall" ou "submission", no qual acabou em DQ de propósito, graças a Mike Bennett.

No entanto, EC3 assim que a Dixie Carter e Billy Corgan o colocaram a comandar o IMPACT Wrestling por uma noite, tratou logo de marcar a desforra entre ele e Bennett no Slammiversary sem perguntar algo a Bennett e nessa mesma noite iria fazer Bennett sofrer, ao fazê-lo limpar as casas de banho nos bastidores, a arbitrar combates que não queria e a sofrer um "Last Call Superkick" de James Storm!

Esta história já está a ser construída desde o dia em que Bennett entrou na TNA este ano e a verdade é que este é um daqueles combates que promete roubar o evento e sinceramente, acho que Bennett desta vez precisa de uma vitória mais marcante para mostrar ao mundo que EC3 não é assim tão invencível...

No entanto, EC3 também precisa de derrotar Bennett para que o foco no TNA World Heavyweight Championship esteja de volta e eventualmente termos a possibilidade de ver EC3 vs Galloway no Bound For Glory deste ano com o título em jogo e é neste cenário que acredito que irá acontecer!

Diego Meira - Uma das rivalidades mais pessoais do momento, e aquela que vai poder transformar Mike Bennett definitivamente em um main eventer. O próprio “Miracle” estreou-se na companhia como uma das grandes promessas para 2016, e desde então vem se mostrando realmente como um grande heel de topo, conseguindo até o que era considerado impossível: vencer EC3 por pinfall.

Ethan sempre teve orgulho em ter mantido por mais de 2 anos o status de nunca ter sofrido uma derrota por pinfall ou por submissão na companhia. Obviamente, aquele que se tornasse o primeiro a vencê-lo nessas condições iria acabar virando o mais novo alvo em sua caminhada para a grandeza, e o agora “Ass-Kicking Machine” tomou a situação de forma totalmente pessoal, por se sentir com a honra ferida.

Estarei esperando por um combate bastante duro e por uma maior ofensiva da parte de EC3, que creio que sairá como vencedor aqui (apesar de achar que Mike também tem grandes chances de ganhar a luta).



Full Metal Mayhem Match
Jeff Hardy vs. Matt Hardy

FaBiNhO - Segundo afirmações ditas por Jeff Hardy numa entrevista, ele ficou inspirado pelo spot que Shane McMahon fez no "Hell In A Cell Match" e promete ter algo na sua manga para ultrapassar esse spot. Bem, teremos de esperar por este combate para ver mas sinceramente é daqueles combates que poderá também roubar o "show"...

Tudo isto começa quando Jeff Hardy recusa entrar nos esquemas do seu irmão e nas semanas a seguir, começam a surgir ataques inexplicáveis até que Matt Hardy revela-se como o homem que pagou para os ataques acontecerem e eles colidem num brutal "I Quit Match", onde acabou com Jeff a aplicar um "Swanton Bomb" do topo de uma estrutura até através de uma mesa!

Este combate iria mudar a atitude de Matt Hardy, inclusive usando o alter-ego de Jeff Hardy chamado Willow para jogar jogos psicológicos e mais tarde revelar que foi graças a esse combate que a vida de Matt mudou e a única coisa que ele queria era uma desforra entre ele e o irmão...

Isto levou ao segmento mais bizarro de 2016 e que atraiu muitas pessoas (seja de forma positiva ou de forma negativa) numa semana em que AJ Styles atacou John Cena e supostamente devia deixar mais pessoas a falar sobre isso e acabou por ser a falar mais do segmento que a TNA criou entre os irmãos Hardy para a assinatura do contrato para o combate deles no Slammiversary.

Portanto com os olhos postos neste combate e agora que algumas pessoas sabem que o PPV vai realmente ocorrer hoje, acredito que tanto Jeff como Matt deverão querer ultrapassar a qualidade do "I Quit Match" que tiveram no IMPACT há uns meses atrás e vendo que acabou em "No Contest" e que há esta personagem mais escura de Matt, acredito que a TNA vá dar a vitória a este, depois de Jeff aplicar um "spot" maluco para mostrar que Matt não arrisca tanto como o irmão e sai sempre vencedor.

Diego Meira - Já perdi a conta de quantas vezes os Hardys combateram entre si. O lado bom é que eles sempre conseguem apresentar um grande espetáculo em cada combate que realizam, tendo a última vez em que ambos se enfrentaram sido num excelente “I Quit” match, que terminou em No Contest após Jeff executar um “Swanton Bomb” fenomenal.

A grande mudança para este combate que assistiremos no ppv, é a mudança que Matt sofreu após o último encontro com Jeff. Enquanto que do começo do ano até este mês tivemos o “Big Money Matt”, após o “I Quit” match passamos a ver um Matt Hardy extremamente afetado, como se tivesse saído diretamente de um filme do Tim Burton, sendo acompanhado até mesmo por personificações de Willow, a personagem mascarada do seu irmão Jeff.

E para coroar tudo, os irmãos realizam a assinatura de contrato em um dos segmentos mais bizarros e infames deste ano, onde o “Enigma” acaba sendo colocado por uma mesa adentro pelo antigo “Iconic Superstar”.

Considerando que este combate é a especialidade dos Hardys, acho que qualquer um dos dois possui chances concretas de vencer. Entretanto, neste momento acho que Matt sairá como vencedor, pois este precisa cimentar sua nova gimmick, além de que ele provavelmente contará com a ajuda dos falsos Willows para impedir a vitória de seu irmão.



TNA World Heavyweight Championship
Knockout or Tapout Match
Drew Galloway © vs. Lashley

FaBiNhO - Finalmente, no "main-event" temos o TNA World Heavyweight Championship, onde Drew Galloway defende contra Lashley numa espécie de combate de MMA e quer queiram quer não, este foi o "main-event" que a TNA conseguiu construir muito bem e que faz todo o sentido na história.

Para mim, acho apropriado dar-se uma boa quantia de dinheiro quando as coisas são bem-feitas e tirando uma coisa má ou outra, na realidade este PPV tem o melhor "card" destes últimos 3 anos com histórias bem-feitas e combates com algum potencial de roubar o "show".

Sempre disse e continuo a dizer, desde que a TNA ficou sem uma boa quantidade de PPV's nestes últimos 3 anos, deveria construir todos os combates durante meses para que o PPV tenha boas expetativas e boas histórias, que foi isso que aconteceu para o Slammiversary este ano...

Tudo isto do Lashley começou quando ele finalmente derrotou Kurt Angle no último combate da sua carreira na TNA no Reino Unido e atacou-o após o combate de tal forma, que teve de parar quando Ethan Carter III apareceu, mas antes disso ocorrer, Drew Galloway tentou salvar Angle, mas acabou por receber um "Spear" de Lashley.

Isto foi já no início do mês de Março e na realidade, depois disso eis que Drew conquistou o TNA World Heavyweight Championship das mãos de Matt Hardy depois de fazer "cash-in" da mala do Feast or Fired e desde aí tem demonstrado ser um campeão que quer defender o título quase todas as semanas...

Entra Lashley de novo nesta história que, depois de derrotar o comentador e ex-wrestler, "The Pope" D'Angelo Dinero, afirma querer uma oportunidade para conquistar o título máximo da TNA e para isso tinha de mandar uma mensagem a Drew Galloway que brevemente perderá o título para ele.

Durante semanas que ambos não podiam estar no mesmo ringue e que o ambiente era logo de caos e quando ocorreu um "Lumberjack Match" pelo título entre ambos, Drew reteve o título via DQ, depois de um ou dois lutadores puxarem as suas pernas contra o poste de aço e a partir daí, foi tudo um ambiente caótico...

E daqui surge esta estipulação em que a única forma de ganhar é deixar o lutador inconsciente com um "Knockout" ou com uma desistência, que faz todo o sentido para esta situação e na realidade é um combate merecido para o "main-event", pois para mim tanto um como o outro merecem o título.

A aposta da TNA com Lashley tem sido espetacular, pois não só teve dois belos reinados enquanto TNA World Heavyweight Champion mas também anda a dar cartas no Bellator MMA tornando-o um lutador de certa forma legítimo e depois de ter derrotado e derrubado uma lenda como Kurt Angle, a possibilidade de perder aqui é muito complicada...

Já Drew Galloway acho que é também uma aposta certa, mas que se calhar é a escolha acertada para prevalecer neste PPV, para que a TNA o vire "heel" e o deixe campeão até ao Bound For Glory, onde enfrentará Ethan Carter III pelo título e é esta a escolha e aposta com que vou ficar... Drew a prevalecer por muito pouco contra Lashley neste PPV, vira "heel" em breve e no BFG temos EC3 vs Drew pelo título!

Diego Meira - Muitos acham que Drew Galloway não tem tido uma grande run como campeão por não obter reações muito audíveis dos fãs. Eu já considero que ele atualmente é a melhor escolha para manter o título mundial (prêmio que lhe foi renegado na WWE), pois o vejo como um wrestler com habilidades perfeitamente desenvolvidas e que possui o look de campeão que muitos procuram.

O enfrentando temos o “Destroyer” Bobby Lashley, que desde que venceu Kurt Angle no último combate deste pela TNA, vem numa caçada ferrenha pelo cinturão mundial da companhia. Como se acha o campeão de direito, este tem mantido algumas discussões com Drew e constantemente se põe no caminho deste e daqueles que tentam desafiar o campeão pelo título.

Além disso, ficou acertado que a luta terá os moldes de um combate de MMA, com vitória apenas por nocaute ou submissão, o que pode trazer alguma vantagem para Lashley, praticante ativo da modalidade, e que possui a aparente vantagem física. Mesmo assim, não creio que Drew perderá seu cinturão, e após um combate extremamente complicado e físico, ele deve se manter como campeão.


PS: Não esquecer que, daqui por umas horas começará a transmissão ao vivo do TNA Slammiversary, que contará com o habitual "chat" para podermos conversar e as "streams". Bom PPV para todos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enviar um comentário

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

6 comentário(s):

Manuel Victor Victor disse...

Ótima antevisão só discordei do digo Meira no quesito x division acho que a TNA até tem uma história, acredito na vitória de EE.
Esse PPV vai ser o melhor desse ano até o momento com certeza.

Anónimo disse...

De certeza que será o melhor PPV do ano da TNA, ainda não houve mais nenhum.

Manuel Victor Victor disse...

Vai ser o melhor ppv de wrestling do eua até o momento pelo menos entre wwe , roh e TNA.

- disse...

sim, este é claramente o ppv de 2016 que promete mais.

tb eu discordo do diogo, a x division tem tido relevancia no ultimo mês/mês e meio

Anónimo disse...

Boa análise em geral. Quando vocês fazem coisas boas, vocês merecem elogios. É muito simples.

Concordo com o Diego sobre o BroMans. Se não tivesse a Raquel como Valet, eu não daria a mínima para a dupla. Mas nem tanto sobre a X-Division.

Eu estou com boas expectativas para Eli Drake vs. Bram. Acredito que será um storyline pelo World Champion futuramente.

A estipulação pelo título mundial faz sentido e é bastante interessante.

Estou satisfeito com o trabalho da TNA em 2016.

Diego Meira disse...

Apenas para constar, meu nome é Diego.

E sim, a X-Divsion teve relevância no último mês. Só q passou quase 6 meses sem nenhum tipo de storyline nem nada do tipo, e eu frisei bem q ela "basicamente" não fez nada relativo para a divisão.

Eu quero ver a X-Division voltar à sua glória, mas por enquanto ela ainda não tem o tratamento correto q merece.