quarta-feira, 24 de abril de 2019

WWE Smackdown Live 23.04.2019 | Vídeos + Resultados


Este episódio do Smackdown Live (transmitido todas as terças-feiras) tem como destaque a resolução da situação envolvendo Roman Reigns, que pode ser despedido após atacar Vince McMahon na semana passada.

Para além disso, também estão confirmados os seguintes combates/segmentos:
  • Kofi Kingston vs Shinsuke Nakamura
  • Becky Lynch confronta Charlotte Flair pela primeira vez desde a Wrestlemania

(clicar num número para mudar de stream)

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11

terça-feira, 23 de abril de 2019

WWE Monday Night Raw 22.04.2019 | Vídeos + Resultados


Este episódio do Monday Night Raw (transmitido todas as segundas-feiras) tem como destaque duas Triple Threat matches, que decidiram os lutadores a competir pela posiçã de desafiante ao título Universal de Seth Rollins no Money in the Bank.

Para além disso, também estão confirmados os seguintes combates/segmentos:
  • Cesaro se junta ao Raw
  • Becky Lynch vs Alicia Fox
  • O que será a estranha força sombria que paira sobre o Raw?
  • Bobby Roode vs Ricochet



Resultados


1) "The Phenomenal" AJ Styles vence Rey Mysterio e WWE United States Champion Samoa Joe em um Triple Threat Match por pinfall após aplicar um "Styles Clash" em Mysterio. Com esse resultado, Styles se qualifica para o combate pelo contendership ao Universal Title.

2) Naomi vence WWE Women's Tag Team Champion Billie Kay (c/ WWE Women's Tag Team Champion Peyton Royce) por pinfall após aplicar um "Sunset Flip".

3) Baron Corbin vence The Miz e Drew McIntyre em um Triple Threat Match por pinfall após McIntyre aplicar um "Claymore" em Miz, e Corbin roubar o pin para si. Com esse resultado, Baron se qualifica para o combate pelo contendership ao Universal Title.

4) Cesaro vence Cedric Alexander por pinfall após após contra-atacar um "Diving Body Splash" com um "Swiss Death".

5) Raw e Smackdown Women's Champion Becky Lynch vence Alicia Fox por submissão sem o título em jogo após aplicar um "Dis-Arm-Her".

* Após o combate, Lacey Evans apareceu no ringue e aplicou um "Woman's Right" em Becky, acertando-a novamente com o golpe antes de ir embora.

6) "The Glorious" Robert Roode vence Ricochet por pinfall após aplicar um "Glorious DDT".

7) "The Phenomenal" AJ Styles vence Baron Corbin por pinfall PARA SE TORNAR O NUMBER ONE CONTENDER AO WWE UNIVERSAL CHAMPIONSHIP após aplicar um "Phenomenal Forearm".

* Após o combate, Seth Rollins veio ao ringue e cumprimentou AJ, com o programa se encerrando com ambos campeão e desafiante se encarando.

Vídeos

segunda-feira, 22 de abril de 2019

Undisputed Article #17 - A WrestleMania Acabou, e agora?


Olá, sejam bem-vindos à décima sétima edição do “Undisputed Article”, um espaço onde exponho os meus pensamentos sobre o desporto de entretenimento que mais me apaixona: Wrestling!

Esta edição vou falar sobre o momento atual da WWE. Porque muitas coisas aconteceram nas ultimas 3 semanas que merecem ser discutidas. A WrestleMania e o NXT TakeOver aconteceram, as edições de Raw, SmackDown, 205 Live, NXT e NXT UK aconteceram, e depois o Superstar Shake-Up aconteceu. Vamos mergulhar nestas loucas situações de cabeça.

Primeiro veio o NXT TakeOver New York que aconteceu no mesmo sítio que os 3 NXT TakeOver Brooklyn, mas adiante. Teve 5 combates, todos com títulos em contenda e todos eles foram espetaculares. Não houve um que tenha sido mediano, foram todos quase perfeitos.


Os meus preferidos foram os combates pelos títulos principais do NXT e do NXT UK, a saber, WALTER vs Pete Dunne pelo título do Reino Unido da WWE e Johnny Gargano vs Adam Cole (BAY-BAY!) pelo título do NXT, num combate 2-out-of-3 falls. Este último até Dave Meltzer graduou-o com mais de 5 estrelas, algo inédito na história da WWE.

E sim, caso estejam curiosos, eu estava ansioso para que Adam Cole conseguisse capturar o Título do NXT neste último TakeOver, fiquei muito contente quando o vi ganhar o primeiro fall do combate, e bastante deprimido quando não foi ele que no fim levantou o título em sinal de vitória.

Quanto à WrestleMania, foram 8 horas de altos e baixos. Houve momentos bons, maus e irrelevantes. Houve de tudo e mais alguma coisa. Um campeão mundial de sonho, o outro que ganhou à Besta numa decisão que só peca por tardia, um main-event só de mulheres, uns jobbers a ganhar os títulos de tag-team, 2 Battle Royals completamente irrelevantes e um velho a tentar lutar com um bilionário.


Tenho a destacar que todos os títulos do plantel principal da WWE foram defendidos e isso, apesar de ter sido um bocado fastidioso devido ao número imenso de combates, é algo que me enche de orgulho, porque dá para ver que a WWE está realmente a dar importância aos seus cinturões.

Pontos negativos foram poucos, mas aconteceram. Shane ganhou (wtf?), Charlotte Flair era a campeã feminina da SmackDown, apesar de ninguém querer isto, e Bryan vs Kingston não foi o penúltimo combate. Mas tudo isto não apaga aquele que foi um excelente show, em que até o Roman não teve quase destaque nenhum, ao contrário dos últimos anos, e ainda bem.

Depois de termos esta WrestleMania, tivemos a Raw e a SmackDown nos dois dias a seguir, que foram péssimos. Completamente sem sal nenhum, nenhuma surpresa, Kingston vs Rollins para unificar os títulos mundiais interrompido a meio por razão absolutamente nenhuma… Enfim, dois desastres à espera de acontecer, que nem o público de Nova Iorque conseguiu salvar.


Mas na semana seguinte, esta última semana, tivemos o Superstar Shake-Up. E aí sim, bastantes surpresas (nem todas boas) aconteceram. The Miz, Andrade e Zelina Vega, Ricochet, Aleister Black, Rey Mysterio, The Usos, Naomi, Eric Young, EC3, Cedric Alexander, Lacey Evans, War Raiders (agora The Viking Experience, por algum motivo, junto com os seus títulos de tag-team do NXT) e AJ Styles juntaram-se à Raw.

Finn Bálor (junto com o título Intercontinental), Ember Moon, Bayley, Kairi Sane, Lars Sullivan, Buddy Murphy, Elias, Liv Morgan, Chad Gable, Apollo Crews, Mickie James, Heavy Machinery e Roman Reigns juntaram-se à SmackDown. De referir ainda que Nikki Cross não foi escolhida para nenhum plantel e continua com o seu futuro indefinido.


Há duas coisas que eu tenho a destacar neste Shake-Up. A primeira é que podemos ter vários combates novos, várias rivalidades novas, e há mudanças que já eram mais do que necessárias para revitalizar as carreiras de certos lutadores (como, por exemplo, os Usos, que já estavam demasiado repetitivos e insípidos na SmackDown, apesar dos grandes combates que têm sempre), e até para dar novo sangue aos programas semanais, que bem precisam de um boost diferente.

A segunda é que há mais mudanças que têm de acontecer em breve. Principalmente derivado da SmackDown ter os 2 títulos de midcard no seu plantel, o que fará com que ou Samoa Joe irá para a Raw ou Braun Strowman irá destroná-lo enquanto campeão dos Estados Unidos nas próximas smanas, e dos Viking Experience ainda serem campeões de tag-team do NXT e agora fazerem parte do plantel da Raw.


A título mais pessoal, devo dizer que estou mais entusiasmado agora, enquanto fã que consome quase exclusivamente o produto da WWE em termos de Wrestling, do que estava à partida para a WrestleMania. Estas mudanças têm tudo para darem um bom resultado em termos de espetáculo e estou ansioso para ver o que a WWE me trará no futuro próximo.

Este foi o “Undisputed Article”, espero que tenham gostado deste pequeno resumo das últimas semanas loucas, e que deixem o vosso gosto, o vosso comentário e partilhem com os vossos amigos para que eles também possam ler. Agora vou-me retirar porque ainda não ultrapassei a derrota do Adam Cole, até à próxima edição, “BAY-BAY”!

NXT: UK 17.04.2019 | Vídeos + Resultados



Graças ao crescimento acentuado de talento no Reino Unido e ao sucesso dos UK Championship Tournaments, cuja 1º edição foi transmitida no Youtube e a 2º na WWE Network, a WWE decidiu expandir a sua marca de desenvolvimento para a região, criando assim a brand : NXT: UK. O programa com 1 hora de duração passa semanalmente às quartas-feiras no WWE Network.

Esta semana temos como destaques, um combate de Tag Team entre os NXT: UK Tag Team champions "Grizzled Young Veterans" (James Drake e Zack Gibson) frente à equipa de Amir Jordan e Kenny Williams e também temos como destaque Rhea Ripley vs. Kacy Catanzaro.

Resultados


1) The Coffey Brothers (Joe Coffey e Mark Coffey) vencem Raul Mendoza e Humberto Carrillo após Joe Coffey ter aplicado o "All The Best For The Bells" lariat

* Kassius Ohno desafia Ligero afirmando que ele é melhor que todos os wrestlers britânicos e termina dizendo que qualidade é melhor que quantidade.

* Enumeras estrelas do NXT: UK expressam a sua opinião acerca do combate entre Pete Dunne vs. WALTER, após a opinião de Jordan Devlin, WALTER encara-o.

2) Dave Mastiff vence Kona Reeves após ter aplicado o "Into The Void" cannonball.

* Mark Andrews e Flash Morgan Webster anunciam que irão enfrentar os Moustache Mountain na próxima semana e que querem os NXT: UK Tag Team Championships.

3) Rhea Ripley vence Kacy Catanzaro após aplicar o "Riptide" após o combate, Rhea ataca Kacy aplicando um Cloverleaf invertido.

* No Backstage, Rhea tenta intimidar Kacy mas acaba por ser escorraçada por Piper Niven.

4) Amir Jordan e Kenny Williams vencem Grizzled Young Veterans (James Drake e Zack Gibson) por contagem após James e Zack terem abandonado o combate

* Pete Dunne diz que não irá deixar o NXT: UK por causa de uma derrota e pede a sua desforra pelo United Kingdom Championship.

Vídeos



        

domingo, 21 de abril de 2019

Pro Wrestling In Pictures (348) | Melhores Posters de PPVs

Este é o regresso do Pro Wrestling In Pictures, que é um lugar onde são demonstradas as melhores imagens do Pro Wrestling, sejam estas emocionais ou cómicas. Todas tem um lugar aqui. Esta semana tem como tema os Melhores Posters de Pay Per Views, onde são mostrados os melhores posters que promovem um PPV, tanto da WWE como de outras organizações. Caso queiram enviar as vossas imagens ou até mesmo gifs, podem-nas enviar para o nosso e-mail wrestlingnoticias@gmail.com









































IMPACT Wrestling 19.04.2019 | Vídeos + Resultados


Este episódio do IMPACT Wrestling, exibido simultaneamente pelo canal Pursuit e pelo Twitch, tem destaque para o combate entre os Lucha Brothers e o time de Eli Drake e Eddie Edwards pelos Impact Tag Team Titles.

Para além disso, também estão confirmados os seguintes combates/segmentos:
  • Madman Fulton vs Tommy Dreamer
  • Scarlett Bourdeaux e Fallah Bahh vs Desi Hit Squad
  • Madison Rayne vs Impact Knockouts Champion Taya Valkyrie
  • Tessa Blanchard manda uma mensagem para Gail Kim

Resultados


1) Scarlett Bourdeaux & Fallah Bahh vencem Desi Hit Squad (Rohit Raju & Raj Singh c/ Gama Singh) por pinfall após aplicarem um "Double Banzai Drop" em Singh.

2) Dezmond Xavier (c/ Trey Miguel e Zachary Wentz) vence Moose por pinfall após aplicar um "Lateral Press". Ao final do combate, Trey distraiu Moose, permitindo que Wentz o acertasse com um chute, dando a brecha para Xavier vencer.

3) Madman Fulton (c/ Sami Callihan) vence Tommy Dreamer por pinfall após aplicar um "End of Days".

* Após o combate, Fulton seguiu atacando Dreamer até Willie Mack aparecer e acertá-lo com uma cadeirada. Ele conseguiu dominar temporariamente o Madman, mas os irmãos Crist apareceram em seguida e o atacaram ferozmente. Em seguida, foi a vez do X-Division Champion Rich Swann vir ao ringue ajudar os amigos, aplicando um duplo "Lethal Injection" nos Crist, mas sendo contido por Callihan, que lhe enforcou com um taco de baseball e lhe derrubou com um "Cactus Special". Depois, Sami prendeu a cadeira no braço de Dreamer e o acertou com o taco, lesionando-o sob o olhar de Swann, que estava sendo segurado pelos irmãos Crist. Por fim, Callihan diz que ama Swann, o chamando de "irmãozinho" e o acerta com o taco, indo embora com o resto da oVe em seguida.

4) Madison Rayne vence Impact Knockouts Champion Taya Valkyrie por pinfall sem o título em jogo após aplicar um "Lateral Press". Ao final do combate, Taya tentou ir embora, porém Jordynne Grace apareceu e a jogou de volta no ringue, dando a brecha para a vitória de Madison.

5) Lucha Brothers (Pentagón Jr & Fénix) vencem Eli Drake & Eddie Edwards por pinfall para reterem os Impact World Tag Team Championships após aplicarem um "Spiked Fear Factor" em Drake. Perto do fim do combate, a LAX apareceu no ringue, sendo facilmente repelida pelos Brothers.

* Após o combate, Pentagón e Fénix começam uma nova briga com a LAX que segue até os bastidores. No ringue, Eli e Eddie se recuperam e se abraçam, tentando se conformar com a derrota. Entretanto, Drake ataca Edwards em seguida, acertando-o depois com vários golpes do próprio kendo stick de Eddie, antes de ir embora, sendo assim encerrado o programa.

Vídeos

sábado, 20 de abril de 2019

IMPACT United We Stand | Vídeos + Resultados


No fim-de-semana da Wrestlemania, o IMPACT Wrestling juntamente com algumas companhias parceiras como a Major League Wrestling (MLW), Lucha Libre AAA Worldwide (AAA), WrestlePro, entre outras, apresentaram um evento especial em conjunto chamado United We Stand, onde como grande destaque tivemos o regresso de Rob Van Dam e de Sabu ao ringue para enfrentar os atuais IMPACT World Tag Team Champions Lucha Bros (Pentagon Jr. e Fenix) num "Extreme Dream Match".

Para além disso, também teve como destaque o "Ultimate X Match" para determinar o futuro pretendente ao IMPACT X-Division Championship, no qual o atual IMPACT World Champion Johnny Impact enfrenta Dante Fox, Ace Austin, Pat Buck e Jake Crist. Também contou também com um especial combate entre homem e mulher, no qual Joey Ryan enfrenta Tessa Blanchard. Tudo isto e muito mais...

Os combates confirmados para o evento são os seguintes:


CARD

Extreme Dream Match
IMPACT Tag Team Champions Lucha Bros (Pentagon Jr. e Fenix) vs. Rob Van Dam e Sabu

IMPACT X-Division Championship #1 Contender
Ultimate X Match
IMPACT World Champion Johnny Impact vs. Pat Buck vs. Jake Crist vs. Ace Austin vs. Dante Fox

Intergender Match
Tessa Blanchard vs. Joey Ryan

Tag Team Match
Latin American eXchange (Santana e Ortiz c/ Konnan) vs. Promociones Dorado (Low Ki e Ricky Martinez)

IMPACT X-Division Championship Match
Rich Swann © vs. Flamita

Monsters Ball Match
Sami Callihan vs. Jimmy Havoc

Tag Team Match
Team IMPACT (Eddie Edwards, Brian Cage, Tommy Dreamer e Moose) vs. Team Lucha Underground (Drago, Aerostar, Daga e Marty The Moth)

IMPACT Knockouts Championship
4-Way Dance
Taya Valkyrie © vs. Rosemary vs. Jordynne Grace vs. Katie Forbes


PREVIEW


Para ler a preview deste evento, basta clicar na palavra a seguir: AQUI


Resultados


* Rob Vam Dam chega ao edifício

1) IMPACT World Champion Johnny Impact venceu Ace Austin, Jake Crist, Dante Fox e Pat Buck num "Ultimate X Match" para obter uma futura oportunidade pelo IMPACT X-Division Championship após Crist ter aplicado um "Diving Cutter" a Ace, permitindo a Johnny retirar o X da estrutura.

* Passam para os bastidores onde vemos Moose e Eddie Edwards a discutir por causa do combate que vão ter a seguir, em que Moose avisa Eddie para terem cuidado onde se metem.

2) Team Lucha Underground (Daga, Aerostar, Drago e Marty The Moth) venceram Team IMPACT Wrestling (Brian Cage, Eddie Edwards, Moose e Tommy Dreamer) após um "DDT" de Marty The Moth a Dreamer, depois deste último ter acertado com a espada de kendo na cabeça de Moose.

* Taya diz que vai fazer como o seu marido (Johnny Impact) e vai superar as adversidades levando todas as competidoras para a Slam Town retendo o seu título

3) Taya Valkyrie venceu Rosemary, Jordynne Grace e Katie Forbes para reter o IMPACT Knockouts Championship após Taya roubar o "pinfall" a Grace depois desta ter aplicado o "Grace Driver" em Katie.

* Tessa afirma que Taya deve estar contente por ter defendido um título que só é dela por causa da Gail Kim e que esta vai ter o que merece no Rebellion. Após isso, diz que Joey Ryan deveria ver o Impact porque lá vê-se que a Tessa não tem medo de nenhuma Knockout, Hall Of Famer, Lenda ou homem, e que apesar deste ter ficado famoso na internet devido ao que tem entre as pernas, hoje será conhecido por ser a cabra da Tessa.

* Passa um vídeo a promover a rivalidade entre LAX e Promociones Dorado

4) Latin American eXchange (Santana e Ortiz c/ Konnan) venceram Promociones Dorado (Low Ki e Ricky Martinez) após Ortiz ter aplicado um "Death Valley Driver" em Martinez

* Sami Callihan diz que o espetáculo vai finalmente melhorar porque a atração príncipal está nos nossos ecrãs. Pede à equipa de produção do Impact para transmitir a sua mensagem no PPV para as massas a receber. Enuncia que hoje sente-se violento, estranho e que ele e o seu irmão do outro lado do lago, Jimmy Havoc, vão entrar para a guerra para ver quem verdadeiramente é mais violento, o melhor e o mais aggresivo. De seguida avisa que hoje vai haver sangue e que Sami Callihan está a mudar o jogo com o "Monsters Ball". Termina dizendo "Thumbs Up. Thumbs Down."

5) Tessa Blanchard venceu Joey Ryan num "Intergender match" após Tessa ter revertido um "Superplex" para um "Magnum Codebreaker" do topo das cordas

6) Rich Swann venceu Flamita para reter o IMPACT X-Division Championship após ter aplicado um "Phoenix Splash"

* RVD e Sabu estão nos bastidores. RVD diz que numa luta não prefere ter ninguém além de Sabu a protegê-lo, aproveita para relembrar que isto não é um concurso de populariedade senão ele ganhava. Lembra que ele e Sabu já foram campeões e que não são perdedores como os Lucha Bros, apesar de admitir que a luta não vai ser fácil. Conclui advertindo que não perderão porque ele é o Rob Van Dam.

7) Sami Callihan venceu Jimmy Havoc num "Monsters Ball Match" após ter aplicado um "Piledriver" em cima de uma cadeira de metal

* Passa vídeo a promover o próximo PPV do IMPACT chamado Rebellion

8) IMPACT World Tag Team Champions Lucha Bros (Pentagon Jr e Fenix) venceram Rob Van Dam e Sabu num "Extreme Dream Match" sem os títulos em jogo após uma combinação de "Diving Double Foot Stomp / Package Piledriver" em Sabu.



Vídeos







(Un)Popular Opinion #0 | Sasha Banks é overrated



Aposto que muitos de vocês ao lerem este título, ficaram a espumar de raiva, mas calma! Ainda só leram o título, falta o resto!

Antes de mais, quero dizer que aqui, eu não vou fazer muitos juízos sobre os bookings de Sasha Banks. Todos sabemos que o booking da WWE não tem sido propriamente bom para talvez a maioria do roster. Aqui vou apenas deixar a minha opinião sobre a lutadora e enumerar alguns factos que, para mim, a faz ser overrated e chorona. Por isso, por favor, guardem a vossa saliva para o resto do texto.

Sim, a Sasha Banks é boa lutadora, tem óptimas skills em ringue e gosta de arriscar. Mas (sim, agora vem um “mas”) isso foi mais notório quando ela estava a subir na carreira enquanto lutava no NXT. Os seus combates são recordados por muitos com saudade, as rivalidades (principalmente com Bayley) são desejadas que sejam incluídas no main roster.

A qualidade em ringue de Sasha nos primeiros tempos no main roster também se fazia notar. A partir desse momento, não só os fãs “underground” do NXT a conheciam, como a parte “mainstream” da WWE também já a começava a conhecer.

As esperanças para a “Boss” eram muitas e muitos previam um futuro risonho na WWE pela frente. O seu sucesso e carisma inicial indicavam mesmo muito boas coisas e até há bem pouco tempo os seus feitos na companhia falavam por sim.

- NXT Women’s Champion
- Combate do ano no NXT em 2015 contra Bayley no NXT Takeover: Brooklyn
- 4 Vezes WWE Raw Women’s Champion


- WWE Women’s Tag Team Champion (com Bayley)

Ainda teve a rivalidade do ano em 2016 contra Charlotte Flair, prémio atribuído pela Pro Wrestling Illustrated, rivalidade essa que nos proporcionou momentos impressionantes e combates memoráveis (outros nem por isso). O ano de 2017 ainda teve umas coisas positivas, mas foi a partir do fim do ano que se notava que já nada era igual.


E a razão, até pode parecer estupidez ou burrice, mas desde que Juntaram Sasha a Bayley, por mais que prometia, as coisas nunca deram certo.

Quando se começou a perceber que o caminho seguinte de Sasha era com Bayley, vi muita gente a salivar de emoção (incluindo eu, por que sim, prometia). Tudo isto pela sua história em conjunto no NXT. Mas… não iria ser bem assim.

O facto é que desde que as duas se voltaram a encontrar, seja como amigas, seja como rivais, as coisas nunca mais foram iguais. E isso notou-se perfeitamente tanto pelas performances em ringue, como pelas promos. Sasha nunca foi muito boa no micro e ficava sempre aquela sensação de que ainda teria muito trabalho pela frente para desenvolver esse aspecto. E em ringue, começou a notar-se um descuido cada vez maior. Ok, é normal haver botches num combate, mas Sasha fazia-o com uma regularidade que não era habitual.


Não esquecer também (porque isto não pode ser esquecido) que Sasha foi quem lesionou Paige num live event da companhia. Paige que era das lutadoras mais promissoras a pisar um ringue da companhia, retornada de lesão, volta a sair lesionada gravemente após um golpe de Sasha. Paige viria a se retirar dos ringues pouco tempo depois.


Por tudo isso, a ideia com que fico, é que Sasha anda desmotivada. Pode ter razões para isso e até em alguns aspectos, sim tem. Mas mesmo assim, não é razão para não se entregar a 100 por cento no que faz.

Aquela que foi considerada uma grande rivalidade, inclusivamente histórica, no NXT entre Sasha Banks e Bayley, foi considerada a pior rivalidade do ano de 2018, elegido pelo Wrestling Observer Newsletter (obrigado Tio Meltzer). E isto é dizer muito de como correram as performances entre as duas. Nunca conseguiram recuperar a química que uma vez tiveram. Nunca conseguiram realmente corresponder, e dai, a WWE nunca ter puxado o gatilho no que toca ao heel turn de Sasha, algo que muitos queriam que acontece-se.

A companhia poderia ter tentado, mas nunca o fez. E o pior? O pior foi mesmo juntar as duas formando a Boss’N Hug Connection. Mas mesmo assim aconteceu. Mesmo com combates razoáveis e uma química duvidosa, a equipa foi puxada até ao combate pelos Títulos de Equipas. E conquistaram. Mais um marco na carreira de Sasha Banks e Bayley. As primeiras Campeãs de Equipas da WWE.


Isto aconteceu já na fase descendente e o que mais me irrita nisto tudo, é que a WWE tinha equipas, “verdadeiras equipas” para seguir para o topo da divisão Tag Team, e mesmo assim a companhia decidiu puxar o gatilho pela Boss e Bayley.

No fundo compreendo a decisão, porque são lutadoras, de alguma maneira já estabelecidas e que no futuro, poderiam colocar over uma outra equipa de lutadoras mais recentes. Isso aconteceu na Wrestlemania 35. A WWE decidiu que as próximas campeãs de equipas da WWE seriam as IIconics. E como toda a razão e mérito, porque elas são uma verdadeira equipa, fazem o seu trabalho praticamente na perfeição e as suas personagens são das mais divertidas de se ver actualmente na programação da WWE.

O que me lixa no meio disto tudo, é o porquê de Sasha Banks ter amuado como amuou no fim-de-semana da Wrestlemania. Não compreendo!


Sasha Banks foi muitas vezes conotada como sendo conflituosa no backstage da WWE e esta situação veio comprovar isso mesmo. A Sasha regrediu na qualidade. Regrediu porque simplesmente não foi capaz de criar e continuar a sua própria evolução.

A WWE, a companhia que a contratou, que a paga (e muito bem), que lhe deu as bases para ela ser neste momento uma wrestler mundialmente conhecida, amuou porque o seu patrão, Vince McMahon decidiu que os Títulos de Equipas passariam para outra equipa. Uma equipa mais nova, uma equipa com qualidade.

A WWE deu-lhe a oportunidade de participar na sua “Women’s Revolution”, deu-lhe a oportunidade de participar em alguns “First Time Ever in The Women’s Division” e a menina Sasha Banks amuou porque se acha melhor do que aquilo tudo. Acha-se superior. Se ela não fosse assim, não teria optado por este caminho, basicamente virando as costas a quem lhe deu tudo o que ela conquistou. Virou as costas por ajudar a colocar uma equipa superior à dela over.

Para juntar há festa, depois desta “polémica” toda, Sasha ainda usa a sua conta do Instagram para colocar uma foto com a outra equipa melhor que a dela, para tentar mostrar que “está tudo bem” e que está contente, mostrando um sorriso mais amarelo que os dentes de alguém que não os lava à 20 anos!

Lembram-se da foto? É esta:


A “Boss” a tentar mostrar que está bem, mas mais que tudo, nota-se na sua cara (e da Bayley também) que ela não está bem.

Mas por outro lado, talvez até ela tenha razão, queira sair, queira ir por outros caminhos. Será adorada e idolatrada por muitos no circuito independente (incluindo a AEW se por lá passar), fazendo combates de sonhos com meio mundo do wrestling business, mas para mim será sempre a Sasha Banks overrated, porque não conseguirá mais do que aquilo que já conquistou.

quinta-feira, 18 de abril de 2019

WWE 205 Live - 16.04.2019 | Vídeos + Resultados


Devido ao grande sucesso do CruiserWeight Classic no WWE Network, a WWE decidiu apostar numa divisão de Cruiserweights, que agora todas as terças-feiras passaram a ter um programa de 1 hora dedicado exclusivamente a eles na WWE Network chamado 205 Live.

O programa de hoje destaca o último combate de Cedric Alexander pelo 205 Live, enfrentando Oney Lorcan.

Resultados


1) Ariya Daivari vence Akira Tozawa, Gran Metalik e Mike Kanellis (c/ Maria Kanellis) em um Fatal 4-Way Match por pinfall após aplicar um "Side Press" em Tozawa. Ao final do combate, Kanellis aplicou um "Rolling Cutter" em Akira, que acabou recebendo um "Diving Elbow Drop" de Metalik, após Mike se esquivar. Este jogou o mascarado para fora do ringue, mas não percebeu Daivari, que fez o mesmo consigo e partiu para finalizar o combate.

2) Oney Lorcan vence Cedric Alexander por pinfall após aplicar um "Half and Half Suplex".

* Após o combate, Lorcan aproximou-se de Cedric e lhe ofereceu um aperto de mão, que foi aceito pelo ex-campeão após alguns segundos de dúvida. Em seguida, Oney deixou o ringue, permitindo que o público se despedisse de Alexander, agora um membro oficial do Raw, com o programa se encerrando com o lutador agradecendo à platéia.

Vídeos

quarta-feira, 17 de abril de 2019

Wrestling e Vinho Tinto S02 Ep01 - The Vi Quim Experience



Depois de uma semana cheia de Wrestling, WeVT procura trazer-vos algumas luzes sobre tudo o que se passou, procurando fazer sentido de algumas decisões e tentando fazer rir todos vocês que nos acompanham.

Seremos bem sucedidos?

Talvez não, mas, no Jogo dos Tronos dos Podcasts de Wrestling, tudo é possível...

Enjoy the Experience...

Because this is...

WRESTLING E VINHO TINTO!!!!

Wrestling Notícias

Youtube: WrestlingNoticias
Facebook: @Wrestlingnoticias
Twitter: @WNoticias
Instragam: @wnoticias
Email: wrestlingnoticias@gmail.com

Wrestling e Vinho Tinto

Youtube: @Wrestlingevinhotinto
Twitter: @Polverine93 e @CReyes9
Itunes: Wrestling e Vinho Tinto
Podbean: Wrestling e Vinho Tinto
Spotify: Wrestling e Vinho Tinto
Email wrestlingtinto@gmail.com

E pessoal, façam as vossas perguntas, deixem os vossos comentários, seja na nossa página, na do Wrestling Noticias ou no Youtube.


Versão Audio

Literatura Wrestling | Yes! My Improbable Journey to the Main Event of Wrestlemania - Capítulo 25


Está de volta a Literatura Wrestling, o espaço de traduções do blog que vos traz uma obra biográfica, na íntegra, reveladora das origens, vida e decorrer da carreira de alguns dos mais marcantes wrestlers que percorreram os ringues que acompanhámos com tanto gosto.

Todas as semanas vos traremos um excerto do livro "Yes!: My Improbable Journey to the Main Event of Wrestlemania", publicado em 2015 por Daniel Bryan e pelo co-autor Craig Tello, a contar o crescimento e peripécias do "Yes! Man" até à sua chegada à WWE e ao main event da Wrestlemania. Boa leitura!


Capítulo 25: Beijo curativo
Domingo, 6 de Abril, 2014 - 19:09

Ferido porém vitorioso, Bryan manca pela rampa acima numa condição que aparenta significar que a sua maior esperança de vencer o WWE World Heavyweight Championship está em maus lençóis. O "Yes! Man" encontra a sua noiva à espera da sua passagem pela cortina. Ela está radiante pelo seu futuro marido e orgulhosa do "Yes! Movement." Ainda há tanto pela frente para ambos competidores, então a sua interacção é curta e é selada com um beijo.

Devido ao ataque pós-combate do Triple H (que é metodicamente consistente com a que ele arrecadou na programação da WWE há duas semanas atrás), Bryan recebe atenção dos treinadores médicos da WWE. O novo co-candidato principal ao WWE World Heavyweight Championship estremece a cada vez que levanta mais o seu braço esquerdo durante a avaliação. Entretanto, o relógio avança antes do seu combate Triple Threat contra ambos Batista e Randy Orton. Alguns podem parar aí mesmo. Desistir. Mas o Animal e o Viper não têm outra escolha senão enfrentar um inabalável American Dragon. "Tenho mais um combate," assegura Bryan. "Já lutei para atravessar pior e vou lutar para atravessar isto."

Pouco depois, queixos mantiveram-se caídos na plateia e pelo mundo fora seguindo a maior "upset" na história da Wrestlemania. Brock Lesnar colocou um ponto final à streak de The Undertaker, e agora que é altura para o seu segundo combate da noite, Daniel Bryan procura trazer algum optimismo e frenesim de volta ao Mercedez-Benz Superdome ao manter um cântico de "Yes!" com um só braço. O WWE Universe já estava a torcer pelo guerreiro "underdog," mas agora, com a queda de um Fenómeno, Bryan tornou-se a última esperança para os fãs da WWE nesta noite.



Após o encontro de abertura com o Hunter, parti quase para o isolamento de modo a preparar-me para o segundo combate. O primeiro combate foi bom e físico - como eu gosto - mas isso também traz as suas repercussões. Tive que permitir ao meu corpo baixar um pouco a primeira adrenalina, depois preparar-me para repeti-lo apenas algumas horas mais tarde. Já tinha feito isto antes, mas nunca a tão alto nível - e assim que envelheço, mais difícil fica. Não é tão fácil agora como era quando eu tinha vinte anos a fazer os torneios Super 8 e King of Indies, especialmente com o meu problema no pescoço.

Eu estava tão focado em preparar-me que nem sequer vi quando o Brock Lesnar obteve o pin no Undertaker, acabando a sua streak de vitórias na Wrestlemania aos 21-1. Ouvi a campainha, virei-me e olhei para o monitor, e fiquei em choque enquanto via o Brock com a mão erguida, enquanto o Undertaker jazia no chão. Este era o combate que toda a gente sabia o final, e estávamos todos errados. Eu incluído. Como performer, a primeira coisa que reconheci foi que com a vitória do Brock, a vida e energia rapidamente desapareceram do Superdome. Em ecrãs pela arena fora, havia imagens excelentes das reacções da audiência e pessoas de boca aberta, como se tivessem acabado de assistir ao impossível. Tenho a certeza que se tivessem filmado os Superstars e Divas nos bastidores, haveria reacções de espanto ainda melhores. A minha preocupação foi imediatamente com a Bri. O combate dela era a seguir, e o silêncio que permeava no Superdome era constrangedor. O fim da streak do Undertaker foi um dos eventos mais chocantes e monumentais na história da Wrestlemania. E agora a Bri e as outras Divas tinham que o seguir. Mantive os olhos colados ao ecrã para ver como ela se daria.

Ao longo da semana, pude notar o quão ansiosa a Bri estava para o seu combate pelo Divas Championship. Após a desilusão do ano anterior de ter o combate cancelado mesmo antes de entrarem, desta vez as Bella Twins tinham que enfrentar uma plateia completamente deflaccionada pela derrota do Undertaker. Mas a Bri não se iria dissuadir. Apesar de ter sido um combate curto, ela deu o seu melhor. Ela e a Nicole foram capazes de trazer a plateia de volta quando as duas fizeram um duplo suicide dive para o chão exterior, raramente visto nas Divas, e em seguida voltaram ao ringue para o primeiro "face-off" entre Bellas em muito tempo. Quando partiram para a acção, a lutar para um lado e para o outro até a Nicole atingir a Bri com o seu Rack Attack, a plateia ergueu-se. Ela fez um óptimo trabalho com a oportunidade que teve, e eu estava muito orgulhoso da minha já quase-esposa.

Eu estava a preparar-me para ir a seguir, e enquanto me preparava para a entrada, vi o Undertaker mesmo à saída da "Gorilla position," deitado numa pilha no chão. Ele tinha sofrido uma séria concussão, e estava a ser visto por um médico e um treinador, entre outras pessoas. Passei por esse cenário e enquanto ia, não pude deixar de pensar no quanto o Undertaker tinha dado do seu corpo e dele mesmo para tornar a Wrestlemania especial. O nosso evento principal precisava de mantê-la especial. Pela primeira vez, senti toda a pressão do momento. Tudo o que podia fazer era focar-me na minha performance.

No próximo capítulo: ... Ele consegue! Ele finalmente consegue! O grande culminar, o grande feito, o sonho! Para saber ainda melhor, releiam alguns dos capítulos-chave desta obra antes de ler o vigésimo-sexto capítulo, cada vez mais perto de concluir a biografia!

WWE Smackdown Live 16.04.2019 (Superstar Shake-Up - Parte 2) | Vídeos + Resultados


Este episódio do Smackdown Live (transmitido todas as terças-feiras) é a segunda e última parte do Superstar Shake-Up, onde serão apresentados os lutadores que foram trazidos do Raw para a brand azul, com destaque para um anúncio de Vince McMahon, prometendo a maior contratação da história do Smackdown.

Para além disso, também estão confirmados os seguintes combates/segmentos:
  • Qual será a equipe que Paige trará ao Smackdown?
  • Que novos desafios aguardam os campeões Kofi Kingston e Hardy Boyz?

Resultados


1) WWE Intercontinental Champion Finn Bálor vence Mustafa Ali por pinfall sem o título em jogo após aplicar um "Coup-de-Gráce".

* Após o combate, Bálor ofereceu um aperto de mão a Ali, e o paquistanês aceitou o cumprimento, demonstrando respeito mútuo.

. 2) Charlotte Flair vence Carmella (c/ R-Truth) por submissão após aplicar um "Figure-8".

* Após o combate, quando Truth ajudava Carmella, Lars Sullivan apareceu e o confrontou. Truth tentou alguma ofensiva contra o gigante, mas foi rapidamente dominado e recebeu um "Freal Accident". Sullivan voltou seu olhar para Carmella, mas ela consegue sair do ringue antes que algo ocorresse, restando a Lars finalizar R-Truth com um "Liger Bomb".

3) Bayley, Ember Moon, Asuka & Kairi Sane vencem Fire and Desire (Sonya Deville & Mandy Rose) & WWE Women's Tag Team Champions The IIconics (Peyton Royce & Billie Kay) em um 8-Woman Tag Team Match por pinfall após Sane aplicar um "Insane Elbow" em Royce.

4) The New Day (WWE Champion Kofi Kingston & Xavier Woods) & Kevin Owens vencem Shinsuke Nakamura, Rusev & Cesaro por pinfall após Owens aplicar um "Stunner" em Rusev.

Vídeos

terça-feira, 16 de abril de 2019

WWE Monday Night Raw 15.04.2019 (Superstar Shake-Up - Parte 1) | Vídeos + Resultados


Este episódio do Monday Night Raw (transmitido todas as segundas-feiras), apresenta a primeira parte do Superstar Shake-Up, onde os lutadores do Raw e do Smackdown poderão ser trocados entre as duas brands.

Para além disso, também estão confirmados os seguintes combates/segmentos:
  • Roman Reigns voltará a combater pelo título Universal?
  • Becky Lynch responde ao ataque de Lacey Evans
  • Quem será o próximo desafiante para Seth Rollins?
  • Bobby Lashley encontrará um novo alvo?



Resultados


1) The Viking Experience (Ivar & Erik) & The Revival (Scott Dawson & Dash Wilder) vencem Aleister Black, Ricochet & Raw Tag Team Champions Curt Hawkins & Zack Ryder por pinfall após os Vikings aplicarem um "Fallout" em Ryder.

2) Andrade "Cién" Almas (c/ Zelina Vega) vence WWE Intercontinental Champion Finn Bálor por pinfall sem o título em jogo após aplicar um "La Sombra".

3) The Usos (Jimmy & Jey Uso) vencem "The Glorious" Bobby Roode & Chad Gable por pinfall após aplicarem um "Double Diving Splash" em Gable.

4) Bayley & Naomi vencem WWE Women's Tag Team Champions The IIconics (Peyton Royce & Billie Kay) por pinfall sem os títulos em jogo após Naomi aplicar um "Split-Leg Moonsault" em Kay.

5) Raw e Smackdown Women's Champion Becky Lynch vence Ruby Riott (c/ Sarh Logan e Liv Morgan) por submissão após aplicar um "Dis-Arm-Her".

* Após o combate, Logan e Morgan tentaram atacar a campeã, mas foram facilmente repelidas e expulsas do ringue.

6) Lacey Evans vence Natalya por pinfall PARA SE TORNAR A NUMBER ONE CONTENDER AO RAW WOMEN'S CHAMPIONSHIP após aplicar um "Best Moonsault Ever".

7) WWE Universal Champion Seth Rollins, Roman Reigns & "The Phenomenal" AJ Styles vencem Baron Corbin, Drew McIntyre & Bobby Lashley (c/ Lio Rush) por pinfall após Styles aplicar um "Phenomenal Forearm" em Lashley. O programa se encerrou com a comemoração dos faces no ringue.

Vídeos

domingo, 14 de abril de 2019

Pro Wrestling In Pictures (347) | Mania Weekend before and after

Este é o regresso do Pro Wrestling In Pictures, que é um lugar onde são demonstradas as melhores imagens do Pro Wrestling, sejam estas emocionais ou cómicas. Todas tem um lugar aqui. Esta semana tem como tema, Mania Weekend, onde são mostradas as melhores fotos do antes e depois de Wretlemanias, tanto da WWE como de outras organizações. Caso queiram enviar as vossas imagens ou até mesmo gifs, podem-nas enviar para o nosso e-mail wrestlingnoticias@gmail.com