quarta-feira, 23 de março de 2016

Queen Of The Ring #7 - Será Melhor Que a Encomenda?

Gostou deste artigo? Então clique nos botões ao lado para o curtir! Se assim o desejar, deixe-nos um comentário no fim que nós e os visitantes agradecemos!

A Wrestlemania é conhecida globalmente como sendo o evento de wrestling mais espectacular, mais emocionante, mais completo e mais grandioso que existe no mundo do wrestling entertainment. Mas será mesmo? Será que a WWE continuará a conseguir fazer justiça a essa breve descrição? Esta será a minha última crónica antes do evento que terá lugar no próximo dia 3 de Abril portanto o tema abordado não poderia ser outro.


Apesar de poder sofrer algumas alterações de última hora acredito que a maior parte do card da Wrestlemania 32 já se encontra definido e é sobre isso que vou debater. Talvez neste ponto fosse importante dividir a Wrestlemania em 3 pontos fulcrais e básicos, o pré, o durante e o pós. Já cheguei a mencionar em textos anteriores que a fase pré-Wrestlemania, o construir do card, o desenvolvimento emotivo que deve anteceder o show é extremamente importante. Eu certamente iria ver a Wrestlemania quer o card fosse muito bom ou ate extremamente mau, mas se a antecipação for boa é meio caminho andado para apreciar o que nos vai ser "oferecido".


No entanto confesso que nesse aspecto ainda não "senti a Wrestlemania", de alguma maneira a forma como a WWE a construiu e como fez o build-up da maioria dos combates não me suscita grande interesse. A primeira falha está aqui. Há, para mim, uma falha de construção de interesse, que é importante. Se a Wrestlemania é o evento mais importante do ano, se é o evento onde todos querem participar mas claro não podem, a Wrestlemania devia ser uma espécie de palco de todas as decisões, o último exame entre os melhores para decidir o melhor. O culminar de alguns meses de feud, o inicio de novas feuds. Não penso que, na sua maioria será isso que estará em jogo.

Em seguida o mais importante, o durante e o pós que na minha opinião se misturam. Ao já sabermos que combates vão ter lugar, podemos imaginar quais serão melhores quais serão piores, quais terão mais interesse e quais parecem combates tirados do WWE Superstars. E ao mesmo tempo, quais poderão ser salvos por um resultado e quais estarão tão dependentes desse mesmo resultado. A verdade é uma, olhando para este card não o acho extraordinário, não acho que será uma Wrestlemania de relembrar por anos e anos mas acho que poderemos ter direito a bons combates e bons momentos.


O caso mais berrante desta Wrestlemania será esse fantástico combate pelo título dos Estados Unidos que juntará one on one Kalisto, o actual campeão, contra... Ryback. A ideia desde combate é toda ela errada. Forçadamente durante estas últimas semanas a WWE tentou arranjar uma "desavença" entre o big guy e o atual campeão claramente para, uma vez mais, forçar um combate na Mania. E se tenho de usar o termo "forçar" isso já explica por si o quanto este combate não faz parte de um card da Wrestlemania. Ou não deveria fazer. Eu gosto de acreditar que haverá parâmetros mínimos para um combate na Mania mas, no entanto, este combate dá a entender que não. Porque será só isso. Mais um combate para encher tempo, para nada de nada, para ter o título dos Estados Unidos a ser defendido só por ter. Desinteressante, sem história, aborrecido e... parvo! Algo que pode acontecer num Fastlane, eu consigo aceitar isso, mas não numa Wrestlemania.


Do outro lado eu tinha uma enorme expectativa para um Kevin Owens vs Sami Zayn, todos querem ver isso, ou quase todos vá. Quem conhece estes dois de outras andanças sabe bem o quanto seriam capazes de "roubar o show" e ainda para mais com o IC Title em jogo. Não me interpretem mal, um ladder match por um título é sempre interessante, e regra geral motivo para momentos especiais, especialmente, na Wrestlemania, a experiência diz-nos que sim. E este ladder match será sem dúvida um momento alto do show mas ainda assim eu preferia  ter este 7-man ladder match pelo titulo dos Estados Unidos - o tal que precisa de salvamento - e deixar Kevin Owens sozinho com Sami Zayn. 


Os combates de equipas. De um lado teremos The Usos contra os Dudley Boyz, e do outro teremos os New Day num handicap match contra os League of Nation. Primeiro vamos analisar uma só singela coisa, quem são os League of Nation? Exacto, 4 apostas da WWE que como singles não tiveram nenhum do rumo que poderiam ter, ora na ribalta ora facilmente arredados e esquecidos, agora com a premissa de "vamos junta-los todos e pode ser que se faça alguma coisa daqui". E realmente fez-se, mas não necessariamente boa. Quando penso na divisão de tag team da WWE eu quero pensar em equipas e não em grupos de indivíduos juntos só porque sim. The New Day são uma verdadeira equipa, das mais interessantes que surgiram nos últimos tempos, mesmo sendo heels funcionaram sempre perfeitamente, são tão ridículos e tão especiais ao mesmo tempo e resultam. Este combate na Wrestlemania nao faz a meu ver justiça ao trabalho deles nem lhes dará o spotlight que mereciam. Acredito que o combate será bom mas eu queria mais.

The Usos contra os Dudley Boyz é um simples combate de tag team, pode ser bom, pode ate não ser, mas é um simples e singelo combate tag team, não do nível de uma Wrestlemania a meu ver, precisava de algo mais, alguma estipulação (mesas que sejam, nós gostamos sempre disso).

A Wrestlemania que se avizinha será igualmente palco para prova de fogo da Divas Revolution, que continua a parecer uma miragem, proclamada pela WWE. Charlotte, Sasha Banks e Becky Lynch terão oportunidade de redimir a divisão das mulheres na WWE com um combate que pode ser muito bom. Se assim a WWE o deixar. Refiro-me claramente ao tempo, ninguém quer continuar a ver Divas em combates minúsculos, de dois minutos, muito menos na Wrestlemania.


O elefante da sala tem de ser Triple H vs Roman Reigns pelo titulo máximo da WWE. Este combate por si só pode ser um bom combate, temos a qualidade do Triple H que mesmo ao fim de tantos anos é inegável e temos igualmente o Roman Reigns que apesar de ter uma péssima personagem, não desilude muito no ringue. Mas o elefante prende-se com o resultado. Todos sabemos que ou algo muda em cima da hora ou Roman Reigns sairá como campeão da Wrestlemania. Isso, por muito que a WWE tente criar uma ligação entre o publico e Reigns, não será motivo para grande festa. Como se salva este combate? A meu ver algo terá de acontecer no final, após a vitoria do Reigns, quem sabe algo a preparar o futuro imediato do que será novo campeão. Isto se Reigns efectivamente ganhar, algo muito provável mas que uma pessoa só acredita quando acontecer.

Num pequeno aparte penso ser momento de abordar o potencial, ainda não marcado, combate entre AJ Styles e Chris Jericho. Será a estreia de AJ Styles na Wrestlemania, verificando-se mesmo a marcação do combate que parece inevitável e isso será sempre motivo de entusiasmo. Além de que contra Chris Jericho a promessa de um excelente combate é praticamente assegurada. Espero que seja um potencial combate para finalizar esta feud entre os dois e depois deixarem voar o Styles para novas feuds, mais interessantes e mais inovadoras.


E, finalmente, as joias da coroa. Shane Mcmahon, o filho retornado, contra o Undertaker, num Hell in a Cell. Confesso que o regresso do Shane foi bom aos meus olho. A adição de um combate contra o Undertaker num Hell in a Cell é a cereja no topo do bolo. Será um combate especial, intenso, longo (eu espero que sim) e com tudo para ser memorável. Ou até pode ser muito mau mas espero o contrario. Independentemente do resultado este é aquele combate que se pode dizer em alta voz que é  material de Wrestlemania. E é bom que esteja lá e é bom que seja tudo o que queremos que seja, porque esta Wrestlemania vai precisar de todos os momentos memoráveis a que se possa agarrar. Considero que uma vez que o resultado do titulo da WWE poderá não ser o de maior contentamento para o publico, não seria má ideia deixar Undertaker e Shane Mcmahon para o fim, pelo menos para deixar as pessoas irem embora mais satisfeitas (ou desligarem os ecrãs e irem dormir, para nós que vivemos do lado de cá do Atlântico).


A segunda joia será Lesnar vs Dean Ambrose, o combate pelo qual estou mais entusiasmada e que com a estipulação de No Holds Barred tem tudo para ser fantástico, aliando a imprevisibilidade do Ambrose à bruteza do Lesnar. Mas o mais importante a tirar deste combate seria o resultado. Para o futuro teria de ser Ambrose a ganhar. Apesar de nunca ter estado num spotlight como este que vai ter agora, a WWE devia finalmente dar a Ambrose a hipótese de sair desde combate como uma estrela, e não com mais uma derrota. E Lesnar poderia potencialmente ser a figura ideal para elevar o Ambrose depois de um possível combate fenomenal entre estes dois. Irá acontecer? Talvez o mais provável seja mesmo a vitória do Lesnar mas acredito que a vitória do Ambrose fosse muito mais importante e de certa forma ajudaria na boa "reputação" desta Wrestlemania.

Esta não será uma Wrestlemania de levar as mãos à cabeça de entusiasmo e de fortes emoções. No entanto, por entre algumas coisas que podem correr mal, por entre algumas más decisões, a WWE poderá conseguir dar a volta por cima e de uma maneira ou outra construir um show que, apesar de não memorável, poderá trazer boas ideias para o futuro e poderá ser consistente do inicio ao fim. Não será uma Wrestlemania como eu gostava que fosse, um verdadeiro blockbuster a corresponder a todas as expectativas mas, independentemente disso, quero apostar que haverá algo positivo que poderá ajudar o futuro da companhia. E umas horinhas de bom entretenimento!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Enviar um comentário

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

6 comentário(s):

|Styles| disse...

Excelente artigo, like always! :)

Acho que esta Wrestlemania se encontra quase no mesmo paradoxo que a Wrestlemania anterior... build-up bastante aquém do expectável, sem grande entusiasmo à volta até agora, mas depois o show acabou por ser fantástico... temos que ter alguma esperança que se possa repetir.

Há alguns combates que podem roubar o show (Ladder Match, AJ vs. Y2J, Triple H vs. Roman, Dean vs. Lesnar..) mesmo que as rivalidades em si, possam não ser muito relevantes.

Acho dificil que seja uma fantástica Wresltemania, mas nunca se sabe...

Diego Meira disse...

Eu particularmente não estou colocando muita fé nesta Mania. São tantos combates criados ao acaso, e tantas rivalidades construídas de forma mal feita, que não consigo criar nenhum entusiasmo pelo evento.

Basicamente vou assistir ao ppv apenas para ver a Triple Threat feminina, Ambrose vs Lesnar e Shane vs Taker. De resto, apenas espero q seja algo decente.

nWoMember disse...

Exacto Styles na Wrestlemania 31 o build up foi bastante pior do que o deste ano e o show acabou por ser muito bom.Temos de esperar para ver se a Wrestlemania deste ano vai conseguir superar ou igualar a do ano passado.
Temos de ver que as lesões de Main Events como Cena, S.Rollins,R.Orton, do part time Sting e também o impossibilidade de usar o The Rock para lutar não ajudaram a construção do card, que foi muitas vezes modificado.
Apesar de não estar muito satisfeiro com o Build Up quando chegar o dia de Wrestlemania o entusiasmo vai aumentar e todos os fãs de Wrestling vão estar colados ao ecrã.
Há combates que estou ansioso para ver,alguns não tanto pela qualidade, mas para ver o rumo que a historia vai levar.
Shane vs Taker,Ambrose vs Lesnar,Reigns vs HHH,Y2J vs Styles, Ladder Match e o combate de ameaça tripla das divas vão ser interessantes.
Quanto ao resto, são combates que podiam acontecer no Main Event ou no Superstars.
E concordo quando no artigo diz que o Ladder match devia de ser pelo US Title,deixando o Owens vs Zayn 1x1 pelo titulo intercontinental.Mas talvez a WWE esteja a guardar a feud Owens vs Zayn para os PPVs depois da Mania.

vitor oliveira disse...

Ótimo artigo. Realmente a construção desses combates não está bom, colocar lutadores desvalorizados na luta pelo IC title(exemplo Ryder e Sin Cara) não faz sentido pra que a Battle Royal então, são coisas inexplicável só espero que seja um evento interessante

Anónimo disse...

Duas pessoas acima estão superestimando a última Wrestlemania. Não passa nem perto de estar em um Top 5 ou Top 10, por exemplo. É que a WWE está tão medíocre ao longo da década que qualquer coisa que seja aceitável ou minimante bom é exageradamente elogiado pela IWC.

Luta pelo título dos Estados Unidos:

Não me importo com os dois. Esta luta deveria ser multi-man em vez da IC Championship.

Kevin Owens e Sami Zayn:

Quase todos mesmo. Não gosto e não entendo todo o hype da IWC com Sami Zayn. Ele é o típico Indy Midget sem carisma com o grande público que só consegue uma decente ovação quando faz Spot, e praticamente só chuta. Além disso, não é bom Talker e é extramente patético na sua apresentação em direção ao ringue. Não consigo levar esse cara a sério como Wrestler. Chego até a escrever que ele sequer parece com Wrestler.

Nos melhores tempos da WWF, Zayn seria um autêntico Jobber na Golden Era e ficaria disputando título lightheavyweight com Taka, Gillberg, Essa Rios e Dean Malenko na Attitude Era.

Antes que venham me chamar de ignorante, eu conheço o sujeito nos tempos de El Generico.

Luta pelo título Intercontinental:

A IWC se esquecerá da confusa e pobre escrita da storyline pelo segundo título mais importante da empresa com o festival de spots após spots durante a luta. Provando que a única coisa importa para este público é a luta em si e não o que pode e deve ter em sua volta.

O site postou o seguinte título de notícia: "Grande luta pelo título Intercontinental adicionada á WrestleMania 32".

Grande luta? Só se for pela quantidade de participantes. É claro que ela tem tudo para ser divertida, mas o decorrer da história para chegar ao evento, nem tanto.

Dos sete participantes, quantos que realmente tem chances de vitória? Não vejo The Miz, Stardust, Sin Cara, Dolph Ziggler e Zack Ryder como vencedores.

Mas o quê Dolph Ziggler está fazendo nesta luta? Ele não perdeu a chance de escolher a luta que quisesse na Wrestlemania quando perdeu para Triple H no RAW? Por quê então Stephanie McMahon na semana seguinte o colocou para disputar uma valendo um cinturão? Mas Triple H e Steph McMahon não quiseram humilhar e afastar Ziggler do grande evento do ano? Não faz o menor sentido em termos de história.

League of Nations:

League of Jobbers/League of Urinations. Uma das stables mais inúteis, idiotas e sem sentido na história da WWE. É uma Hart Foundation falhada e wannabe.

New Day:

New Gay. Eu não entendo essa comunidade. Vocês viviam tirando de John Cena e a caixa de cereais porque representa a infantilidade de seu personagem e a perfeita representação da empresa como PG, mas agora estão exaltando a graça do New Day com caixa de cereais.

Vocês vaiam o "Test Samoano" mas aplaudem caras que colocam chifres de unicórnio na cabeça? Na boa, se eu tivesse com 12 anos, até poderia achar graça no grupo, mas eu sou homem crescido e adulto, e vejo o humor deste grupo bobo alegre e para crianças com menos de 14 anos.

O meu maior temor é que no futuro este grupo seja colocado no mesmo Top de grandes Stables da história ao lado de DX, NWO, Evolution, Four Horsemen, Main Event Mafia, Nation of Domination e Hart Foundation.

https://www.youtube.com/watch?v=0ECAY2271uA

Mais um grupo estereotipado negro na história da WWE, e representa a infantilidade da PG Era.

FUCK NEW DAY!

Usos e Dudley Boyz:

Combate inútil. Não tem estipulação, não vale nenhum Number One Contender pelo campeonato de duplas, e não muda nada o futuro delas. A WWE conseguiu arruinar o retorno do Dudley Boyz. Cadê o "Badass" Bully Ray dos tempos de TNA?

Divas Championship:

8:29 - 10:45:

https://www.youtube.com/watch?v=7-h08BE4ftw

Divas Revolution é um Flop! Divas Revolution é uma Farsa! Divas Revolution é uma Piada!

Stephanie McMahon trabalha na equipe criativa desde 2001 e nunca se importou com a divisão.

A Lana, mesmo não sendo Pro Wrestler, é a mulher mais Over entre os fãs nas arenas.



Anónimo disse...

WWE Title: O velho narigudo contra a versão samoana do Test que Vince McMahon quer que seja o herdeiro de John Shena.

Agora, se Triple H vencer Roman Reigns, a IWC não reclamará de enterro, mas se Roman Reigns vencer Triple H, não deve ser main event, porque a base hardcore de fãs vaiará absurdamente e o fim será um vexame com aviso prévio.

Jericho e Styles:

Os dois deveriam ter lutado apenas uma vez na Wrestlemania, mas a WWE estragou com uma série desnecessária de lutas e uma formação sem sentido de Tag Team estupidamente nomeada de Y2AJ que pareceu mais "You 2 Are gaY".


Undertaker e Shane McMahon:

A luta mais esperada da WM tem 97 anos em combinação de idade com os dois. Shane continuando a socar esquisitamente e a ilusão que Shane mudará o futuro da empresa com Steph e Triple H no outro lado da disputa pelo comando interno.

Lesnar e Ambrose:

Talvez seja a melhor luta do evento, com muita brutalidade e violência fora de padrão.

O problema que Dean Ambrose passou os últimos meses perdendo mais do que ganhando e jogado no Mid Card sem grandes rivalidades, e perdeu em seu auge para um velho de 46 anos semanas atrás. Como a WWE quer que eu acredite que Ambrose vença o lutador que a própria empresa vende como o mais perigoso, legítimo e imbatível Brock Lesnar no maior evento do ano?

O build da WM 32 é um dos piores e mais deprimentes da história. Nem no Road to WM esta empresa se esforçou seriamente em melhorar o produto e os fãs que assistem o RAW no USA estão cada vez mais se lixando para o produto.

Society619
The fact that the Unicorn/Brony shit is over with the smarks proves what the real wrestling fans have lost wrestling. The fact that people today view Sami Zyan and Daniel Bryan in the same light they look at The Rock or Hulk Hogan tells you that the product is gone and it can't be redeemed. The days of Great Tag Teams like Harlem Heat, Steiners, Road Warriors, Sting & Lex, are done. The days of main event players being larger than life are over. The fact that 20 year ago guys like Finn Balor would have lost to Razor Ramon in 3 minutes and here we are today with people demanding that he wins the World Title means the shit is done and can't be saved. I blame ECW for giving a voice to these assholes and I blame WWE for actually listening to them.

Pelo menos a ECW era badass e teve personagens legais. Mas, de resto, concordo com tudo. É muito triste ver o que a indústria se tornou nos últimos quinze anos.