quinta-feira, 14 de abril de 2016

NXT Takeover: Dallas | Análise

Gostou deste artigo? Então clique nos botões ao lado para o curtir! Se assim o desejar, deixe-nos um comentário no fim que nós e os visitantes agradecemos!


Bons dias amigos e sejam mais uma vez a uma analise de eventos! Hoje vamos analisar a Wrestlemania antes da Wrestlemania, o evento pelo qual o pessoal realmente estava excitado durante o ultimo fim de semana, o NXT Takeover Dallas!



NXT Tag Team Titles Match
The Revival © vs. American Alpha

E começamos o Takeover da melhor forma possível, com um grande combate de equipas, algo que no Main Roster parece que foi esquecido nesta Wrestlemania. O combate começa bem, com o habitual wrestling mais técnico (alias, este combate acaba por ser mais técnico do que os restantes, devido aos intervenientes), e com os American Alpha a conseguirem escapar às manhas dos Revival. Depois de um pouco de domínio dos Faces, os Heels conseguem ficar por cima e assim matem-se por uma grande parte do combate. Scott Dawson e Dash Wilder usam truques sujos (alguns algo inovadores e muito bem pensados) para ganhar um bom heat e isolam Chad Gable, o homem mais pequeno do combate. Uma das razões pela qual este combate funciona tão bem é que a forma de combater destas duas equipas funciona bastante bem junta. Os American Alpha desenvolveram uma formula de combate que consiste em um domínio inicial, depois o Gable passa maior parte do combate a apanhar porrada. No final, existe o Hot Tag para o Jason Jordan e acaba com eles a fazer o seu double team finisher. Os Revival são ótimos a trabalhar e a isolar um dos lutadores da equipa adversária, massacrando-o durante maior parte da contenda e ganhando um belo heat.

As duas equipas conectaram muito bem e viu-se aqui momentos bons de wrestling. Muita gente anda a falar do Botch do Scott Dawson durante o combate, mas eu nem acho que tenha influenciado assim tanto, apesar de um botch cortar sempre um pouco o ritmo, este nem me incomodou muito. Vimos uma parte final mais rápida, com o Jordan em modo monstro e a limpar tudo para os AA ganharem os títulos e o publico vai a loucura. Estes quatro homens fazem parecer fácil dar um bom combate de tag team, mas a verdade é que eles tiveram uma boa química entre eles e os seus estilos acabaram por combinar bem. Apesar de tudo, espero que os novos campeões comecem a pensar numa nova formula de combate, pois passar a vida a fazer sempre a mesma coisa vai acabar por aborrecer e podem cair na monotonia depressa.

Rating: ****



Singles Match
Austin Aries vs. Baron Corbin

De um lado temos um dos melhores lutadores dos últimos 10 anos, um homem condecorado em todo o mundo e um ex-campeão mundial em várias empresas, capaz de dar grandes combates. De outro lado, temos o Baron Corbin. Não é que tenha sido um mau combate, mas simplesmente não deu o click. O Corbin acabou por dominar todo o combate e a história que contaram aqui poderia resultar, mas a verdade é que não foi o caso. O Baron queria abrandar o combate o máximo possível, com holds atrás de hold e acabamos por ter um combate aborrecido e bastante parado para aquilo que estávamos à espera do Austin Aries. Aries acabou por vencer com um flash pinfall, acabando com esta contenda que desde que foi marcado nunca gerou grande interesse.

Depois do que se passou na Wrestlemania com o Corbin, percebe-se porque que não queriam dar uma derrota grande ao Baron aqui. Mas a verdade é que isto acabou por ser mau, mas foi o único mau combate do evento, o que é bom.

Rating: ** ¼



Singles Match
Shinsuke Nakamura vs. Sami Zayn

As expectativas para este combate estavam, desde inicio, muito altas. Tanto Zayn como Nakamura são lutadores de alto gabarito e são capazes de dar grandes combates. O hype que estava gerado à volta deste combate era muito e estes dois senhores conseguiram dar aqui um grande combate, apesar de, ao contrario do que todos dizem, eu achar que esteve longe de ser um "Five Star Match" e o combate do ano.

Desde o inicio, com a entrada do Nakamura, o ambiente estava criado para termos uma ambiente de clássico e foi isso que tivemos. Mas, apesar de tudo, existiu uma coisa que incomodou-me um pouco e acabou por influenciar negativamente este combate: Shinsuke estava visivelmente nervoso no inicio do combate e as coisas acabaram por não sair tão fluentemente como se esperavam. Notou-se naquela parte em que o King of Strong Style leva Zayn às cordas e encosta a cabeça ao peito dele e quando tentou aquele "shaking foot" com o Sami sentado no canto. Mas rapidamente esse nervosismo parecer ter-se dissipado e começamos a ter realmente um grande combate. "Swagsuke Ninjamura", como eu gosto de lhe chamar, tinha feito o seu trabalho de casa e estava a conseguir sobrepor-se a Zayn, contrariando maior parte das suas tentativas de ofensivas e conseguindo atingir algumas big moves suas.

Com o desenvolvimento do combate, começamos a ver uma guerra real, com ambos os lutadores a quererem ganhar por tudo. Uma espetacular guerra de forearms, algo de grande intensidade que deixou Shinsuke a sangrar do nariz, foi um dos grandes momentos do combate. Zayn tinha que ganhar este combate por ser o seu ultimo no NXT e para não sair com a sua imagem manchada, queria realmente deixar uma marca naquela que foi a sua casa nos últimos 3 anos. Já Nakamura também tinha que ganhar, mas este por ser o seu primeiro combate e por ter que começar da melhor forma possível, derrotando a cara da brand. Foi um combate com momentos épicos, um publico espetacular e que passou rápido demais, apesar de ter tido 20 minutos, passou num instante, Mas mesmo assim, faltou muita coisa. Zayn não atingiu muita da sua ofensiva que podia ter elevado em muito o nível desta contenda. Mas mesmo assim, grande combate, o melhor da noite até.

PS: Não perguntem porque, mas eu markei que nem um louco quando o Zayn ia para o DDT através do canto e o Nakamura dá counter com um kick stiff como tudo vindo do nada.

PSS: Já agora, não gostei que tivessem mudado o nome do finisher do Nakamura. Adorava o nome Bomaye, mas enfim. Não podemos pedir tudo, não é?

Rating: **** ½



NXT Womens Title Match
Bayley © vs. Asuka

Depois de termos um combate de sonho entre o Nakamura e o Zayn, era difícil para estas duas senhoras conseguirem dar um follow que não desiludisse, mas a verdade é que elas conseguiram dar um combate muito bom. Se falarmos em termo de wrestling, ou seja, a nível de in-ring, foi melhor que o anterior. A Bayley e a Asuka tiveram uma química muito agradável e os seus estilos, embora bastante diferentes, acabaram por encaixar bastante bem. A Asuka foi apresentada como tem sido até agora, a verdadeira arma de destruição, sem piedade e que apenas tem um objetivo em mente: ganhar.

Acabamos por ver um combate bastante técnico, com ambas as senhoras a fazer uso de submissões e acabamos também por ver um lado mais agressivo de Bayley, algo que, enquanto com a personagem de face underdog que ela tem tido desde que chegou ao NXT, nunca nos tinha mostrado, mas gostei bastante de ver a Bayley neste registo. Ambos dominaram o combate durante curtos intervalos de tempo, sendo que foi um verdadeiro "toma lá, dá cá". A Asuka esteve melhor a vender aqui do que a Bayley, algo que não costumamos ver pois é raro ver a Asuka apanhar tanta ofensiva e a Bayley é uma seller excelente.

O final foi muito inesperado, pelo menos para mim que estava a espera de ver um aperto de mão entre as duas lutadores. Em vez disso vimos uma Asuka perversa a por Bayley a dormir com o Asuka-Lock num final brutal para um combate bastante bom.

Rating: ****



NXT Title Match
Finn Balor © vs Samoa Joe

Este combate tinha tanto potencial. Mas tanto... é uma pena que o Joe se tivesse cortado logo no inicio do combate. E sabem que mais? Eu não culpo os oficiais da WWE por terem parado o combate tantas vezes. A verdade é que o corte ao pé do olho é um sitio bastante perigoso e pode muito bem cegar alguém. E alem do mais, a quantidade de sangue que o Joe estava a derramar era enorme, eventualmente iria atrapalhar a vista deste. Por isso, não culpem a equipa da WWE por pararem tantas vezes o combate.

Com aquilo posto de parte, vamos ao combate em si. Apesar de tudo, foi um bom combate que ajudou a estabelecer, os dois lutadores num patamar diferente daquele que já estavam. O Finn, enquanto encarnando a sua personagem de Demon, nunca foi derrotado no NXT. É um facto interessante que, depois deste combate, leva-nos a pensar: " será que o Finn poderá perder enquanto usa o Demon?" Responderei isso mais a frente. O Balor ter sobrevivido a um Muscle Buster e ao Koquina Clutch foi surreal e mostra que estão a investir na personagem do Demon. Já o Joe está um monstro completo. Acho que desde 2005 ou 2006 que o Samoa Joe não estava a dar tão bons combates constantemente e está numa forma física tão boa como a que vemos ultimamente. Ele a sangrar e a cara que ele faz são simplesmente intimidantes.

Infelizmente não consigo fazer uma analise a uma história complexa ou assim, porque assim que se criava algum flow, os médicos vinham intervir. Mas gostei do combate, dentro do possível, foi excelente.

Rating: *** ½

__________________________________________________________________

Preto No Branco

Classificações:

NXT Tag Team Titles Match - The Revival © vs. American Alpha - ****
Singles Match - Austin Aries vs. Baron Corbin - ** ¼
Singles Match - Shinsuke Nakamura vs. Sami Zayn- **** ½
NXT Womens Title Match - Bayley © vs. Asuka - ****
NXT Title Match - Finn Balor © vs. Samoa Joe - *** ½

Termômetro:

Este NXT Takeover: Dallas apareceu como uma Wrestlemania antes da verdadeira Wrestlemania. Alias, teve bastante mais qualidade do que a Wrestlemania em si. Por isso, é natural que esteja repleto de coisas boas:

- A grande qualidade de maior parte dos combates foi excelente. Com o Shinsuke Nakamura vs Sami Zayn, os American Alpha vs Revival e Asuka vs Bayley a serem combates de grande qualidade, este pode ser mesmo um dos melhores NXT Takeovers de sempre a nível de qualidade de produto. E o mais impressionante é que, tivemos bons combates em todas as três vertentes do wrestling: em singles, em tag team e nas womens. É uma grande era para o fã de wrestling e especialmente para o fã de NXT, pois cada vez mais conseguimos encontrar um crossover entre a qualidade da produção da WWE e a qualidade dos combates das indys.

- O ambiente estrondoso já é algo habitual nos eventos do NXT, mas parece que cada vez mais o NXT vem conquistando todo o tipo de fãs, sejam smarks ou marks, fãs de indys ou fãs de WWE. É incrível como um só produto consegue agarrar tantos tipos de audiências e juntar tudo num produto de excelente qualidade.

- As histórias, apesar de nos últimos meses, os programas semanais do NXT terem sido bastante fillers, as histórias são construídas lentamente e dá para o pessoal ir ganhando um hype gradual que explode nos Takeovers. Os AA são a team mais over do NXT há muito tempo e foi excelente vê-los ganhar o titulo.

Mas, como tudo de bom tem sempre algo podre, fica aqui os pontos negativos do evento que, apesar de poucos, foram alguns:

- O combate entre o Austin Aries e o Baron Corbin foi no mínimo desapontante. Toda a gente sabia que não ia sair daqui um Match of The Year, muito menos um Match of the Night, mas esperava-se muito mais, ainda por cima considerando que temos um dos melhores lutadores do mundo envolvido nisto. O combate foi aborrecido, apesar de ser o tipo de combate que encaixa com a personagem do Baron, foi muito abaixo das expectativas. Espero que isto não influencie a chegada do AA à companhia, porque ele pode ter um futuro tremendo aqui.

- Apesar de ter dito na review do combate que compreendi o facto do arbitro ter interrompido tantas vezes, não deixa de ser algo que influenciou em muito o combate, negativamente. Era preferível que tivessem interrompido uma vez que demora-se mais tempo e tivessem fechado a ferida como deve de ser, mesmo que demorassem 5 ou 6 minutos, do que interromperem o combate tanta vez e cortarem a fluidez completa da contenda. É algo a melhorar.



Figura da Noite
Shinsuke Nakamura - The King as Arrived!

Podia por aqui o Sami Zayn também, mas prefiro não o fazer pois quero dar o destaque a este homem. Chegou e já deixou a sua marca. É verdade que o combate que ele teve não foi assim tão bom quanto toda a gente está a dizer que foi, mas a verdade é que foi facilmente o melhor combate da noite e teve um ambiente incrível. É verdade também que Shinsuke estava visualmente nervoso nesta sua estreia, mas o King of Strong Style, com o seu carisma inigualável no mundo do wrestling atualmente, chegou, impressionou e a partir daqui ninguém o pára! Será que o iremos a ver no Main Roster brevemente ou a sua passagem pelo NXT será rápida?

Causa e Efeito

E é mesmo pela ultima frase da secção anterior que começo. Quanto tempo será que Nakamura ficará no NXT? Para mim, puxavasse o homem ao Main Roster para cima o quanto antes, para aproveitar todo este hype com que ele está e catapultava-se para o Main Event. A verdade é que "Swagsuke Ninjamura" já está com 36 anos, ou seja, tem que se tirar partido das suas capacidades o quanto antes, antes que comece a envelhecer ainda mais.

O situação do Main Event está um bocado indefinida. Finn Balor parece ser invencível quando veste a sua personagem de Demon. Acho que a única forma de ele perder o titulo será alguém desafiar Finn pelo titulo com a condição de este não poder incorporar o demónio, pois se realmente ele for invencível enquanto Demon, podemos ter o novo Undertaker diante de nós. Adicionaria uma mística e profundidade à personagem muito boa. O próximo contender é que será algo curioso de se ver. Austin Aries e Shinsuke Nakamura são dois nomes que não me importava de ver, mas mesmo assim, acho que Samoa Joe seria o tipo ideal para tirar o titulo a Balor. Ainda gostava de ver um Samoa Joe vs Nakamura um dia destes, acho que seria um combate muito épico.

Os títulos de Tag Team também estão um pouco com o futuro indefinido. Ok, ainda temos a revenge dos Revival por isso ainda por demorar um pouco até termos novos contender, mas a questão é... que contenders? Simplesmente não existem novas equipas no NXT que estejam prontas para defrontar os AA. Uma solução poderia passar por juntar duas pessoas já consolidadas que não tenham muito que fazer e polos a divisão de Tag Team, por exemplo, agora que o Samoa Joe vai sair da title picture, podia juntar-se a alguém, ou até mesmo voltar a juntar o Gargano e o Ciampa e ocupar os AA enquanto o verdadeiro desafio não chega. E quem é esse verdadeiro desafio? Bem, já que perguntam, eles chamam-se Shane Haste e Mikey Nichols e juntos formam o duo conhecido como "The Mighty Don't Kneel" ou simplesmente TMDK. Eles são uma das mais recentes contratações da WWE e devem estar a fazer o debut deles em pouco tempo e acredito que sejam a próxima grande sensação do tag team wrestling na WWE.

O titulo das Divas, bem, vamos voltar a ter a Bayley como contender ao titulo, quase de certeza. A Asuka dominou completamente a divisão até chegar ao titulo e agora temos a Bayley na calha para subir ao Main Roster, por isso deve acabar esta feud e depois ser chamada para cima. Entretanto, estão a ser construídas novas womens nos programas semanais como a Purazzo ou a Peyton Royce, por isso acredito que contenders não haverão de faltar à nova campeã.

Classificação Geral: **** 1/4

__________________________________________________________________

Classificações Eventos:

(1) NJPW Wrestle Kingdom 10 – **** ½
(2) NXT Takeover: Dallas - ****
(3) PROGRESS Wrestling Chapter 25 – ****
(4) PROGRESS Wrestling Chapter 26 – *** ¾
(5) WWE Royal Rumble – *** ½
(6) ROH 14th Anniversary – ** ½
(7) WWE Fastlane – ** ½

Classificações Combates:

(1) NJPW Wrestle Kingdom – IWGP Heavyweight Title – Kazuchika Okada © vs. Hiroshi Tanahashi - *****
(2) NJPW Wrestle Kingdom – IWGP Intercontinental Title – Shinsuke Nakamura © vs. AJ Styles - **** ¾

(3) PROGRESS Wrestling Chapter 25 - PROGRESS Wrestling Title NO DQ Match - Will Ospreay © vs. Marty Scurll - **** ¾
(4) NXT Takeover: Dallas - Singles Match - Shinsuke Nakamura vs. Sami Zayn - **** ½
(5) WWE Fastlane – WHC Nº1 Contender 3-Way Match – Brock Lesnar vs. Roman Reigns vs. Dean Ambrose - **** ¼
(6) WWE Royal Rumble – WWE Intercontinental Title Last Man Stadnding Match – Dean Ambrose © vs. Kevin Owens - **** ½

(7) NJPW Wrestle Kingdom – NEVER Openweight Title – Tomohiro Ishii © vs. Katsuyouri Shibata - **** ½
(8) PROGRESS Wrestling Chapter 26 - PROGRESS Wrestling Title Match - Marty Scurll © vs. Mark Haskins - **** ¼
(9) NJPW Wrestle Kingdom – IWGP Jr. Heavyweight Title – Kenny Omega © vs. KUSHIDA - ****
(10) PROGRESS Wrestling Chapter 25 – Nº1 Contender Match – Mark Haskins vs. Zack Gibson - ****
(11) NXT Takeover: Dallas - NXT Tag Team Titles Match - The Revival © vs. American Alpha - ****
(12) NXT Takeover: Dallas - NXT Womens Titles Match - Bayley © vs. Asuka - ****

(13) PROGRESS Wrestling Chapter 25 – 4-Way Women Match – Pollyana vs. Jinny vs. Daliah Black vs. Toni Strom - ****
(14) 6-Man Tag NEVER Openweight Title Match – The Bullet Club (Kenny Omega & Young Bucks) © vs. Kushida, ACH & Matt Sydal - ****



Bem, e esta foi a minha analise ao NXT Takeover: Dallas. Espero que tenham gostado, digam nos comentários o que acharam do evento, se concordam ou discordam de mim, o que acharam a analise e isso tudo. Estou no ir, por isso, fiquem bem e não percam a próxima Análise, porque eu… TAMBÉM NÃO!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enviar um comentário

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

3 comentário(s):

PyroMANiac disse...

Gostei da tua análise! Acho que tens toda a razão no que diz respeito ao combate do AA com o Corbin e quando dizes que deviam ter curado à primeira do Joe.

Só tenho uma falha a apontar que é na classificação dos combates. Colocas o combate do Zayn x Nakamura em 3º com 4 estrelas e meia e colocas o Osprey x Skrull em 4º com 4 estrelas e 75 ou três quartos como lhe quiserem chamar. Ora o combate da Progress ta melhor classificado, por isso devia ser o 3º em igualdade com o IGWP IC Championship Match Styles x Nakamura.

Fora isso tudo muito bom! Gostei da tua análise e apenas relativamente ao combate do Zayn x Nakamura é que discordo, pois acho que foi o melhor combate do ano a seguir ao Nakamura x Styles, isto na minha opinião claro. ;)

Unknown disse...

Desculpe, cara mais acho que a um erro em relação a lista dos melhores combate do ano.

Era pra ser :

Fastlane reigs vs Ambrose vs lesnar

vitor oliveira disse...

Boa análise.
Acho que a subida do Apollo Crews ao main roster foi precipitada, poderia ter uma nova chance ao NXT Championship. Veremos quem serão os proximos contenderes os titles