domingo, 17 de abril de 2016

Forgotten Superstars #51 | O Louco Inescrupuloso

Gostou deste artigo? Então clique nos botões ao lado para o curtir! Se assim o desejar, deixe-nos um comentário no fim que nós e os visitantes agradecemos!


Saudações a todos os leitores do Wrestling Notícias! Estamos aqui para trazer mais um Forgotten Superstars, de forma que todos pediram e aqui venho com mais um lutador, que passou pela empresa. Um que não é muito falado nos últimos tempos, visto que sequer ganhou títulos pela WWE.

Entretanto, alguns fãs, principalmente oriundos da nova ECW feita pela WWE, podem lembrar este homem.... um tanto quanto singular. É claro, que na carreira dele, houve muito mais do que isso, e é isso que será contado no artigo de hoje.

Então, vamos aos fatos!

Quem é? - Eugene Alan "Gene" Snitsky. Nascido em Nesquehoning, Pennsylvania. Ele já foi jogador de futebol americano nos seus tempos de universidade e começou a praticar o wrestling profissional em algumas empresas independentes, como a World Xtreme Wrestling e a Ohio Valley Wrestling, esta última também servindo como um território de desenvolvimento para a WWE.

O que ele fez na WWE? - Depois de ganhar o título principal da independente WXW em outubro de 2003, ele fez uma Tryout Match pela WWE, contra Tommy Suede, companheiro de empresa de Snitsky. Depois dessa luta, o lutador foi mandado para a OVW, com um contrato de desenvolvimento.

Em setembro de 2004, Snitsky fez o seu debut no Raw, onde ele acertou Kane por trás, fazendo com que este caísse sobre Lita, grávida de Kane segundo a storyline. Depois disso, Snitsky se estabeleceu como heel e passou a usar a catchphrase "It wasn't my fault." Dessa forma, estabeleceu-se uma rivalidade entre os dois lutadores, com alguns segmentos bastante interessantes no meio.



Snitsky adquiriu uma vitória sobre Kane no Taboo Tuesday de 2004, deixando o seu rival distante da WWE até a New Year's Revolution, quando Kane conseguiu sua vitória final e finalizou a feud. Entretanto, um pouco antes disso, houve um encontro com Heidenreich no Survivor Series de 2004, Heidenreich e Snitsky se aliaram no Royal Rumble de 2005, quando o primeiro lutou contra The Undertaker. E nessa luta, Kane retornou para ajudar o seu irmão.


Em maio de 2005, depois de passar um tempo longe da WWE por problemas de saúde, ele começou uma nova storyline, onde ele confrontou Chris Benoit, e se tornou um peão de Eric Bischoff para atacar seus opositores, assim como obedecia Edge e Lita, de modo a atacar Kane sistematicamente.

Depois disso, Snitsky teve uma chance pelo Intercontinental Championship, contra o campeão Shelton Benjamin, mas sem sucesso. Ele também foi um dos participantes da Lumberjack Match entre John Cena e Chris Jericho pelo WWE Championship em um Raw de julho de 2005. 

Sendo enviado para o Heat, ele fez uma dupla com Tyson Tomko, conseguindo eventualmente uma chance pelo World Tag Team Championship, sendo derrotados por Big Show e Kane. O time durou até abril de 2006, quando Tomko deixou a WWE. Depois disso, Snitsky se uniu a Goldust, conseguindo também uma chance de título contra a Spirit Squad, mas sem sucesso. 

Pouco tempo depois de sua última tentativa na divisão de duplas, Snitsky foi mandado para a ECW e sofreu uma mudança enorme. Agora era um enorme homem louco, grotesco e imprevisível, capaz de atrocidades. Seu primeiro ataque foi contra Bobby Lashley, repetindo o mesmo contra outros lutadores da brand. Isso o colocou rapidamente na posição de heel imparável. Essa impressão era dada durante as próprias lutas de Snitsky, também.


Ele teve outras feuds, na ECW, onde ele foi, na maior parte delas, dominante, como contra Crash Holly, Balls Mahoney e Rob Van Dam. Contra RVD, Snitsky sofreu sua primeira derrota na ECW, mas por desqualificação.

Em junho de 2007, ele voltou ao Raw pelo Draft da WWE. Ele começou uma streak de vitórias sobre vários wrestlers como Super Crazy, Val Venis, os Highlanders e outros. Sua primeira derrota foi em agosto, contra John Cena, via DQ, por intromissão de Randy Orton. Sua primeira derrota real foi contra Jeff Hardy, via pinfall, pelo Intercontinental Championship, em dezembro de 2007.

Pelo resto da carreira na WWE, ficou em uma posição mais baixa na prioridade da empresa, aparecendo por último em novembro de 2008, mais uma vez perdendo a chance de ser campeão intercontinental, dessa vez contra CM Punk. Em dezembro, Snitsky pediu para ser liberado de suas obrigações na WWE e foi atendido.

Ele poderia ter feito mais na WWE? - Chega a ser estranho, alguém construído para ser quase invencível em determinado momento, não ter conseguido nenhum título menor sequer. Talvez pelo menos um título intercontinental, que tanto foi tentado pelo lutador, lhe fizesse mais justiça. Mas talvez, a função de Snitsky tenha sido realmente valorizar estrelas maiores da companhia.

Então, vamos às suas melhores características:

  • Imponente: Nem todos convencem como monstros. Snitsky, enquanto foi um, conseguiu convencer. Conseguia dar uma credibilidade em suas lutas, de forma decente.
  • Degrau para a glória: Quem conseguisse vencer Snitsky, geralmente subia muitos degraus para almejar coisas maiores na WWE. Ele tinha a função de oferecer uma luta dura, e difícil. Fazer com que o seu adversário sofresse várias derrotas, até conseguir vencê-lo. E assim, mesmo Snitsky sendo derrotado, ele ajudava a roda da WWE a girar.
  • Formado pela OVW: A OVW foi uma das primeiras empresas em que Snitsky trabalhou, em conjunto com a WXW. Essa é uma característica que agrada mais a WWE do que os fãs em geral, que preferem pessoas experientes em várias indies. Entretanto, Snitsky foi bem formado e conseguiu um nível de atuação e wrestling aceitáveis.
Snitsky é lembrado pelos fãs da Nova ECW, principalmente. Mas ele teve outros pontos interessantes na sua carreira, que merecem ser destacados. Pelo conjunto da obra, pode-se dizer que este lutador contribuiu muito para certas necessidades pontuais da WWE.

Então é isso, meus caros! Aqui termina mais um Forgotten Superstars. Não se esqueçam de comentar como sempre, e fiquem atentos para a votação na nossa página oficial no Facebook, de modo a escolher um novo nome para a próxima semana.

Um grande abraço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enviar um comentário

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

2 comentário(s):

Diego Meira disse...

É realmente curioso ver q alguém tido como "imparável" nunca ganhou nada. Acho q o Snitsky tinha muito ainda a acrescentar a WWE como monster heel, mas parece q eles num sabiam bem o q fazer com ele.

Unknown disse...

Monster heel? Com aqueles dentes nem era preciso dizer monster...