domingo, 5 de junho de 2016

Forgotten Superstars #58 | As Aparições de um Cowboy Asiático-Americano

Gostou deste artigo? Então clique nos botões ao lado para o curtir! Se assim o desejar, deixe-nos um comentário no fim que nós e os visitantes agradecemos!


Saudações a todos os leitores do Wrestling Notícias! Estamos aqui para mais um Forgotten Superstars, e dessa vez, apresentamos um lutador escolhido através do novo sistema de votação, direto do nosso blog! Agradeço pelo apoio de todos!

Vamos ver por aqui, alguém que não teve títulos, mas que tentou viver o seu sonho ao máximo dentro do wrestling, e que enquanto esteve no ringue, fez a sua própria história. Hoje ele luta esporadicamente em algumas independentes, porém possui também outros negócios.

Então, vamos falar sobre este homem!

Quem é? - James "Jimmy" Carson Yun. Nascido em Cincinatti, Ohio, filho de mãe caucasiana e pai coreano, ele foi conhecido na WWE pelos nomes de Akio e Jimmy Wang Yang. Sua carreira como wrestler começou na WCW em janeiro de 2000, quando tornou-se parte dos Jung Dragons, sob o nome Jimmy Yang. Durante este tempo, os Jung Dragons tiveram uma longa rivalidade durante boa parte do ano, até que Jamie-San, um dos membros da Jung Dragons, foi desmascarado e saiu do grupo, unindo-se com um membro que deixou a 3 Count, Evan Karagias. Dessa forma, Kaz Hayashi e Jimmy Yang rivalizaram com Karagias e Jamie até 2001, quando a WCW foi comprada pela WWF.


Jimmy poderia ter entrado na WWF, pois ele foi enviado para o território de desenvolvimento da época, a HWA, logo depois da aquisição da WCW pela WWF. Entretanto, ele foi liberado em janeiro de 2002. Depois disso, ele teve atuações na All Japan Pro Wrestling, onde juntamente com Kaz Hayashi, ganhou a Real World Junior Heavyweight Tag Team League, um de seus momentos de maior destaque na profissão. Ele também atuou na TNA (como um dos Flying Elvises e posteriormente, na competição solo) e no circuito independente.

O que ele fez na WWE? - Foi apenas em 2003 que Jimmy finalmente teve sua chance na WWE, agora já renomeada. Depois de um contrato assinado, ele fez seu debut em outubro de 2003, sob o ringname Akio, em referência ao wrestler japonês Akio Sato. Juntamente com Ryan Sakoda, um wrestler japonês-americano, tornou-se parte da dupla de heels conhecida como Kyo Dai. Depois de um tempo, Sakoda deixou a WWE e Jimmy, como Akio, passou a atuar no low card, e na maior parte das vezes, no Velocity, disputando seu espaço na divisão cruiserweight, até ser liberado em julho de 2005 pela primeira vez na WWE.


Ele passou um curto período de tempo na Ring of Honor, onde começou com uma streak de derrotas, mas depois de um tempo fora, retornou com uma aliança com Matt Sydal e Jack Evans, por um tempo, no torneio de trios, até serem derrotados pela Embassy. Na ROH, ele readquiriu a sua gimmick de artes marciais que tinha na WCW.

Mas logo, ele retornou à WWE em maio de 2006, como Akio, em uma tryout match com Charlie Haas. Com a impressão positiva da WWE, o lutador teve sua gimmick redesenhada, e assim, passaria a maior parte do seu tempo na WWE com uma gimmick de cowboy americano, deixando crescer um bigode em seu rosto, e passando a se chamar Jimmy Wang Yang.

As vinhetas sobre o lutador passaram a ressaltar seus maneirismos de redneck americano, do qual Jimmy dizia ter orgulho em suas promos. Sua primeira luta foi uma derrota para Sylvan, que executou o pin de uma maneira ilegal. Entretanto, tempos depois, Jimmy conseguiu se recuperar e se tornar o primeiro desafiante para o título Cruiserweight. Mas perdeu para Gregory Helms no Armageddon de 2006, e em outra tentativa posterior para o Cruiserweight Open, também não obteve sucesso.

Na metade de 2007, ele começou uma feud com Chavo Guerrero, que envolveu mais uma vez o título Cruiserweight. Entretanto, na Vengeance: Night Of Champions, Jimmy perdeu para Chavo. Em outra Cruiserweight Open que participou posteriormente, apesar de não ter sofrido pinfall, o título ficou com Hornswoggle.

Ele começou a trazer Torrie Wilson como sua Valet a partir de julho de 2007, depois de ambos vencerem em uma luta de duplas mistas, Kenny Dykstra e Victoria.

Pouco tempo depois, em outubro de 2007, Jimmy teve uma rápida rivalidade com Deuce 'n Domino, unindo-se a Shannon Moore para sair por cima. Juntos. Yang e Moore venceram por duas vezes os campeões de duplas da WWE The Miz e John Morrison. Entretanto, não conquistaram os títulos, pois na Fifteen Minutes of Fame Match, que valia de fato o título, as duas duplas empataram em número de pinfalls, o que fez Miz e Morrison manterem os títulos, em janeiro de 2008.

Depois disso, ele fez aparições esporádicas, e ainda mais depois de ser pego pela política de bem-estar da WWE, em junho de 2008. Seus últimos confrontos de maior evidência, foram com Brian Kendrick e Kane. No fim de 2009 e início de 2010, ele passou a atuar ao lado de Slam Master J, como uma dupla, no Superstars. Em abril de 2010, Jimmy Wang Yang foi liberado do seu contrato com a WWE.


Ele poderia ter feito mais na WWE? - Jimmy viveu o seu sonho. Isso é algo que pode ser falado sobre ele, com segurança. Entretanto, talvez um título menor lhe fizesse justiça. Como um título de duplas, por exemplo. Ele não seria um grande astro na WWE, até pelo seu biotipo, uma exigência ainda maior nos tempos de transição da Ruthless Agression para a PG Era. Entretanto, ele poderia talvez, ter mais chances. Ele nunca foi 100% aproveitado pela empresa, no fim das contas. Não dava para saber ao certo, o quanto ele poderia oferecer.

Então, vamos às suas melhores características:
  • Experiência no Puroresu: Sua passagem no Japão lhe garantiu uma certa visão de mundo, e das diferentes possibilidades no mundo do wrestling profissional. Ele absorveu bem alguns valores dos lutadores japoneses.
  • Química de duplas: Shannon Moore, Ryan Sakoda e Kaz Hayashi podem mostrar que Jimmy era competente na divisão de duplas, conseguia ter uma boa sinergia com seus parceiros. Ele poderia ter se desenvolvido melhor ainda por ali.
  • Técnicas de highflyer: Seus movimentos no ringue eram dinâmicos e todos gostam de ver um highflyer em ação no ringue. Sua presença trazia elementos interessantes para o espectador.
Jimmy pode não ter sido um grande campeão dentro do ringue, entretanto, é certo dizer que ele realizou-se como lutador. Que ele seja lembrado como um homem que realizou o seu sonho, e que poderia ter tido ainda mais, pelo menos um pouco mais de luz em sua carreira.

Então, este foi mais um Forgotten Superstars, meus caros! Não se esqueçam de comentar sempre, e de deixar suas impressões.

Um grande abraço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enviar um comentário

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

2 comentário(s):

Diego Meira disse...

Vi pouco da carreira do Jimmy, mas pelo visto ele conseguiu ser feliz no tempo q passou na WWE. Se ele apreciou isso, não serei eu a recriminá-lo.

Mas um título de duplas não teria ficado mal nele.

sandro castanho disse...

podia ser melhor aproveitado gostava de ver mais do que vi ele e o shannon moore era os moonsaults deles eram de morte ........
.