segunda-feira, 25 de julho de 2016

WWE Monday Night Raw 25.07.2016 | Vídeos + Resultados


Este episódio do Monday Night Raw tem como destaque dois "Fatal Four Way Matches" onde os vencedores avançam para o "main-event" deste programa num combate individual em que o vencedor enfrentará Seth Rollins para determinar o novo campeão do Raw. Um dos combates verá Sheamus a colidir com Chris Jericho, Sami Zayn e Roman Reigns e o outro combate verá Finn Bálor a colidir com Kevin Owens, Cesaro e o United States Champion Rusev.


WN Apostas 2016 (Season 1) | Resultados Finais (WWE Championship)


Após uma primeira temporada de 2016 muito intensa com eventos imprevisíveis, já podemos confirmar o derradeiro vencedor da categoria do WWE Championship pelo menos e só um é que pode ficar em 1º lugar. Mais pormenores nas próximas linhas e convém mencionar que as respostas às perguntas, estão sublinhadas e estão marcadas com um verde escuro. Boa sorte a todos que apostaram!

WWE Battleground 2016 | Vídeos + Resultados


A WWE apresenta um dos seus PPVs criados há poucos anos, onde todos os lutadores entram no campo da batalha para provar que são os melhores. É o WWE Battleground, que tem como combate de destaque, a defesa do WWE Championship, onde o campeão Dean Ambrose defende contra ambos os seus ex-colegas dos Shield, Roman Reigns e Seth Rollins num "Triple Threat Match".

WN Apostas 2016 (Season 1) | NJPW G1 Climax 26


Para acabar com a 1ª temporada, o Surprise PPV Championship vai ter uma inovação nas apostas e terá a ver com o conhecido torneio da New Japan Pro Wrestling e com cerca de 4500 PONTOS em jogo, façam as vossas apostas e habilitem-se a um prémio no final desta temporada.

Para consultar os resultados até agora do Surprise PPV Championship, basta clicar no seguinte link: http://wrestlingnoticias.blogspot.pt/2016/06/wn-apostas-2016-season-1-resultados-roh.html

domingo, 24 de julho de 2016

WWE Battleground 2016 | Antevisão


A WWE apresenta um dos seus PPVs criados há poucos anos, onde todos os lutadores entram no campo da batalha para provar que são os melhores. É o WWE Battleground, que tem como combate de destaque, a defesa do WWE Championship, onde o campeão Dean Ambrose defende contra ambos os seus ex-colegas dos Shield, Roman Reigns e Seth Rollins num "Triple Threat Match".

Forgotten Superstars #65 | O Sidekick de Lord Tensai


Saudações a todos os leitores do Wrestling Notícias! Estamos aqui para mais um Forgotten Superstars, onde escolhi falar de alguém que os fãs quase não se lembram, apesar de ter sido uma figura recente na WWE, no início desta década e colocando-se na empresa durante quase dois anos.

Ele passou pela FCW e NXT, além de acompanhar um lutador antigo da WWE que tinha voltado do Japão. Este país, aliás, é onde o nosso homem se formou, e onde continua até hoje, fazendo as suas exibições.

Então, vamos aos fatos sobre ele!

Quem é? - Kazma Sakamoto, nascido em Tokyo, no Japão. Na WWE, ele foi conhecido apenas por seu sobrenome. Sua formação foi essencialmente no Kaientai Dojo, treinado por Taka Michinoku. Sua carreira começou em 2003, e durante os seus primeiros anos, teve o seu mentor como um dos principais rivais.

Em 2005, ele fez parte de sua primeira stable, Kinnoutou, juntamente com Kengo Mashimo, que se tornou rapidamente dominante na K-DOJO, tornando-se os primeiros Strongest-K Tag Team Champions da empresa. Mashimo e Sakamoto seguraram os títulos até 2006, depois de ganharem também os títulos de UWA e UWF Intercontinental Tag Team Championship e unificá-los com o título de duplas da K-DOJO.

Em 2007, ele disputou o Strongest-K Championship pela primeira vez contra o seu antigo aliado Mashimo, e perdeu. Sakamoto ainda seria campeão de duplas mais uma vez naquele ano, ao lado de Ryota Chizuken, mantendo o título por um mês. Aquele ano também marcou a saída de Chizuken da K-DOJO e o fim da Kinnoutou.

Em 2008, Kazma entrou em uma stable chamada OMEGA, e juntamente com MIYAWAKI, conseguiu o mais uma vez o título de duplas com um terceiro parceiro, mantendo o título desde o fim de junho, até o mês de agosto.

Em 2009, já fora da OMEGA, Sakamoto, juntamente com Mashimo e outros aliados, na stable Monster Plant. Nesse ano, ele derrotou finalmente Taka Michinoku, para obter o Strongest-K Championship, seu primeiro título individual na carreira. Ele o manteve por 10 meses, entre outubro de 2009 e agosto de 2010.

Em 2011, ele perseguiria os títulos simples e de duplas da organização, sem sucesso, para que, no verão daquele ano, pudesse assinar com a WWE, e deixar a K-DOJO em setembro.

O que ele fez na WWE? - O que posso adiantar é que, infelizmente, a sua carreira na WWE não foi tão notável quanto na K-DOJO, apesar de se obter mais dados de Sakamoto lutando e atuando em solo americano.

Seu debut foi em dezembro de 2011, na FCW, para se adaptar ao wrestling americano, ao lado de um ex-companheiro de K-DOJO, Jiro (Hiroshi Takizawa). Eles perderam para Big E Langston e Nick Rogers. Entre o fim de 2011 e o início de 2012, todas as lutas de Sakamoto resultaram em derrotas na FCW. Como esta, contra Dean Ambrose.


Em março de 2012, Sakamoto foi apresentado ao main roster, como um manager e seguidor de (Lord) Tensai (Jason Albert). Constantemente, Sakamoto ajudava Tensai, interferindo em seus combates. A partir de junho, ele começou a sofrer ataques do lutador, com as derrotas que se acumulavam, e em setembro, ele foi mandado para a NXT.


Ele não teve muito mais sorte na brand amarela de desenvolvimento, entretanto. Seu debut em janeiro de 2013, foi uma derrota para Adrian Neville, passando por derrotas contra Conor O'Brian (em uma handicap match onde Sakamoto se aliou com Briley Pierce), e em uma Battle Royal para decidir o principal desafiante para o NXT Championship.

Seu contrato foi terminado em maio de 2013.

Ele poderia ter feito mais na WWE? - O que se pode dizer é que, talvez, Sakamoto tenha sofrido um pouco com a adaptação ao pro-wrestling americano. Entretanto, o japonês ofereceu a Tag Team Match do ano da K-DOJO em 2013, logo depois de ter saído da WWE, ao lado de Kengo Mashimo. Se a grande potência americana não conseguiu aproveitar isso de alguma forma, algo saiu enormemente errado. Isso sem falar no potencial individual do lutador, também, em lutas independentes que ele fez, exibindo o puroresu japonês pelo mundo.


Então, vamos aos fatos sobre ele:

  • Formado no puroresu: Que o Japão é uma das escolas mais tradicionais do ramo, isso todos estamos cansados de saber. E quando foi permitido a Sakamoto utilizar-se disso, sempre mostrou coisas interessantes no ringue. Infelizmente, os seus dados pré-WWE são escassos, porém, suas lutas pós-WWE nos ajudam a ver um pouco do que ele poderia ter sido.
  • Química de duplas: Ele foi campeão de duplas 4 vezes na K-DOJO (3 vezes pré-WWE e 1 vez pós-WWE), com três parceiros diferentes. E ele parece sempre funcionar muito bem em grupos e stables. Isso poderia ser melhor aproveitado (principalmente com a recente vinda de wrestlers japoneses para a empresa, como Hideo Itami e Shinsuke Nakamura).
  • Agilidade in-ring: Em suas lutas, Kazma Sakamoto costuma utilizar de sua intensidade para dar mais credibilidade, usando toda a sua resiliência e seus movimentos rápidos para fazer com que seja credível o fato dele bater um adversário maior. Ele não teve chances de fazer isso na WWE, porém ele o fez em outros lugares.
Enfim, Sakamoto não teve absolutamente nada, nenhuma chance sequer, de fazer algo de valor na WWE. Ele poderia ter sido bem sucedido, se ao menos tivessem criado algo mais consistente para ele. Mas o fato é que nunca saberemos disso.

Dessa forma, terminamos mais um Forgotten Superstars, meus caros! Não se esqueçam de deixar suas opiniões, como sempre.

Um grande abraço!

sábado, 23 de julho de 2016

A Alternativa Fenomenal #35: Cero Miedo







Saudações a todos, e bem-vindos a mais uma Alternativa Fenomenal. Considerando que estamos vivenciando mais uma edição da Última Lucha, da Lucha Underground, trarei aos leitores hoje, um pouco da história e dos feitos de um dos lutadores que integrará o combate principal do evento, o auto-proclamado "Homem sem Medo", Pentagón Jr. Sem mais delongas, vamos ao artigo;

Pentagón nasceu em 1985 na Cidade do México, sendo filho do ex-luchador Fuego, e irmão mais velho dos luchadores Fénix (seu colega da AAA e LU) e Icaro (também conhecido como Niño de Fuego).  Seu treinamento ficou a cargo das lendas da lucha libre Cuchillo, Skayde e Gran Apache, e sua estréia no wrestling mainstream se deu em 2010, quando se juntou à AAA com o nome de Zairus, tendo mudado sua gimmick para a de Dark Dragon pouco tempo depois.


                                                   Pentagón na época em que atuava como Dark Dragon


Sua mudança final de gimmick para o que conhecemos hoje deu-se na Guerra de Titanes, em fevereiro de 2012. Esta nova personagem era a nova geração da gimmick Pentagón, concebida em 1995 pelo ex-presidente da AAA Antonio Peña, apresentada como o irmão gêmeo maligno de Octagón, sendo heel em todas as suas versões. Neste evento, ocorreu a estréia do lutador Octagón Jr (Samuray del Sol nas independentes e Kalisto na WWE), e para enfrentá-lo, foi introduzido no mesmo pay-per-view, seu rival Pentagón Jr, em um Trios match, onde a equipe de Pentagón (ele, La Parka Negra e Silver King) foi derrotada pela equipe de Octagón (ele, Octagón Sr e La Parka).




Segundo o lutador, ao ser oferecido o nome Pentagón, ele próprio quis criar sua versão da gimmick, posteriormente criando sua própria máscara e adicionando traços únicos ao personagem, como a pintura facial e o uso de lentes de contato, além de criar sua catchphrase "Cero Miedo", tornando-o assim distinto dos demais lutadores que deram vida ao personagem. Seu slogan se refere ao seu estilo de luta agressivo e sua conduta de enfrentar qualquer um que apareça em sua frente.


                                     Comparação entre Pentagón na época de sua estréia com sua aparência atual



Desde sua estréia, ele se manteve ligado à stable heel La Sociedad, formada por vários lutadores da AAA, em adição a então lutadores da TNA (mais nomeadamente Jeff Jarrett), ex-lutadores da CMLL e os membros dos Perros del Mal. Sua primeira grande participação na AAA foi em março de 2013, quando participou pela primeira vez do torneio Rey de Reyes, em uma 6-way match no primeiro round da competição, junto a Heavy Metal, Octagón, La Parka, Parka Negra e El Mesias (Judas Messias na TNA, Mil Muertes na LU), que foi o vencedor da luta.

Em agosto, ele integra os participantes da Copa Antonio Peña, tendo sido derrotado no primeiro round por Hijo del Fantasma (King Cuerno na LU). Sua próxima grande aparição foi na edição de 2014 do Rey de Reyes, em março, fazendo parte de um 8-way Domo de la Muerte, onde o último lutador eliminado perde sua máscara ou cabelo. Fénix foi o vencedor desta luta, derrotando Steve Pain por último. Em abril, ele ganha seu primeiro título pela empresa, o AAA World Mixed Tag Team Championship junto a Sexy Star, ao derrotarem as duplas de Drago e Fabi Apache, e Cuervo e Mari Apache numa 3-way match.


                Pentagón Jr (na época em que foi Tag Team Champion com Joe Líder) e Sexy Star como Mixed Tag Team Champions


Em agosto, na Triplemania XXII, ele participou da 10-way Elimination match pelo novo AAA World Cruiserweight Championship, que contou com vários lutadores atualmente na LU, como Drago, Fénix, Daga, Jack Evans e o eventual vencedor Hijo del Fantasma. Em outubro, no Héroes Inmortales VIII, ele participa novamente da Copa Antonio Peña, combatendo numa Royal Rumble match, que foi vencida por Myzteziz (Místico na CMLL, Sin Cara original na WWE).

Em novembro, ele realiza sua estréia na Lucha Underground, perdendo uma Triple Threat match para Fénix, que também contou com Drago. Isso levou os dois irmãos a terem uma pequena feud que se encerrou quando Fénix o venceu em uma 10-way match, em 17 de dezembro. Um pouco antes disso, no dia 7, no Guerra de Títanes da AAA, ele conquista junto a Joe Líder (seu colega e líder dos Perros del Mal, a quem se uniu em novembro) os AAA World Tag Team Championships, ao derrotarem as equipes de Myzteziz e Fénix, e os Güeros del Cielo (Jack Evans e Angélico) em uma 3-way match.




O ano de 2015, entretanto, começou amargo para os novos campeões, já que em 23 de janeiro, eles perdem um combate para Australian Suicide e Bengala no AAA Sín Limite. Voltando à LU, em fevereiro, uma nova storyline surge para Pentagón, quando ele começa a quebrar o braço de seus oponentes dizendo ser um sacrifício para um "mestre". Após várias vítimas serem feitas, em abril ele entra no Trios Tournament fazendo equipe com Sexy Star e Super Fly, mas sendo derrotado pelo time de Big Rick (Ezeckiel Jackson na WWE), Killshot (Shane Strickland nas indys) e The Mack (Willie Mack nas indys).

Essa derrota fez com que Pentagón tentasse quebrar o braço de Fly, mas o mesmo foi impedido por Sexy Star. Uma semana após essa luta, ele ataca Fly e Star e consegue quebrar o braço do luchador, iniciando uma rivalidade com a mascarada, onde o 'Homem sem Medo" foi vencido no primeiro confronto que tiveram no dia 22 do mesmo mês. Em maio, ambos competem em uma 7-way match por uma das medalhas aztecas do Gift of the Gods Championship, mas são derrotados por Fénix.

Em julho, ele e Sexy voltam a se enfrentar, e dessa vez Pentagón a derrota, mas quando estava para oferecer seu novo sacrifício, Vampiro o interrompe, o que gerou ataques do mascarado à lenda da AAA e WCW. Após muita antecipação, Pentagón o desafia para um combate na Última Lucha, e o comentarista aceita, atacando o "Homem sem Medo" em seguida. Em agosto, eles combatem no evento em uma brutal "Cero Miedo" match, que terminou com vitória de Pentagón, que quebrou o braço da lenda após a luta. Em seguida, Vampiro então revela que ele é o "mestre" que o mascarado se referia, e comemora a vitória de seu aluno junto a ele.




No dia 15 do mesmo mês, ele realiza sua estréia pela PWG, competindo na Battle of Los Angeles, vencendo Drago no primeiro round do torneio, mas sendo eliminado no segundo round pelo eventual vencedor desta edição da BOLA, Zack Sabre Jr.

Na AAA, ele passou a maior parte do ano competindo em combates de equipe junto a seus colegas dos Perros del Mal e da Nueva Sociedad, trocando vitórias e derrotas com os principais faces da companhia, como Myzteziz, Rey Mysterio e Alberto El Patrón (Alberto Del Rio na WWE). Em agosto, na Triplemania XXIII, ele compete junto a Hijo del Fantasma e Texano numa 3-way Steel Cage match pelos AAA World Trios Championships dos Hell Brothers (Averno, Chessman e Cibernético), que também contou com a equipe de Angélico, Jack Evans e Fénix. Os campeões retiveram os títulos e Pentagón voltou a rivalizar com os Güeros del Cielo.




Após alguns combates onde as equipes dos Güeros e dos campeões, eles enfim se enfrentam em outubro, no Héroes Inmortales IX em uma title match (a primeira defesa dos Perros), que terminou com a vitória de Evans e Angélico, recuperando o cinturão que perderam no ano anterior. Eles ainda se enfrentariam em uma luta de trios, com Daga e Australian Suicide se juntando a eles, onde os Perros novamente são derrotados.

Em 2016, ele retorna no episódio de estréia da segunda temporada da LU, atacando e quebrando o braço do então LU Champion Mil Muertes, após o mesmo defender seu cinturão contra Ivelisse Velez, fazendo o primeiro face turn de sua carreira. Mesmo em um novo alinhamento, ele entra em um pequena rivalidade com Prince Puma, tendo perdido o primeiro combate que tiveram, em fevereiro, e sendo atacado pelo retornado Mil Muertes no segundo combate, onde Puma também sofreu da ira do campeão. Isso levou os três a competirem em uma 3-way match pelo LU Championship, em março, onde Muertes reteve seu cinturão.

No final do mês, ele tenta mais uma vez se tornar LU Champion ao enfrentar o novo campeão Matanza Cueto, porém ele é derrotado e o "Monster" lhe ataca de forma contundente após a luta, o deixando fora de ação por três meses. Este resultado fez Pentagón entrar em uma storyline de redenção, onde seu mestre Vampiro tentou fazer com que ele voltasse a sua glória anterior. Depois de algum tempo de treino, ele volta ao Templo em junho, e compete em uma 12 Person Tag Team match, formando equipe junto a Fénix, Taya Valkyrie, Ivelisse Velez, Johnny Mundo (John Morrisson na WWE) e King Cuerno, vencendo o combate.




Com essa vitória, os seis se enfrentam na famosa Six-to-Survive match, onde Pentagón alcança a vitória e se torna o number one contender ao LU Title de Matanza, no Última Lucha Dos. Ele então passa por uma nova preparação, onde consegue superar por completo seus medos, e assume uma nova personalidade, se chamando Pentagón Dark. O combate entre eles ocorreu na última quarta feira, e o "Homem sem Medo" perde novamente para o "Monster", mesmo tendo contado com a ajuda de Vampiro. Após o combate, ele nega a ajuda de seu mestre, ao final o evento, ataca ele e Matt Striker, dizendo que seria seu próprio mestre, e que Vampiro não era mais nada para ele.

Seu ano na AAA teve um começo conturbado, pois sua parceira como Mixed Tag Team Champion, Sexy Star, renunciou a seu cinturão em 5 de fevereiro, após dois anos de reinado, onde não realizaram nenhuma defesa de título. Duas semanas depois, Pentagón defendeu sozinho os títulos numa Handicap match contra Daga e Taya Valkyrie, vencendo-os e em seguida renunciando também aos cinturões, que se encontram vagos até a data de hoje.




Em março ele entra no torneio Rey de Reyes, vencendo a 4-way semifinal contra Fénix, Hijo del Fantasma e Octagón Jr (também conhecido como Flamita, e que atuou como Night Claw na LU. Vale lembrar que não se trata do atual Kalisto, primeiro dono da gimmick), e no dia 23 vencendo a 3-way final derrotando La PArka e Villaño IV. Em abril ele participa de um combate de qualificação para a segunda edição da Lucha Libre World Cup, derrotando Daga e Joe Líder numa 3-way match, para garantir uma vaga na equipe da AAA.




Nos meses de abril e maio, ele também realiza uma pequena turnê pelo mundo, combatendo na Ödö, empresa formada pelo ex-lutador da All Japan, Akebono, e na AAW, vencendo Fénix em ambas as participações.




Em junho, ele integra o time Mexico AAA, junto a Texano e Psycho Clown, na Lucha Libre World Cup, chegando até a final do torneio, mas perdendo para o time USA Lucha Underground, de Johnny Mundo, Chavo Guerrero Jr e Brian Cage. Em julho, ele vence Psycho Clown para se tornar AAA Latin American Champion, seu primeiro título de singulares na companhia, sendo este seu último combate televisionado pela empresa até o momento.

                                                   Pentagón com o AAA Latin American Championship


É inegável o talento que Pentagón Jr possui. Dono de um estilo bruto e violento, o luchador conseguiu inúmeros fãs ao longo mundo pela sua participação na LU, onde mesmo agindo como um heel muito pouco ortodoxo, alcançou a admiração dos fãs por suas habilidades no ringue e pelo seu carisma, tornando em um verdadeiro grito de guerra sua catchphrase, "Cero Miedo". Mesmo não sendo fluente em inglês, o mascarado conectou-se profundamente aos espectadores americanos, e de todo o mundo, com sua atitude de nunca desistir, mesmo fazendo uso de táticas heels, o tornando no luchador mais amado da jovem promotora.

Apesar de não possuir a a maior das exposições na AAA, na LU todos estão podendo aproveitar de suas grandes lutas e de seu discurso sombrio e poderoso, e lá com certeza poderemos ver o "Homem sem Medo" recebendo todo o prestígio que merece. Sendo assim, deixo para que os leitores digam do que mais gostam em Pentagón Jr (ou Dark, se preferirem), bem como qual seu combate favorito envolvendo o luchador. Aproveitem o texto, e até a próxima.

Overrated ou Underrated #25 - Finn Bálor

Na semana passada, analisamos The Rock - a primeira pick de sempre num Draft. Esta semana, decidimos também falar de um dos lutadores que se destacaram no Draft - alguém que com esta nova Brand Extension subiu directamente do NXT para uma das brands do Main Roster.

Esta semana, teremos novamente connosco Moore e Marco Paz - ambos membros do Forum de Pro Wrestling, o único Forum Português na actualidade dedicado ao wrestling, sendo um forum já com quase 8 anos de histórias. Nas próximas linhas, podem ler uma pequena explicação do conceito deste espaço, destinado principalmente a quem nunca leu um único Overrated ou Underrated ou simplesmente está esquecido da essência do mesmo.

Underrated - Alguém que é subvalorizado ou não têm o devido reconhecimento seja aos olhos da industria do wrestling ou até dos fãs.

Overrated - Precisamente o contrário do ponto anterior. Alguém que é sobrevalorizado e que a industria do wrestling ou fãs dão demasiado crédito por aquilo que faz.

No ponto - Nem toda a gente ocupa um lugar acima ou abaixo daquilo que realmente merece. Existem lutadores que ocupam o lugar que ocupam na industria porque é exactamente nesse sitio que merecem estar e têm também exactamente o reconhecimento que merecem da parte dos fãs.

Por fim, gostaríamos sempre de saber a vossa opinião, quer concordem ou discordem da nossa avaliação sobre o wrestler em questão. Tentem também coloca-lo numa destas três categorias e caso se sintam à vontade podem sempre dar sugestões sobre wrestlers que gostariam de ver neste espaço.



Esta semana, o lutador em analise será o homem com o reinado mais longo como NXT Champion e o primeiro wrestler do NXT a ser draftado para uma das principais brands. Falaremos de Prince Devitt, um gaijin que fez história no Japão como o primeiro líder do Bullet Club mas que é cada vez mais reconhecido como Finn Balór.

*************************************************************************

Marco Paz (Overrated) - Primeiramente, virgens ofendidas, acalmem-se antes de começarem a insultar-me já e leiam o que eu tenho a dizer. Sim, eu acho que Finn Bálor é Overrated. Porque? Porque simplesmente ele ainda não provou ser merecedor do hype que tem em volta dele.

Meus amigos, ele foi a quinta pick no Draft da Brand Extension que se realizou à uns dias e foi escolhido primeiro que nomes como Roman Reigns, John Cena, Brock Lesnar e Randy Orton que são algumas das principais figuras da WWE de momento ou dos New Day, do Sami Zayn, do Chris Jericho e do Kevin Owens, pessoal do midcard e do upp-midcard que tem carregado a companhia no ultimo ano e têm sido os workhorses. A WWE meteu o Finn Bálor à frente desta gente toda e as expectativas para ele são imensas. Mas sabem que mais? No NXT o Bálor tem mostrado muito pouco na minha opinião.

Digam-me, que combates memoráveis deu Finn nos últimos dois anos em que tem estado em Orlando? Tirando um bom Ladder match contra Kevin Owens em que ganhou o titulo do NXT e um combate contra Shinsuke Nakamura (sinceramente, é o Nakamura), Bálor não teve mais nenhum combate que possa-se olhar para trás e dizer “uau, este homem é realmente excelente no ringue e foi por isto que ele teve tanto sucesso no Japão e pelo qual a WWE o contratou”. E o seu reinado enquanto NXT Champion? Medíocre. Nada de memorável, tirando talvez a feud com Joe que mesmo assim falhou imenso nos combates.

 Mas não só coisas más, Finn tem um óptimo carisma e tem uma boa personagem e se ele vir a ter sucesso na companhia, será graças a isso. As suas mic skills cumprem com aquilo que se pede, não são nada de especial, mas cumprem. Mas ao mesmo tempo, sinto que a WWE tenta fazer de Finn dois wrestlers ao mesmo tempo, o normal e o Demon. E mesmo enquanto Demon, ele não me tem impressionado. E o mesmo Finn Balor mas com uma entrada mais elaborada e pinturas corporais. Na minha sincera opinião, Bálor teve sorte de ser um dos primeiros wrestlers a utilizar pinturas corporais e a usa-las para criar personagens. Foi isso que o meteu over, ele ser original e diferente. Mas tirem-lhe isso e sinceramente, não vejo o Prince Devitt de que me falavam de ser um excelente lutador e uma das melhores contratações que a WWE poderia ter feito. Vejo alguem que tem uma grande presença e um grande carisma mas, na minha opinião, falta-lhe o conteúdo. É como Bray Wyatt, quando se começar a repetir demasiado a gimmick, vamos apercebermo-nos de que ele é só aparência e a nível de “sumo natural”, tem pouco, pelo menos, que tenha mostrado até agora. Espero bem que com esta subida ele comece a mostrar mais de si.

*************************************************************************

Moore (No Ponto) Antes de mais, um aparte: esta será a minha última colaboração para este espaço e para o Wrestling Notícias. Pelo menos, por enquanto. E deixem-me agradecer ao pessoal e expressar o meu orgulho por ter entrado neste barco.
Passando à análise: é inegável para toda a gente a afirmação “Finn Balor era dos melhores workers do NXT antes da sua subida”. Um grande wrestler que tem no in-ring o seu melhor trunfo.
Solidificou-se na New Japan Pro Wrestling, abrindo portas para uma nova onda de gaijins. Acho que o seu trabalho aí foi meritório e foi justo ele ter alcançado um booking tão bom em terras do sol nascente. Aliás, foi por ele e pelos seus Bullet Club que a NJPW conseguiu esta expansão internacional.

Já na WWE, foi tratado, logicamente, como uma estrela desde que pisou pela primeira vez o ringue na Full Sail University (vá, isto é uma metáfora. Não sei onde é que ele se estreou). Utiliza a bodypaint que só lhe deu maiz buzz e carisma associado na NJPW e conectou-se muito bem com o público mais smark dentro do mainstream.
Cedo ganhou o título no Japão. Parecia um prelúdio ao que está para seguir. Infelizmente, o seu reinado foi esquecível e, felizmente, terminou, uma vez que parecia inevitável a sua subida ao main roster. Ainda assim, foi sempre tratado como uma estrela de topo no NXT e será alguém respeitado no main roster. É justo.

*************************************************************************

Chegamos ao fim da vigésima quinta edição do Overrated ou Underrated e também ao momento em que nos despedimos de Moore enquanto colaborador do Wrestling Noticias. Agora está no momento de os nossos leitores darem a sua opinião, será o lutador irlandês alguém Overrated ou Underrated?

sexta-feira, 22 de julho de 2016

TNA Impact Wrestling 21.07.2016 | Vídeos + Resultados


Este episódio do IMPACT Wrestling, tem como destaque um combate entre Lashley e Eddie Edwards onde ambos o TNA World Heavyweight Championship e o TNA X-Division Championship estarão em jogo num "Six Sides of Steel Match". Para além disso, também conta com o começo do torneio chamado Bound For Glory Playoffs, onde Matt Hardy, Jeff Hardy, James Storm, Bram, Ethan Carter III, Drew Galloway, Mike Bennett e Eli Drake são os participantes.


Lucha Underground S2 - 20.07.2016 (Última Lucha Dos - Parte 3) | Vídeos + Resultados


Com o enorme sucesso da primeira temporada, a promotora de Lucha Libre, AAA volta a entrar no mercado norte-americano com o seu programa, Lucha Underground! Este projecto é um híbrido entre a Lucha Libre e o wrestling norte-americano e que apresenta lutadores dos dois estilos. O episódio desta semana é a última parte do Última Lucha Dos, bem como o último desta temporada, com destaque para o "dream match" entre Rey Mysterio e Prince Puma, e o combate entre Pentagón Jr e Matanza Cueto pelo LU Championship.