domingo, 29 de maio de 2016

Forgotten Superstars #57 | A Fumaça e os Espelhos

Gostou deste artigo? Então clique nos botões ao lado para o curtir! Se assim o desejar, deixe-nos um comentário no fim que nós e os visitantes agradecemos!


Saudações a todos os leitores do Wrestling Notícias! Estamos aqui com mais um Forgotten Superstars, e muito especial, devido aos acontecimentos da última semana, que levaram a este artigo. Pois o lutador sobre o qual falarei, pediu sua liberação depois de um bom tempo na WWE.

Este homem vem de uma segunda geração de wrestlers na WWE, inclusive trabalhando com seu irmão mais velho. Ele se destacou na categoria de desenvolvimento da empresa, e chegou ao main roster, e por lá, ganhou vários títulos de duplas, além de alguns títulos individuais de segundo escalão. Era sem dúvida, alguém credível para qualquer tipo de luta. Só lhe faltou o que mais precisava na WWE: ser o ápice da empresa, ao menos uma vez.

Então, vamos aos fatos sobre ele.

Quem é? - Cody Garrett Runnels. Nascido em Marietta, Georgia. Filho de ninguém menos que o WWE Hall of Famer Dusty Rhodes, e irmão de Goldust, ele foi mais conhecido como Cody Rhodes, e ultimamente, Stardust. Em seu tempo de colegial, ele foi duas vezes campeão da Georgia em wrestling esportivo amador, na sua divisão. Ele decidiu se tornar um wrestler profissional quando saiu da universidade, e tomou aulas de atuação, além de ter participado da promotora de seu pai, como árbitro, no Turnbuckle's Championship Wrestling.

O que ele fez na WWE? - Com os parentes, pai e irmão mais velho, com carreira firmada na WWE, Cody conseguiu sua primeira chance como wrestler na OVW, território de desenvolvimento da WWE, em junho de 2006. Lá, ele recebeu o nome de Cody Runnels. Seu primeiro título no wrestling foi em outubro daquele ano, o título de duplas da OVW, ao lado de Shawn Spears. Desde então, Runnels ganhou uma vez mais o título de duplas ao lado de Spears, e também uma vez o OVW Heavyweight Championship e uma vez o OVW Television Championship (contra o ex-companheiro Spears, depois que ambos perderam o segundo título de duplas que foi conquistado, e Spears ficou enciumado do sucesso de Cody como lutador solo).

Em julho de 2007, Cody fez o seu debut no Raw, usando o nome Cody Rhodes. Ao entrar para o main roster, teve um rápido enfrentamento com Randy Orton, no qual, perdeu as lutas entre os dois. Sua rivalidade seguinte foi com Daivari, e eventualmente, se uniu a Paul London e Brian Kendrick, para derrotar Daivari, que estava ao lado de Charlie Haas e Shelton Benjamin. Ele também se uniu a Mickie James, para derrotar Daivari e Jillian Hall. 

Em seguida, começou a trabalhar uma nova rivalidade, dessa vez com Hardcore Holly. Apesar de perder três vezes consecutivas, Rhodes começou a impressionar Holly, com sua persistência e sua postura nas lutas. Eventualmente, Cody conquistou o respeito de Holly, e os dois formaram uma dupla. Enquanto os dois brigavam por um espaço na divisão de duplas, Cody e Holly se enfrentaram pela quarta vez, com a vitória de Rhodes. No décimo quinto aniversário do Raw, que se passou em dezembro de 2007, Rhodes e Holly conquistaram o World Tag Team Championship sobre Lance Cade e Trevor Murdoch, primeiro título de Cody no roster principal, e mantiveram o título contra os ex-campeões na luta seguinte.. A química deles, como dupla, se evidenciava cada vez mais.


Depois disso, eles tiveram várias defesas, até meados de 2008, quando a dupla entrou em confronto com Ted DiBiase. Em junho de 2008, Cody se voltou contra Holly, e se uniu a Ted DiBiase, tornando-se heel e obtendo o título de duplas, agora com um novo parceiro. Eles mantiveram o título por um mês até John Cena e Batista os derrotarem. Porém conquistaram de novo o título pela cláusula de rematch, segurando o título por um tempo, até perderem para Kofi Kingston e CM Punk.

Em pouco tempo, eles se uniram a Manu, filho de Afa Anoa'i, para formar o que seria uma stable de gerações de famílias de wrestlers. Com a aliança de Randy Orton, houve a criação da Legacy. Manu, e Sim Snuka foram retirados da stable, que se resumiu a Orton, Rhodes e DiBiase. Os dois últimos, se envolveram em rivalidades de Orton, como a que ele possuía com a família McMahon. Isso alçou Cody, por vezes, ao main event, ao lado de Orton e DiBiase. E assim se passou todo o ano de 2009, com a Legacy no fim do ano, a perder para a D-Generation X reformada por HHH.

A tensão na stable começou a aparecer na Rumble de 2010. Principalmente, depois de Rhodes interferir em duas tentativas de lutar pela WWE Championship de Orton, o que resultou em desqualificação de Randy. Rhodes e DiBiase passaram a se ajudar contra Orton, que atacava também os dois. O que levou a um a Triple Threat Match entre os membros da stable, na WrestleMania XXVI, com vitória de Orton.


No draft de 2010, Rhodes foi enviado para o SmackDown, e depois disso, participou de um torneio pelo título intercontinental (perdendo para Christian nas seminifinais) e se tornou mentor de Husky Harris (Bray Wyatt) na segunda temporada da NXT.

Em junho, começou a desenvolver uma gimmick narcicista, e exigia que fosse chamado de "Dashing" Cody Rhodes. Ele se tornou obsessivo em defender golpes diretos com seu rosto, sempre conferindo depois no espelho se tudo estava bem. Ele fez uma aliança com Drew McIntyre, que o levou a ganhar o WWE Tag Team Championship no Night of Champions de 2010, perdendo tempos depois para John Cena e David Otunga, que eram parte da Nexus no Bragging Rights. Isso dissoulveu a parceria.

Em janeiro de 2011, depois de uma luta contra Rey Mysterio, onde Cody legitimamente quebrou o nariz, uma remodelagem na sua gimmick foi feita, usando uma máscara clara protetora, semanas depois de passar longe da televisão. Ele passou a atacar Mysterio, que segundo Rhodes, foi o culpado de fazer com que ele não fosse mais "dashing" e o obrigasse a fazer uma cirurgia facial. O fim da feud se deu com trocas de vitórias na WrestleMania XXVII (vitória de Cody) e na Extreme Rules (vitória de Mysterio).



Depois da WrestleMania, Cody passou a distribuir sacos de papel para a audiência, para que "cobrissem suas imperfeições", pois eles o ofenderam. Ele também passou a usar sacos nos oponentes em que derrotava ou atacava nas lutas. Em maio, sua aliança com Ted DiBiase foi retomada.

Em agosto, Cody derrotou Ezekiel Jackson para se tornar o novo Intercontinental Champion, seu primeiro título individual na WWE. Na mesma noite, sua aliança com DiBiase foi desfeita, com a derrota deste último para Orton, em luta simples.


Depois disso, Rhodes começou uma rivalidade com Orton. Em uma das lutas, Orton fez com que Rhodes sangrasse bastante, o que foi editado posteriormente para a televisão. Ao mesmo tempo, Rhodes fazia defesas bem sucedidas pelo IC.

A longa feud entre Orton e Rhodes terminou em novembro de 2011, com a quebra da máscara em uma Street Fight, e o fim desta fase da gimmick de Rhodes. Ele também participou da Survivor Series, na Team Barrett, contra um time liderado por Randy Orton. A equipe de Wade Barrett saiu vitoriosa, depois que Wade e Cody foram os únicos sobreviventes da luta.

Depois de algumas rivalidades com Booker T e Big Show, meses depois, Rhodes perdeu o título intercontinental para Big Show na WrestleMania XXVIII, depois de 236 dias de reinado. Ele voltou a ganhar o título 4 semanas depois, na Extreme Rules de 2012, perdendo-o duas semanas depois para Christian, no evento No Way Out. Rhodes também participou do Money in The Bank, para a maleta do SmackDown, mas sem sucesso, e ainda teve uma rápida rivalidade com Sin Cara. Depois de tentar recapturar o IC contra The Miz na Night Of Champions sem sucesso, ele se uniu a Damien Sandow, formando a dupla que se tornaria "Rhodes Scholars".

Eles entraram em uma rivalidade constante contra os Hell No (Daniel Bryan e Kane), os então campeões de duplas da WWE. Além disso, participaram de um torneio que os fez com que se tornassem os desafiantes principais pelo título. Entretanto, não tiveram sucesso nas perseguições.

Depois de sofrer uma lesão em novembro, Rhodes voltou em dezembro de 2012, e com Sandow, ele reiniciou a perseguição ao título de duplas. Mas ainda assim, não obtiveram sucesso. Em fevereiro de 2013, decidiram dissolver o time, mas ainda continuaram "melhores amigos", alinhando-se em conjunto, em certas ocasiões.

Entretanto, a parceria terminou definitivamente, depois do Money In The Bank, quando Rhodes estava perto de adquirir a maleta azul, e foi atirado da escada por Sandow, que conquistou a vitória em seu lugar. No Raw seguinte, Cody atacou Damien e se tornou um face, o que não acontecia desde 2008. A rivalidade dos dois continuou até agosto, onde Rhodes venceu todos os confrontos entre os dois.

Depois de setembro, em uma storyline onde Cody se revoltou contra as leis autoritárias de Triple H na empresa, ele foi obrigado a colocar seu emprego em risco em uma luta contra o então campeão da WWE Randy Orton, a qual ele perdeu, e foi demitido. Ele voltou invadindo o Raw semanas depois, ao lado de seu irmão Goldust, que também tinha perdido o emprego. Eles ganharam seus empregos de volta em outubro de 2013, quando derrotaram os então campeões de duplas, Roman Reigns e Seth Rollins, que eram dois terços da Shield. 8 dias depois, os irmãos Rhodes se tornaram os novos campeões de duplas, com ajuda de Big Show.


Eles mantiveram o título até a Royal Rumble de 2014, quando perderam para o New Age Outlaws. Depois de confrontar os NAO por várias vezes sem sucesso, Cody e Goldust passaram por uma streak de derrotas, o que levou Cody a procurar um parceiro melhor para Goldust.

Em junho de 2014, Cody parece ter encontrado esse parceiro. Que era ele mesmo, mas em uma gimmick totalmente diferente do que havia feito até então. Mas que lembrava e muito a de seu irmão. Foi assim, que nasceu Stardust.


Os irmãos então passaram a perseguir o título de duplas, e no processo, tornaram-se heels, ao rivalizarem com os então campeões, The Usos. Na Night of Champions, eles adquiriram o título pela segunda vez em conjunto, o sexto e último título de duplas de Cody na companhia. Eles perderam o título na Survivor Series, em uma Fatal Four Way, para The Miz e Damien Mizdow. A luta tambem envolveu os Usos e Los Matadores.

Em fevereiro de 2015, as tensões entre os irmãos apareceram, e com um Cross Rhodes, aplicado em Goldust, Stardust acabou a parceria. Uma luta entre os dois foi marcada para o Fastlane, cuja qual Goldust venceu via Rollup. O último confronto entre os irmãos, foi depois de uma vitória de Goldust sobre Adam Rose, com o ataque de Stardust, disfarçado como um dos Rosebuds, sobre seu irmão. Stardust ainda apareceu na WrestleMania 31, para participar da Ladder Match que envolvia o título intercontinental, cujo vencedor foi Daniel Bryan.

Depois de um tempo, sua gimmick passou a se assemelhar a um vilão de histórias em quadrinhos, o que o fez entrar em rivalidade com o ator que interpreta Arrow, Stephen Amell. Envolveram-se nessa feud, King Barrett, pelo lado de Stardust, e Neville, pelo lado de Amell, o que culminou em uma luta no SummerSlam, onde Neville e Amell saíram vitoriosos.

Depois, Stardust se uniu com a Ascension, para derrotar Neville e os Lucha Dragons no pré-show da Night of Champions de 2015. Ele ainda teve um pequeno confronto com Titus O'Neil no fim de 2015 e início de 2016. Ele participou de duas disputas do título intercontinental com vários lutadores envolvidos, mas sem sucesso, inclusive a última delas na WrestleMania 32. Nas semanas seguintes perdeu quatro vezes seguidas para Apollo Crews e uma vez para Zack Ryder.

Em 21 de maio, Cody Rhodes anunciou que pediu a sua liberação de contrato para a WWE, o que lhe foi concedido no dia seguinte. Os motivos alegados por Cody foram o desejo de ter um papel maior na WWE que não foi realizado, e o fato dos escritores terem o ignorado, quando ele queria se livrar da gimmick de Stardust e voltar a ser Cody Rhodes, há um bom tempo atrás.

Ele poderia ter feito mais na WWE? - Esse é um dos talentos que parece ter várias das características que a WWE gosta. Entretanto, nunca teve chances de ganhar algum dos títulos de primeiro escalão. Cody tinha como sonho, ser um WWE Champion. Mas nunca conseguiu realizar isso. Talvez, a WWE, que se mostrou tão preocupada com a história de Dusty Rhodes, tenha, na realidade, sido historicamente ingrata com a família.

Então, vamos às suas melhores características.
  • Formado pela WWE: Sua primeira experiência efetiva como wrestler profissional foi na OVW. E toda a sua formação foi adquirida na WWE, além de ter uma família inteira dentro da empresa. Estes fatores contribuíram para que Cody tivesse - até certo ponto - um espaço no roster principal.
  • Boa aparência: É sempre bom para a WWE promover alguém que seja "TV friendly". Rhodes se mostrava apresentável em promoções, em propagandas, enfim, um rosto adequado para fazer dinheiro.
  • Adaptabilidade: Apesar de vermos Rhodes com vários títulos de duplas, podemos dizer que ele também é muito competente em lutas solo, e consegue ser um rival credível, quando lhe é permitido, em qualquer situação. Talvez daí, venha a sua maior frustração.
Rhodes não teve seu desejo realizado na WWE. Mas talvez, em uma empresa que não seja tão determinista quanto às suas estrelas, este homem tenha um sucesso maior. De qualquer forma, tornar-se um destaque e espalhar o nome Rhodes para fora da WWE talvez seja o seu maior destaque, e o maior legado que Cody poderá deixar para as próximas gerações da família.

Este foi mais um Forgotten Superstars, meus caros! Não se esqueçam de comentar e apoiar a série de artigos, como sempre.

Um grande abraço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enviar um comentário

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

9 comentário(s):

Diego Meira disse...

É normal a WWE desperdiçar as estrelas com maior potencial assim. Bastava um pouco de confiança no Cody q eles veriam q ele era um astro completo. Mas como não quiseram, as outras companhias lhe darão o devido respeito (muito provavelmente será a RoH).

Anónimo disse...

Ninguém assiste ROH.

É melhor Cody Rhodes ir para TNA ou New Japan.

Anónimo disse...

Acontece, cara, que muitas pessoas assistem ROH. E mais, a ROH tem uma parceria com a NJPW, ou seja, ele vai poder aparecer em 2 empresas diferentes, recebendo o dobro do normal.

Sobre a TNA... sem querer ser hater, mas não sei se vale a pena alguém com o talento dele ir pra TNA. Será melhor pra ele ir pra ROH/NJPW.

Manuel Victor Victor disse...

Com relação a esse rumor de ele está indo para ROH pelos nomes na lista vejo ele indo para PWG lutar com bastante desses nomes.
Acho que a TNA é melhor para ele pelo estilo da empresa, tem tudo para brilhar na TNA e ainda lutar em várias indys .

Anónimo disse...

sim, concordo com a maioria: este gajo na TNA vai ser um grande, grande world champ.

e isso vai provocar

Anónimo disse...

...muito melão!


Anónimo disse...

Cody não quer ir para a TNA, não andem para aí a inventar noticias. Já quando foi com o Sami Callihan foi a mesma coisa, começaram feitos tarecos a inventar - e acabou por ficar nas indies e Lucha Underground. Pela fota que mostrou, Cody têm interesse em estar nas indies/Japão.

Btw, mesmo que fosse o caso de ele ir para a TNA, não vejo o caso porque razão isso pudesse causar azia em alguém - desde que resultasse em combates e storys awesome.
Parece que só gostam de TNA e querem que todos os outros fracassem, isso é no mínimo deprimente lol.

Sobre o Cody, acho que não há muito mais a dizer - só queria dizer ao WN para terem o cuidado de num curto período de tempo ( por 2 semanas seguidas) tiveram dois artigos dedicados ao mesmo lutador. E aconteceu já por 2 ocasiões : Cody e Wade Barrett.

Anónimo disse...

"Cody não quer ir para a TNA," - quando é que ele te disse isto?

FaBiNhO disse...

Em resposta ao penúltimo Anónimo, o facto de acontecer artigos dedicados ao mesmo lutador não é por nossa culpa... durante toda a semana temos uma votação no nosso facebook para determinar qual dos 4 lutadores escolhidos pelo autor do artigo será cabeça de cartaz no próximo Forgotten Superstars!

Daí ter acontecido o Wade Barrett e o Cody Rhodes terem sido por ocasião mencionados em artigos diferentes... de qualquer formas, estamos a estudar uma melhor forma de votação! Obrigado pelo aviso, mas é sempre bom também ter dois artigos diferentes sobre o mesmo lutador ;)