domingo, 25 de setembro de 2016

WN Apostas 2016 (Season 2) | WWE Clash of Champions


Com o primeiro PPV exclusivo do Monday Night Raw a ocorrer este Domingo onde todos os títulos do programa serão defendidos chamado Clash of Champions, a 2ª temporada das apostas do Wrestling Notícias continua e estão em jogo 1350 PONTOS, por isso comecem já a fazer as vossas apostas e habilitem-se a um prémio no final da temporada!

Para consultar os resultados até agora do Surprise PPV Championship, basta clicar no seguinte link: http://wrestlingnoticias.blogspot.com/2016/09/wn-apostas-2016-season-2-resultados.html

sábado, 24 de setembro de 2016

Weekly Wrestlers #5 | Análise e Nova Votação

Mais uma semana a contar os vossos votos e mais uma semana com um ranking totalmente novo sobre os Superstars masculinos e femininos que mais marcaram esta semana, de acordo com vocês.

Como funciona este espaço? É simples!
> Vocês (leitores do Wrestling Notícias) mandam na votação, pois cada comentário que deixem conta como um voto, seja um lutador, lutadora ou até uma equipa que mais se destacam no decorrer desta semana
> Têm até SÁBADO À NOITE para deixar os vossos votos nos comentários
> Caso haja empates durante o decorrer da contagem de votos, nós teremos uma última palavra para decidir quem fica em determinado lugar
> Têm ATÉ 5 ESCOLHAS (INCLUSIVE) para deixar no comentário nesta publicação
> Os lutadores/lutadoras/equipas escolhidos por vocês, têm de ser quem vocês acham que marcou mais esta semana no wrestling (seja na WWE, TNA, ROH, Independentes, Lucha Libre, Nacional ou Puroresu)

O vosso voto conta e, como prova, vejam lá se este nosso/vosso ranking é descabido:

PosiçãoAnálise
Há duas semanas: 6º lugar.

Bem, diz Lashley que arrumou Ethan Carter III, arrasou toda a concorrência e ficou sem adversário para o Bound for Glory. E talvez pudesse ficar na sua se todos tivessem realmente medo dele. Moose não se acanhou e atirou-se ao desafio. Ou melhor. Atirou ele, o desafio: combate pelo título, com um senão. Não dava para esperar pelo Bound for Glory, era já ali!

Inicialmente, Lashley recusava o desafio mas Mike Bennett soube puxar as cordas certas e o confronto não-oficializado concretizou-se. Bulha, interferências e um fecho entusiasmante do Impact. Caso houvesse alguma dúvida: não, o Moose não tem medo de muita coisa.
Ela até faz de ser pequenina o seu lema, tanto isso (não) a estorva. Até a colocava em todos os ranking semanais como a coisa mais adorável que pisa aquele ringue. Mas ela soube impôr-se na divisão feminina do Smackdown.

Não pôde conquistar o título no Backlash mas teve uma óptima performance. E brilhou no Smackdown quando, das cinco competidoras, se procurava uma candidata ao título. E vem a tal pequenina fofa mas perigosa, "roubar" uma vitória. Eu se fosse à Campeã tinha muito cuidado!
Todas as preces aos Decay por uma coisa. Conseguirem meter-se na alhada que é a vida daquela maluqueira que é a família Hardy e saírem de lá vivos. Mas retire-se algo ao trio também: não sucederam em romper as fundações da mais pirada família de todo o wrestling e de todo o... tudo.

O Vanguard 1 vive, o Señor Benjamin é encontrado, Maxel são e salvo, Brother Nero revitalizado e Broken Matt com um forte desafio. Onde se pode voltar a dar preces aos Decay? Aceitarem tamanho desafio com tanto gosto e ainda aparentarem estar dentro das cabeças dos Hardys! Olhem, eu confesso, se há cabeças onde eu não gostaria de estar dentro...
Ele está de volta ao templo e tem problemas a resolver com um doido varrido que tinha algo que lhe pertence. Até foi esse doido, o Marty "The Moth" Martinez, que pediu a Dario Cueto. Seja realizado: um combate "Weapons of Mass Destruction", com armas à mercê, sem limites e um cenário de guerra que poderia trazer familiaridade a Killshot.

O combate foi um show de violência que já não é estreia ali no templo. Já tinham feito de tudo e Killshot deixa a sua assinatura e rubrica no momento final do combate com um Swerve Stomp do topo de uma escada, empurrando Martinez por uma mesa dentro, deixando-o a cantar para passarinhos. Algo que ele se calhar até já fazia antes no seu normal. Falar para traças, pelo menos. Como ficar lembrado e estrear-se neste ranking em grande.
E cá estão eles. E cá estarão eles. Há lá alguma semana em que não se extrai uma citação nova do Broken Matt Hardy para utilizarmos no nosso dia-a-dia? Durante esta semana protagonizaram os habituais segmentos que nos fazem marcar ponto assíduo a assistir para além de um segmento em ringue em que Matt Hardy desafiou os Decay a um combate sem limites. Sem limites especiais. E esta malta é toda tola, também não deve ter limites temporais. Não faço a mínima ideia do que possa sair daqui. O único que sei é que vou estar a ver!

Agora, qual seria, por mim, a verdadeira razão para integrar a família Hardy, especialmente a dupla de irmãos, em qualquer lugar que fosse desta dezena em destaque? Utilizar o lago do rejuvenescimento para trazer o velho Brother Nero de volta... E retroceder demais até trazer o Jeff Hardy desordeiro de 2011 que estragava PPVs. Isto não são cenas que se escrevem assim às boas!
Muitos davam Nikki Bella como certa. Mas Carmella estava concentradíssima e com uma nova atitude difícil de parar que a colocou neste ranking na passada semana. Naomi voltou rejuvenescida e com mais energia, Natalya é a veterana a merecer e que nunca deve contar fora e temos sempre a pequenina Alexa Bliss a fazer coisas como aqui já descrevi.

Não falta alguém? A boa "Lass Kicker", ainda uma favorita dos fãs e favorita a vencer. Fê-lo com convicção. Foi a primeira escolha feminina para o Smackdown no Draft e foi a primeira Women's Champion do Smackdown. Não deve estar cá só de passagem e eu agradecido!
Não há pai para eles. Hilariante dupla que tem sido uma das principais fontes de entretenimento cómico da WWE - os New Day do Smackdown, diga-se - e muitíssimo over com os fãs. Têm muito a celebrar esta semana, faltando-lhes apenas o acesso ao nosso pódio, algo que os ralará até ao dia de todos os filhos do Heath Slater acabar a faculdade.

Primeiro, conseguiram passar por tudo e todos e tornar-se, para regozijo geral, nos inaugurais Tag Team Champions do Smackdown, com uma sólida vitória sobre os Usos. Tal originou o contrato de Slater que ele já tanto caçou. Celebração. Uma nota histórica para ele também: primeiro Superstar a ter ambos os Tag Team Championships no currículo. E já somam uma defesa de cintos com sucesso, contra os Ascension. Que mais se quer? Mais filhos?
Presença assídua, especialmente no pódio. E será isso para menos, no caso do Universal Champion? Kevin Owens volta a estar aqui presente, porque Kevin Owens volta a estabelecer domínio. Mesmo que à moda Heel de um vilão que tira partido de truques e que se pode aproveitar de outros, Owens tem sabido impôr-se como Campeão, sem que ainda se tenha deixado derrotar.

Altas implicações para o Clash of Champions, quando Roman Reigns ganha uma chance de se inserir no main event pelo título. Apenas tinha que passar por Owens e é aí que o Campeão brilha. Mesmo que a usufruir de ajudas de Seth Rollins ou Rusev - nenhum deles aqui listado - Owens vence e afasta Reigns do main event do Clash of Champions e evita ver-se num sarilho: uma Triple Threat. Desviar de balas!
Uma noite de surpresas, aquela final do Cruiserweight Classic. Os dois favoritos a vencer não conseguiram passar e chegar à grande final. Razões: Kota Ibushi e Zack Sabre Jr. ainda não aceitaram assinar com a WWE a tempo inteiro, para já. Para já, pensemos positivo. Com isso víamos uma final surpreendente entre TJ Perkins e Great Metalik.

O que vale é que a malta é toda talentosa, podia ganhar qualquer um e o combate seria impecável. E foi. E o rapazinho que, nem há muito tempo, era sem-abrigo e deu os seus primeiros passos de glória como Manik, ali do outro lado da estrada, era o vencedor do torneio. Melhor ainda, a fasquia aumentara: era já o primeiro Cruiserweight Champion! Deve ter sido uma noite feliz para ele, assumo eu.
Ele, todas as semanas, vai andando por aqui a cheirar. E às vezes nem precisa de fazer muito. Manda nisto tudo, é o que é. Então quando chega à sua grande noite, ao Backlash, é que é de esperar que culmine em algo grande. O bom povo que vota já devia estar a antever algo sempre que votava nele. É que 2016 acaba de se tornar um daqueles anos bizarros no wrestling. O ano em que AJ Styles é WWE Champion!

Mesmo recorrendo a um golpe baixo à socapa, não deixa de ser uma tremenda vitória após um tremendo combate. E nem sequer o querem deixar descansar e já o querem fazer passar trabalhos, com Dean Ambrose e John Cena à perna, já numa Triple Threat no No Mercy. Mas o título tem-no ele e não é qualquer um atrás de recordes que o vai poder tirar agora!

Mais um Top 10 concluído, mais uma semana resumida e nós aqui prontos para outra! Já sabem como funciona, comecem já a comentar após o Raw, com aquela ou aquelas estrelas que mais marcou e prossigam ao longo da restante semana. É para continuar a contar, toca a votar!

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

A Alternativa Fenomenal #37: Diversão em Primeiro Lugar






Saudações a todos, e bem-vindos a mais uma Alternativa Fenomenal. Hoje apresentarei a vocês uma das mais inusitadas companhias independentes dos Estados Unidos, que mescla a lucha libre ao estilo americano de wrestling, e adiciona a tudo isto uma dose gigantesca de humor: a hilária Chikara Pro. Sem mais delongas, passemos ao texto;


A história da Chikara começou nos idos de junho de 2000, quando após ser liberado de seu contrato de desenvolvimento com a WWF, o lutador Tom Carter, conhecido na cena independente como Reckless Youth, começou a ter a ideia de abrir uma escola de wrestling com seus colegas Don Montoya e Mike Quackenbush, onde planejavam ensinar não só o estilo americano, como também outros famosos estilos de combate, como lucha libre e puroresu. O nome que escolheram para essa escola foi Impact Wrestling (que apesar da coincidência, nada teve a ver com a nomeação do show semanal da TNA).

Entretanto, Montoya acabou desistindo de financiar o projeto da escola, deixando Mike e Youth sozinhos na empreitada. Eles decidiram seguir em frente, mas optaram por mudar o nome original, já que ele representava algo que os três haviam criado. Dois anos depois, em janeiro de 2002, enfim a The Wrestle Factory é fundada na cidade de Allentown, Pennsylvania, e em sua primeira classe, estavam lutadores como UltraMantis, Mister Zero e Hallowicked, que se tornariam ícones da empresa no futuro. 

                                           Seção de treinamento conduzida na, agora, Chikara Wrestle Factory



Em maio, a escola é expandida em uma promotora, que teria o objetivo de apresentar os estudantes e lhes dar experiência em eventos, nascendo assim a Chikara Pro. O primeiro show da nova companhia aconteceu em 25 de maio, e além dos estudantes e dos treinadores principais (Quackenbush e Youth), o evento também contou com a presença de vários conhecidos indy wrestlers da época, como CM Punk, Colt Cabana, Chris Hero e antigo colega dos fundadores, Don Montoya.

Logo nesse primeiro evento, puderam ser vistos alguns traços diferenciados da Chikara, como o uso dos termos típicos da lucha libre para indicar o alinhamento de seus wrestlers, divididos em rudos (heels) e tenicos (faces), com Hallowicked e Ichabod Slayne como os rudos de topo, e Quackenbush, Youth e Ultra Mantis como os tecnicos de topo.


                                      Mike Quackenbush, fundador da Chikara e treinador-chefe da Wrestle Factory


Em 2002, a empresa teve um grande revés, quando ativistas da cidade de Allentown processaram a companhia pela realização de eventos fora da Wrestle Factory, afirmando que a Chikara cometia inúmeras irregularidades. Isso levou a que a companhia ficasse proibida de apresentar seus shows fora de sua escola de treinamento, e acarretou o cancelamento de várias apresentações marcadas pelo mês de outubro. Durante esse hiato, a empresa lançou edições em vídeo de alguns de seus antigos shows, e permitiu que seus lutadores competissem na parceira IWA-MS.

A situação envolvendo o local de realização de seus eventos só foi resolvida quando a companhia fez um acordo com a St John's Lutheran Curch, que permitiu que os eventos da Chikara fossem realizados nas dependências da igreja. A partir daí, a empresa começou a operar num esquema de "temporadas", mantendo esse estilo de calendário até hoje. Também, a partir de 2005, a Chikara passou a se apresentar na New Alhambra Arena (atual 2300 Arena), em Philadelphia, Pennsylvania, antiga arena da ECW, quando iniciou uma parceria com a CZW.




Um ponto interessante sobre a Chikara, é o tipo de produto que a companhia oferece. Apesar de vários estilos diferentes de combate aparecerem em seus espetáculos, e de lutadores de todo o cenário independente competirem, a companhia apresenta shows recheados de comédia em suas lutas, prezando por manter um ambiente completamente "family-friendly" e que permita que qualquer um assista os eventos (tática diferente da Hoodslam, por exemplo, que também faz shows mais voltados à comédia, mas voltados ao público adulto). Além disso, como na lucha libre, mulheres e homens competem juntos no ringue e podem disputar títulos entre si.


                      Ex-Chikara Grand Champion Princess KimberLee e a vencedora da Young Lion's Cup 2014, Heidi Lovelace


A empresa também é bastante ativa nos meios sociais e na internet. O Smart Mark Videos, famosa distribuidora de vídeos de wrestling, realiza as vendas das verões em vídeo de seus eventos (todos a preços bastante convidativos). A companhia também possui desde 2008 um programa semanal na internet, o Chikara Podcast-A-Go-Go, com a apresentação de entrevistas e combates diversos. Além desses, a Chikara também produz ippv's desde 2007, porém seu primeiro ippv transmitido ao vivo ocorreu apenas em 2011, quando é transmitido o High Noon, evento que coroou o primeiro Chikara Grand Champion.




Por fim, em 2015, a empresa criou a Chikaratopia, um serviço de streaming online com seus eventos anteriores, e que desde julho do mesmo ano começou a transmitir o Journey Into Chikara, seu novo programa semanal, também exibido no canal da companhia no YouTube.

A companhia também é conhecida por suas várias parcerias com companhias independentes japonesas, em especial com companhias de joshi puroresu, como a Ice Ribbon, a JWP, e a Sendai Girls' Pro Wrestling, bem como empresas predominantemente masculinas, como a Dragon Gate e a Osaka Pro Wrestling, o que fez a empresa contar com a participação de nomes como Great Sasuke, Aja Kong, Kana (Asuka no NXT), Ibushi Kota, Toyota Manami, entre outros.




Por fim, convém falar mais um pouco sobre a Chikara Wrestle Factory, a escola preparatória da companhia, onde seus lutadores são formados. Como citado antes, a escola foi fundada em 2002 por Quackenbush e Reckless Youth, que agiram como treinadores-chefes até 2004, quando Youth deixou a companhia, sendo substituído por Chris Hero. Em 2005, a escola se mudou para a New Alhambra Arena juntado-se à escola de treinamento da CZW e tornando-se a CZW/Chikara Wrestle Factory, numa parceria que durou até 2007, quando as escolas se separaram e a CWF voltou para Allentown.


                                                         Visão exterior da Chikara Wrestle Factory


De 2007 a 2011, Claudio Castagnoli (Cesaro na WWE) juntou-se a escola para substituir Hero como treinador, e após sua ida para a companhia de Vince McMahon, Mike Quackenbush tornou-se o treinador-chefe responsável por todas as turmas. Em 2014, a escola volta a ser sediada na agora 2300 Arena, em Philadelphia, permanecendo lá até hoje. Além de ensinarem os mais variados estilos de wrestling, a escola também forma managers, valets e árbitros, bem como possui a participação de convidados famosos como Terry Funk, CM Punk, Marty Jannetty, Jorge Rivera, entre outros, como palestrantes.

A companhia oferece três títulos para disputa entre seus lutadores, cada qual com seu próprio "modo de operação". São eles:


Chikara Grand Championship - Apesar de ser o principal título da empresa, o Grand Championship foi o último cinturão criado pela companhia, em fevereiro de 2011, tendo sido recompensado ao vencedor de um torneio com um estranho método de participação.

Os lutadores que desejassem integrar este tornei inaugural deveriam conseguir votos de seus colegas, e aqueles que tivessem mais votos, entrariam na disputa (os lutadores não podiam votar em si mesmos). 16 lutadores foram escolhidos para o torneio, que teve como vencedor e campeão inaugural Eddie Kingston.




O que realmente é inusitado, entretanto, é a forma de definir os desafiantes ao título. Para um wrestler ter direito a um combate pelo Grand Championship, ele deve vencer três combates seguidos nos eventos da empresa, onde caso perca um combate, deve voltar a competir até obter as três vitórias necessárias. Atualmente, o título está nas mãos de Hallowicked, o único lutador com dois reinados com o cinturão.

                                      Atual Chikara Grand Champion, Hallowicked, na época de seu primeiro reinado



Chikara Campeonato de Parejas - Criado em 2006 com prêmio da terceira edição do torneio Chikara Tag World Grand Prix, os cinturões de duplas da companhia foram os primeiros a receberem a estranha regra de três vitórias seguidas para a obtenção de uma title shot, modelo que foi utilizado posteriormente para o Chikara Grand Championship. O título, como o nome sugere, segue regras tradicionais de lucha libre para suas defesas, sendo estas sempre realizadas em combates de melhor de três.

Os campeões inaugurais (e vencedores do terceiro TWGP) foram os Kings of Wrestling (Claudio Castagnoli e Chris Hero), enquanto os atuais campeões são os Moustache Mountain (Tyler Bate e Trent Seven).


                                                     Moustache Moutain, atuais Campeones de Parejas



Young Lion's Cup - Criado em 2002, o Young Lion's Cup é um torneio inicialmente destinado a lutadores com baixa experiência profissional (só estavam qualificados para competir wrestlers com menos de 50 lutas profissionais no currículo), mas depois modificado para que apenas lutadores com menos de 25 anos de idade pudessem competir.




Ao vencer uma das edições do torneio, o lutador recebe um troféu que deve ser defendido como um título comum até que o próximo torneio ocorra. Ao se tornar campeão, ou perder o título, o wrestler em questão não pode mais participar o torneio ou receber novas shots ao troféu, o que fez com que todos os campeões possuíssem um único reinado, diferindo apenas no número de dias que passaram com o título em mãos.

O primeiro Young Lion's Champion foi Hallowicked, em 2002, e o atual portador do título é ThunderFrog. Como curiosidade, em 2014 Heidi Lovelace tornou-se a única mulher a se tornar campeã do torneio, derrotando Missile Assault Ant nas finais.


                                                O vencedor da edição de 2016 da Young Lion's Cup, ThunderFrog


Além destas premiações, a Chikara também organiza três prestigiosos torneios anuais, bastante importantes na cena independente norte-americana. Estas competições são:


King of Trios - O mais famoso torneio e maior evento anual da Chikara, o KoT é um torneio específico para equipes de três pessoas, sendo normalmente 16 trios competindo (a única excessão foi o torneio de 2008, onde 28 equipes participaram) em três dias de evento. A primeira edição do evento ocorreu em 2007, cujos vencedores foram Mike Quackenbush, Jigsaw e Shane Storm.




Além dos lutadores da Chikara, trios de várias companhias independentes do mundo todo também participam da competição, sendo que desde 2012 equipes totalmente femininas competem no evento que, inclusive, teve como vencedoras da edição deste ano a equipe da Sendai Girls' Pro Wrestling (Cassandra Miyagi, Dash Chisako e Satomura Meiko).


Tag World Grand Prix - Segundo principal torneio da Chikara, o TWGP, como o próprio nome diz, é uma competição especializada em combates de tag teams, com duração de três dias, que ao longo dos anos teve um número variável de competidores e de mudanças  nas suas regras.

Na edição inaugural, em 2003, competiram 12 times com finais no formato de 3-way match (os vencedores inaugurais foram Blind Rage e Hallowicked, os NightShift). Em 2005 e 2006, o número de equipes competindo aumentou para 32, com a final sendo uma tag match normal. Em 2008, o torneio voltou ao formato de 2003, mas as edições de 2013 e 2014 seguiram o formato usado em 2005, porém com 16 equipes competindo, ao invés das 32 daquele ano.

Obs: O vídeo a seguir mostra um dos dias do TWGP de 2014, que foi realizado pela empresa irmã da Chikara, a Wrestling Is Fun!.




Por fim, em 2016, o número de participantes do torneio foi de apenas 8 times, ainda seguindo as regras de 2005, sendo os últimos vencedores a Devastation Corporation (Blaster McMassive e Flex Rumblecrunch).


Rey de Voladores - Único torneio da Chikara voltado à competição individual, o Rey de Voladores é totalmente voltado aos lutadores cruiserweight, com vários do mais famosos wrestlers dessa divisão competindo nas duas noites do evento (apenas a primeira edição ocorreu em noite única).




Oito lutadores competem em duas Fatal 4-Way matches, onde os vencedores avançam para a grande final que coroa o Rey de Voladores. O campeão inaugural do torneio foi Chuk Taylor, em 2007, e o último vencedor, neste ano, foi Aerostar.


A Chikara também é conhecida pelo evento anual Chikara Torneo Cibernetico, cujo combate principal é um Torneo cibernetico, uma 16-man Elimination Tag Team match, com ordem específica de entrada para os lutadores, e que segue as regras de tag matches da lucha libre. Quando todos os membros de uma das equipes são eliminados, os restantes da equipe adversária competem entre si para determinar um vencedor único para o combate.




O primeiro vencedor do Torneo cibernetico foi Jigsaw, em 2004, e o último foi Juan Francisco de Coronado, em 2015.

Por fim, convém citar os nomes de vários famosos alumni e convidados que já competiram pela companhia, com nomes que incluem, Jay Lethal, Adam Cole, Delirious, e vários outros lutadores da Ring of Honor; Sara Del Rey, Brodie Lee (Luke Harper), Pac (Neville), El Generico (Sami Zayn), e outros que atualmente competem pela WWE; ex-TNA's como Amazing Kong, Sonjay Dutt, Amazing Red e Hamada Ayako; além de lutadors da AAA/Lucha Underground e diversas promotoras japonesas, como Aerostar, Drago, Okada, Sanada Seiya, La Parka, Shirai Mio, entre outros.






É certo que hoje muitas pessoas procuram por um produto mais sério e realístico no que se trata de wrestling, entretanto shows de companhias como a Chikara nos fazem lembrar do princípio básico da luta livre: prover entretenimento e divertir o público. Poucas promotoras conseguem criar coisa tão engraçadas como a Chikara, especialmente seguindo o caminho mais "amigável" que eles utilizam, em um show que qualquer um possa assistir, sem se sentir ofendido com nada.

Portanto, com sempre, recomendo aos leitores que procurem conhecer a empresa e, quando possível, assistir a algumas de suas apresentações, mesmo que através de vídeos do YouTube ou outro serviço de vídeo. Também deixo para que falem sua opinião sobre esta inusitada companhia nos comentários. Aproveitem o texto, divirtam-se, e até a próxima.

TNA Impact Wrestling 22.09.2016 | TRANSMISSÃO AO VIVO



Aviso para assustar?

Neste episódio do IMPACT Wrestling, a bizarra rivalidade entre os Hardys e os TNA World Tag Team Champions Decay continua e agora que no Bound For Glory está confirmado a "Great War" pelos títulos entre estas duas equipas...

O que será esta grande guerra, ninguém sabe mas a verdade é que esta rivalidade tem sido pessoal a partir do momento em que os Decay começam a falar no Maxel (filho do Matt e Reby Hardy) e tentam fazer de tudo para o raptar, levando ao esperado "Delete or Decay" há duas semanas atrás!

Desde o dia em que Jeff Hardy perdeu o direito de usar o nome Hardy e passou a ser o Brother Nero, nunca se pensou que os Hardys iriam regressar, mas a verdade é que o destino voltou a uni-los da maneira mais bizarra possível e agora estão a duas semanas de possivelmente voltarem a ser campeões de equipas.

No entanto, na semana passada, os Decay entraram em conflito com os Hardys, mas finalmente dentro do ringue, tanto que as primeiras a criarem confusão foram Rosemary e Reby, quando Rosemary insultou verbalmente o facto de Reby não ser uma grande mãe para Maxel...

Os Decay gostam do desafio feito pelos Hardys para ser uma "Great War", visto que já passaram por várias guerras brutais no passado (seja a nível individual ou em equipa) e as duas equipas vão estar provavelmente num ambiente que lhes é muito familiar!

Há mais de 5 meses que os Decay são TNA World Tag Team Champions, no entanto no Bound For Glory poderão estar em risco de perder os títulos, mas será que o aviso que os Decay têm para os Hardys irá mudar o jogo todo? Ou irão os Hardys provar mais uma vez que conseguem ser mais bizarros que os próprios Decay?

Para assistir ao IMPACT, clicar no seguinte link:
http://adf.ly/1dL1ld

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

WWE NXT 21.09.2016 | Vídeos + Resultados


Este episódio do NXT tem como destaque um combate entre um dos participantes do CruiserWeight Classic, Cedric Alexander e a estrela mexicana Andrade "Cien" Almas. Para além disso, também conta com um combate entre Austin Aries e Oney Lorcan e ainda um combate feminino entre a Billie Kay e a mais jovem lutadora, Aliyah.

Pro Wrestling in Pictures (287) The Authorit(ies)!

Está de regresso o Pro Wrestling in Pictures, o espaço que pretende mostrar o melhor e o pior do wrestling em imagens, sempre com um toque de humor. Desta vez dedicado a algumas das principais figuras de autoridade da história do Pro Wrestling.






















Relembro que podem sempre comentar, deixar sugestões ou até mesmo sugerir temas. Podem, também, enviar as vossas fotos para wrestlingnoticias@gmail.com. Prometemos publicar as melhores!

Lucha Underground S3 - 14.09.2016 | Vídeos + Resultados


Já com duas temporadas recheadas de sucesso, a promotora de Lucha Libre, AAA regressa mais uma vez ao mercado norte-americano com o seu programa de sucesso, Lucha Underground! Este projecto é um híbrido entre a Lucha Libre e o wrestling norte-americano e que apresenta lutadores dos dois estilos. O episódio desta semana tem como destaque a revanche entre a Worldwide Underground (Jack Evans, Johnny Mundo e PJ Black) contra Fénix, Drago e Aerostar pelos LU Trios Championships.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

KING OF... THEMES #36 | John Cena vs. Randy Orton vs. Batista


Na última edição do "King of Themes", o vencedor numa luta renhida, foi o "My Time" de Triple H.

Triple H - "My Time" - 6 votos
vs
Mick Foley - "Wrecked" - 4 votos
vs
Kane - "Burned" - 4 votos
vs.
Test - "This Is a Test" -  0 votos
_________________________________________________________

Na eliminatória desta semana teremos um embate entre temas das grandes estrelas que surgiram na "Ruthless Agression Era": John Cena, Randy Orton e Batista.



John Cena - "My Time is Now"

Vs.

Randy Orton - "Voices"


Vs.

Batista - "I Walk Alone"


Votem já no vosso tema favorito!

Já qualificados:

Finn Bálor "Catch Your Breath"
Nexus - We Are One"
Becky Lynch - "Celtic Invasion"
CM Punk - "Cult of Personality"
Beer Money - "Take a Fall"
Steve Austin - "Hell Frozen Over"
Christian Cage - "Take Over
Seth Rollins - "Second Coming"
Undertaker - "Rest In Peace"
Sami Zayn - "World's Apart"
Okada - "Rain Maker"
Randy Savage - "Pomp & Circumstance"
DX - "Break It Down"
Hardy Boyz - "Loaded"
Nakamura - "The Rising Sun"
AJ Styles - "Phenomenal"
Triple H - "Time To Play The Game"
Jeff Hardy - "Another Me"
Randy Orton - "Burn In My Light"
Sandman - "Enter Sandman"
Drew McIntyre - "Broken Dreams"
Kurt Angle - "Medal"
CM Punk - "This Fire Burns"
RVD - "One of A Kind"
Mark Henry - "Some Boides Gonna Get It"
Shane McMahon - "Here Comes The Money"
Edge - "Metalingus"
Chris Jericho - "Break The Walls Down"
Chris Benoit - "Whatever"
Brothers of Destruction - "Rollin"
Shawn Michaels - "Sexy Boy"
Bobby Roode - "Glorious"
Bullet Club - "Shoot'Em"
Triple H - "My Time"

WWE Smackdown Live 20.09.2016 | Vídeos + Resultados


Este episódio do Smackdown Live tem como destaque a defesa do Intercontinental Championship, no qual The Miz defende contra Dolph Ziggler. Para além também conta com um combate entre John Cena e Dean Ambrose e ainda um combate de equipas para determinar quem irá enfrentar Heath Slater e Rhyno pelos Smackdown Tag Team Championships no No Mercy entre American Alpha (Jason Jordan e Chad Gable) e The Usos (Jimmy e Jey Uso).

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

WWE Monday Night Raw 19.09.2016 | VÍDEOS + RESULTADOS



Este episódio do Monday Night Raw é o último RAW antes de seu PPV exclusivo, o Clash of Champions, que acontecerá no próximo Domingo, dia 25 de Setembro. Mick Foley terá que lidar com alguns problemas, como a atitude de Seth Rollins, e como decidir sobre o controverso final da luta das mulheres, que decidiu quem enfrentará Charlotte pelo RAW Womens Championship. Destaque também para a estreia da divisão Cruiserweight no RAW, nove anos depois da descontinuação a divisão na WWE!